História Sempre ao seu Lado - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Gajeel Redfox
Tags Fary Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu
Exibições 272
Palavras 1.156
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


desculpa pela demora pessoal, por conta da minha maldita net n consegui enviar o capitulo hj a tarde
espero que gostem

Capítulo 3 - Novas amizades


Fanfic / Fanfiction Sempre ao seu Lado - Capítulo 3 - Novas amizades

Capitulo 3

Levy

Fui acordada por conta daquele maldito pesadelo que não tinha há anos a voz dos meus pais ecoava em minha cabeça, desisto de tentar dormir novamente, olho no despertador que marcava às 10h30min, me levanto da cama e noto que no criado mudo próximo da cama há um envelope com meu nome escrito, abro o envelope e vejo que tem um bilhete do Gajeel, leio o bilhete e nele estava escrito:

Pequena fui a faculdade e depois vou pro trabalho, voltarei a noite lá pras 20h.

Seu vestido estava muito sujo e rasgado por isso tive que joga-lo fora, sua roupa intima esta no banheiro junto a uma camisa lavada, não se preocupe eu pedi a algumas amigas da minha irmã que fossem ao apartamento te dar umas roupas usadas, elas devem passar ai no começo da tarde.

Tem alguns ingredientes na geladeira e caso você não saiba cozinha a uma lasanha congelada no freezer.

Não saia de casa sozinha, e hoje a noite tem algo serio que eu quero conversar com você nanica, em caso de qualquer emergência pode me ligar.

PS: não se assuste caso tenha uma mulher bêbada desmaiada no sofá seu nome e Cana ela e boa pessoa.

Ass. Gajeel

Depois de ler o bilhete dou uma bela reparada no quarto do Gajeel, o quarto tem paredes cinza claros com a cama de casal forrada com lençóis brancos no centro ao lado da janela, o quarto não era muito grande e estava bastante bagunçado há roupas sujas e livros espalhados pelo chão, saio do quarto e vou ao banheiro, após tomar um bom banho quente me visto com a camisa do Gajeel o cheiro do Gajeel na camisa e doce e inebriante, por, mas que eu gostasse de usar a camisa do Gajeel estou irritada por ele ter jogado meu vestido preferido fora sem me perguntar, na pia do banheiro tinha apenas uma escova de dente, procuro por alguma reserva no pequeno armário do banheiro, além da escova vejo que no armário a diversos tipos de calmantes o que mais me chamou a atenção foi o remédio antidepressivo, depois de realizar minha higiene matinal saio do banheiro e vou em direção da sala, a sala do apartamento possuía um belo sofá cor de vinho direcionado para tv, no canto esquerdo da sala tinha a porta que da acesso a cozinha, já no canto direito da sala tinha uma mesa marrom claro, na mesa repousava um grande livro negra e dois pequenos cadernos de anotações, deve ser nessa mesa que o Gajeel estuda durante a noite, estou indo para a cozinha quando escuto um barulho de uma garrafa quebrando, me viro e vejo uma bela garota magra e alta com longos cabelos castanhos que usava apenas um top e uma calça jeans se espreguiçar no sofá da sala.

Cana: Gaj-kun e você?

Levy: não, meu nome e Levy, e você deve ser a Cana certo?

 

 Cana: sim, e um prazer te conhecer Levy, você e a nova namorada do Gaj-kun ou e apenas sexo casual?

Levy havia ficado rubra como um pimentão, Levy estava com vergonha, ao perceber a forma como a garota estava a encarando gerou um sentimento de ciúmes, quase que involuntariamente Levy respondeu a morena.

Levy: se eu for a namorada dele tem algum problema quanto a isso?

Cana: eu adoraria, sabe não precisa ter ciúmes de min, eu e o Gaj-kun somos amigos há um tempo, eu trabalho na boate aqui perto durante toda noite e o começo do dia o Gaj-kun me deixa descansar no apartamento dele enquanto ele esta na faculdade, sabe o Gaj-kun sempre esteve com muitas mulheres mais nunca levo isso adiante, conhecer a garota que conseguiu penetrar no coração de aço do Gajeel e uma honra kkk.

Levy havia ficado mais tranquila porem ainda estava bastante envergonhada.

Levy: eu não sou a namorada dele Cana, sou apenas uma mendiga que ele teve pena e decidiu ajudar. Disse Levy cabisbaixa

Cana: o Gaj-kun pode ter aquela cara emburrada e de poucos amigos e ate ser grosso porem atrais daquela muralha há um coração bom e inseguro, eu conheço desde moleque, o Gajeel n faz o tipo de bom samaritano se ele te ajudou e porque viu algo em você, se você o ama não deixei essa oportunidade passar.

Levy: obrigado pelo conselho Cana, mas duvido que ele queira ter algo comigo, sabe você falou que ele já esteve com varias garotas e nunca namorou serio com nenhuma delas, por que ele iria querer ter algo com uma nanica despeitada feito eu.

Cana: garota você e linda de rosto e olha só essas pernas e essa bunda ate mesmo eu estou com inveja de você. Disse Cana rindo

Cana começou a recolher os cacos da garrafa de cerveja quebrada, depois de juntar todos ela os colocou no lixeiro da cozinha.

Levy: vou fazer o almoço você que almoçar comigo?

Cana: vamos marca pra outro dia, fiquei de almoçar hoje com meu namorado, ele e um cara incrível porem e muito ciumento às vezes.

Quando o telefone de Cana começou a tocar e ela viu de quem era o numero um sorriso tomou conta de seu rosto, Cana se despediu de Levy e saio às pressas do prédio.

Levy estava assistindo um programa de culinária quando teve a ideia de fazer um jantar delicioso para o Gajeel ela faria costelas de porco com molho missô acompanhada de verduras refogadas e arroz integral que passava na Tv, anotou os ingredientes e o modo de preparo numa folha de papel que achou largada perto da mesa de estudo da sala, quando terminou de anotar foi checar na geladeira se havia todos os ingredientes, pela quantia que tinha na geladeira Levy sabia que daria para um jantar e Gajeel ainda poderia levar de almoço no dia seguinte, decidiu que iria almoçar a lasanha de micro ondas para sobrar mais ingredientes para o jantar ela tirou a lasanha do freezer e coloco no micro ondas, enquanto a lasanha estava ficando pronta Levy começou a temperar as costelas, após alguns minutos a lasanha estava pronta, Levy a pegou com cuidado e foi para sala assistir uma serie policial qualquer enquanto comia.

                                                                            Quebra de tempo

Levy ouviu a campainha sendo tocada, ela se levantou e deu passos meio desajeitados por conta da lasanha que acabara de comer, quando Levy abriu a porta se deparou com duas mulheres altas, uma delas tinha cabelo loiro, utilizava uma blusa simples e uma calça jeans, oque mais chamou atenção de Levy na garota foi seu rosto que estava pálido, já a segunda garota tinha cabelos carmesins era um pouco mais alta que a loira, ela utilizava uma blusa branca rasgada nas costas e uma calça jeans preta, a ruiva carregava um semblante de poucos amigos, ambas traziam consigo sacolas de roupas,

Erza: entra logo Lucy, e você sabe que não foi tão ruim assim.


Notas Finais


espero que gostem pessoal, pretendo posta o mais breve possivel o cap 4
me contem oque estão achando da fic
abraços e nos vemos no cap 4


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...