História Sempre Juntos - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hotarubi no Mori e
Exibições 4
Palavras 821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Então gente, como eu fiquei sem escrever por bastente tempo, resolvi postar as três partes num dia só, lembrando que essa é a visão do Gin

Capítulo 9 - Flashback parte 2 de 3


Eu não conseguia ver nada, estava tudo escuro, mas conseguia ouvir umas vozes de longe, algumas vezes parecia da Hotaru e depois de um homem, eu não conseguia decifrar o que eles falavam, de repende ouço a voz da minha mãe também, parecia preocupada com algo, mas não pude ouvir por muito tempo, pois comecei a ver algo clareando.

Quando me dei conta eu estava numa floresta, não qualquer floresta, aquela era a que ficava do lado da casa do tio de Hotaru, vi duas crianças passando correndo por mim, quem seriam elas?

Eu fui seguindo elas, elas pareciam bem alegres, elas não paravam quietas, “Hotaru! Está na hora”, era alguém gritando da casa ali perto, então me toquei, era eu e Hotaru quando mais novos, quando eu chorava muito e não tinha nenhum amigo sem ser ela.

Me lembrei que aquelas foram as primeiras férias que passei com ela e era o ultimo dia dela na cidade, eu estava chorando muito, “Você promete que não vai me abandonar Hotaru?”, o garotinho falou no meio dos soluços “Prometo só se você sorrir para mim Gin”, eu acabei sorrindo e fiz a promessa.

Promessa? Era isso que Hotaru estava falando! Como pude esquecer algo que foi tão importante para mim, esperei o ano todo para pode vê-la novamente nas férias, como eu sou um idiota.

De repente, tudo fica escuro de novo e começo a ouvir vozes de novo, dava para entender melhor agora, era a voz da minha mãe, “Oi filho, como você está? A Hotaru me disse que fala com você todo dia, não sei se vai funcionar, mas quero tentar também”, ela começou a falar como foi seus dias depois do meu acidente, eu percebi que não me lembrava direito o que tinha acontecido, apenas sabia que estava no hospital e não conseguia ver ou falar algo.

Depois de falar várias coisas, ouvi ela se levantando, e andando para algum lugar, “Você devia acordar amanhã do coma Gin, seria um pressente tão incrível para a Hotaru, ela nem voltou para a cidade dela para as aulas, só para ficar aqui com você. Acho que vou cochilar um pouco filho.”

Eu fiquei pensando em suas palavras, a quanto tempo eu estou em coma? Devia ser bastante para chegar o aniversário da Hotaru, eu precisava acordar, queria ver seu rosto, seu sorriso, seus olhos, tudo.

No dia seguinte, ouvi Hotaru entrando no quarto e minha mãe saindo, ela ficou falando como tinha sido antes dela vim me ver, eu estava fazendo bastante força para abrir meus olhos, mas era bem difícil, quando ouvi ela se levantando, eu fiquei preocupado, pensei que ela já ia embora, então fiz mais força, então consegui, abri meus olhos e finalmente consegui ver as coisas ao meu redor, estava bastante claro, mas mesmo assim, percorri meus olhos pelo quarto a procura dela, a achei perto da janela, quando ela se virou, não conseguiu falar nada, começaram a escorrer lágrimas pelo seu belo rosto e saiu correndo do quarto.

Daqui a pouco ela voltou com um médico, ele falou que ia me examinar para ver se tinha algo errado, ela concordou e saiu, demorou um pouco para acabar, quando ele estava saindo a enfermeira entrou e me colocou sentado na cama, eu ainda estava com dificuldade para me mexer, depois disso, Hotaru entrou, ela falava tão animada, mesmo tendo que ir embora para fazer provas, eu estava feliz de vê-la, eu não consegui falar nada, apenas sorri, mas parece que foi suficiente para ela, pois ela me deu um longo abraço.

Depois de um tempo, minha mãe chegou e Hotaru foi embora, minha mãe estava muito feliz também, ela me abraçou, me beijou e contou várias outras coisas, eu queria me desculpar com ela, mas não conseguia ainda, parece que ela percebeu meu esforço de falar, “Calma meu filho, tudo na hora certa”, eu sorri para ela e ela começou a fazer carinho na minha cabeça.

No dia seguinte, Hotaru chegou e falou que era o ultimo dia que ela ia vim, pois tinha que fazer as provas finais, ela ficou falando comigo, mesmo eu não podendo falar nada, quando deu a hora dela ir, eu fiquei preocupado, tinha que falar que eu me lembrava, então consegui com muito esforço mexer minha mão e segurar sua blusa, ela se virou para mim surpresa.

 “E...eu lembro...no...ssa promessa”, eu comecei, ela me olhou deixando suas lágrimas escorrem mais uma vez por minha causa, “Ho...ta...ru, obrigado, por nun...ca me abandonar”, quando consegui dizer tudo, sorri, estava contente de dizer aquilo. No meio de suas lágrimas ela sorriu para mim, “De nada Gin, eu não te abandonei e nunca vou te abandonar”, eu percebi que era choro de felicidade, levantei minha mão e levantei meu dedo mindinho fechando os outros dedos, ela entendeu o que eu queria fazer e pegou meu dedinho com o dela, a nossa promessa tinha sido renovada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...