História Sensei - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Aluna, Bantang Boys, Bts, Colegial, Drama, Imagine, Jungkook, Professor, Romance, Sexo, Taehyung
Exibições 277
Palavras 575
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Fluffy, Hentai, Orange, Romance e Novela, Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 22 - Quarto do zelador


Fanfic / Fanfiction Sensei - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 22 - Quarto do zelador

Taehyung POV 

Não aguentei e acabei beijando-a. Eu precisava dela,ali e agora.

Eu precisava sua cintura enquanto ela procura um lugar para se apoiar e ficar na minha altura. Encontrou uma mesa e se sentou nela. Minhas mãos foram automaticamente para suas coxas, levantando a sainha que ela usava, ela acariciava minha nuca.

Tirei minha camisa, e ataquei seu pescoço com intenção de marcá-la, ela gemeu. Suas mãos precionavam meu peitoral, as minhas suas nádegas arrepiadas pelo meu toque. Tirei sua saia e calcinha, a deixando apenas de blusa e eu de calça social. Precionei nossas intimidades e gememos juntos. 

Minhas mãos desabotoaram sua blusa e com apenas uma, já que a outra estava ocupada em sua bunda, retirei o sutiã. 

Lara: Tae... - ela gemeu e eu abocanhoi seus seios fartos e segui com um trilha de beijos até sua intimidade.

Deu um tapa e comecei a penetra-lá com os dedos, minha outra mão tapava sua boca para abafar os gemidos que poderiam ser ouvidos até no andar de baixo.

Me abaixei e continuei o movimento com a língua. Ela gemia igual uma gatinha, que tinha conseguido o que queria. Mesmo que não seja minha ou a primeira vez dela, queria aproveitar cada pedacinho seu, mesmo que para isso minha cabeça de baixo precisasse morrer de sofrimento na minha calça. 

Lara: Tae... Eu... - ela gozou.

Me livrei das peças que ainda permaneciam em meu corpo e expus meu membro pulsando, ela sorriu sacana.

Lara: Eu dou um jeito, não quero que se alivie sozinho. - arrepiei com as palavras que foram ditas como um sussurro em meu ouvido. Ela começou a me masturbar com a mão e logo depois com a boca. 

Os gemidos que ouvi dela, viraram meus e ela não conseguia tapar minha boca, ou seja, saiam livremente.

Taehyung: Você é perfeita. -sorri e ela colocou o dedo indicador nos meus lábios. 

Lara: Não fale o óbvio... Daddy. - quando ela disse a deitei no chão e a penetrei sem aviso nenhum. Gememos juntos , ela é tão apertada como uma virgem, mas experiente como uma atriz, eu estava loco.

Lara: Me... - respirou fundo. - fode? - eu logo atendi seu pedido que também era meu de certa forma. Não comecei devagar como de costume, fui rápido e fundo enquanto olhava para seus seios pulando no mesmo ritmo das estocadas.

Taehyung: Você é tão apertada. - bati em sua bunda mordendo o meu próprio lábio.  - Gostosa. - a expressão dela era muito excitante, por mim poderia fude-lá até o mundo acabar, era bom demais.

Lara: Tae.... - ela deu um gritinho e arqueou as costas, logo gozou junto comigo.

Deitei no tapete e ela veio por cima e sussurrou em meu ouvido.

Lara: Eu comando o segundo. - mordeu minha orelha e começou a quicar em mim.

Eu chutava seus seios à apertava suas nádegas, enquanto nós dois gemiamos de prazer.

[...]

Fizemos uma, duas, três vezes e em todas havia mais de um orgasmo, isso nunca tinha acontecido comigo.

Lara: Você é perfeito... -ela disse fitando o teto.

Taehyung: Não diga o óbvio. - ri lembrando da cena e ela também. - vamos? - me levantei com um pouco de dificuldade esperando a mesma que permanecia deitada.

Lara: Eu não consigo andar. -ela disse e eu ri, a deixando envergonhada, logo a peguei no colo e nos vestimos.

[...]

Já era noite quando saímos do quartinho. Ela estava em meus braços e dormia como um bebê,  dessa vez era realmente um bebê. 

Eu te amo, minha querida aluna


Notas Finais


Espero que tenham gostado 😄

Ficou meio ruim pq tô doente mas msm assim espero que tenham gostado

Beijos de luz 😙 💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...