História Sempre Você... (Camren) - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren
Exibições 707
Palavras 1.235
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey bolinhos... Tomei gosto nesse negócio de escrever pelo celular, bem mais prático e vocês é que estão ganhando com isso... Quando me der coragem, vou formatar direitinho, ok?? Ok...

No mais, aproveitem o capítulo...

Beijooooo

P.S. super obrigada a todos que já add a história aos favoritos, vocês são demais...

Capítulo 32 - E se...?



 --- Quer passar na casa de seus avós?

Pouco mais de trinta minutos se passaram até que uma Camila abatida e de olhos cansados atravessasse aquele portão.

--- Só quero ir para casa. Por favor...

Sem mais nada dizer, vira-se me dando as costas e assim permanece pelas próximas horas até chegarmos aos limites de Seattle.

--- Vamos parar pra comer alguma coisa então?

--- Não quero.

--- Amor, você precisa...

--- Ir para casa. É isso o que eu preciso Lauren.

Num silêncio pesado chegamos em nosso bairro e pouco depois já estamos protegidas da chuva leve que começou a cair.

--- Vai me dizer como foi?

--- Eu tô cansada, Lauren. Muito.

Não sei explicar, mas soube que essas palavras tinham mais significado do aparentavam.

--- Tome um banho e aí pode descansar um pouco antes da festa.

--- Não vamos mais.

--- Camz, não. Olha – me apresso quando vejo que serei interrompida --- De nada vai adiantar você ficar assim. Você queria ir, eu te levei, mas, por favor, não se entregue outra vez. Nós estamos juntas nessa, amor. Eu tô aqui com você. Por favor...

Não posso explicar tamanha necessidade por ouvir sua resposta. Simplesmente não consigo entender como sou tão dependente dela e por isso mesmo, preciso de minha esposa bem.

--- Eu não sei se consigo, Lo.

--- É claro que consegue, meu amor! Eu te ajudo.

--- Mesmo? Você não vai desistir, não vai se cansar?

--- Camila, por Deus, entenda de uma vez por todas que eu te amo! Estou aqui pra tudo, absolutamente tudo! Eu não vou te deixar!

--- Nem me esquecer?

Engulo com dificuldade porque lidar com esses olhos magoados e essa voz machucada é quase demais pra que eu resista e me mantenha de pé.

--- Eu nunca, nunca, vou me esquecer de você. Seria como viver sem respirar! Impossível!

--- Mas, e se acontecer?

Seguro suas mãos geladas entre as minhas levando-as aos lábios deixando um beijo em cada uma.

--- Se, por um acaso dos mais absurdos, isso acontecer, eu sempre darei um jeito de te encontrar dentro de mim. Como se fosse a primeira vez... Lembra? Você me olhou de uma forma que, se fosse humanamente possível, teria me perfurado naquele restaurante.

--- Eu já gostava dos seus olhos ali mesmo. Tinham vida, calor, brilho. Tudo o que me faltava.

--- Tudo o que hoje você reencontrou, minha linda. Ambas sabemos como foi difícil, então, não permita que isso se perca novamente. Nós agora temos um motivo a mais para lutarmos, não é? Daqui a poucas semanas nosso bebê vai estar crescendo aí dentro de você, já imaginou? Uma vida novinha e dependente de nós!

--- Eu tô tentando, Lo. Por nós duas e pela nossa família.

--- Isso! A gente dá um jeito, não é? Sempre conseguimos, não seria diferente agora.

Nós encaramos por algum tempo e mesmo que fosse apenas um pouquinho, pude sentir que ela já estava melhor.

Soube desde o início de tudo, que, uma vida com Camila não seria das mais simples, afinal, ela mesma fez questão de mostrar todos os seus demônios interiores quando nem sequer pensava em qualquer tipo de relacionamento e ainda assim, isso só me fez ama-la mais e, por isso mesmo, não desisti anos atrás assim como não farei agora.

Ela pode ser distante e, sinceramente, fria, quando quer. Mas eu sou o fogo da nossa relação, sempre persistente, teimosa mesmo, o que me impede de jogar a toalha mesmo nos minutos finais.

***

--- Foi uma festa e tanto pra que vocês estejam assim hein!

Sentindo minha cabeça latejar, permito que nossas amigas entrem com toda a tranquilidade que lhes é conhecida, ou seja, quanto mais barulho, melhor, e isso serve para Vero e Dinah.

--- Foi bem divertido mesmo, né, amor?

--- Se não contar a agulha que insiste em perfurar meu cérebro agora, sim, foi ótima.

Ela sorri e beija meu queixo depois de ficar na ponta dos pés.

--- Ninguém mandou exagerar, bonitinha!

--- Mas, a volta pra casa valeu a pena, não foi?

Sorrimos cúmplices até que sons enojados chegam até nós.

--- Vocês nunca vão parar com isso?

--- Isso o quê? – pergunta minha esposa enquanto se senta ao lado de Lucy que mantém um sorriso discreto enquanto Verônica continua:

--- Essa coisa de ficarem grudadas o tempo todo! É nojento!

--- É! – se intromete Mani—Afinal, quem é que gosta de um casamento lindo, com duas pessoas que se amam e fazem questão de demonstrar isso uma para a outra o tempo todo mesmo depois de tantos anos? Realmente, vocês me fazem sentir náuseas!

Camila e eu não conseguimos segurar o riso ao ver a cara de DJ ao ser firmemente encarada por uma Normani séria e com jeito de poucos amigos.

--- Mas, mas, docinho, eu...

--- Eu nada! Você devia aprender com elas, sua ogra!

---- Se ferrou! Se ferrou! Se ferrou!

---Eu não ficaria tão contente, Verônica Iglesias, você não está muito diferente.

--- Lu...!

--- Diga se não temos as melhores amigas do mundo, Cami?

--- Awwnnn sabe que adoro quando me chama assim!

Não resisto a tamanha fofura e sem me importar com as piadas vou até minha mulher deixando um beijo carinhoso em seus lábios sorridentes.

--- Eu te amo, professora...

Deixo um beijinho na ponta de seu nariz antes de me afastar.

--- Ally não vem mesmo?

--- Talvez ela passe aqui mais tarde, tinha algumas coisas da universidade pra fazer. Aquilo tá ficando uma loucura agora já que o fim do semestre tá chegando.

--- Lo, eu não vou querer ficar sozinha em casa quando estiver grávida, eu tenho medo. E se eu precisar de você?

--- Serão só alguns dias, Camz, e o médico nos explicou que não há o que temermos.

--- A gestação é de risco, Lauren?

--- Não de acordo com o doutor Ferdinad. Ele disse que os riscos de uma gestação por fertilização são iguais aos de qualquer outra. Camila só vai precisar guardar repouso nas primeiras semanas e não praticar exercícios físicos, mas, tudo normal.

--- Vocês podem contar com a gente. Pra qualquer coisa!

--- Nós sabemos, DJ. Vocês são as melhores...

--- De fato.

--- Calada – digo ao arremessar uma almofada no rosto de Vero que fica vermelha de indignação e é contida por Lucy ao tentar mandar de volta.

--- Vocês são duas crianças grandes, pelo amor de – uma outra atinge o lado esquerdo de sua cabeça e uma Dinah aos risos aponta para si mesma.

--- Três crianças, baixinha!

Olho em volta da sala sentindo meu peito inundar de um calor familiar ao reconhecer que como sou afortunada em ter essas garotas em minha vida.

    ***

--- O dia foi cansativo, Lolo... Preciso dormir...

--- Vai indo pra cama, bebê, vou só buscar meu celular lá na sala...

Deixo o banheiro onde passamos bons minutos debaixo d'agua morna e sem me importar em molhar o chão todo, mesmo sabendo que Camila faria um escândalo na manhã seguinte, vou até o sofá onde deixei o aparelho esquecido a tarde toda.

Apagava as luzes quando ele vibra em minha mão e num gesto automático o desbloqueio sentindo meu corpo fraquejar ao ler a mensagem.

Heeeey Lóren!

Tô na sua cidade e trouxe Liam comigo, o que acha de nos encontrarmos pra vc conhecer meu filhote?

Espero sua resposta, bjooo da Lexie...


   


Notas Finais


Erros vou corrigir depois, pessoas...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...