História Sensação... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Menma Uzumaki, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Narusasu
Exibições 269
Palavras 3.034
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yooo nossa tipo, minha Segunda NaruSasu... espero que gostem, gostei de escrever, sei lá, me senti em contato, se quiserem continuação e só falar.

Capítulo 1 - Triste Amor...


Fanfic / Fanfiction Sensação... - Capítulo 1 - Triste Amor...

             Sensação...
       Capítulo Único....

              '( Naruto...

  Tudo começou com uma brincadeira não foi, sensações, te perguntaram que sensação você nunca avia sentido e tinha a curiosidade de saber, aí você disse, a dos meus lábios e me obrigaram a te beijar, se naquela época eu soubesse que iria me apaixonar tão fácil, não teria feito tanto drama.
    E o sorriso envergonhado que você deu, mas então ele morreu ao ver a minha cara irritada, maldição, se eu soubesse que ia te amar tanto, teria tomado esse lábios de novo.
    E quando eu levantei e disse que te odiava, e dei as costas e ficamos um ano sem se ver, tudo por que eu não queria admitir que avia gostado, pra não mostrar o quanto aos poucos eu estava apaixonado.
    E quando eu voltei você estava namorando não é, eu me segurei na hora para não chorar, fingi que estava feliz, e então eu tive medo de admitir meus sentimentos, mas você foi o único que não notou.
   Se eu tivesse assim que cheguei me declarado, mas não eu guardei durante 3 anos que namorou ela, a gente estava na mesma faculdade e ela fazia medicina junto comigo, te juro quantas vezes senti vontade de descontar minha raiva nela, mas ela era tão inocente e bondosa que não podia culpa-lá afinal eu era o medroso.
    Ah... Sasuke não sabe o quanto eu desejei que fosse os meus lábios que estava beijando, quanto eu não chorei no colo da nossa amiga de infância, dizendo que o amava, só pra ouvir dela, que você avia me esperado, mas eu nunca voltava, como acha que me senti quando ela disse que você me amou, que ela avia ajudado você com suas lágrimas.
Eu me sentia a cada dia mais destruído e quando você convidou eu e a Sakura para um encontro de casais achando que tínhamos algo, e eu só para não ver aquele seu sorriso morrer fingi que estávamos.
    E agora aqui estou eu, vendo você se arrumar pro seu casamento, não sabe como estou me sentindo, vendo seu sorriso radiante, segurando minhas lágrimas, porque eu não queria estragar o seu casamento.
    Hinata é uma garota tão boa, e vocês ficam mesmo que eu não queira admitir, muito bem juntos, e maldição, eu me odeio tanto por ter ficado com tantas na sua frente, só pra tentar fazer ciúmes, mas, você apenas ria.
    E agora eu penso, Hinata vai me achar egoísta se eu te jogar no banco de trás do meu carro e fugir pra bem longe, se eu lhe beijar agora e gritar bem alto que te amo, se eu simplesmente começar a chorar e contar tudo e depois fugir.
   Oh... deus... porque fui me apaixonar por esses olhos onix, por essa boca deliciosa, por esses cabelos negros, porque fui me apaixonar justo por você, porque eu percebi tão tarde, porque voltei quando já não tinha mais tempo.
   
- Sasuke... - Ele me olhou sorrindo e senti uma pontada, esse parou de sorrir.
- Naruto, você tá bem? - Eu suspirei e pude ver no espelho atrás dele, meus olhos cheios de lágrimas.
- Eu te amo - Ele sorriu animado.
- Eu também te amo, somos como irmãos - Eu deixei as lágrimas correrem.
- Eu te amo... - E eu vi, o que eu não queria ver, ele sorriu triste, podia ver a dor nos seus olhos.
- Me desculpa... - Eu sorri triste e enxuguei as lágrimas teimosas
- Me perdoa, eu preciso de um ar - Ele acentiu.

   Sai de lá e caminhei pelos corredores, vi Sakura e quando ela ia vir em minha direção, neguei com a cabeça, precisava de um tempo só para min, sai de lá, desviando de qualquer lugar que tivesse pessoas.
   E que Sasuke me perdoe, eu entrei no carro, e sai de lá, fui pro único lugar onde eu sei que iria respirar, precisava daquilo pra quando eu aparecesse na festa mais tarde, eu pudesse sorrir e dizer que tive um problema.
   Eu sabia que Sasuke não estaria bem, que eu não devia ter falado nada, mas... eu não podia mais guardar, precisava daquilo para não me arrepender depois.
   
            '( Sasuke...

    Eu passei metade da minha vida amando ele, armei aquela brincadeira idiota, para conseguir um beijo dele e sinceramente, eu me arrependo, porque, eu apenas consegui que ele fosse embora, eu esperei e esperei cada dia esperava ele voltar e dizer que me amava mais, a gente não estava em um conto de fada.
    Eu sabia que ele não iria voltar, que ele não me amava, então desisti e comecei a namorar Hinata, e foi assim durante 2 meses, aí ele apareceu, e por mais que ele tenha fingindo, ele não estava bem, e eu vi, era tarde de mais para ele voltar, e por mais um tempo esperei ele se declarar e dizer que me amava e então eu diria que também e seríamos felizes, mas nada.
   Eu acabei a faculdade de administração e comecei a trabalhar na empresa de meu pai, e então pedi Hinata em casamento, depois de 3 anos de namoro, eu já avia desistido, eu estava feliz e avia aceitado meu destino.
   Mas aí ele vem e faz isso, bem no dia do meu casamento ele diz que me ama, como acha que estou agora, eu vomitava enquanto chorava com Sakura e Menma tentando me acalmar.
    Eu queria sair dali pegar meu carro e ir atrás dele, mas eu não podia fazer isso com Hinata, ela era uma garota tão boa, não merecia ser deixada no altar.
   Mesmo que isso signifique ficar com ela sem amor, eu sei que se ela descobrir ela irá me odiar, mas ela não merece isso, não posso ser egoísta com a garota, que ficou comigo enquanto eu chorava.
   Eu nunca contei a ela o porque de eu chorar, ou por quem, ela nunca perguntou, mesmo assim ela estava lá, me ajudando e me amando, e eu seria um monstro se a deixasse justo agora, ela deixou a vida que tinha pra ficar comigo, o pai dela não quis aceitar nosso relacionamento por causa da rixa das empresas dele e do meu pai, então ela saiu de casa pra poder ficar comigo.
    Olhei pros dois, eles me olhavam preocupados suspirei e me olhei no espelho, estava horrível, faltava 10 minutos pra min aparecer lá, vi Menma sair da sala, suspirei de novo ele sabia o quanto a presença dele era desconfortável, afinal ele é o irmão gêmeo de Naruto.
    
- Tá na hora Sasuke - Eu olhei pra ela, esse me olhava triste.
- Hai... - Lavei o rosto e me olhei, sorri um sorriso forçado, e me virei ela tinha um olhar de dor.
- Vamos...

      Chegamos lá, faltava dois padrinho, o Naruto e o Menma, procurei ele com os olhos e nada, suspirei e pude ver os convidados sorrindo e eu sorri de volta, quando isso vai acabar.

              '( Naruto...

   E lá vai eu de volta, Menma foi atrás de min e disse que isso não era ação de homem, e me obrigou a voltar, o casamento vai começar em 5 minutos nem sei se vai dar tempo, suspirei e olhei pra ele, esse tinha um olhar distante, eu sabia, que não era o único sofrendo ali, que ele era apaixonado por Hinata, mesmo assim continua firme e eu fugi.
    Chegamos e entramos todos olharam para nos, seguimos pro lado da noiva e ele do noivo, sim eu sou o padrinho da noiva e não dele, depois que eu fui embora ele e Menma viraram amigos, não que eu ligue, sei que nunca ouve nada entre os dois, afinal o Menma não curte isso.
     Suspirei e então começou a música, as portas se abriram e a noiva entrou, do lado do pai, que olhava Sasuke severo, ele não gosta de Sasuke sempre deixou claro isso, quando entregou ela, apenas o olhou sério.
  Eu não consegui prestar atenção, só conseguia olhar ele, aqueles olhos vazios, aquele sorriso forçado, e só quando eu ouvi ele perguntar se Sasuke aceitava que parei pra prestar atenção, vi seus olhos caírem em min, e eu me dsegurei pra não chorar.

- Sim...
- Hyuuga Hinata, você aceita Uchiha Sasuke como seu esposo, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença até que a morte os separe.

   Prendi o ar e então vi, ela virou a cabeça e me olhou, tinha lágrimas, senti um aperto e ela sorriu, tão doce e sofrido, quando se virou eu me senti o pior monstro do mundo.

- Não...

    Então começou os murmurios, o olhar de Sasuke era, dor, ele a amava não é, mais o alívio, Hinata deu um beijo na testa dele e saiu andando, vi Menma sair atrás dela, ele tinha um pequeno sorriso, olhei pro Sasuke.
    Eu dei passos lentos na sua direção, não ligando para o que as pessoas falavam, e o abracei, ele devolveu o abraço e começou a chorar, eu o aportei e sussurrei um sinto muito, e ele me apertou mais.
     Ficamos assim por um tempo, até ele se afastar Sakura me olhava preocupada, eu o puxei e a parte ruim de ser rico veio, vários repórter e fotógrafos vieram perguntando e tirando foto.
    Eu esconde o rosto dele no meu peito e fui o puxando pra fora dali, desviando e empurrando eles, cheguei no carro o coloquei e sai de lá as presas, ele precisa de um tempo pra ele.

- Quer ir pra sua casa? - Ouvi um soluço.
- Não, por favor... - Eu olhei pra ele e fiz o caminho do meu apartamento.

      Não demorou a chegar e a gente avia sido perseguido, entrei e disse para as pessoas na recepção, não deixar ninguém entrar, fomos no último andar, chegando entramos ele se sentou no sofá, e eu fui até a cozinha fiz um chá e levei pra ele, esse tomou.

- Posso dormir aqui - Eu acenti - Você deve estar feliz não é? - Eu o olhei irritado.
- Claro que não, o fato de eu gostar de você, não quer dizer que velo sendo largado no altar, me faz bem. - Ele sorriu triste.

   Eu sai de lá, fui no banheiro e lavei o rosto, precisava por tudo no lugar, eu me sentia bem, me sentia feliz pelo que ela fez, e eu me sentia mal por me sentir assim, ouvi passos, sai do banheiro, ele me olhou e abaixou a cabeça.

- Eu quero dormir - Suspirei e apontei pro meu quarto ele seguiu e eu voltei pra sala e me deitei no sofá.

[...]

   Acordei amaldiçoando tudo e todos que eu odiava, estava acabado, eu dormi no sofá, me levantei e fui pro banheiro, tomei um banho, fui no quarto, sem fazer barulho peguei uma cueca e um short, voltei pro banheiro e coloquei.
    Fui pra cozinha e comecei a preparar algo pra comer, quando recebi uma mensagem, da Sakura falado pra ligar a TV, peguei um copo de café e fui pra sala, me sentei e liguei a TV, senti uma pontada.

    " Ontem deveria ser o casamento do ano, onde Uchiha Sasuke o filho de Uchiha Fugako e Hyuuga Hinata filha de Hyuuga Hiashi iriam se casar, o menino Uchiha foi largado no altar."
   " Seria a junção das empresas mais famosas de Filho não é, depois de Hinata sair junto de um rapaz, que seria o motivo dela desistir, logo após isso o jovem Uchiha saiu chorando sendo amparado pelo filho mais velho de Uzumaki Minato."
    " Parece que o rapaz que saiu com Hyuuga Hinata era Menma Uzumaki, o irmão gêmeo do Naruto"
    " Fontes dizem que avia um romance entre Uchiha Sasuke e...."

Desliguei e suspurei só falam merdas droga Menma, assim só parece que planejamos tudo...

- Então ela foi embora com o seu irmão -  Eu olhei pra ele.
- Eu...
- Ela estava me traindo com o seu irmão - Eu suspirei.
- A Hinata não é assim, ela deve ter seus...
- Ela estava com o seu irmão - Eu o olhei irritado.
- E se estivesse, você a amava de verdade, me diz - Falei me levantando, ele olhou pra min e sorriu triste.
- Eu nunca deixei de te amar - Senti minhas pernas ficarem bambas - eu esperei por você, mesmo depois que voltou eu ainda estava esperando.
- Sasuke...
- Mas eu cansei, você estragou a minha vida, justo no dia do meu casamento, eu te odeio - Eu sorri chegando mais perto dele.
- Você me odeia? - Ele deu um passo pra trás - Eu te amo.

   Parei na sua frente e segurei seu rosto, cheguei mais perto, e fiquei olhando seus lábios, e olhei seus olhos, ele me olhava assustado, e eu o beijei, ele tentou me empurrar mas logo desistiu, coloquei uma mão na sua cintura e a outra na nuca, pedi passagem e foi concedido sem êxito.

- Mas eu não quero ficar com você - Me afastei quando ele disse, ele sorriu triste.
- Sasuke, pra que continuar impedindo, a gente se ama não é mesmo - Ele riu amargo.
- Eu vou atrás dela...

   Ouvi meu celular começar a tocar, tentei ignorar mas era insistente, o olhei e peguei meu celular, olhei na tela, minha mãe, suspirei e atendi, aqueles foram os segundos mais longos da minha vida, eu ouvia a voz desesperada da minha mãe.
    Se tinha uma coisa que eu podia agir com toda certeza é, minha mãe amava Hinata como uma filha, eu senti meu mundo ficar sem chão e o celular foi de encontro ao piso.
   Sasuke me olhava assustado, preocupado, eu dei alguns passos para trás, eu não conseguia acreditar, vi ele pegar meu celular, e começou a falar, vi as lágrimas caírem, sentia tudo doer.
   Eu me sentia horrível, um monstro, ela amava ele, ele amava ela, e eu, eu fui o monstro que destruiu tudo, eu tirei tudo que Sasuke tinha, tudo.

[...]

   Eu era o único ali Sasuke estava ao longe, as outras pessoas já aviam ido embora a chuva forte não sessava, mas isso não me impedia, eu estava sentado em frente ao túmulo dela, ainda não conseguia acreditar, ela era tão... droga isso é culpa minha.

   Menma e Hinata aviam ido para a casa de minha mãe, meu pai e minha mãe os seguiram, lá eles conversaram e em algum momento, ela pediu para ir ao banheiro, ninguém pensou na hora.
   Hinata estava demorando, eles foram até lá e começaram a bater na porta, até que Menma e quebrou, e entraram, ele a pegou , essa tinha os dois pulsos profundamente cortados, e ela morreu nos braços do Menma.
    Ele a colocou no chão e subiu as escadas, meu pai vendo isso o seguiu, mas não deu tempo, Menma tirou uma arma da gaveta e atirou na própria cabeça, minha mãe está internada junto de meu pai.
  
   Foi assim que Karin minha irmã mais nova descreveu o que aconteceu, ela está no meu carro, não quis descer, ainda estava assustada,  e eu não a culpo eu estaria pior.
   Eu não quero sair daqui, eu quero ir com eles, mas... olhei pra trás e vi Sasuke, eu não posso deixar ele, afinal tudo isso e culpa minha.

[...]

   Parei o carro na garagem do hotel, e esperei os dois descerem, depois de alguns segundos desci, entramos, eu estava todos molhado, pegamos a elevador e fomos pro último andar, só tinha o meu apartamento nele.
   Entramos, mostrei o quarto de hóspede a Karin e voltei pra sala, falei pra Sasuke dormir no meu, ele foi e eu me joguei no sofá, eu ainda estava tentando aceitar tudo isso, num dia num casamento no outro em um enterro.

[...]

   Acordei sentindo alguéme cutucar, abri os olhos e vi que era Sasuke, ele pediu para min o acompanhar, fui ele fez eu tomar um banho e depois comer, voltamos pro quarto, eu não sabia o que sentir, vi ele ficar de costas para min e começar a tirar as roupas.

   Como poderia pensar em algo assim agora, ele acabou e veio até min, e me beijou, um beijo film desespero, ele queria esquecer, e eu também, e eu o tomei.
  Os toques, suas mãos tirando minhas roupas, com delicadeza, seus beijos tocando meu corpo, a intensidade com que me beija, a forma que me fez chegar ao clímax, o inverter das posições, e seu toquei aquele corpo pequeno mas perfeito.
   Beijando cada canto, marquei cada pedaço, gravei tudo na memória, o preparei, enquanto o beija o beijava desesperado, eu o amava, e eu precisava mostrar isso.

       '( Narrador...

   O roçar dos corpos, o calor no quarto o som dos gemidos, dos pedidos por mais, o cheiro de sexo, e então o maior contato, a conexão, eu o tornei meu, eu o tomei para min.
   Enquanto o amava lentamente eu o deixava com desespero, com ânsia, com vontade, e então só eram ouvidos os barulhos dos corpos se chocando, os gemidos implorando, as palavras indecentes, as palavras de amor, que eram abafado pelo som da chuva e trovão do lado de fora.
   E ali se amaram, por aquela noite se entregaram completamente, somente naquela noite, e aquela foi a última vez que um disse aquilo ao outro, o eu te amo ao chegarem ao clímax.

[...]

      Naruto acordou sentindo os efeitos da noite anterior, ele abriu os olhos ao constatar que o outro não estava ali, olhou pro lado e sorriu triste, viu um papel e pegou, sabia que era apenas aquela vez.
    Eles nunca seriam um do outro, a culpa a dor pelo que aconteceu sempre estaria presente e os impediriam de seguir em frente, ao menos não juntos.

   " Eu sei que você sabe o porque de eu não estar aí, que isso não vai dar certo, eu amo você, mas... não da, eu olho pra você e lembro de Hinata, e sempre vai ser assim, obrigado, por tudo e me perdoe por não poder te amar, não mais, mesmo que por dentro eu esteja destruído, eu precioso seguir, preciso ser feliz, mas não ao seu lado."


Notas Finais


Então, mereço comentários? Ela mereçe uma segunda ou acham que acabando assim fica melhor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...