História Sempre contigo (Jikook) - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Cl, D-Lite (Daesung), G-Dragon, Hansol "Vernon" Chwe, J-hope, Jimin, Jin, Junghan "Jeonghan", Jungkook, Lee Jihun "Woozi", Minji, Park Bom, Rap Monster, Sandara Park, Seungcheol "S.Coups", Seungri, Suga, T.O.P, Taeyang, V
Tags 2ne1, Big Bang, Bts, Jikook, Namjin
Exibições 117
Palavras 1.327
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem os erros ortográficos, kisses.

Capítulo 27 - I'm not drink.


Fanfic / Fanfiction Sempre contigo (Jikook) - Capítulo 27 - I'm not drink.

                 JIMIN P.O.V

Eu estava destruído, como se uma enorme bola de cimento tivesse batido em mim e me arremessado para uma parede de um material bem duro, ou, como se alguém que dizia te amar, de repente, falasse que não podem mas ficar juntos e te bloqueia em todas as redes sociais. Mas espera, foi isso que aconteceu mesmo, que engraçado. 

Eu ainda não entendia o motivo dele ter feito isso, se era porquê não me amava mais ou se era porquê algo errado estava acontecendo ou se era porquê ele nunca me amou e acabou se cansando de fingir. 

Mas eu amei ele, amei ele com todas as minhas forças. Amei não, amo ainda. 

Amo o jeito que ele sorri parecendo um coelhinho, amo o quanto ele dança bem, amo quando ele me imita e me faz rir, amo quando ele zoa comigo sobre a minha altura, mesmo me irritando. Porque o amor é isso né, a gente amar cada pedacinho da outra pessoa, amar cada gesto.

Yoongi: Você não vai beber? Geralmente as pessoas fazem isso quando terminam um relacionamento, elas bebem até cair. 

Jimin: Eu não sou que nem elas Yoongi, não vou gastar meu dinheiro com bebidas só por quê o filho da mãe do Jeon fez isso comigo. 

Yoongi: Mesmo assim, ainda acho que deveria beber, não precisa beber até cair, bêba só pra se destrair e se divertir um pouco. 

Namjoon: Calem a boca, é agora, vai, vai. Andaa. -- Reviro os olhos e saio do carro junto a Yoongi. 

Coloco a máscara e vejo pelo canto do olho meu companheiro fazer o mesmo. 

Namjoon: Se a Polícia aparecer vocês correm até o final daquela rua ali -- ele aponta pra final da rua seguinte -- Vamos estar lá. Agora, vão! 

Aceno com a cabeça para entrarmos, Yoongi coloca a mochila nas costas e se vira pra mim acenando a cabeça. Assim que entramos, pego minha arma que estava no bolso da blusa e aponto pro teto. 

Jimin: Todo mundo deitado, isso aqui é um assalto, anda. 

Yoongi: Passa tudo o que tem aí, dinheiro, celular, relógio. EU QUERO ESSAS PORRA PRA HOJE MEU IRMÃO. 

Enquanto Yoongi pegava as coisas das pessoas eu ia até os caixas eletrônicos para os explodir.

Quando já havia feito com todos os caixas, Yoongi veio me ajudar a colocar o dinheiro dentro da mochila. 

Yoongi: Tinha alguém ligando pra Polícia, atrás do balcão ali -- ele aponta pro local -- Vão chegar em mais ou menos 5 minutos. É tempo suficiente para a gente cair fora né? 

Jimin: Tem três caixas ainda, você acha que eu não vou querer pegar o dinheiro? 

Yoongi: ISSO AQUI JÁ DA. -- Ele mostra a mochila ja sem lugar pra colocar as coisas. 

Jimin: Ah, ta bom, vamos embora então. -- Quando estávamos prestes a sair do Banco ouvimos as sirenes. -- Merda. 

Yoongi: Sai correndo, vai, vai. -- ele coloca a mochila nos dois ombros e sai correndo, logo eu saio correndo atrás dele. 

Polícia: Parem de correr, se não vamos ter que atirar -- Não paramos e os policiais continuam com o carro atrás da gente. -- Se eu contar até Quatro e vocês não estiverem parados com as mãos na cabeça eu irei atirar. 

Corremos mais rápido ainda, se é que era possivel. 

Polícia: Um. 

Avistamos o final da rua e o carro também. 

Polícia: Dois. 

Conseguimos chegar no carro, o mesmo já estava ligado e com as portas abertas. 

Polícia: Três -- Ele já mirava a arma em nossa direção. 

Eu, antes de entrar, vou até a traseira do carro e tiro a placa, na frente não tinha, e entro no mesmo. 

Polícia: Quatro. 

Quando ele pensava em atirar, nós já havíamos partido, ele óbvio que veio atrás da gente, mas já tínhamos nos misturado com outros carros que estavam na rodovia. 

Yoongi: Que adrenalinaaaaaaaa, eu adoro isso. Adoro o que eu faço!. -- ele sorria, aquele sorriso era contagiante, então, sorri também. 

Jimin: Eu gosto de fazer isso, não de beber. 

Namjoon: Quanto pegaram? 

Jimin: Eu explodi todos os caixas, mas pegamo dinheiro de 4 somente, sobraram 3. 

Yoongi: Eu peguei as coisas das pessoas que estavam lá. 

Jin: Esses são os meus Dongsaengs -- Fala olhando pelo retrovisor sorrindo, mas logo olha pra frente de novo prestando atenção na rua, pois dirigia. -- Ao chegarem lá, já entreguem para Taehyung e Hoseok, eles vão contar e retirar as coisa falsificada ok? 

Yoongi/Jimin: Okay. 

                   {.... }

Hoseok: Caralho Namjoon -- Hoseok tinha um sorrinho imenso no rosto e Taehyung também. 

Namjoon: O que foi? Para de sorrir e fala cacete! 

Taehyng: Chama o Yoongi Hyung e o Jin Hyung -- Namjoon sai e chama os dois, logo voltando com o Jin com uma cara confusa e Yoongi com uma cara... nada agradável. 

Yoongi: Espero que o motivo para me acordarem e me impedirem de beijar Byun BaekHyun em meu maravilhoso sonho, seja bom. 

Taehyng: Yoongi e Jimin Roubaram, uma quantia alta! 

Yoongi: Hum... 

Hoseok: 43 mil. 

Yoongi: Hum... ESPERA... QUANTO? 

Namjoon/Jin: Cacete, tô é morto -- eles se olham e riem. -- Eu te amo -- Que lindos né, meus pais, lindos!. 

Hoseok: Nenhuma das coisas que o Yoongi roubou das pessoas eram falsas. Pelo contrário, valiam muito. Graças a elas chegamos a esse valor. 

Taehyung: O dinheiro que o Jimin pegou dos caixas ajudou também né. 

Jimin: Pelo menos alguém reconhece meu esforço -- Reviro os olhos. 

Yoongi: Drama time. -- Fala olhando as unhas. 

Jimin: Não é drama não, cala a boca. 

Taehyung: Jimin ta sensível, para! 

Yoongi: Jimin tá sensível, para! -- O imita. 

Taehyung: Olha, você para. Ridículo. 

Yoongi: Olha, você para. Ridículo. -- Imita-o de novo, Tae o olha e bufa saindo do local. -- Irritei a criança.

Jimin: Você irrita qualquer um. -- Falo saindo do local também e indo para fora de casa.

Pego a chave do meu carro no bolso e sigo o caminho até ele, logo entrando no mesmo e dirigindo em direção a minha casa, sim eu iria pra lá. 

                     {... }

Após ter chegado em casa, tomado banho e outras coisas mais, eu estava deitado no sofá comendo mil e uma porcarias e esperando a minha Pizza de calabresa, delícia, chegar. 

Acho que devia fazer o que o Yoongi falou, beber até cair, né?. Doces vão me engordar, as massas vão me engordar, o que resta é a bebida, que vai acabar comigo em todos os sentidos, mas não me engorda. 

Entregador: Acho que você é a única pessoa que termina um relacionamento e não vai beber. 

Jimin: E como é que você sabe que eu terminei um relacionamento seu bisbilhoteiro? 

Entregador: Não sabia, só chutei. Pela a sua aparência só podia ter acontecido duas coisas, ou você fuma, ou você terminou com alguém. E bom... bafo de fumante você não tem. 

Jimin: Me poupe. Quanto que deu? 

Entregador: Deu 19,90. -- Entrego o dinheiro a ele, ele caminha até a moto mas se vira antes de montar na mesma. -- Eu tenho certeza que você é bonito demais pra ele, não se deixe ficar assim Por causa de uma menina que não te deu valor!. 

Jimin: Menina? Ah não -- Rio -- Eu não sou hetero não . 

Entregador: Oh, não? Então me passa seu número? -- Diz sorrindo, seu sorriso é lindo maaaass... 

Jimin: Não, sai. Menino abusado -- Fecho a porta e me jogo no sofá apreciando a maravilhosa pizza de calabresa em meu colo, foda-se se engorda. 

                  {..... }

Eu espero não sonhar com ele hoje, espero não me iludir em um simples sonho, espero não ter que ver a cara dele em um sonho, espero que eu não sonhe nada. 

Como será que ele tá? Eu não devia me importar, mas, me importo, Será que ele está bem? Ele deve ter ido na escola hoje, ou não. 

Apesar de tudo, espero que ele esteja bem. 

Eu sei que comigo, tudo, tudo vai ficar bem. Algum dia. 


Notas Finais


Fui pra uma festinha, bebi, peguei e agora minha vida ta um Merda de novo.
Tô sem namoradinha, só pra deixar claro.
VÃO VER MAKE HE HAPPY ela é Namjin, pq Namjin reina.
Beijinhos. ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...