História Sentimento diferente (Yaoi) - Amor doce - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Leigh, Li, Lynn, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Tags Amor Doce, Castiel, Nathaniel, Yaoi
Visualizações 406
Palavras 677
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu sei que não foi uma fic com vários capítulos, iguais as minhas outras. Mas nessa eu não queria levá-la muito a frente, e só mostrar para vocês um romance CasNath.
Eu nunca tinha feito uma fic Yaoi, então acho que para a minha primeira teve um feedback bom. <3
Então só queria agradecer aos meus leitores que me apoiaram desde o primeiro capítulo... Amo vcs e até a próxima ❤

Capítulo 13 - Capítulo 13 (Final)


Nathaniel POV'S on

Depois de alguns minutos ainda em cima da moto, e abraçado a cintura no Castiel. Chegamos na sua casa, e bem, era quase tão grande quanto a minha. Por fora era branca com alguns paneis de vidro, que óbvio, eram as janelas. Um jardim enorme dava para se ver de fora, pois não havia um muro. Só um cercado com pedras brancas. Castiel parou a moto e desceu, e logo me ajudou com a mochila. Sorrindo ele pegou a minha mão, e me levou para dentro de sua casa, e por dentro era mais bonita ainda. Para combinar com a cor de fora era a mesma cor dentro, branco. Uma sala de estar grande, logo uma sala de jantar e uma cozinha grande tbem. Pelo visto tinha segundo andar, pois havia uma escada enorme ao lado da cozinha.

— Quer ir para o quarto? Agora a casa é nossa! — Ele sorriu olhando em volta.

— E seus pais? — Franzi o cenho.

— Não moram aqui, moram em outra casa na verdade... — Ele deu de ombros me olhando. — Agora vamos.

Ele pegou a minha mão e fomos subindo as escadas, até paramos em uma porta preta. Ele abriu e me visão do seu quarto que estava muito arrumado... Quando entramos logo ele trancou a porta, e sentou na sua cama que ficava no centro do quarto. Eu coloquei a minha mochila no lado da porta, e fiquei olhando em volta supresos. As paredes eram pretas tipo um cinza escuro, só havia uma janela ao lado de um computador em cima de uma mesa. Tinha uma suíte, closet, um lugar para seus instrumentos, pôsteres...

— Agora sei por que gostou do meu quarto... — Ri o olhando.

— Vem cá... — Ele estendeu os braços e imediatamente fui até ele e senti seus musculosos braços me apertando.

— Obrigado por ficar aqui comigo... Não me sentirei mais sozinho. — Ele encostou sua cabeça no meu peito e eu afaguei a mesma.

— Com tanto que eu esteja ao seu lado, nunca ficará sozinho. 

Ele levantou a sua cabeça e sorriu, é mais rápido que meu olhar selou nossos lábios me fazendo deitar na cama. Logo ele estava me cima de mim segurando meus braços acima da minha cabeça, e eu o beijando com desejo. Logo suas mãos foram passando pelo meu corpo, até nós dois nos levantarmos e tiramos nossas blusas. Eu fiquei em cima dele dessa vez e fui distribuindo beijos pelo seu abdômen, até chegar a base da sua calça. Ferozmente a tirei junto com a sua cueca, e abocanhei seu membro por completo. Fazia movimentos de vai em vem, e ainda o masturbava com a minha mão até onde a minha boca não chegava. Ele pegou o meu rosto e me beijou, e de novo ficou em cima de mim mas dessa vez me encarando.

— Quer fazer isso? — Nossos narizes estavam colados um no outro.

— Quero...

Ele sorriu de lado e tirou a minha roupa rapidamente, e me beijou. Logo me mandou ficar de quatro e fiz o que pediu, pelo canto do olho vi ele colocando 2 dedos na boca e depois na minha entrada. Na hora perdi um pouco de ar, mas fui me acostumando. Quando ele viu que eu já estava acostumado, pegou o seu meu membro e colocou na minha entrada. Doeu um pouco, mas logo comecei a mexer o meu quadril. Ele começou a estocar mais rápido, e nossos gemidos pareciam em sincronia. Quando vi que já estava chegando ao ápice, agarreios lençóis e mordi o meu lábio sentindo o gosto de sangue e finalmente, chegamos ao ápice juntos. Nos jogamos lado a lado na cama ofegantes, e sorrindo. Eu me virei para ele, e deitei no seu peito.

— Sei que nunca disse isso, mas... Quer namorar oficialmente comigo? — Ele disse enquanto afagava meus cabelos cuidadosamente.

Eu levantei a minha cabeça, e encarei aqueles belos olhos cinzas que me fizeram me apaixonar por esse idiota que eu odiava.

— Sim... 

Ele sorriu e me beijou suavemente, e depois disso me abraçou e dormimos felizes.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...