História Separados pelo casamento - 2 temporada - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alfonso Herrera, Anahí, Christian Chávez, Christopher Uckermann, Dulce María, Maite Perroni
Personagens Christopher Uckermann, Dulce Maria
Tags Christopher Uckermann, Dulce Maria, Vondy
Visualizações 24
Palavras 768
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Por hoje é só meus amores, espero que estejam gostando!

Capítulo 12 - Capitulo 12


Ao sair da sala Dulce pulou no meu pescoço e ficamos um tempo nos abraçando e parabenizando, foi quase melhor que a promoção, após o meu ultimo julgamento como promotor eu fiquei com ela na minha antiga sala e conversamos bastante, depois  almoçamos juntos e no fim do dia ela me chamou para jantar com ela e Dani num restaurante italiano que eu amo e aceitei claramente, então no fim do expediente fui para casa e me arrumei, vesti uma calça jeans e uma camiseta de mangas longas branca coloquei um tênis e fui para o carro, cheguei em casa e entrei direto, como eu sou pai de Dani Dulce acha prudente que eu tenha a chave, Dani veio falar comigo, e ficamos sentados esperando Dulce, quando ela veio me tremi inteiro, ela estava com um vestido vermelho rodado ate a altura dos joelhos, um scarpin também vermelho com detalhes pretos e com seus cabelos presos num coque alto muito bem feito e maquiada, ela era sem duvidas a mulher mais linda que eu já vi.

 

 

Dulce: e ai, como estou? – disse sorrindo para Dani e depois para mim

 

Dani: linda mamãe – disse e a abraçou

 

Ucker: uma deusa... – disse num fio de voz e ela me deu um beijo nos lábios levemente

 

Dulce: obrigado meus amores, vocês dois estão lindos também.

 

No jantar foi tudo bem, eu estava hipnotizado e a olhei o jantar inteiro, ela estava nitidamente envergonhada, mas não consegui parar de olhá-la ate o fim, que alias acabou bem tarde, tinha uma área com brinquedos e Dani se acabou la, eu e ela ficamos no bar conversando sobre a semana do Dani e quando já passava das 23:00 perto do restaurante fechar nós pegamos Dani e fomos para o carro, mal entramos e ele dormiu, deixando nós dois “sozinhos” no meu carro.

 

Dulce: é... então, amanha você já começa com as sessões como juiz?

 

Ucker: Não ainda não, vai vir um juiz experiente me dar umas aulas antes, essa semana eu vou treinar você – disse e a olhei pelo retrovisor

  

Dulce: ta bem – disse e ficou estranha

 

Ucker: ta tudo bem?

 

Dulce: não queria trabalhar naquela sala – disse pesarosa – eu posso mudar as coisas?

 

Ucker: pode – disse embargado pela culpa – se quiser eu mudo tudo

 

Dulce: se puder me ajudar já esta bom

 

Ucker: ta bem

 

Continuamos o caminho em silencio e notei varias vezes os olhos de Dulce em mim, mas fingi não perceber, talvez ela estivesse decepcionada comigo ainda, não quero invadir o espaço dela.

 

Logo que chegamos em casa peguei Dani no colo e entrei para colocar ele na cama, e quando voltei para a sala Dulce estava no sofá sem os sapatos e com os cabelos soltos e já tinha fechado a porta.

 

Ucker: Foi ótima a noite, mas eu preciso ir pra casa – disse e a olhei, ela estava estranha

 

Dulce: Não vai embora – a olhei atento

 

Ucker: porque? – disse e ela riu nervosa

 

Dulce: porque não quero que vá hoje, e não vou deixar você sair mais de meia noite pra dirigir por ai – disse e se levantou – eu estava pensando em uma coisa no carro

 

Ucker: o que? – a olhei curioso

 

Dulce: você se lembra o que eu disse que ia acontecer quando um de nós virasse juiz? – disse e corou

 

Ucker: lembro – arfei vendo ela se aproximar

 

Flashback on

 

Dulce: meu deus essa faculdade é um peso! Quando um de nos virar juiz nós vamos ter que comemorar muito pra compensar – disse rindo enquanto saiamos da faculdade

 

Ucker: Se você virar juíza primeiro que eu vou fazer qualquer coisa que você quiser – disse e ela me olhou divertida

 

Dulce: qualquer coisa mesmo?

 

Ucker: sim

 

Dulce: então vamos fazer uma promessa – disse rindo – Eu Dulce Maria prometo que se o Christopher for juiz antes de mim eu faço o que ele quiser – disse com a mão sobre o peito – sua vez – disse e deu risada

 

Ucker: ta bem – disse rindo e me endireitei colocando a mão sobre o peito – Eu Christopher prometo que se o Dulce Maria for juiza antes de mim eu faço o que ela quiser

 

Dulce: Combinado! – disse sorrindo e agarrou meu dedinho com o dela

 

Flashback off   

 

Dulce: bom, você é um juiz agora – disse e me encarou – promessa é promessa

 

Ucker: você não precisa cumprir se não quiser – disse tentando ser gentil e tive que me controlar para esconder tudo o que eu imaginei e que queria

 

Dulce: Eu sei, mas juras de mindinho são sagradas – disse e eu sorri para ela que retribuiu – e então, o que você quer de mim? 


Notas Finais


Se gostar comenta e favorita!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...