História Senhorita Frieza - Imagine Jin (BTS) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jin, Personagens Originais, Rap Monster
Tags Bangtan Boys, Bts, Jin, Kim Seokjin, Rap Monster
Exibições 925
Palavras 1.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá 🎈 tenha uma ótima leitura
//Eu adoro emoticons ❤

Capítulo 2 - Óculos


Fanfic / Fanfiction Senhorita Frieza - Imagine Jin (BTS) - Capítulo 2 - Óculos

 ~ " Sogang Business School" 10:00 a.m

     Depois que Seokjin se apresentou o professor encerrou a aula e deu aqueles cinco minutinhos de conversa para os alunos.

     - Ei, você é esquentadinha né? Não precisava fazer tudo aquilo pra me tirar do seu lugar. - Disse o garoto de cabelos descoloridos à minha frente.

     - Me deixa em paz garoto. Eu faço o que eu quiser.

     - Calma, só dei minha opinião.

     - Pois é, mas ninguém te perguntou nada. - Digo revirando os olhos.

      - Grossa!

      - Fica na sua "princesinha".

     Dito isso coloquei meus fones de volta vendo o garoto falar coisas que já não entendia pela altura da música, enfim ele desistiu de me atentar e se virou para frente. E assim as aulas passaram e surpreendentemente aquele garoto estava em todas as aulas que eu estava, ele me infernizou a manhã inteira com brincadeiras idiotas, ele realmente não sabe com quem está brincando. Mas vai descobrir já já. Ele teve a audácia de colar um papel no meu moletom dizendo "me belisque".

     - Escuta aqui, se você acha que pode brincar comigo assim - Digo prensando o garoto na parede colocando meu joelho no lugar onde mais doia nele.- Você está muito enganado, ouviu?

     - Tá, agora me solta, ta doendo. - Ele diz entre os dentes, com expressão de dor.

     - Não se mete comigo princesinha. Você não me conhece, nem quer conhecer.

   Jin poderia ter se soltado, pois é maior e mais forte do que eu, mas eu toquei em seu ponto fraco. Deveria ter doído de verdade, pois ele se jogou no chão quando o soltei, mas eu jamais deixaria ele brincar assim comigo, nem ele, nem ninguém.

      - Hey ______ onde você pensa que vai?

      - Você de novo Kwan?

      - Você tem que me esperar princesa, é meu dever levar minha namorada em casa.

      - Sua o que?

      - Não se faz de idiota, você ouviu.

      - Escuta aqui, idiota é a sua mãe e sonha que eu sou sua namorada.

       - Escuta aqui você, me respeita garota - Diz Kwan segurando-me pelos pulsos me prensando contra a parede. - Ah você é tão rebelde, é uma pena que eu tenha que te forçar a isso. Podia ser mais divertido se você colaborasse. - Kwan então me beijou a força, era o pior beijo que havia recebido na vida, não retribui mas o descarado continuou e se distraiu soltando meus pulsos.
     Logo deferi um tapa no rosto do garoto que deixou a marca em sua pele branca.

     - Olha que você fez! - Diz Kwan passando a mão na bochecha.

     - Foi um tapa, o que não sentiu esse? Quer outro?

     - Isso vai ter volta.

      - É vai? Então me bate Kwan, vai me bate! - Digo me aproximando do garoto mostrando minha valentia.

      - Ei, o que está acontecendo aqui? - Disse uma voz conhecida se aproximando.

      - Agora nada, some daqui Kwan.

      - Vai ter volta. - Diz Kwan para que só eu ouvisse.

      - Caramba, você bateu naquele garoto também? - Diz Seokjin surpreso.

      - Não te interessa.

      - Tá, tudo bem.

   Estava indo embora quando senti Seokjin me segurar e eu já ia revidar com um tapa.

     - Calma! Só quero me desculpar por ter colado o papel em você, foi só uma brincadeira.

     - Pois eu já te disse, você não sabe com quem está brincando.

    Puxei minha mão para me soltar do garoto e assim seguir meu caminho. O restante do meu dia foi um fiasco, pois sempre me lembrava daquele beijo do estúpido do Kwan eu sentia nojo de mim mesma, sentia remorso por não ter batido mais nele. Contei a Namjoon tudo o que aconteceu hoje e ele disse que não desgrudaria de mim por nada, se Kwan tentasse algo ele estaria comigo. Me senti aliviada por não ter que cometer um assassinato naquele colégio.

    - Ai como sou idiota, a quem eu quero enganar? Como eu mataria alguém? Disso eu não seria capaz nunca. - Ri de mim mesma por pensar isso.

   A noite estava completamente tediosa, eu estava sozinha em casa pois minha omma está no Brasil resolvendo as coisas do divórcio. Ah esse divórcio, mais um motivo para minha tristeza. Fazem cinco anos que vivo na Coréia do sul com mamãe e papai ficou no Brasil cuidando de seus assuntos até vir ficar conosco, mas ele nunca veio, fazem cinco anos que não vejo meu appa, Ah e o motivo por ele nunca ter vindo é uma mulher, sim meu pai arrumou outra mulher e estava traindo minha omma por todo esse tempo. Minha omma já desconfiava até o dia em que ele contou em uma briga deles por vídeo chamada, ele disse que já estava cansado de nos mandar dinheiro e que queria por um fim nesse casamento ridículo. E assim está sendo feito. Mamãe ficará no Brasil por um mês por causa disso, e ela ainda está no terceiro dia de viagem, ou seja ainda tem muito tempo até sua volta.

     - Aish! - Resmungo indo até meu celular.
   Já estava tarde e nada tinha no aparelho então fui me deitar, pois amanhã teria aula.

    ~ "Sogang Business School" 8:30 a.m

  
    - Olá pequena. - Diz Namjoon passando o braço pelo meu ombro.

    - Olá, não me chama de pequena Nam! - Digo mostrando meu cansaço em dizer isso pela milésima vez.

    - Tá bem! Já parei. - Nam resmunga revirando os olhos. - Vem, vou te levar até sua sala.

  Quando adentramos no corredor Kwan estava em seu armário e ficou nos encarando.

    - O que foi Kwan perdeu os olhos na _____? - Diz Namjoon provocando o garoto.

    O mesmo revira os olhos e se vira para o armário, nós seguimos o nosso caminho com os olhares de todos os estudantes em cima de nós, Nam e eu sempre andamos juntos então todos pensam que temos algo a mais que uma amizade, mas nós sempre fomos amigos e sempre seremos.

    - Está entregue senhorita.

    - Obrigada Nam, você me espera pro intervalo?

   - Estarei aqui!

   - Okay. - Dou um abraço no maior e ele retribui.

  Eu não sou assim tão amorosa, mas com Namjoon sempre foi diferente ele merece ser tratado melhor pois ele nunca me machucou, ele só me faz bem desde que nos conhecemos então eu dou a ele todo afeto que ainda me resta.
  Finalmente nos desprendemos do abraço e eu entrei na sala, Seokjin estava lá, desta vez não estava de rosa, ele usava um óculos bem diferente, mas lhe caia bem, até demais. Ah eu odiava admitir isso, mas Seokjin é um garoto muito bonito, e é por achar isso que ele deveria ficar o mais longe possível de mim.

    - E ai esquentadinha, tudo bem?

    - Não me enche!

    - Qual é? Eu estou tentando ser legal! Quero saber o seu nome... - Diz Seokjin olhando nos meus olhos.

    - Meu nome é _____, agora me deixa em paz!

    Coloquei meus fones e mergulhei na música, acabei adormecendo e tive um sonho com Seokjin, este estava na minha casa, deitado em minha cama dizendo coisas sem nexo, como : a noite foi ótima não é?
Ai que droga agora eu estava tendo sonhos eróticos com esse garoto! Aish!


Notas Finais


O que acharam? Desculpa pela demora pra postar, semana cheia :/ vou tentar não demorar tanto no próximo. Obrigada por ler, pelos favs e comentários. 💙
Beijos, até próxima :*
Meu twitter @Anndy_stg


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...