História Sempre ao seu Lado - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Gajeel Redfox
Tags Fary Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu
Exibições 67
Palavras 1.669
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo pessoal cap novo para vocês
espero que curtam

Capítulo 45 - Sempre juntos


Fanfic / Fanfiction Sempre ao seu Lado - Capítulo 45 - Sempre juntos

Cap.41

Gajeel

O mordomo me encarou me analisando

-Ela está no banho, mas o que você quer- falei calmo

-Meu patrão me mandou entregar algo para ela, posso entrar? – Ele me perguntou

-Tudo bem fique à vontade

O mordomo se sentou no sofá com a mala apoiada em seu colo, o ofereci agua mas ele recusou, me sentei de frente para ele e nos ficamos no encarando

-O que o senhor é da senhorita Mcgarden, apenas por curiosidade mesmo-

-Ela e minha namorada, e a mãe do meu filho- falei orgulhoso

-Fico feliz por você, sem querer parecer grosso mas ela ainda vai demorar muito no banho? – ele me perguntou checando o relógio de pulso

Levy chegou em menos de um minuto depois dele perguntar isso, ela se sentou ao meu lado e o encarou também, o mordomo

-Estatura baixa, cabelos azuis, olhos ingênuos cor de âmbar é sua descrição bate com a que Zeref-Sama me passou- ele falou ainda analisando Levy

Ao ouvir que ele falou Zeref fiquei um pouco mais nervoso

-O que você quer comigo- perguntou a baixinha curiosa

-Zeref-Sama me mandou entregar o pagamento pelas pastas que ele obteve, o combinado com o Três era de vinte milhões de dólares, como não tínhamos sua conta eu precisei vir aqui entregar

O velho pegou a mala gigantesca prateada e entregou para Levy, a pobre baixinha não esperava todo aquele peso na mala, ela acabou deixando a mala cair no chão e se não fosse por min teria caído junto, segurei Levy com minha mão esquerda e com a direita peguei a mala, esse velho deve ter uma boa força para ter conseguido trazer a mesma

-Velho apenas me diga como diabos eu irei conseguir lavar todo esse dinheiro, eu sou apenas um estudante de física e ela e uma desempregada

-Isso não e problema meu, meu patrão apenas espera que vocês mantenham segredo quanto a isso, eu minha mais breve opinião eu aconselharia a vocês a se mudarem para o mais longe que puderem de magnólia sem olhar para trás, as coisas vão ficar tensas daqui a uns meses- ele falou sério e saiu do apartamento

Ótimo eu já tinha um problema que era de como lavar o dinheiro do apartamento e dos moveis agora terei que achar um lugar para guardar esses vinte milhões em segredo, eu penso em seriamente pegar esse dinheiro e desaparecer com a baixinha talvez assim possamos evitar qualquer problema futuro

-Eu realmente não sei como vamos conseguir lavar esse dinheiro, ao menos agora nós somos milionários

-Depois pensamos nisso vamos jantar agora, tem algo que quero falar com você- ela me falou dando nos ombros

Somente agora eu notei que depois do banho a baixinha vestiu apenas sua camisola rosa, eu estou realmente excitado, eu tentei agarra-la mais meus movimentos ainda estão lentos então ela conseguiu escapar por pouco, a acompanhei até a mesa da cozinha, a baixinha cozinha divinamente, o peixe estava delicioso, como sempre tive que insistir para ela comer mais, a baixinha me contou que conseguiu a vaga de bibliotecária e que amanhã ela iria ter que ir cedo até a guilda, hoje seria nosso último dia naquele apartamento, nosso amigos já tinha me mandando umas dez mensagens perguntando onde nos estávamos nesses últimos dias, depois do jantar eu finalmente consegui pegar a baixinha, dei um beijo quente nela enquanto apertava sua bunda, a baixinha estava completamente entregue a min, fui até o quarto principal sem parar nosso beijo, a depositei gentilmente na cama, tirei sem o mínimo de cuidado sua camisola, comecei a brincar com seus pequenos mamilos, rasguei sua calcinha e a penetrei com um dos meu dedos depois coloquei outro dedo e comecei a masturbar sem dó, Levy arquejou suas pernas ela estava preste a gozar, tirei meus dedos e ela me encarou com um tom de desaprovação, tirei minhas roupas o lado bom da baixinha estar gravida e que não preciso usar mais a camisinha, a penetrei de uma vez e comecei meus movimentos, Levy podia não ser mais virgem mas me apertava da mesma maneira, a baixinha me proporcionava o sexo mais incrível da minha vida, com as outras garotas era algo simples e sem sentimento algum, com a baixinha e completamente diferente era uma verdadeira concessão, depois de algumas estocadas senti ela apertar ainda mais meu membro em sinal que tinha gozado, não demorou muito para eu gozar também, nós fizemos mais uma vez depois dessa, Levy sempre arranhava minhas costas e mordia meu ombro, eu adoro quando ela faz isso depois da terceira rodada Levy estava nas nuvens com um sorriso besta no rosto, eu ainda não estava satisfeito mas não queria força-la eu poderia acabar a machucando, o grande problema e que não estou conseguindo me segurar só de ver a baixinha sem roupa deitada na cama toda suada eu já me excito novamente, Levy se surpreendeu ao ver minha ereção ela deve ter entendido

-Gajeel eu realmente não aguento, minhas pernas estão doloridas, mas eu posso te ajudar a se aliviar- ela falou me provocando

A baixinha humedeceu seus lábios e começou a fazer o melhor oral que eu recebi na minha vida, depois disso cai devastado na cama no todo suado, Levy se aninhou no meu peito e eu beijei sua cabeça, essa foi a noite mais deliciosa e cansativa que tivemos, dormimos exaustos

No dia seguinte nos saímos da cobertura e voltamos para nosso apartamento, nos dias seguintes eu o reformei, Levy virou uma agente oficial da FT  eu sempre ia buscar ela na guilda quando largava do trabalho, a baixinha há dias estava tentando desvendar um código mas sem sucesso até agora, os dias foram passando e nosso apartamento foi ficando cada vez mais bonito, redecoramos a mobilha que eu destruí e estalamos a TV gigante na nossa sala, quando meus ferimentos foram totalmente curados eu finalmente pude voltar a treinar, voltei também a fazer a faculdade estou na reta final do meu curso e os assuntos acumulados foram matadoras, não havia algum sinal de Zeref, eu e a baixinha doamos mais de dez milhões para instituições de caridade em anonimato, tínhamos muito dinheiro graças aos moveis que vendemos, por min nós já teríamos saído de magnólia mas a baixinha não aguentava mais fugir bem agora e apenas torcer para Zeref não sair por ai fazendo merda.

Três meses depois

Levy

Haviam se passado três meses desde que saímos da cobertura, eu estava gravida de quatro meses e minha barriga já dava sinal disso, a duas semanas nos descobrimos que seria uma menina e que minha gravidez não era de risco, isso aliviou muito Gajeel, acho que quem mais ficou feliz com a notícia do sexo do bebê foi Gajeel ele me abraçou com força no dia e todos os dias antes de dormir ele acariciava minha barriga com carinho, nosso apartamento estava muito melhor agora, eu ganhava bem e adorava meu novo trabalho na biblioteca, aqueles números que o Três deixou antes de morrer martelava na minha cabeça, eu tentei interpretar a frase que ele deixara mas não pertence a lugar algum, peguei um café no refeitório e voltei para minha mesa, eram duas da tarde o movimento da biblioteca estava leve apenas tinham algumas pessoas lendo e umas duas usando seus computadores nas mesas redondas, quando dei umas quatro da tarde a guilda ficou muito agitada, eu não entendia o motivo até que encontrei Erza e perguntei para ela

-Erza, por que todos estão tão nervosos- perguntei curiosa

-O cunhado da filha mais velha de Acnologia sofreu um acidente fatal, e agora a vaga de herdeiro do império está vazia- falou Erza seria

-Estamos nos preparando porque daqui a alguns dias com toda certeza a cidade vai ficar bem agitada- Erza me contou antes de sair apressada

 

Zeref

Eu estava no meu escritório quando o velho Hild bateu minha porta,

-Zeref-Sama, Sombra concluiu sua tarefa, seu alvo sofreu um terrível acidente

-Seu neto e o melhor em mortes desse tipo velho Hild, avise a ele que seu pagamento será depositado ainda hoje- falei serio

Chamei meu filho e avisei que ele viesse ao meu escritório imediatamente, ele deve ter levado uns cinco minutos para chegar aquilo me deixou irritado

-Pai, desculpe a demora e que eu estava no meio de um compromisso importante e sabe tive que terminar- ele me falou ainda sem folego

Dei uma analisada no meu filho, ele estava apenas com uma cueca box e tinha alguns arranhões nas costas

-Zeref-Sama seu filho estava transando com o filho de um dos sócios do senhor e com uma moça que ao meu ver deve ser uma mera meretriz- Falou o velho Hild com seu tom serio de costume

-Seu velho maldito será possível que sempre vai entregar o que eu faço para meu pai

-Filho eu apenas vim lhe comunicar que você ira se casar com a filha mais velha de Acnologia

-Hã, pai ela e casada e sem falar que não estamos no século dezenove onde você faz casamentos arranjados

-A pobre menina ficou viúva hoje, e o seu casamento apenas faz parte do meu plano pode ficar tranquilo

Meu filho ficou um pouco confuso, eu dispensei meu filho, conversei um pouco com Hild até que minha assassina Télune chegou na sala

-Zeref-Sama como posso lhe servir

Télune e uma moça de estatura mediana pálida com cabelos negros, ela vestia uma regata sem manga preta e uma jeans escura, ela e a única que mantem a tatuagem do Z negro a mostra, em sua mão no caso, ela e uma mulher perigosa e sádica

-Télune como está o Potmos

-Meu irmãozinho está bem

-Pois bem tenho um novo alvo para vocês, obtenham as informações dele e rápido

Ela pegou a pasta e saiu da sala, Télune faz uma dupla implacável com seu irmão, ele captura os alvos ainda com vida e ela os tortura até obter as informações, meu plano corre como planejado e logo serei capaz de matar Acnologia 


Notas Finais


e ai o que acharam
se gostaram comentem ai
abraços e até o proximo
so lembrando que a fic nova já tem dois capts postados
link:https://spiritfanfics.com/historia/magos-7162288


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...