História Sempre Vou Te Amar - CS - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Vovó (Granny), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Aventura, Captainswan, Once Upon A Time, Outlawqueen, Romance
Exibições 17
Palavras 1.477
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oii suas lindas chegamos ao CAPÍTULO 30
Espero que gostem, deixem dai seu comentário. Obrigada. Tem CS é só um gostinho, sorry , mas prometo que o próximo vai ser melhor a situação para o shipper mais lindo CaptainSwan.
Ivan Busic - Cry For Love TEM TUDO HAVER COM O CAP. 😆
Boa leitura a todas.

Capítulo 30 - Preciso Contar Algo.


Fanfic / Fanfiction Sempre Vou Te Amar - CS - Capítulo 30 - Preciso Contar Algo.

          Killian gira a maçaneta da porta e a pessoa que estava atrás dela, não parava de bater.

- JÁ VAI, NÃO PRECISA FICAR BATENDO.- gritou um pouco irritado. Abre a porta e vê Emma.

- Oi. E já ta estressadinho de manhã.- brinca.

- Swan?!- Oque aconteceu? Precisa de alguma coisa...?

- Posso entrar, preciso te contar uma coisa.

- Sim. Claro. Entre.- sede passagem a ela. Os dois vao até a sala e sentam no sofá.

- Você está assistindo Pra Sempre? Você não curte muito esses filmes. Eu que te "obrigo" - faz aspas com os dedos - a assistir comigo.- ri e Killian ri junto.

- É, parece que seu gosto para filmes dramático e românticos, não é ruim. Só um pouco triste.

- Obrigada, primeiramente. Segundo, eu sei, não acredito que você não chorou ainda.- brincou.

- Sabe que não choro, não sou tão sensível, quanto você.

- Tabom, sr.insensível. Tá no começo. Quero ver quando...

- Eieieieiei...-colocou sua mão tampando a boca da loira - NADA de spoilers.

- Mas oque eu ia falar ta na sinopse.

- Eu nunca vi esse filme e nem li a sinopse. Então. Shhh. Quietinha. Voltando ao assunto. Oque você, quer me contar.

          Emma contou tudo, oque aconteceu na primeira vez que teve os flashes que pareciam sonhos. E sobre a noite anterior. Que foi a casa da Regina no meio da noite. E que ela, a Regina, falou que era para contar par seu amigo.

- Nossa. Não acredito que você saiu de casa no meio da noite só para falar de um sonho que você teve quer dizer flashes de memórias.- falou tudo num fôlego só.

- Opa. Calma ai. Respira.- Emma se sentia bem ao lado do amigo. Mesmo que a situação deles, estivesse complicada.

- Digo. Estou feliz por você, estar melhorando.- fala com um sorriso aberto.- Isso precisa de uma comemoração.- fala sorrindo.

- Que tipo de comemoração?- perguntou levantando do sofá e indo a cozinha acompanhado de Killian.

- Do tipo. Eu quero cozinha para a gente.

- Para nós? Eu não posso deixar o Neal sozinho. Killian. Ele mal conhece a cidade.- pega um copo e coloca água e bebe um gole.

- Ok. Ele pode ficar com seus pais. E dai a noite, você vem, para cá.- quando Killian fala isso. A água que estava na sua boca, quase é jogada pelos ares, ela coloca a mão na boca para não cuspir oque tem na boca.

- Melhor não. E você vai fazer oque? Voce mal sabe cozinhar, Jones.

- Macarronada com molho de vina. Aquele prato que voce me ensinou quando como morar em Boston.

- Ah, tabom eu topo. Mas é um jantar de comemoração entre amigos, nao vem com nenhuma gracinha. Ouviu?

- Tabom, mandona.- sorri.

- Eu já vou indo. Deixei o Neal sozinho.

- Não vai, fica. Ele sabe se virar sozinho. Ele não vai quebrar a casa, porque você saiu por um tempo.- se vira para encarar seu amigo e percebe que seus rostos estão a milímetros de distância. Os dois se encaram alternando os olhares entre a boca e os olhos. Killian toma a iniciativa e beija Emma. Um beijo colado. Emma se separa na hora.

- Eu...eu...é...tenho que...ir.- falou sem jeito e saiu correndo, sem falar mais nada e deixou Killian confuso.

- Swan. Espera. EMMA.- saiu correndo atrás da loira - EMMA. EMMA.- com a gritaria, Neal saiu da casa e foi ver oque acontecia.

- Oque ta acontecendo?- pergunta confuso ao encontrar Killian.

- NADA.- Killian responde seco. Emma escuta e pensa em seguir em frente mas acaba voltando.

- NADA. KILLIAN. NADA?- pergunta furiosa.

- Então, porque a gritaria? Oque você fez?

- Não te interessa.

- Como assim? Emma oque aconteceu?

- Melhor você não saber. Se nao quiser me perder também. Porque alguém já perdeu.- olha para Killian com raiva - E eu vou dar uma volta por ai. Sozinha, para espairecer, depois eu volto.- falou calma dessa vez e saiu andando.

- Ok te vejo depois então!- falou Neal triste.

         Killian esperou Neal entrar para ir atrás da loira. Conseguiu alcançá-la e segurou seu braço.

- Emma. Espera. Me desculpe. Eu nao sei oque me deu. Quero que me perdoe.

- Killian. Você...você não escutou oque eu disse. VOCÊ ME PERDEU DE TODOS OS JEITOS.- falou exaltada e puxou seu braço que Killian ainda segurava.

- Não fala assim.- falou calmo.

- Porque não? Um: Eu sofri um acidente. Dois: Perdi a memória. Três: Tenho um NAMORADO. Quatro: Você tem que entender, que minha mente ta uma bagunça, eu...eu to confusa com tudo isso.- seus olhos ficaram marejados - E eu queria o apoio de vocês, principalmente de VOCÊ KILLIAN - cutuca Killian.

- Eu peço mil desculpas. Eu fui estupidamente idiota, Swan. Me perdoe. Senão eu vou morrer - coloca as duas mãos no pescoço como se fosse asfixiado.

- Para com isso.- Emma fala rindo e pega nas mãos dele que tira do pescoço.

- Eu nao vou conseguir viver sem você, Swan. Voce já faz parte da minha vida e não vou me perdoar, se você não me perdoar. Eu nunca quis te magoar e oque eu fiz foi ao contrário.

- Eu...eu...vou pensar. Minha cabeça ta a mil. E volte para casa e veja aquele filme, talvez te ajude a pensar melhor em como contornar essa situação.- Emma da as costa para Killian e sai caminhando tranquilamente.

- Tchau.- acena e Emma olha por cima do ombro e sorri.

                                 ***
POV EMMA

          Eu sabia a quem recorrer. Fui para casa da Regina. Toquei a campainha duas vezes. Quando vi Regina. Desabei em lágrimas.

- Oque aconteceu?- me acolheu em seus braços.

- Deu tudo errado.- falo com a voz embargada do choro.

- Vamos entrar. Sente aqui.- sentei no sofá - Espere que vou trazer um vou de água.- Regina foi a cozinha e me trouxe um copo de água - Pegue vai te fazer bem.- bebi metade do conteúdo do copo que estava cheio - Agora, me conte oque aconteceu para te deixar tão aflita? A Zelena deu uma saída e meus pais estão na prefeitura.

- Minha vida.- vi que Regina deixaria continuar - Minha vida ta um caos. Achei que deixou do que aconteceu, eu conseguiria viver normalmente. Mas não, não tem mais nada de normal na minha vida, NADA.

- E você contou sobre aquilo?- ela se referia aos flashes de memória que agora sei que não são mais sonhos.

- Sim. E foi um desastre - bebi o restante da água.

- Porque?

- Porque? Porque. Killian me beijou e isso não é certo, não acho justo fazer isso com o Neal.

- Quando...é, ele te beijou. Oque você sentiu?

- Eu não sei. É como se tivesse uma sensação de déjà vu. Foi estranho e ao mesmo tempo, bom.- Regina não ousava falar nada, só me escutava - E acabei falando umas coisas que não devia ter dito.- balanço a cabeça em negação.

- Vocês discutiram?

- Sim. E a discussão foi feia. Eu falei que ele tinha me perdido de todos os jeitos.

- Emma.- ela falou coma voz suave.

- Eu sei. Eu acabei me exaltando, e ficou me pedindo perdão, desculpas. Eu que devia ter pedido. Por ter falado daquele jeito.

          Zelena entra em casa sem perceber minha presença.

- Sis.- fala entrando em casa.

- Aqui na sala.- Regina fala.

- Emma!- Zelena fica surpresa em me ver no estado que estou.

- Oi.- falou calma.

- Oque aconteceu. Regina me contou tudo.- sentou ao meu lado.

- Agora tem mais.

- Mais?- fala surpresa.

- É uma longa história, vou deixar novamente a Regina te contar.

- Sabe quem eu encontrei na rua? A Belle. Eu não a via desde o termino do ensino médio, que fui morar depois em Boston. E acabamos perdendo o contato.

- Sério? Achei que ela, nem morava mais aqui. Que fosse viajar, como queria.- Regina falou.

- Ela viajou. Conheceu Roma, Rio de Janeiro, mais uma outra cidade no Brasil que não lembro agora, tem nome de pessoa.

- João Pessoa.- digo.

- Isso.- concordou comigo - E mais alguns lugares.

          Ficamos conversando até a hora do almoço.

- Obrigada por me ouvir, reclamando.- ri.

- É para isso que serve as amigas, não é. E você precisava desabafar com alguém. Que bom que ajudei.

- Agora tenho que voltar. Neal deve estar preocupado comigo e alguma hora eu tenho que voltar para minha casa.

- Não quer ficar para almoçar com a gente. Vamos na Granny's.- diz Zelena.

- É vai ser melhor assim.-diz Regina.

- Tabom. Eu vou em casa, pegar alguma coisa e trocar de roupa. Por que ainda não virou moda, ficar andando de pijama. E encontro vocês lá.


Notas Finais


Postei e sai correndo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...