História Sempre ao seu Lado - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Gajeel Redfox
Tags Fary Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu
Exibições 230
Palavras 1.167
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


a surpresa que eu prometi pessoal e um especial com Gruvia
fiquei de posta sabado mais so consegui posta hoje
espero que gostem

Capítulo 8 - A flor mais bela e aquela que florescer ate mesmo na chuva


Fanfic / Fanfiction Sempre ao seu Lado - Capítulo 8 - A flor mais bela e aquela que florescer ate mesmo na chuva

Especial 1

                                                                                  10 anos a trás

Gajeel e Juvia tiverem uma conversa no parque da cidade, o resultado dessa conversa mudou definitivamente a vida de ambos, Juvia saio correndo aos prantos por conta das maldades que Gajeel a contou.

Juvia

Juvia não entende, ver o Gaj-ni naquele estado todo surrado já quebrou meu coração, agora o que ele falou e imperdoável, Juvia sempre achou que mesmo sem demostrar muito o Gaj-ni gostava da Juvia, não havia ninguém no parque por conta do dia está bastante chuvoso, vou até a grande arvore que eu e o Gajeel costumávamos tomar sorvete juntos nos dias de calor, lembrar daqueles bons dias de risos e sorvete apenas me faz chorar mais ainda, começo a chorar alto, me surpreendo quando um garoto se aproxima e enxuga minhas lagrimas.

Gray: sabe uma menina tão linda não devia chorar

Juvia sabia que era o Gray-Sama, eu sempre fui apaixonada pelo Gray desde o primário, ao velo tão perto de min meu coração dispara e começo a ficar vermelha

Juvia: N-não precisa se preocupar Gray-Sama, Juvia está bem

Gray: quem te fez chorar assim Juvia, eu aposto que foi o idiota do seu irmão

Eu queria tanto ter coragem de me abrir com o Gray, falar pra ele que eu o amo, sentir seu beijo, mas quem iria amar Juvia, nunca tive amigos com exceção da Cana, sempre sozinha e insegura com seus sentimentos, nunca que o Gray-Sama corresponderia ao seu amor.

Gray: Juvia você não pode sofrer assim, você não merece o irmão que tem, eu não te conheço muito bem, mas sei que você com certeza e uma garota incrível

Depois de ouvir essas palavras doces eu não me seguro, me abraço no peito do Gray-Sama e começo a chorar alto

Gray: eu não sei o que o Gajeel te fez, mas você precisa virar a página certo

Juvia: sim, você está certo

Gray: Juvia eu nunca entendi porque você está sempre sozinha, se você quiser podemos ser amigos, eu também posso te apresentar meus amigos, bem eles são meio loucos mas são muito companheiros

Juvia: adoraria Gray-Sama

Assim como minhas lagrimas a chuva do local sessaram, o céu abriu revelando um belo sol, os raios do sol realçavam a beleza das flores e o sorriso do Gray, saímos do parque rindo o dia que iniciara chuvoso e triste estava se tornando ensolarado e feliz.

 

2 anos depois

Juvia estava chorando novamente naquele parque, sua vida mudara muito em dois anos, agora ela tinha amigos, completara dezesseis anos recentemente, seu amor por Gray apenas havia florescido mais, por mais que não correspondido Juvia não se separava do rapaz, porem sua felicidade foi afetada quando sua mãe descobrira que estava com câncer, seria uma batalha difícil e Juvia estava desposta a enfrentá-la, o grande problema e que o custo do tratamento era alto e a mãe de Juvia foi despedida de um dos seus trabalhos, o dinheiro era pouco  mal dava pra comprar comida e pagar as contas, o aluguel estava atrasado e logo seriam despejadas, Juvia não falava com Gajeel a dois anos ela sentia muito sua falta, sempre mandava cartas pro apartamento do garoto porem ele nunca as respondia, Juvia foi ao apartamento do Gajeel pedir ajuda a ele,  era um prédio bem grande, ele morava no 5 andar, Juvia bateu na porta, pouco tempo depois a porta se abriu revelando um Gajeel ainda mais alto do que Juvia se lembrava, estava mais forte também, haviam cicatrizes e peircings em seu peito, seu olho estava inchado e tinha ataduras presas em seu braço esquerdo e no torço

Gajeel: o que você quer. Disse Gajeel em tom irritado

Juvia: Gaj-ni eu e a mamãe vamos ser despejadas, ela foi demitida de um dos empregos e está doente agora passamos por dificuldades, por favor nos ajude

Uma mulher de cabelos curtos prateados estava do lado do Gajeel agora, ela era muito bonita, tinha seios volumosos, usava apenas uma calcinha de renda branca

Angel: Gajeel você vai me deixar esperando na cama mesmo seu idiota, sabe você anda sendo um menino muito mal ultimamente acho que eu vou ter que te castigar

Gajeel: essa e a mala da minha irmã, me espera na cama que eu já to chegando para te mostrar quem castiga quem hehe

Angel levou suas mãos até a intimidade do garoto a apertando, Juvia estava corada da falta de vergonha dos dois, a albina saiu da porta, Gajeel pegou a carteira que estava na mesinha do lado da porta, tirou um bolo de dinheiro e jogou na cara de Juvia

Gajeel: toma e nunca mais volte

Juvia: Gaj-ni você está bem, porque não responde minhas cartas eu estou preocupada com você, e porque está todo machucado

Gajeel fechou a porta com força na cara de Juvia, a pobre catou o dinheiro do chão e saiu do prédio apressada aos prantos, ela estava encolhida chorando na base da arvore, Juvia sentia saudades da época em que ela e o Gajeel eram próximos e ele cuidava dela, seus prantos foram interrompidos por Gray que chegara no local

Gray: Juvia finalmente te encontrei, estive te procurando desde cedo, você me deixou preocupado

Juvia: Gray-Sama não se preocupe com Juvia, estou apenas vendo as flores

Gray: isso me lembra o dia em que eu te conheci, lembra foi nessa mesma arvore

Juvia: nunca vou me esquecer desse dia, foi um dos dias mais felizes de Juvia, obrigado Gray-Sama

Gray: Juvia quantas vezes vou ter que te pedir para parar de me chamar de Sama, nós somos amigos

Juvia: ok, e porque estais me procurando o dia todo

Gray estava corado, parecia meio relutante, tomou coragem e ainda meio sem jeito perguntou

Gray: Juvia, quer ir ao baile do dia dos namorados comigo, claro que se você já tiver companhia tudo bem

Juvia saltou em cima de Gray com lagrimas de alegria em seu rosto

Juvia: logico que eu vou Gray

Gray e Juvia se encaravam naquele lindo ambiente, a brisa fresca que batia junto ao aroma doce das flores fez com que Gray tomasse coragem e desse um beijo apaixonado na azulada

6 anos depois

Juvia finalmente estava morando com seu amado, pra ela não existia nada mais magico do que passar o dia do lado do Gray, estava agora com seus 22 anos, cursava a faculdade administração, já estava no 6 período e logo iria se formar, Juvia ouve a porta ser aberta e pra sua grande surpresa não era Gray na porta, Juvia se surpreendeu ao encontrar Gajeel extremamente ferido, ele carregava Gray desacordado em seu ombro, Gajeel estava diferente, estava ainda mais forte e seus cabelos estava muito maiores, ele carregava Gray desacordado em seu ombro, com o resto de suas forças ele sorrio

Gajeel: eu voltei Nee-chan

Juvia: o que aconteceu com vocês, seu idiota não invente de morrer na minha sala

Gajeel desmaiou fazendo Juvia entrar em desespero

Juvia: você não vai morrer, eu não vou deixar você partir Gaj-ni   


Notas Finais


ta ae pessoal oque acharam do extra
Posto ainda hoje o capitulo 8 da historia principal
bjs a todos que estão lendo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...