História Sempre foi Você - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang
Visualizações 32
Palavras 1.315
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigada mais uma vez! Espero que gostem, boa leitura! <3

Capítulo 38 - Epílogo


Fanfic / Fanfiction Sempre foi Você - Capítulo 38 - Epílogo

Epílogo

Quatro anos depois

Luisa saiu com as meninas para comprar algumas coisas que estavam faltando para a festinha do 4º aniversário de Sure. Ela fez várias recomendações, o que claro, não vamos seguir. Sure é uma garota muito esperta, inteligente e terrível. Apronta todas comigo e com os tios. A única pessoa que ela respeita é a mãe.

- Sure, sua mãe disse que não era para você comer besteiras antes do jantar – Top diz, apenas para depois dizer para a mãe que avisou. Falso, foi ele mesmo que trouxe os salgadinhos para ela.

- Deixa eu comer só um tio?- eu viro até minha cara, porque sei que ele não vai resistir ao biquinho que ela está fazendo.

- Tá bom, só um – covarde. Quando olho ele está mostrando cinco dedos para ela.

Sure nos tinha nas palmas de suas pequenas e gordinhas mãos. Os meninos se reversavam e até brigavam entre si para levar Sure para passear. Por várias vezes todos iam juntos, e era uma cena bem ridícula cinco homens de quatro por uma menininha.

Luisa não cansava de rezar nos nossos ouvidos sobre a quantidade de brinquedos, roupas, sapatos e coisas que comprávamos para ela, e de como iríamos estragá-la e que ela teria que alugar uma casa só para guardar seus presentes, e que ela ficaria muito mimada e bla bla bla... Os meninos sempre concordavam, mas depois traziam e davam escondido para que ela não visse. Quando tínhamos algum show, elas sempre nos acompanhavam e Sure já adorava um palco. Era minha filha! Meus pais eram apaixonados por ela e minha irmã, vivia discutindo com os meninos por nunca ter tempo de ficar com ela porque eles não deixavam.

Com três anos Sure foi para escola, eu e Luisa achamos melhor colocá-la em um colégio brasileiro. Sure estava feliz no seu primeiro dia de aula, mas eu e Luisa estávamos com o coração apertado. Chegamos na porta da escola e encontramos um tumulto, estava acontecendo alguma coisa. E então, vimos os meninos lá, parados. Todos. Quando eles nos avistaram, saem do meio da multidão e veem até nós.

Sure corre em direção a eles.

- O que vocês estão fazendo aqui? – Luisa pergunta.

- Sure nos contou que começaria a estudar, não podíamos deixar de vir.- Seungri fala entregando uma flor a ela. Top entrega outra, Dae mais outra e Tae a última. Porra, esses caras nem me falaram nada sobre isso. Eu sou o pai e não dei nenhuma flor para minha filha. Bando de traidores.

- Não precisavam, vão acabar constrangendo-a no seu primeiro dia de aula. - Luisa fala irritada e eu vibro. Bem feito para eles. – Ela aqui só vai querer ser uma menina comum.

Nesse momento uma menina se aproxima e tenta fazer amizade com ela. Sure olha para todos nós e fala:

- Essa aqui é minha mãe, esse é o GDragom, meu pai e esses – se vira para os meninos – São meus tios do Big Bang. Você conhece? – ela em nada parece querer ser uma menina comum. Essa menina ainda me mata de orgulho.

Ela entre e ficamos lá fora com cara de babacas dando tchau para nossa pequena.

Eu nunca estive mais feliz em toda minha vida. Logo depois que nos casamos, que foi dois meses depois que a encontrei. Eu e Luisa procuramos uma casa sem escadas no mesmo condomínio para morar. A casa era enorme e tinha um excelente quintal. Os meninos na época se juntaram e mandaram fazer um parquinho para Sure. Fico me perguntando todos os dias quando esses idiotas terão seus próprios filhos para deixarem minha Sure em paz.  

Seungri finalmente estava namorando sério. Tae já havia se casado e Dae estava praticamente morando com uma menina. Top que ainda continuava solteiro pegando todas. Sempre quando eles tem um tempo, vão lá para casa para brincar com Sure. Eles a amavam e ela a eles.

Meus sogros viriam para o aniversário de Sure e depois Luisa voltaria com eles para o Brasil, já que Sure estava de férias escolares. Eu iria me encontrar com elas lá, depois de um show em Nova Yorque.

Luisa era uma ótima mãe, e ela dizia que apesar de eu não saber dizer não para minha filha, eu era um excelente pai. Como eu poderia dizer não para aquela coisa fofa?

*

Sure corria de um lado para outro com suas amiguinhas. Ela estava feliz com sua festinha. Resolvemos fazer no quintal da nossa casa, era uma festinha apenas para amigos e familiares.

Vejo Luisa servindo suco para as crianças, minha mulher está linda. Está com um vestido rosa clarinho, justo na parte de cima e com uma saia rodada. Seus cabelos estão em um rabo de cavalo. Ela estava cada vez mais linda, e eu a cada dia mais apaixonado. Não consigo imaginar minha vida sem elas. Eu seria e daria qualquer coisa por elas.

Ela repara que estou olhando-a e se aproxima.

- Precisando de alguma coisa, Turista? – pergunta sorrindo.

-Nada que você possa me dar agora – sussurro já ficando animadinho.

- Essa noite podemos passar a noite fora. Meus pais ficam com a Sure, o que acha?

- Ótima ideia – essa mulher me enlouquece.

Nesse momento o filho da Lili passa de mãos dadas com a Sure. Que gracinha esses dois, minha filha é tão... Que porra é essa?! Saio feito bala atrás dos dois e me deparo com os meninos atrás de mim.

-Não se pode vacilar com esses meninos – Dae está resmungando.

- Sure, o que você está fazendo? Quem é esse menino que pegou na sua mão? – Tae pergunta quando paramos em frente a eles.

-Ei rapaz, você não tem medo de perder a mão não? – Top fala e Seungri o cutuca. Então ele se vira para Sure. – Ei, princesa do tio, você só poderá pegar na mão de um menino depois dos 20 anos. Ok?

Todos nós afirmamos. Até que em fim Top fala algo em que todos concordamos.

-Pega leve com o moleque, deixa comigo – Seungri se ajoelha e fala com o menino – Aí, cara, essa garota já tem dono – aponta para todos nós.

- Ela é minha namorada, vocês são velhos e feios - o moleque fala cruzando os braços.

- LUISA!! – gritamos todos ao mesmo tempo. Eu estava com vontade de dar uns cascudos nesse moleque.

*

Estamos os dois na cama após uma boa rodada de sexo. Resolvemos após a festa pegar a estrada e vir para Haesbich. Sure ficou com os avós e vai ser ótimo termos esse momento só para nós dois.

- Você se arrepende de alguma coisa? – ela me pergunta passando a mão pelo meu peito.

- Eu faria tudo de novo para ter a vida que tenho hoje. Não posso dizer que me arrependo de alguma coisa porque hoje estamos aqui, juntos. Você se arrepende?

- Nadinha. – ela senta no meu colo e começa a beijar meu peito. – Você vai precisar ser forte. – ela diz e fico confuso.

- Forte pra que?

- Caso seja uma outra menina- ela alisa a barriga.

-Caralho Luisa, você está falando o que eu estou pensando que você está falando?- ela começa a gargalhar. Eu amo essa gargalhada.

-Sim, estou grávida. – me sento abraçando-a e dou um beijo na sua barriga.

- Luisa, eu te amo – falo emocionado.

- Eu sei.

Hoje não tenho a vida que planejei, mas tenho a vida que sempre sonhei.

 

Meu nome de batismo é Kwon Ji-yong. Sou casado com Luisa, pai de Sure e de um menino que só vamos escolher o nome quando ele nascer. Gosto e viver minha vida do jeito que elas querem. Não desisto nunca de mimá-las, sou o melhor no que faço e não me contento com pouco amor. Ou me ame, ou ame minha família. Sou pai, marido, filho, genro, amigo e irmão, prazer sou GDragon. 


Notas Finais


Até a próxima fic, aguardem! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...