História Senpai: um amor proibido - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Bromance, Gay, Romance, Sanpai
Exibições 40
Palavras 1.134
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Saga, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Caros leitores.

Desculpa pela demora e por favor não me matem. Eu tô com a vida muito corrida. Tô tendo tempo nem para me coçar. E ainda pra melhorar fiquei doente. E tava difícil escrever. Era quase toda noite antes de ir para casa tinha que passar no hospital. Sim mas desculpa mesmo. Mas deixando de história vamos ao capítulo.

Saiu um pouco grande pra compensar

Capítulo 9 - Capítulo 8


Fanfic / Fanfiction Senpai: um amor proibido - Capítulo 9 - Capítulo 8

*POV YUZO*

Eu estava ali sem ação. Eu não esperava que iria ouvir uma história daquela parecia até filme. Como podia ser tanta encontros estranhos na vida. Sim eu tinha ficado um pouco triste pela Meiko, ela é uma boa pessoa apesar de tudo, sei que ela não tem culpa por tudo que aconteceu com minha mãe. Mas já pela Sakura, eu não estava nem um pouco triste, eu estava é feliz, ela merecia isso e muito mais,  aquela miserável.

  - Yuzo, fala alguma coisa - disse Akira,  aparentemente apreensivo.
  - Calma ainda estou digerindo a história. É muita informação. - disse
  - Eu já sabia não vai querer olhar mais na minha cara. - disse ele já se virando para sair. Porém seguro no seu braço.
  - Tá louco. Surtou foi. Eu disse alguma coisa - ele respondeu com a cabeça que não. - então deixa de besteira. Nessa história só que tem culpa é o ex marido de Meiko. Vocês só foram vítimas. E eu não tenho nada haver com a história. Na verdade nem parente de sangue sou delas. Gosto muito da Meiko,  mas fazer o que.
  - Obrigado por entender. - disse ele de cabeça abaixa.
  - Deixa de coisa. - digo dando um abraço nele. 
Voltamos para o pátio da escola,  falando besteira e rindo muito até que encontramos a peste. Sakura. Ela estava com as amigas delas. Quando ela me ver vindo com o Akira. Ela faz uma cara mais feia do que ela faz normalmente.
  - Acho que ela vai arrumar problema para você. - disse Akira
  - Ela não está nem louca. - disse - vamos lá, deixa ela falar.
  - Tá certo. - disse ele. - mas vamos pra aula que já vai começar. Nos vemos no intervalo?
  - Lógico. - disse.
  - Então até mais tarde. -disse ele
  - Até. 
Fui para aula normalmente,  o dia foi tranquilo. Estava mais focado, consegui entender mais a aula,  algumas vezes ainda misturava francês e japonês mais de resto tudo bem.
Assim que tocou para o intervalo fui procurar Akira, andei pela escola toda e não o encontrei achei estranho. Fui em todos os lugares que normalmente ele costumava ficar porém não o encontrei. Descido ir até a quadra para ver se ele está e nada. Porém quando já estava saindo ouvi algo.
  - Me larga eu já disse que não quero mais nada com você. - disse uma voz
  - Deixa de história eu sei que você quer, sei que você só está com aquele velho por causa do dinheiro dele. - disse outra voz.
Descido chegar mais perto para ver quem é. Quando vejo era o Akira sendo encurralado por um menino o qual a cara não era estranha.
  - Ei, larga o meu amigo. - disse
  - Se não você vai fazer o que? Vai embora e deixa eu e o Akira se resolver sozinho. - disse o menino
  - Não vou sair até você soltar o Akira - disse
  - Tô achando que a bonequinha também quer brincar com a gente Akira. - disse o menino
  - Vai embora Yuzo,  deixa que eu resolvo com ele. E Deixa ele em paz Riki. - disse Akira. 
Agora lembrei de onde eu conheço ele,  é um dos amigos Yasuhiko.
  - Eu pensei melhor acho que dois é melhor que um. - disse ele segurando me pela gola da camisa e segurando o braço de Akira. - agora vou usar as duas bonequinhos.
  - Larga eles agora Riki. - disse Yasuhiko.
  - Vai proteger esses viadinhos agora é Yasuhiko - disse Riki - deixa eu me divertir um pouco com eles.
  - Eu já disse para você soltar ele. - disse Yasuhiko se aproximando.
  - Se eu não soltar vou vai fazer o que? - disse Riki se virando para Yasuhiko
  - Isso. - disse Yasuhiko dando um soco certeiro no olho de Riki.
  - Isso não vai ficar assim Yasuhiko,  e você me paga Akira. - disse Riki
  - Vocês estão bem? - disse Yasuhiko
  - Se eu estou bem. - disse Akira 
Eu como num impulso abracei bem forte Yasuhiko.
  - Obrigado,  senpai. Eu estava com muito medo e você nos salvou. - disse. Sentindo que meu abraço era acolhido e retribuído. 

*POV AKIRA*

Será que é coisa da minha cabeça,  será que tá rolando algo e eu ainda não estou sabendo. Eu já vejo confusão a vista.
  - Ei os pombinhos podem se desgarrar. Eu ainda quero lanchar. - disse 
Percebo que os dois ficam corados e se soltam.
  - Então vamos. - disse Yasuhiko - e não foi nada,  não podia deixar meu discípulo em perigo. Eu vou aqui que o resto da manhã tenho treino. Então Yuzo nos vemos depois do treino no vestiário.
  - Sim, então até mais. - disse Yuzo
  - Até mais Akira. - disse Yasuhiko
  - Até. 
Começamos a andar e fomos nós afastando dali. Então decidi perguntar.
  - Yuzo, posso te perguntar uma coisa. - disse.
  - Não só pode como deve. - disse ele.
  - Existe algum sentimento a mais entre você e o Yasuhiko além do contato de mestre e aluno? - perguntei. Percebi que quando eu fiz a pergunta ele começou a ficar vermelho. Será que fui longe de mais.


*POV YUZO*

Ainda não estou entendendo o motivo daquela pergunta ter mexido tanto comigo, eu não tinha nada ainda. .. ops!  Não tenho ainda e nem vou ter. Mas algo dentro de mim tava querendo dizer algo diferente. Mas será que eu não estava sentindo algo por ele?  Yuzo foco você gosta de meninas e talvez um pouco de Yasuhiko.
  - Yuzo, terra chamando. - disse o Akira. - vai responder minha pergunta?
  - Sim irei responder. Eu não tenho certeza do que tô sentindo ainda,  acho que é só amizade. Eu tô confuso ainda não sei o que tô sentindo amigo
  - Calma amigo,  mas eu só te aviso uma coisa. Ele tem namorada e você sabe quem ela é? - disse ele.
  - Não sei e nem quero saber. - disse. - Vamos mudar de assunto por favor.
  - Tá certo. 
Passamos o resto do intervalo todo conversando besteira e rindo. Mas aquela pergunta não saia da minha cabeça.
  - O sinal tocou - disse ele
  - Tá certo. Nos encontramos na saída aí vamos no vestiário encontrar Yasuhiko. - disse
  - Não quero fica segurando vela. - disse ele rindo.
  - Akira. - disse
  - Tá certo parei. Sim nos vemos até.  

*POV AKIRA*

Eu tô vendo que a merda vai ser maior que eu pensava ele nem sabe quem é a namorada de Yasuhiko e o pior eu sei que ele curti caras. Aí meu pai eu nem quero ver isso. Não duvido nada a culpa cair sobre mim.


Notas Finais


Espero que gostem. E é sempre bom saberem se estão gostando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...