História Sentimentos e Redenção (reescrevendo) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Narusaku
Visualizações 84
Palavras 1.239
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal, mais um capitulo!
Boa leitura ;)

Capítulo 3 - Troca de Favores


    Sentimentos e Redenção

        Troca de favores

    Ela olhou o ruivo rapidamente e não pensou em nada para dizer em seguida. Kido realmente era diferente dos outros apresentados por Ino, que geralmente eram estranhos ao extremo.

    - Quer sair comer algo? - Ele quebrou o silêncio.

    - Sim claro - ela assentiu.

    Seguiram para um restaurante tipíco da aldeia e logo fizeram os pedidos.

    - Eu nem me apresentei - a rosada lamentou.

    - Não se preocupe Sakura - Ela abriu a boca surpresa - Uma grande ninja médica dispensa apresentações.

    - Ah, obrigada, você deve ser da ANBU, nunca o vi na aldeia.

    - Sim - Ele falou orgulhoso - A clínica que estão montando ficará enorme - comentou enquanto comia, desviando seu foco.

    - Sim, foi difícil colocar o projeto para andar, mas acredito que será ótimo.

    - Com certeza - respondeu firme, mas ironicamente.

    Conversaram trivialidades e a rosada percebeu que ele era bastante educado e inteligente. Mas Kido sabia de onde a ideia da cliníca havia saído. E por culpa da kunoichi, a ampliação da ANBU foi plenamente esquecida. Então ele trincou os dentes quando uma ideia surgiu em sua mente.

    - Está tarde, melhor eu ir para casa - a kunoichi anunciou.

    - Eu a acompanharei, não tenha pressa.

    - Desculpe - ela assentiu sentindo-se envergonhada pela atitude.

    - Eu não deveria estar te falando isso, porque você deve estar cansada de ouvir... Mas você é incrível.

    - Er... Obrigada - ela coçou a nuca.

    - Não entendo porque está sozinha - Sakura notou a inteção repentina do ninja e despreparada para aquilo, desencostou-se da cadeira e suspirou.

    - Eu já gosto de alguém, mas ele está viajando.

    - Entendo - Kido respondeu calmo, percebendo de quem se tratava. Era algo que Ino já havia lhe comentado. Sakura esperava o sobrevivente do clã Uchiha.

    - Eu não deveria...

    - É bom sair as vezes - o ruivo sorriu - A Ino me falou que você só trabalha sem parar.

    - Realmente.

    - Não precisa fazer tudo pelos outros, pensar em si mesma não é um erro. É complicado quando ficamos confusos, as vezes o trabalho é a única escapatória - Ela abriu a boca e fechou, até onde Ino havia contado a ele? Se conhecia sua amiga, ele sabia até seu aniversário - Eu tenho meus meios Sakura, e sei onde Sasuke está agora.

    - Ein?! - ela o olhou aturdida, é claro que ele tinha acesso, e é óbvio que Sasuke se comunicava com a aldeia secretamente.

    - Se quiser encontrá-lo para resolver suas dúvidas, sei que ele está em viagem pela aldeia da Grama.

    - Mas por que está me dizendo isso?

    - Porque quando resolver sua situação, quero te ver sorrir e te fazer sorrir.

    - Kido eu não... - Ele tocou seu dedo indicador no lábio da rosada.

    - Uma chance apenas - ele respondeu aproximando-se do rosto paralisado da kunoichi.

    - Não, espere - ela pediu baixo, mas ele não deu ouvidos.

    - Ela disse NÃO! - O grito irritado foi tão rápido, que um segundo depois, Kido estava no chão, do outro lado da mesa. Ela abriu os olhos espantada, vendo o amigo que havia sumido, diante de seus olhos.

    - Naruto, o que está fazendo?!

    - Por que está com esse cara?

    - Isso não tem nada a ver com você - ela esbravejou - Você sumiu vários dias, me ignorou completamente, foi em uma missão e nem sequer se lembrou de mim!

    - Desculpe - ele coçou o braço chateado.

    - Não... Eu só queria uma explicação, para você ter agido daquele jeito, mas agora não quero mais! - Ela ergueu o dedo com os olhos encharcados - Eu não signifiquei nada para você começar agir como um estranho comigo, agora suma daqui!

    - Mas...

    - SUMA!!! - Ela gritou fazendo o restaurante se levantar espantado.

    Ele saiu cabisbaixo e em silêncio, enquanto a rosada ajudava Kido levantar-se e o pôs de pé.

    - Obrigado - Ele a deixou na porta de  sua casa.

    - Me perdoe por hoje, eu não sei o que houve.

    - Não se preocupe, espero que consiga conversar com Sasuke.

    - Obrigada pela dica, já o considero um bom amigo.

    - Fico feliz em saber.

    Ela deslizou porta abaixo quando fechou. Não havia absorvido tudo que aconteceu durante aquela noite. Naruto que parou de falar com ela, surge no restaurante e empurra Kido sem motivos. Mas o misterioso Kido que parecia estar interessado nela, se dispôs a ajudá-la, contando o paradeiro de Sasuke, e ela agora não sabia se devia ir atrás do moreno. Seu  peito palpitou rápido, indecisa. Então arfou pesada.

    - Eu preciso saber o que ele sente por mim.

    Entrou na torre do Kage na manhã seguinte, pedindo uma folga e conseguiu facilmente, não revelando onde realmente iria. Voltou e aprontou algumas provisões, pois seria uma breve viagem de alguns dias.

    (...)

    - Onde a Sakura está?

    - Ela saiu de folga Naruto, deixe-a um pouco, ela parecia cansada.

    - Mas para onde?!

    - Como eu vou saber? -Kakashi retrucou irritado - Ela deve ter ido numa casa de banho sei lá...

    O loiro arfou irritado e seguiu para a floricultura única da aldeia.

    - Onde a Sakura foi?

    - Primeiro se diz olá - Ino resmungou - Não é da sua conta onde ela vai, certo?

    - Eu tenho algo muito importante para falar com ela, é urgente!

    - Espere ela voltar, deve ter uma semana...

    - Eu tenho que falar sobre o Sasuke!

    Na torre do Kage simultaneamente, Sai é chamado pelo atual Hokage entrando com dois relatórios em sua sala.

    - Obrigado - o Hokage agradeceu - O que suspeitavamos ein? - ele dizia coçando o queixo enquanto lia.

    - Resta descobrir qual dos ANBU está nos traindo.

    - Vamos com cautela, provavelmente ele não agirá tão repentino.

    Ino o olhou espantada enquanto o loiro falava rápido sobre Sasuke e ela tomou um assento, sentindo o suor tocar a testa de forma apavorante.

    - Mas ela foi para Grama atrás dele...

    - Merda! Deve ser alguma armadilha daquele ruivo maldito...

    - Kido não falaria algo assim - Ino o defendeu - Alguém deve ter falado a ele.

    - Que seja - Naruto deu ombros - Eu vou atrás dela.

    - Você não devia sair assim atrás dela, ela sabe se cuidar e você ainda...

    Ino suspirou. Era tarde, Naruto havia deixado ela falando sozinha e ido para a Grama atrás da rosada. Enquanto ela pegava um copo de água foi surpreendida por uma visita inesperada na loja.

    - Hinata! - Falou apavorada.

    - Está tudo bem? - Ela disse segurando a loira pelo braço.

    - S-sim...
    
    - Estou procurando o Naruto, ele saiu desenfreado quando chegou na aldeia.

    - Ele... Ele foi atrás da Sakura, parece que ela está indo para uma emboscada.

    - Entendo - a morena respondeu cabisbaixa - Espero que fique tudo bem.

    Mas havia algo errado com Naruto, que nem mesmo Hinata sabia, ele estava escondendo algo que estava o atormentando.

    (...)

    Sakura caminhou pelos bambuzais da aldeia da Grama, sendo que ali era um dos atalhos mais rápidos para chegar a entrada da vila e começar a procurar. Ouviu a batida entre os galhos e percebeu que não estava só. Retirou a kunai de seu coldre e colocou contra o corpo, esperando mais um movimento.

    - Quem está aí?!

    - Sakura!

    
    
    

    

 

    

   


Notas Finais


Até o próximo :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...