História Sempre Juntos - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hotarubi no Mori e
Visualizações 11
Palavras 634
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olha quem voltou das cinzas \o/
Com duas noticias, uma boa e uma ruim(não sei se é exatamente ruim)
Boa: estou voltando a escrever as fics, não é que eu tinha desistido, foi apenas um probleminha de falta de confiança (talvez uma preguicinha, talvez), estou voltando de pouquinho
Ruim: essa fic está acabando, mas não é por que eu quero acaba-la logo não, tem no máximo mais dois capítulos
Acho que era só isso, me desculpem pela ausência, erei dar meu máximo para escrever o resto.

Capítulo 11 - Voltando


Durante a viajem, eu e Gin fomos conversando sobre várias coisas, até que no meio da conversar com ele segura minha mão, no mesmo instante eu fiquei vermelha e olhei para outra direção, eu o ouvi dando uma risadinha baixa, ”Hotaru ”, ele me chamou, só que não me virei, “Olhe para mim, por favor”, eu não resisti e me virei.

No momento que eu me virei para vê-lo, ele me roubou um beijo, mesmo que o beijo tenha durado alguns poucos minutos, para mim pareceu que durou muito mais. Antes que eu pudesse me afastar, ele me puxou com pela mão que segurava e me abraçou.

“Obrigado Hotaru. Obrigado por nunca ter me abandonado”, quando ele disse isso, o abraço ficou mais forte, ele parecia que estava com medo, talvez com medo de por acaso eu mudar de ideia e ir embora.

Eu não sabia o que dizer, não conseguia pensar nas palavras certas, então me lembrei de quando eu o conheci, eu o afastei um pouquinho e dei-lhe um beijo na testa, “Eu prometi, não foi?!”, e voltei a abraça-lo.

Depois de um tempo abraçados, voltamos a conversar, mas a conversa não durou muito, pois Gin acabou dormindo apoiado em mim, ele parecia um anjo calmo e fofo dormindo. Acabei não resistindo, peguei meu celular e tirei uma foto dele.

Depois de mais ou menos 3 horas de viajem, finalmente chegamos, mesmo ainda sendo 10:20 da manhã, nos dois estávamos com muita fome e resolvemos ir numa lanchonete que tinha ali perto.

Quando sentamos numas das mesas da lanchonete, veio logo uma garçonete nos atender, Gin pediu chocolate quente e umas torradas, enquanto eu pedi um suco de laranja e um misto quente, sem muita demora, nossos pedimos já estavam na nossa mesa.

Gin acabou de comer primeiro, eu comia bem devagar, então ele se levantou e disse que ia ao banheiro e já ia aproveitar e pagar. Quando ele saiu, passou uma garota no lado da mesa, ela me parecia bem familiar, só que eu não conseguir me lembrar da onde, deixei para lá e voltei a comer.

Depois de um tempinho, percebi que Gin estava demorando muito, resolvi que assim que acabasse ia atrás dele, assim que acabei, ouvi uma garota xingando muito alguém e logo em seguida ouvi um barulho, parecia que ela havia dado um tapa.

Quando me virei, vi Gin sorrindo e vindo na minha direção, não sei se era minha imaginação ou não, mas parecia que tinha uma marca na sua bochecha, a menina que tinha passado pela minha mesa a alguns minutos antes estava atrás dele com uma cara de raiva, “Vamos Hotaru ?”, ele perguntou assim que chegou na mesa, eu não sabia o que falar, então apenas confirmei com a cabeça, peguei minhas coisas e me levantei.

“SEU IDIOTA !”, a garota gritou assim que saímos pela porta, pude ter certeza que foi ela que estava xingando e que bateu no Gin, “Não ligue para a Laura, ela perdeu a cabeça lá dentro”, ele disse sem olhar para mim, ele deve ter percebido minha preocupação.

Fomos andando até a casa do meu tio, o caminho pareceu bem longo, não trocamos uma palavra desde que tínhamos saído da lanchonete, ele parecia bem pensativo, eu queria perguntar o que tinha acontecido, mas não tinha coragem, parecia ser algo só entre eles dois.

Quando chegamos na casa do meu tio, Gin não ficou muito tempo, ele nem parecia que estava prestando atenção no que estava acontecendo em volta dele, combinamos de nos encontrar mais tarde e no despedimos.

“O que houve com ele ?”, meu tio perguntou, eu apenas dei de ombros e fui tomar um banho, e depois passear um pouco pela floresta, só para relaxar um pouco e esquecer o que aconteceu na lanchonete.


Notas Finais


PS: Quem está lendo o "Love Eros!!!", vai demorar um pouquinho mais, pois é um pouco difícil escrever ela de acordo com o anime.
Até a próxima o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...