História .sentimentos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias TWICE
Personagens Mina, Momo, Nayeon
Tags Drama, Mais Yuri Por Favor, Mimo, Monayeon, Namo, Romance, Shipp It, Sweetclororz
Visualizações 80
Palavras 1.000
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Bishoujo, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Fluffy, Shoujo-Ai, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Pansexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~sweetcolorz essa é pra vc.
ksks

Capítulo 1 - .just jealous?


Fanfic / Fanfiction .sentimentos - Capítulo 1 - .just jealous?


-Hey Mom-- a mais velha falou para ter a atenção da japonesa, mas logo viu que a mais nova estava conversando com a nova japonesa da escola Myoui Mina. Uma breve tristeza passou pelo corpo de Im e simplesmente fingiu que nada havia acontecido. 
 Ela nutria sentimentos por Hirai o que fazia a mais velha sempre pensar 'Se eu me declarar pra' ela, ela irá se afastar?' 'Ela vai me odiar!' isso era a razão de a garota nunca ter a coragem de dizer as três palavras mais temidas por a mesma, o famoso 'Eu te amo!'. Ela claramente já tinha notado que Hirai sempre fixava o olhar em Mina e até já a própria havia admitido que achava a novata bastante 'bonita', o que fez Nayeon ficar com um ciúme extremo. Para Nayeon, achar a garota bonita era logo gostar dela, mas só quando vinha de Momo. Ela nem sequer imaginava que Momo sentia o mesmo e tudo o que fazia era para deixar a mais velha com ciúmes. Ela simplesmente não queria admitir o que sentia. Até chegar aquele dia que todos tememos...
 --- 
 -NAYEON!- a japonesa gritou de longe chamando a atenção da mais velha enquanto fazia acenos com a mão. Estava denovo com Mina o que deixou a mais velha com o sangue escaldando de tanta raiva que percorria seu corpo. Não que Nayeon odiasse Mina, tanto que ela até a considerava boa pessoa, mas a coreana era ciumenta e isso não podia negar. À medida que Nayeon se ia aproximando de Momo e Mina, reparou na mão de Momo na cintura de Mina. A garota já estava por um fio. Estava com um sentimento de ciúme misturado com raiva e tristeza. Nunca na vida tinha sentido aquele sentimento portanto era um desconhecido e ela concerteza já não gostava dele.
 -Nayeon eu irei na casa de Mina passar a tarde, eu depois do jantar eu passo em sua casa e podemos fazer nossa tão esperada 'festinha'!- Momo falou. Aquela era a gota de água para a coreana. Ela havia mesmo acabado de ignorar passar uma tarde com sua melhor amiga para ir na casa da japonesa. Nayeon decidiu que iria falar para Momo de uma vez por todas e acabar com aquele grande peso que tinha nas suas costas. 
 Apenas afirmou com a cabeça e deu o seu sorriso mais forçado. Além daquilo ainda tinha de ir olhando para os sorrisos e as conversas felizes das japonesas enquanto ela só caminhava até casa depois de mais um dia de escola.
 Já havia passado da hora do jantar e já era quase onze da noite e nada de Momo. Nayeon estava começando entrar em desespero. A garota sentiu seu celular vibrar e viu uma mensagem de Momo. 'Venha me abrir a porta!' era a mensagem. Os pais da garota não estavam em casa naquela noite então daria para Nayeon falar para Momo sem nenhuma interrupção. Lentamente se dirijiu á porta e abriu dando espaço para a japonesa entrar.
 -Nayeon me desculpe o atraso é que-- a mais nova foi cortada por a coreana que só falou 'Não preciso de explicações, poderia ter ficado com Mina ao invés
de desperdiçar seu tempo comigo.' a garota se manifestou fria enquanto fechava a porta. Momo não estava habituada a atitudes daquela maneira vindo da garota.
 -Calma Nay. Não te vou trocar por Mina, ela até que é legal e tal, mas nada comparado a você!- Momo falou e essas palavras aliviaram de uma certa forma a garota mas ainda não tinha desistido. Ela ia mesmo contar.
 -Momo.. Preciso te falar algo.- a garota falou um pouco gaguejando.
 -Hai- a garota falou o termo japonês para 'sim'.-Pode falar!- a japonesa como sempre falou animada.
 -Eugostodevocê, masnãocomoamizade!- a garota falou tão rápido que fez a japonesa ficar com um semblante bastante confuso e começou a rir. Nayeon não achou nada graça aquela situação então só continoou séria.
 -Fale denovo, lento!- a japonesa falou ainda rindo um pouco.
 -E-E-Eu g-g-gos-gosto d-d-de v-v-você!- Nayeon falou agora gaguejando bastante e corando.
 -Eu sabia disso!- Momo falou e deixou a garota desesperada. Aquilo significaria um 'não'? Momo já sabia daquilo fazia tempo devido á garota não ser nem um pouco boa em esconder seus sentimentos. Sempre que Momo se aconchegava perto da garota sentia ela tremer e gaguejar um pouco. Quando dormiam juntas quase que estava escrito um 'NERVOSA' na testa da garota.
 -É-É.. H-Hum...- ela já não fazia ideia do que falar.- V-V-Você g-gosta d-de p-pão?- tentou puxar assunto fazendo Momo rir.
 -Calma Nay, respira!- Momo falou sorrindo e Nayeon se acalmou. Agora que a garota estava calma ela poderia fazer o que realmente queria. Começou a andar para perto de Nayeon que só se afastava a passos para trás.
 -O-O q-q-que v-você e-está f-f-fazendo?!- Nayeon perguntou nervosa. E chegou no limite, ela agora estava encostada na parede com as mãos da japonesa na parede impedindo a 'fuga' da garota. Momo só se limitou a encostar os seus lábios nos da mais velha.A mais velha permanicia de olhos arregalados enquanto a mais nova já tinha os olhos fechados. Momo deu leves mordidas nos lábios de Nayeon que aos poucos foi cedendo. Conseguiu sentir as mãos de Momo em sua cintura e em um gesto meio que 'involuntário' seus braços passaram pelos ombros e pescoço de Momo. A falta de ar consumiu as duas e por momentos ambas desejaram não precisar de respirar.
 Nayeon voltou a tremer e Momo se apercebeu disso e voltou a beijar a mais velha para tentar 'acalmar' ela. Deu certo? Talvez.
 -Unnie te amo.- Momo se revelou abraçando a mais velha.- E esqueci de perguntar. Preparou uns filmes e pipocas, certo?- Momo riu e Nayeon bateu no ombro da mais nova
 -Óbvio bobinha!- Nayeon parecia aliviada agora que sabia que a mesma também sentia o mesmo. Depositou um selinho em Momo e ambas correram para o sofá e ali ficaram assistindo séries abraçadas uma na outra trocando beijos o tempo todo.


Notas Finais


tá aí minha coisinha kawaii ks


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...