História Sempre ao seu Lado - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Gajeel Redfox
Tags Fary Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu
Exibições 202
Palavras 1.236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


cap novo pessoal espero que gostem

Capítulo 11 - Igneel e suas loucuras


Fanfic / Fanfiction Sempre ao seu Lado - Capítulo 11 - Igneel e suas loucuras

Cap. 10

                                                                                    Levy

Rogue me encontrou na parada, ele estava sorridente.

Rogue: eu estou indo pro bar agora Levy, se quiser eu te dou uma carona, leva esse monte de sacolas no ônibus lotado vai ser complicado.

Eu estava preste a aceitar quando sinto um braço pesado sendo apoiado em minha cabeça

Gajeel: cai fora moleque, essa nanica já e minha.

Rogue: ela e que decide com quem vai seu babaca

Rogue e Gajeel trocaram olhares assustadores, antes que algum dos dois pudesse fazer alguma besteira eu abraço as costas do Gajeel, percebendo que foi derrotado Rogue entra no seu carro irritado.

Gajeel: o taxi que eu chamei já chegou, vamos logo baixinha.

Levy: não precisava Gajeel, o ônibus já ia passar.

Gajeel: você está com um monte de sacolas, na primeira freada brusca que o motorista desse eu aposto que você voaria longe, afinal de contas com esse tamanho todo você mal consegue se segurar nos apoios do ônibus, hehe.

Levy: não estrague o momento seu idiota

Gajeel: eu já te disse que eu adoro quando você faz essa carinha de irritada

Entramos no taxi, a viagem não demorou muito, quando chegamos no bar, pra minha surpresa Erza estava lá

Gajeel: obrigada Erza, vou ficar te devendo uma.

Erza: tudo bem, apenas não incendeiem a casa de novo, da ultima vez o velho ficou bem irritado.

Não entendo oque estava acontecendo, quando vejo Gajeel esta entrando novamente no taxi

Levy: aonde você vai, achei que ia ficar aqui no bar.

Gajeel: desculpe baixinha e que eu preciso ajudar o rosinha, eu volto pra casa pra lá pra meia noite.

Levy: quando você voltar eu vou querer tudo bem explicado, e você vai me deixar voltar pra casa sozinha seu idiota.

Gajeel: esta com ciúmes baixinha fique tranquila só vai ter homens aonde eu vou, e eu pedi a Erza que fizesse hora aqui no bar e depois te levasse pra casa, ela pode te explicar melhor pra onde eu vou, preciso ir estou atrasado

Depois de colocar meu uniforme vou pro salão do bar, aproveito que tem pouco movimento e vou conversar com a Erza.

Levy: Erza porque o Gajeel precisa ajudar o Natsu e pra onde ele foi

Erza: toda vez que o pai do Natsu vem fazer uma visita, os meninos ajudam a conter ele, o tio Igneel e bem irritado e inusitado principalmente quando está bêbado, da ultima vez que os meninos trouxeram ele pro Fairy Bar ele destruiu mesas e pratos por conta de uma aposta bêbada, o plano que os meninos usam a um ano e que consegue causar menos problemas e embebedar o Igneel enquanto jogam cartas no apartamento do Natsu,  quando  ele estiver completamente bêbado sempre acaba desmaiando , na maioria das vezes acaba bem, exceto na semana passada que o Igneel apostou com o Natsu que ele conseguia deter o fogo na cortina com o poder da mente, no fim das contas quase conseguiram explodir o apartamento, eu vou fazer hora aqui ate a hora de você largar ,  depois eu espero na sua casa o Jellal ligar avisando que o Igneel esta desmaiado, busco o Jellal e o Gaj

Levy: ok então vai querer alguma agora ou só mais tarde

Erza: eu vou querer um x-Burger com uma porção de fritas e um refrigerante diet

Anoto o pedido da Erza e saio da mesa, nossa não imaginava que o pai do Natsu seria tão inconsequente, talvez seja dele que o rosado tem esse jeito, o bar como de costume estava bem cheio, porem dessa vez eu acabo atendendo a mesa do Rogue, ele estava sentando com um amigo loiro, depois de algum tempo já estava perto da hora de eu poder largar Rogue me chama em sua mesa, me aproximo da mesa e sem perceber Rogue me coloca em seu colo com pouca gentileza.

Levy: você enlouqueceu, eu estou tentando trabalhar e isso não tem graça Rogue.

Rogue: pra min está ótimo, e oque você estava fazendo junto do babaca do Redfox.

Levy: me solta Rogue, você esta me machucando.

A cena parecia divertir os amigos dele

Levy: eu não vou repetir Rogue e o Gajeel e meu namorado se você quer saber

Rogue: nossa pra você esta com aquele babaca pobretão tem que ser muito burra, saiba que eu posso te tornar muito rica e feliz garota.

Levy: eu não quero nada de você e se não me soltar em cinco segundos eu vou começar a gritar

Aquilo intimidou o garoto, ele finalmente me soltou, e pensar que aquele rapaz gentil de hoje de tarde se transformou nesse ser repugnante, ele se levantou da mesa com seus amigos, ele me encarava com malicia em seus olhos.

Rogue: você sabe que eu tentei da maneira gentil, eu ainda vou descobrir porque o Gajeel gosta tanto de você, apenas me aguarde garota tudo que eu quero eu consigo, nem que seja necessário uso da força.

Erza: eu gostaria de ver você tentar

Rogue e seus amigos foram embora depois da chegada da Erza, não gostei nem um pouco das ameaças dele, espero que não passem disso, não muito tempo depois eu e Erza fomos pra casa, foi muito divertido ouvir as historias da Erza sobre ela e o Jellal, quando deu mais o menos meia noite e meia Erza saiu pra buscar os rapazes, tomo um banho quente, visto minha camisola rosa nova, espero o Gajeel na cama, a cama fica bem fria quando ele não esta, me abraço com meu urso na tentativa de simular seu calor, pouco tempo depois Gajeel chega em casa, ele toma um banho rápido antes de ir pra cama, ele entra bem desajeitado na cama

Gajeel: baixinha eu sei que está acordada, eu adorei sua camisola nova.

Gajeel me envolve com seus braços grandes e fortes, me viro e vejo em seu rosto que ele estava claramente bêbado.

Gajeel: pequena eu adoro ver sua cara de brava, mas sua cara de sono e a mais fofa

Gajeel parecia querer falar alguma coisa, pois ele balbuciou bastante porem sem sucesso, depois de algum tempo ele acabou cedendo ao sono e desmaiou na cama, esse idiota devia ter bebido menos.

Gajeel

      Sou acordado pela baixinha, ela estava com uma cara de quem estava bastante irritada.

Levy: vocês perderam a noção Gajeel, mais que merda de aposta foi essa

A nanica estava falando alto demais, parecia que meu cérebro ia derreter, depois de alguns segundos pra me recuperar eu consigo responder.

Gajeel: eu não lembro de verdade oque aconteceu dessa vez, pior de tudo que eu não planejava nem beber, que droga.

Levy: a Erza me falou que o Gray apostou com você que ele era capaz de voar, ainda bem que vocês não o deixaram pular do quinto andar, ao menos isso.

Gajeel: então oque aconteceu finalmente

Levy: vocês empilharam seis cadeiras no estacionamento e ele pulou de cima delas tentando voar, ele quebrou o braço, Juvia esta no hospital com ele desesperada, vamos fazer uma visita na casa deles hoje à tarde já que afinal de contas hoje você esta de folga.

Gajeel: como você sabe que eu não trabalho hoje

Levy: Juvia me contou pelo telefone, se arrume e tome café que logo nos vamos sair.

Gajeel: eu perdi a faculdade hoje, que droga não devia ter bebido tanto.

Levy: isso que acontece quando você decide encher a cara seu idiota 


Notas Finais


e ai oque acharam
caso eu não poste um cap novo saibam que a culpa e do meu word bugado
abraços a todos que estão lendo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...