História Sempre foi você - Spoby - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Carla Grunwald, Cece Drake, Dr. Rollins, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Jason Dilaurentis, Jenna Marshall, Lucas Gottesman, Melissa Hastings, Mike Montgomery, Mona Vardewaal, Noel Kahn, Paige McCullers, Pam Fields, Personagens Originais, Peter Hastings, Samara Cook, Sara Harvey, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh, Veronica Hastings, Wren Kingston
Tags 7temporda Pll, Casaispll, Emison, Ezria, Haleb, Pll, Spoby
Exibições 147
Palavras 2.086
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu dei uma sumidinha básica né?Perdão,enfim,espero que gostem do capitulo ;D
Boa Leitura!!

Capítulo 11 - Meus Fantoches


Fanfic / Fanfiction Sempre foi você - Spoby - Capítulo 11 - Meus Fantoches

No capítulo anterior:  

 –O que você quer dizer com isso – Caleb olhou para a menina.

   –Eu deveria ter contado... Eu, eu estou gravida – A menina chorou e deixou todos lá chocados.

...

 

– Vamos combinar isso não é algo como dizer que bebeu ou fumou ou fez algo de errado. A Alison está gravida, gravida, entedeu ? Ela estava escondendo isso de nós, não é uma mentira tão pequena – Spencer fechou a cara enquanto á amiga ainda chorava nos braços de Emily no outro canto da sala.

– Pensava que as mentiras da Alison não fosse mais surpresa para ninguém, ou pelo menos para vocês  – Mona que agora estava mais calma respirou fundo e finalmente voltou a ter a cara de mejera que costumava ter.

– Não devemos esta preocupados com isso agora. – Caleb olhou para a menina com certa indignação (quem era ela para falar sobre mentiras, ou sobre  tortura, ou dor? Ela mesmo era rainha daquilo).

– O silencio de A.D é o que me preocupa agora – Aria abaixou o cabeça ficou olhando para os pés.

– Estou com fome, estamos a horas nessa praça. – Hanna levantou as sobrancelhas.

– Não era assim que eu imaginava morrer – Ezra deu uma gargalhada sarcástica.

– Nós não vamos morrer ta bom? – Spencer gritou e saiu de perto deles caminhando até o banco da falsa praça.

– Parece que alguém precisa de um café – Toby cruzou os braços.

– Eu vou ver se ela... – Caleb começou quando Hanna o puxou pela manga da camisa.

– Não você não vai. – Hanna teve um pequeno ataque de ciúmes.

–Tudo bem – Ele fez um sinal de rendição com as mãos.

– Eu vou até lá – Toby olhou para o dois.

– Boa sorte – Caleb o olhou.

– E eu vou conversar  com a Ali – Aria falou se levantando do chão onde estava e indo ate o canto onde Alison e Emily estavam.

– Olha eu só quero ficar um pouco só,volta para lá. – Spencer disse ao ver que Toby se aproximava.

– Só depois que conversarmos – Ele se sentou no banco ao lado dela.

– Você e eu não temos nada para conversar – Ela virou o rosto.

– Isso foi melhor que um “Eu te avisei”. – Ele deu um pequeno sorriso.

– Mas, eu avisei, eu disse para vocês não virem – Ela abaixou a cabeça e uma pequena e indesejada lagrima desceu em seu rosto.

– Spencer você esta chorando? – Ele a olhou.

– Eu só não consigo acreditar que estou passando por isso novamente – Ela soluçou.

– Mas, a poucos minutos você era a pessoa mais segura de todos nós.

– Eu não sou está bom? Eu não sou a mesma pessoa de antes,eu tenho um buraco no peito Toby,um buraco que provavelmente pode nunca cicatrizar, mas acredite essa não é minha pior cicatriz,mas essa é a prova que mesmo que pareça elas nunca somem, eu pensei que tinha me livrado de tudo isso,de tudo que já passei, e agora voltando para esse lugar eu não consigo imaginar a tortura dessa vez.E tem as meninas ,esse  bebe a Alison,e...você...vocês todos.

– Você não precisa ser sempre a pessoa mais segura de todas Spencer – Toby começou a falar quando uma voz soou em seus ouvidos deixando todos estupefados.

“Nada como um sono de beleza para recuperar as forças, principalmente quando se tem um fato tão importante para seguir não é mesmo?, encontrem suas casas vadias,e tenham bons sonhos”.

– E eles onde vão ficar? – Hanna apertou os braços de Caleb.

– Eu não vou para lugar nenhum sem a Ali. – Emily falou.

– Essa não é a hora para desafiar A.D – Mona olhou para elas.

         – Não podemos ficar aqui – Aria olhou para as meninas.

         – Podemos nos dividir – Ezra olhou para as meninas.

         – Assim pode ser mais difícil para A.D – Caleb concordou.

         – Ou mais fácil – Spencer cruzou os braços.

         – Eu vou para onde fui mandada,eu prefiro seguir o jogo do quer acabar como a Spencer.Com um furo no peito – Mona juntou a bolsa e seguiu o caminho iluminado que tinha seu nome.

         – Mona! – Hanna berrou.Tarde demais ela já tinha entrado em seu compartimento.

         – Parece que alguns de nós só se preocupam consigo mesmo. – Emily olhou para elas.

         – Temos que decidir o que vamos fazer. – Aria disse com um tom de desespero.

         – Não temos muito tempo,se isso for como antes deve ter um gerador,e esse gerador vai se desligar daqui a uns 5 minutos,e quem não estiver lá dentro pode ficar aqui sem comer ou beber. – Spencer engoliu a seco.

         – Eu estou com o Ezra na ideia de nos dividimos nos compartimentos de vocês quatro. – Caleb olhou para Hanna.

         – É uma ótima ideia,pena que você só esta pensando em dormir de conchinhas com a Hanna do que em o que pode acontecer de verdade. – Spencer os olhou com um olhar de nojo.

         – Pensei que essa sua fase já tinha passado Spencer – Hanna retornou o olhar da amiga.

         – Vocês podem entrar, nos ficamos aqui,nós viemos sem ser convidados – Toby finalmente disse algo.

         – Não, não. Vocês não podem ficar aqui sem comida ou sem água. – Aria olhou para eles assustada com a ideia.

         – Isso realmente não é uma hipótese – Emily olhou para Alison.

         – Não Emily o Toby esta certo, vocês precisam se proteger – Ali apertou o braço dela.

         – E você vem junto comigo – Emily puxou ela ate o caminho para seu compartimento.

         – Emily! – Hanna olhou para ela.

         – Sinto muito,a Ali vem comigo, vocês tem 60 segundos para se decidirem,essa é minha escola – Emily falou e depois voltou a caminhar puxando o braço da garota.

         – Ótimo, so restou a nós,o que decidem? – Hanna olhou para o restante que tinha ficado lá.

         – O Ezra pode ficar comigo, por enquanto – Aria não olhou para ele.

         – Então só falta vocês duas – Ezra olhou para Spencer e Hanna.

         – Spencer?? – Todos disseram em coroo.

         – Ta.Tudo bem,o Cavanaugh pode ficar comigo – Ela virou os olhos.

         – Então até breve – Aria deu um abraço apertado nas amigas,uma abraço que naquele momento soava como um grito de desespero.

         – Vai ficar tudo bem – Ezra pegou as mãos dela.

         – Assim espero – Aria seguiu por seu caminho.

...

         – Como você se sente? Vendo tudo isso acontecer novamente – Toby olhou para Spencer que estava sentada na cama.Que era a replica exata de seu quarto na época do colegial.

         – Não é como esta em um parque de diversões – Ela enxugou as lagrimas.

         – Seu quarto ainda é assim? – Ele passou os olhos pela cômoda.

         – Não, ele virou meio que um quarto de tralhas depois que me mudei e meus pais se divorciaram. – Ela olhou para ele.

         – É estranho passear por esse quarto depois de tanto tempo – Ele olhou para ela.

         – A.D replicou meu quarto assim como A fez,como a Charlote fez,e eu fico me perguntando porque minha irmã fez tudo isso.

         – A Charlote tinha problemas, não se culpe.

         – Eu não estou me culpando...eu só... – Ela tentou juntar as palavras.

         – Tudo bem, você não precisa falar sobre isso agora – Ele olhou para ela.

         – É, eu ainda não faço ideia do que esta nos  esperando nos próximos dias.

         – Próximos dias? – Ele a olhou curioso.

         – Não sabemos quanto tempo vamos ficar aqui – Ela olhou para ele e depois abaixou a cabeça novamente.

         – Pode ser diferente dessa vez Spen...

         – Mas eu não sinto como se fosse diferente,eu não sinto nada e isso ta me matando por dentro.

         – O que você quer dizer com isso? – Ele se sentou ao lado dela.

         – Da ultima vez eu tinha motivos para querer sair daqui. – Ela disse.

         – E você ainda tem – Ele pegou nas mãos dela.

         – Não, dessa vez esta tudo diferente ,antes eu tinha uma família me esperando sair daqui, eu tinha uma casa e...eu tinha alguém que eu amava tanto que cada segundo longe era uma tortura, alguém que eu sabia que estava esperando por mim e lutando para mim encontrar – Ela olhou para ele chorosa. – E agora Toby? Eu sinto que não tenho mais niguem ,me sinto em um pesadelo constante e esta aqui é péssimo eu sei, mas esta lá fora não torna isso melhor, é como se as duas coisas fosse iguais.

         – Mas você ainda pode ter tudo isso ,se chama esperança – Ele a levantou pelo queixo e deu um pequeno sorriso.

         – Não Toby, a esperança traz tristeza eterna. – Ela tirou as mãos dele de lá.

         – Eu não posso te impedi de pensar assim,mas você pode – Ele fixou seu olhar nós dela. Há, aquele olhar era penetrante e provocativo aquele olhar fazia Spencer duvida de si mesmo,aquele olhar parecia invadi o subconsciente  dela,como se conhecer-se todos os seus pensamentos,era quase sempre perturbador ficar parada olhando para aqueles lindos olhos azuis.

         – Voce me faz sentir assim – Ela olhou para ele.

         – Assim como? – Ele deu um sorriso de canto.

         – Esperançosa, como se nada ao redor estivesse dando errado.

         – Eu só acredito – Ele se aproximou dela pegou em seu cabelo fazendo o coração da garota acelerar, podendo sentir sua respiração provocante e rápida e ouvindo as batidas aceleradas de seu coração, e sem demora seus lábios já estavam encostados e ignorando completamente aquele lugar horrível eles se entregaram a um beijo, um beijo que aqueceu todo o corpo de Spencer, que também pegou no cabelo dele fazendo com que ficasse o mais próximo possível que o espaço da cama permitia, ela não queria parar aquilo, era perfeito como se a fizer-se esquecer todos os seus problemas ,esquecer completamente o que passarão na ultima semana ,só se entregar naquele beijo.Ela pegou em sua nuca enquanto ele desceu a mão ate a cintura dela delinhando seu corpo como se a desenha-se em uma folha de papel ou a moldase com agila fresca,e aos poucos aquele beijo foi se tornando algo mais Spencer tinha vontade de beijar o pescoço dele e tocar em seus músculos,mas ao mesmo tempo tinha insegurança e medo de ser rejeitada.Mas Toby não parecia se preocupar com aquilo,ele jogou o cabelo dela para tras e deixou o pescoço dela exposto para que pudesse o beijar,aquelas simples caricias foram responsáveis para que os bicos do peito da garota ficassem eriçados como se fossem fugir da blusa de tecido.

         – Toby, acho melhor pararmos – Ela disse ofegante enquanto ele ainda beijava seu pescoço.

         – Toby eu não sou mais aquela menininha de antes,eu estou diferente...

         – Voce esta insegura com seu corpo,como da primeira vez – Ele  a olhou diretamente.

         – Hmm, talvez. – Ela ficou envergonhada.

         – Isso é devido a Yvonne como foi com a Jenna da primeira vez?

         –Não,é so que...Eu tenho uma cicatriz no meu peito Toby – Ela falou como um sussurro.

         – Isso não faz de você menos desejável, você para mim continua linda.

         – Voce só esta sentindo saudade da Yvonne.

         – Não Spencer,não tem nada haver com a Yvonne – Ele se aproximou novamente. – Desde que você voltou,por mais que pareça horrível eu sempre tive vontade de tocar você,de poder acariciar seu rosto – Ele tocou no rosto dela – E pode sentir seu cheiro – Ele moveu a cabeça até a nuca dela – E poder te dizer o quanto tinha raiva de saber que o Caleb fazia tudo isso – Ele deu um pequeno sorriso.

         – Não hoje Toby,não nessa situação – Ela se afastou.

         – Tudo bem – Ele sorriu,se levantou e continuou mexendo na estante.

         – Você ainda lembra disso – Ela se referiu a caixinha que ele tinha achado encima da cômoda.

         – Claro que eu lembro,eu te dei isso – Ele pegou a caixinha nas mãos.

         – Não deve ter nada ai dentro,eu perdi o cordão a muito tempo – Ela o olhou tentando abrir.

         – Então A.D fez uma copia exata – Ele pegou o anel dourado com um pingente “S” nos dedos.

         – Eu devia ter pensando, nessa época eu ainda não tinha perdido o original – Ela olhou para o cordão.

         – Não Spencer, esse é o original, olha – Ele entregou para ela.

         – E o que tem demais nisso? Eles devem fazer vários desses o ano todo.

         – Não igual a esse, eu comprei ele em uma loja em Ravenswood ,no mesmo lugar onde a Alison comprou aquelas pulseiras com nomes para vocês ,foi feito sobre medidas ,e esse aqui tem algo de especial ,antes de te entregar eu fiz um “T” bem pequeno nele quase passando como um detalhe despercebido, ninguém sabia disso,nem você,e olha esse é o meu “T” com a minha grafia.

         – Isso é impossível, eu perdi o meu em Washington uns meses depois do nos separarmos ,eu perdi em uma festa.

         – Você ainda andou com isso depois de terminarmos? – Ele olhou para ela.

         – É um lindo cordão. – Ela deu um pequeno sorriso.

         –Sabe o que isso significa?

         –Que A nunca nos abandonou de verdade, ele estava lá na faculdade nos observando e pegou isso?

No próximo capitulo:

    As meninas relembram seu baile de formatura,e agora tentam ao máximo ver o que deixaram passar da última vez.

 


Notas Finais


Desculpem novamente pela demora eu estava com um certo bloqueio criativo devido a fatos pessoais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...