História Sentimentos - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Suga, V
Tags Hopev, Hoseok, Jhope, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Taehope, Taehyung, Taeseok, Texting, Vhope, V-hope, Vseok
Exibições 212
Palavras 974
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oioi
Então meus amores, a quem perguntou sobre a morte do Tae, aqui temos ela JBKJAEWEJ
Espero que gostem
Boa leitura

Capítulo 16 - Quero falar com você



“Parabéns pela medalha e a vaga nos jogos municipais.”
“Sabia que estaria lá.”

 

Parabenizei Hoseok assim que deixei o ginásio, ouvindo Jimin falar estericamente sobre o ato do mais velho ao fim da competição e eu tentava ao máximo ignorar aquilo, quase pedindo a Jeon para que calasse-o com um beijo.


“Ah, obrigado. Estou muito feliz por ter conseguido.”
“E feliz porque estava lá.”

 

Sorri com suas palavras enquanto andava em direção a sala de aula. Abandonei Jimin e Jungkook logo que chegamos no bloco das salas, onde o mais velho ficaria ali mais um tempo conversando com o mais novo antes do início da aula. Me despedi do Jeon e subi para o meu andar, logo entrando na sala que já se encontrava meio cheia.


“Eu sempre estou, não é mesmo?”
 

Mandei e pensava no que diria a seguir. Perguntaria sobre o porquê dele ter feito aquilo ao término da competição, mas procurando as palavras certas para que ele não entendesse errado, mas ele me respondeu deu antes:


“Você irá na final, não é?!”
“Será só depois do término das aulas, mas espero ver você lá também.”

 

Deixei aquela pergunta de lado, era só ignorar ela, não havia nenhum significado, ele só estava empolgado demais, como sempre.


“Eu vou sim.”
“Como posso perder a chance de te ver ganhar a medalha de ouro na competição municipal?”

 

Logo vi Jimin entrando na sala, com as bochechas coradas e um tanto envergonhado.

-Aconteceu alguma coisa? -Perguntei, cutucando seu ombro ao ver ele sentar na minha frente mas não falar comigo.

-Não é nada. -Respondeu sem me encarar.

-O que foi? Me diz. -Me preocupei, virando-o a força para mim.

-Eu disse que não é nada. -Respondeu e ainda estava corado, mas eu o encarei com um olhar que eu sei que ele conhecia muito bem. Bufou antes de responder -Jeon me beijou na frente de todo mundo. Eu estou envergonhado. -Disse e vi suas bochechas tornarem-se mais vermelhas ainda, sendo prontamente tampadas por suas pequenas mãos gordinhas.

-Você deveria estar muito feliz. -Disse bagunçando seus cabelos e vendo-o resmungar baixo -Ele não tem medo de te beijar em frente de quem quer que seja.

-Eu não tinha pensado nisso… -Disse e vi um pequeno sorriso crescer em seu rosto ainda levemente corado.

O professor da próxima aula logo chegou e chamou a atenção dos alunos para dar início à aula. Era uma matéria que eu gostava bastante: artes. O grande problema é que eu emergia tanto dentro disso que o tempo parecia voar, diferentemente da última aula de geografia, que parecia não ter fim.

Lembrei que um pouco depois de Jimin entrar, meu celular tinha vibrado, mas eu não havia checado a mensagem -obviamente de Hoseok-, então resolvi ver e respondê-la, aproveitando que o professor havia passado uma atividade.


“Não crie tantas expectativas.”
“Me sentirei frustrado se você estiver lá e eu não ganhar o ouro.”

 

Hoseok sempre sendo modesto. Eu tinha certeza que ele ganharia, assim como ganhou no ano anterior. Ele só não queria se gabar disso, tinha total certeza disso.


“Você ganhou ano passado.”
“Eu sei que ganha esse ano de novo.”

 

Deixei o celular um pouco de lado, focando na atividade escrita no quadro, passando a copiá-la e resolver. Nada muito difícil ou extraordinário. Era uma atividade avaliativa complementar, aquelas que valiam alguns pontos ou no final das contas não valiam nada, mas que fazíamos por medo de perder pontos, nunca se sabe. Terminei rápido e me permiti responder Hoseok.


“Obrigado pelo apoio.”
“Ei, eu quero falar com você.”.

 

Demorei um pouco a responder sua mensagem por estar entretido na atividade avaliativa, mas logo tirei um tempo para respondê-lo.


“Já estamos falando, não é?!”
“Ou você está dizendo que tem algo a falar?”
“Não entendi direito.”

 

Enviei e levantei entregar a atividade ao professor. Poucas pessoas tinham entregado, mas a sala ainda continuava em um silêncio cortante, mas ao menos teria algum tempo para conversar com Hoseok.


“Não, eu estou dizendo conversar de verdade.”
“Pessoalmente.”
“Sabe, nunca realmente conversamos.”

 

Gelei com as suas palavras. Não tinha pensado que uma hora ou outra ele iria querer isso quando soubesse quem eu era. Eu não estava preparado e acho que nunca estaria. Encarar Jung Hoseok no mesmo lugar que eu, era muita coisa para o meu coração.

Jung Hoseok, você não sabe mas eu sou cardíaco, pense bem no que fará. Qualquer coisa mandarei minhas contas do hospital endereçadas à sua casa, no seu nome.


“Eu não sei.”
“Eu ainda tenho medo.”

 

Disse, e aquela era a maior verdade. Não sei como agiria perto dele, não sei o que diria a ele. E se ele me achasse um babaca? Eu estava lascado.


“Ah, vamos lá, só iremos conversar.”
“Como se fosse por mensagens, só que sem os celulares “
“O que acha?”

 

Já disse que Hoseok era insistente? Já sim e queria reforçar que ele é muito insistente mesmo.


“Acho melhor não.”
 

Neguei. E negaria até a morte. Independente do que ele diga, ele não conseguirá mudar meu pensamento por nada.


“Por favor, Tae.”
 

Eu retiro o que eu disse. Ele consegue o que ele quiser se me disser isso todas as vezes. O que você faz comigo, Jung Hoseok?


“Ah, tudo bem.”
“Eu vou me arrepender depois, mas eu vou.”

 

Disse. Sabia que depois de tudo isso, Jimin é quem ouviria minhas reclamações, lembrando que ele tem a parcela de culpa dele por causa de tudo isso.


“Ótimo!”
“Então nos vemos no almoço amanhã?”
“Preciso ir agora, meu professor quase me pegou no celular duas vezes.”

 

Almoço de amanhã…

Espero que ele demore mais do que 24 horas para finalmente chegar. Nunca quis que as aulas de um dia se passassem tão lentas como quero que a partir de agora elas sejam.


“Tudo bem.”
“Até mais.”

 

*Kim Taehyung,  ✩ 30/12/1995
                                       ✝  17/10/2012*


Notas Finais


PS.: E ai, estão gostando desse Tae mais soltinho?

Fiz um twitter para interagir com vocês (@hobiworldeu) quero ter mais interação com as pessoas que leem. Me sigam lá (sigo vocês de volta) ou deixem seus twitters <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...