História Sempre foi você(segunda Temporada) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Escola, Romance, Romance Adolescente
Exibições 15
Palavras 1.228
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Saga, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


OI GENTE

não tenho nada a declarar...
"tia Mikiuu,porque os capítulos não são maiores?"(twitter)
COMO EU JÁ DISSE,eu não sou criativa(às vezes eu to super criativa..ÀS VEZES)

ESSE CAPÍTULO FOI EXTREMAMENTE MARAVILHOSO!


OK!
boa leitura <3

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Sempre foi você(segunda Temporada) - Capítulo 5 - Capítulo 5

{Lua On}

Era uma tarde quente,por volta de 3hrs da tarde Rosa me chamou para tomarmos um sorvete.E é claro que sorvete não se nega,pelamor né gente.
Então fomos para a sorveteria,compramos açaí dessa vez,e sim sorveterias vendem açaí,pelo o menos as de Nova York.
Rosa me olhou sorrindo
—Para onde quer ir?
Peguei uma colher de açaí e comi
—Pode ser,hm..aquele parque novo que abriu,umas 3 quadras da escola
—Não prefere o central park? 
—Não,melhor não 
Sem chance de ir para o central park,e o motivo já é bem óbvio.Então fomos para o tal parque,era bonito,arborizado com um pequeno laguinho de patos.As criancinhas jogavam migalhas de pão para os patos,mais a frente havia um escorregador azul e um balanço,eu e rosa nos sentamos nos balanços e olhamos o sol que se escondia entre as árvores
—Lua,eu posso te contar uma coisa? uma coisa muito séria mesmo,eu confio em você para guardar isso.
Engoli seco
—Claro que pode,prossiga 
Rosa olhou para a grama
—Eu estou dividida 
—Dividida em que sentido?
—Ontem,eu estava indo para casa,com uma amiga minha.Ela se chama Lydia,eu a conheço faz muito tempo.E do nada,meus sentimentos por ela,se tornaram..
Arregalei os olhos e quase me engasguei com o açaí 
—V-você tá apaixonada pela sua amiga sendo que você n-namora o Jackson?
—Eu sei,é complicado,eu sou bi cara,é uma coisa absurdamente diferente de ser hetero e se apaixonar por duas pessoas IGUAIS,eu tentei falar para eu mesma que isso era tolice,Jackson foi a pessoa que mais me fez feliz na vida toda,ele me ama do jeito que eu sou.Detestaria a ideia que ele descobrisse isso 
—Mas,oque tu vai fazer?
—Eu..eu não sei
Tudo bem,isso é estranho até de mais! ela está apaixonada por uma garota,mas ela namora o Jackson.Então ela está dividida porque tanto as duas pessoas fazem ela feliz? cara,isso é bizarro.
A olhei por muito tempo,sem dizer nada,seus olhos brilhavam com o reflexo do sol fazendo uma mistura de azul com mel.
—Rosa,você já falou isso para o Jackson? você tem que contar,ele te ajuda com TODOS os seus problemas,o mínimo que pode fazer é contar
—Mas..e se ele se magoar?
—Jackson não vai se magoar,ele nunca ficaria bravo com você,só se roubasse a pizza dele,mas isso não vem ao caso,você precisa contar,infelizmente não vou poder te ajudar,não sei lidar com essas coisas,mas se tem uma pessoa que eu conheço que sabe fazer isso é o Jackson,ele é seu namorado,seu amigo.Além do mais,ele vai se magoar quando descobrir por outras pessoas,antes você explicando doque outra pessoa.
Rosa me olhou,ela realmente estava confusa,então sorriu e me abraçou 
—Você é a melhor pessoa que existe!
Então retribui
—Vai falar com ele,já até acabamos o açaí,eu tenho umas coisinhas para resolver
—Essas coisas incluem o Adams?
—Talvez,que seja,anda logo,pôr do sol é o melhor momento para contar tudo para as pessoas
Rosa se levantou sorrindo,então se despediu e saiu andando,pelo o menos consegui.Agora tenho outra questão,resolver meus problemas.
Fui até a casa do Paul e bati na porta,ele gritou do seu quarto e abriu a porta coçando os olhos.Ele vestia uma camiseta preta e uma bermuda até os joelhos branca,estava descalço com os cabelos bagunçados 
—Lua? oque está fazendo aqui?
—Paul,precisamos conversar

{Rosa On}

Jackson estava no Central park me esperando,como combinado.
Ele estava vestindo a blusa que sempre usa quando saímos para o cinema,a camisa preta com o desenho de um dragão matando um cavalheiro,eu adoro essa camisa,e estava com seus jeans desbotados e um tênis azul marinho.
Me sentei ao seu lado em silêncio,sem mais nem menos ele me beijou,como sempre o beijo delicioso dele.Então o olhei 
—Está séria,oque houve?
—Jackson,eu preciso te falar uma coisa..
Ele sorriu de leve e voltou a olhar o pôr do sol,o céu estava lindo,vários tons de vermelho e laranja juntos,o sol parecia uma bola amarela puxada para o laranja.
Então respirei fundo e falei de uma vez
—Eu me apaixonei por uma garota
Eu achei que ele ia dar um ataque do coração,mas ele suspirou e me olhou sério
—Eu sabia que um dia isso ia chegar,de qualquer maneira,por isso me preparei para isso.Rosa,eu te amo,amo muito..vou te ajudar,não me importo com oque fale,suas tentativas vão ser inúteis 
Meu coração encheu-se de alegria,ele entendeu perfeitamente.Por isso eu adoro que ele tenha a a amizade do Paul
—Você entende?
—Claro,agora..você ainda me ama..né?
Eu ri
—Claro bobo! 
Jackson me abraçou de lado,seus olhos estavam verdes com o reflexo do sol.
—Você encontrou com a Lua?
—Sim,ela que me deu alguns conselhos sobre isso
—Hmm..e onde ela foi?
—Foi se encontrar com o Adams
Jackson deu uma risada gostosa que só ele sabia dar
—Esses dois vão acabar juntos,escreve oque eu to falando
—Claro,isso ainda não acabou
Com toda certeza não,nem tá na metade,eles dois tem muita coisa para resolver

{Lua On}

Então eu estava sentada no sofá em frente ao que ele estava,Paul me olhava nervoso,então enfiou o dedo no alargador e começou a mecher,ele sempre faz isso quando tá nervoso
—Paul,sobre nós..
—Nós? achei que você não acreditava mais nisso
—E realmente não acredito,mas quero conversar,você parece triste,muito triste.E eu não gosto de te ver assim
—Tá querendo dizer que eu tenho que esquecer o 1 ano e 7 meses de namoro que vivemos assim do nada? desculpa Lua,não dá
Senti um aperto no coração,hoje fariam 1 ano e 7 meses de namoro meu e dele..
—Paul,não estou te pedindo para esquecer,é impossível esquecer,tenho saudades daquilo tudo mas..temos que seguir nossas vidas
—Qual foi o propósito dessa conversa mesmo? 
Bufei
—Só queria dizer para vocês seguir sua vida, a gente não tem mais nada
Paul encolheu os ombros
—Veio destruir meu coração em outras palavras?
—Eu? foi você que estragou tudo,me traiu,fez aquele show na cafeteria,acha que eu me esqueci?
Paul me olhou 
—Enquanto a mim? hein? acha que eu não sofri? claro que sofri,passei esse tempo todo sendo chamado de canalha pelos meus outros amigos,até pelo meu próprio pai.Todo mundo acha que eu trai,todo mundo me taxa como errado.E eu? eu tento te falar a verdade faz séculos,e você não acredita em mim..até hoje eu tento
Seus olhos estavam vermelhos,senti minha respiração ofegante 
—PORQUE VOCÊ INSISTE NISSO?
Paul se levantou com lágrimas nos olhos 
—PORQUE EU TE AMO,CUSTA ENTENDER? EU TE AMO,TIPO PARA CARAMBA! 
Meu coração disparou,me sentei na mesma hora e cubri o rosto com as mãos,não sei mais oque sentir,raiva? amor? tristeza? nem sei mais,o olhei enquanto ele limpava as lágrimas que ameaçavam descer
—Oque aconteceu com a gente? 
—Aconteceu oque eu temia,o amor esfriou de um lado..enquanto o outro esta cada vez mais quente
—Ta falando que eu não te amo mais?—O olhei confusa
—Estou falando que você é tão boba que não percebeu que eu estou quase te beijando
E realmente ele estava,estava ajoelhado na minha frente com o rosto quase colado no meu,estava eufórica,não sabia oque pensar.Tanto eu quanto ele estávamos sem jeito,talvez aquele beijo realmente ia acontecer,ou talvez não.Paul colocou a mão na nuca,talvez seu cérebro estivesse em uma mini guerra civil de pensamentos "beija!!" "Não beijaaa!!"
Posso afirmar com toda a certeza que a guerra terminou no momento que eu o beijei,não aguentava mais,estava tão perfeito que era impossível não beijar,e ele prosseguiu,safado! continuou aquele beijo,os gosto doce de seus lábios se espalharam por toda minha boca,então todo aquela bagunça sentimental dentro de mim se resolveu,eu ainda amo ele.


Notas Finais


Gostaram? comentem se possível!

--1° Temporada:
https://spiritfanfics.com/historia/sempre-foi-voce-6332925

Beijos de nutella da tia Mikiuu
Até o próximo capítulo :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...