História Sequestrei meu ídolo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Sobi, Yoonseok
Exibições 236
Palavras 2.524
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Nem demorei

Capítulo 2 - A tentativa falha de fuga de Min Yoongi


— E então? Onde eu vou dormir? Onde e como.

— Hm... — Hoseok colocou uma mão no queixo observando o porão. — Eu não faço ideia, não havia pensado nisso — levou a mão para a nuca um pouco envergonhado.

— Como assim? Você planeja me sequestrar e não pensa em mais nada? Nossa garoto que idiotice — o Min se arrependeu segundos depois do que disse ao ver Hoseok “murchar” e fazer um bico de decepção. — Desculpa, eu não quis te chamar de idiota.

— Não, imagina — Hoseok deu às costas indo para as escadas.

— Ei! Onde você vai?

— Para meu quarto, ‘tô com raiva de você — saiu batendo a porta e Yoongi pôde ouvir sua mãe gritando com o ruivo sobre aquilo.

O Min bufou jogando a cabeça para trás fitando o teto, será que o ruivinho iria demorar para voltar? Ficar ali sozinho não parecia ser tão legal, e olha que Yoongi adorava uma solidão.

XX

— Você tinha razão Kook hyung, ele é muito chato — Hoseok conversava com Jungkook deitado em sua cama, não gostava tanto da ideia de deixar o loiro sozinho lá em baixo mas não tinha escolha. — Ele me chamou de idiota acredita? Foi uma forma meio indireta mas chamou!

Dê um tempo para ele Hobi, Yoongi é muito chato no começo mas depois que se conhece você se acostuma — riu. — Mas está tudo certo?

— Sim hyung, ele ficou muito irritado quando eu disse que você me ajudou.

O Jeon gargalhou do outro lado da linha. — Quando você o soltar ele com toda certeza vai me matar.

— Eu não vou soltá-lo nunca.

...

— É brincadeira hyung!

Ah eu sei. Bem Hobi, tenho que acabar umas coisas aqui, outra hora a gente se fala, beijos.

— Beijos hyung.

Hoseok desligou o celular e no mesmo instante Seokjin entrou se sentando ao seu lado. — Eu estou com medo Hobi.

— Hyung eu já lhe disse que ninguém desconfia que Suga está aqui.

— Mas e se descobrirem? E se Jungkook entregar a gente? Não quero ir parar na cadeia.

É claro que para conseguir carregar Yoongi do carro até seu porão, Hoseok precisou de ajuda, de duas pessoas para ser mais exato; o casal Seokjin e Namjoon. Seokjin era primo de Hoseok, e sabia o quão o ruivo era fanático pelo loiro, queria o ver feliz e com uma simples manha para cima do namorado conseguiu o convencer de ajudar o ruivo com o sequestro.

— Se acalme hyung, vai dar tudo certo — desceu da cama e seguiu para à porta do quarto.

— Onde você vai?

— Lá no porão, quer ir?

— Quero — Seokjin seguiu o Jung até ao local onde o loiro estava. — Sua mãe não está em casa? — sussurrou.

— Não, ela saiu tem alguns minutos — Hoseok abriu a porta e Yoongi encarou a escada já animado com a chegada do garoto, mas estranhou quando viu logo atrás um rapaz loiro. — Oi Suga, voltei — o ruivo se sentou no sofá sendo acompanhado pelo loiro que Yoongi percebeu estar um pouco desconfortável.

— Quem é? — olhou para o garoto que engoliu em seco.

— É meu primo, ele me ajudou a te sequestrar — Seokjin olhou espantado para Hoseok. — O que foi hyung? Tsc, ele não vai fazer nada com a gente, não é Suga?

— Não sei — olhou de forma maníaca para o loiro que se levantou e saiu correndo.

— Aish, você o assustou Suga!

— Não mandei ele ajudar a me sequestrar — revirou os olhos. — E me chame apenas de Yoongi.

— Então já somos amigos? — Hoseok perguntou animado.

— An? Não, claro que não.

— Ah — conheceu o ruivo a poucas horas mas Yoongi já detestava o ver cabisbaixo.

— Quer dizer... Somos pré amigos — sorriu.

— Que pré amigos o que Yoongi, eu não sou idiota não, tá — Hoseok se levantou do sofá dando às costas novamente.

— Me desculpa.

— Aish tá — parou e voltou se sentando novamente. — Ainda tenho que ver onde você vai dormir.

— Em uma cama seria uma boa opção.

— Você é meu sequestrado e não um hospede.

— Outh! Que tapa na minha cara.

— Hm... Já sei — Hoseok se levantou e pegou uma corda que estava pendura em um canto qualquer, seguiu para frente de Yoongi onde se abaixou e começou a passa-la por suas pernas. — Isso vai servir.

— O que está fazendo? — Yoongi o encarava sem entender qual era a ideia do sequestrador adorável.

— Isso... — amarrou as pernas de Yoongi e ficou atrás de si em seguida soltando suas mãos. O Min ficou de pé mas acabou caindo.

— Aish!

— Se tivesse me esperado falar não teria caído — Hoseok o ajudou a se levantar e a se sentar no sofá.

— Você amarrou minhas pernas me impossibilitando de andar, confesso que essa ideia foi boa.

Hoseok sorriu debochado. — Viu, quem é o idiota agora? — Yoongi sorriu da forma infantil de Hoseok e se deitou no sofá se acomodando melhor. Hoseok amarrou novamente seus pulsos e subiu para seu quarto mas não demorou até que estivesse junto do rapper novamente com um cobertor em mãos, o jogou sobre o loiro que observava cada movimento seu. — Boa noite Yoongi — baixou o rosto levando seus lábios até a bochecha do mais velho que petrificou no lugar. — Até amanhã — sorriu largo subindo as escadas novamente trancando a porta assim que saiu.

— Boa noite Hobi — disse por fim.

Fechou os olhos e tudo o que acontecia vinha a sua mente, estar sequestrado não era lá uma coisa tão ruim, pelo menos quando seu sequestrador era um ruivo fofo e completamente infantil.

Por ser Min Yoongi o loiro não demorou a pegar nosso.

E não, ele ainda não havia mijado.

XX

Quando amanheceu Hoseok tratou de fazer mais um pouco de panquecas para servir a seu quase novo amigo, colocou o lanche mais importante do dia sobre uma bandeja e desceu todo animado para o porão. 

Ainda eram seis da manhã, e Hoseok teria que sair em trinta minutos para pegar o ônibus para seu colégio.

Colocou a bandeja sobre uma cadeira e ficou por uns minutinhos observando Yoongi dormir, nem parecia que cantava indecências. Se aproximou cutucando o mais velho que resmungava se remexendo com dificuldades mas nada de abrir os olhos.

— Hyung eu vou jogar água gelada em você se não acordar — balançava o loiro que fechava forte os olhos com birra. — Vamos lá hyung, eu tenho que sair, tenho aula.

Vendo que Yoongi não abriria os olhos por nada, Hoseok passou para trás do sofá e levou as mãos para a lateral do corpo do rapper tendo que fazer força para empurrá-lo, e como Yoongi estava praticamente todo imobilizado, não conseguiu se segurar e caiu no chão gritando pela dor causada pelo impacto.

— Por que você fez isso Hoseok?!

— ‘Pra você acordar — o ruivo seguiu para seu lado o levantando com um pouco de dificuldades, o colocou sentado no sofá. — Eu tenho que ir para o colégio e trouxe seu café da manhã.

— Eu vou ficar sozinho aqui?

— É o único jeito hyung — pegou a cadeira colocando na frente do loiro, colocou a bandeja no colo e começou a alimentar o Min que nem reclamou dessa vez. — Eu volto logo não se preocupe — sorriu.

— Espero que sim, ficar sozinho aqui não é nada legal.

— É eu sei, mas e então? O que a gente pode fazer depois que eu voltar?

— E eu vou saber?

— Aish hyung me ajude a pensar!

— ‘Tá, quando você chegar a gente decide — Hoseok deu de ombros concordando e terminou de alimentar seu prisioneiro que se acomodou no sofá novamente querendo voltar a dormir. — Dá para você desprender minhas mãos pelo menos?

— Ah não sei não hyung — Hoseok o encarou desconfiado. — Você pode tentar fugir.

— Eu não vou, juro para você que quando voltar estarei aqui do mesmo jeito.

— Promete?

— Prometo — o Min sorriu gengival e Hoseok não resistiu em atender seu pedido. Desamarrou os pulsos do loiro que estalou os dedos se cobrindo novamente com a coberta sobre o olhar de Hoseok. — Pode ir, boa aula e até depois.

— Até... Até depois hyung — pegou a bandeja com os utensílios sujos subindo para o segundo andar, pegou seu material já arrumado em cima de sua cama e saiu trancando a porta principal da casa logo seguindo para o ponto de ônibus.

Yoongi dormiu por mais ou menos duas horas após a saída de Hoseok, e assim que despertou um plano de fuga veio em sua mente. Olhou para suas mãos livres e logo em seguida para suas pernas cobertas, sorriu largo e jogou a coberta para o lado.

Hoseok era mesmo muito inocente.

Procurou pelo nó da corda e quando a encontrou tratou de começar a tentar tirá-la, era um nó muito bem dado.

Depois de certo tempo só naquilo finalmente conseguiu desfazer o nó e retirou as cordas de suas pernas, se colocou de pé e sorriu aliviado alongando os ossos que ficaram por muito tempo sem fazer movimentos.

Olhou em volta e começou a procurar por alguma saída, não encontrou nenhuma, e a única janelinha daquele lugar era pequena demais e por fora havia grades, o que não permitia sua fuga.

Bufou e seguiu para a escada subindo em silêncio, quase soltou um grito de felicidade quando percebeu que não havia tranca, precisava somente puxar e aporta se abria.

Colocou a cabeça para fora observando o corredor, não ouvindo barulho algum ou vendo algo Yoongi saiu dali começando a andar lentamente por aquele local; não conhecia aquela casa e não fazia ideia de onde teria que ir para encontrar a porta, nem precisava ser porta, o que tivesse uma abertura grande o suficiente para passar seu corpo já estava de bom tamanho.

Chegando no final daquele corredor Yoongi chegou na cozinha, subiu no balcão disposto a abrir a enorme janela mas ela era trancada com um cadeado, bufou e desceu seguindo seu caminho.

Chegou na sala, duas janelas e uma porta; uma delas teria de servir.

Mas para sua infelicidade, todas estavam muito bem trancadas. Olhou em volta e avistou a escada que levava para o terceiro andar da casa, subiu correndo e logo foi entrando em todos os cômodos procurando por alguma janela que não estivesse trancada com cadeado.

Sua busca fora inútil.

— Mas que merda! — se sentou em uma cama e logo percebeu estar no quarto do garoto.

Só poderia ser o quarto de Hoseok mesmo, haviam posters do rapper espalhados pelo local, todos os seus álbuns espalhados sobre uma escrivaninha, e travesseiros onde frases de músicas do rapper estavam impressas.

Tomado pela curiosidade Yoongi se levantou começando a explorar aquele quarto, era tanta coisa relacionada a si que Yoongi passou a acreditar que o ruivinho fosse mesmo seu fã número um.

Mexeu em tudo, e ficou por uns bons minutos gargalhando da samba canção com seu rosto na parte de trás da mesma, Hoseok era uma figura.

E no meio de suas roupas Yoongi acabou encontrando um álbum de fotografias, curioso o Min se sentou na beirada cama com aquilo em mãos, naquele momento toda a preocupação de fugir estava bem longe de sua mente.

Todas as fotos daquele álbum foram claramente tiradas por Hoseok, e Yoongi ficou admirado com a capacidade do jovem, eram ângulos tão bons e os efeitos maravilhosos, Hoseok tinha talento com aquilo.

De repente sentiu uma forte dor na cabeça e seu corpo tombou para frente, caído no chão e meio tonto Yoongi levou a mão para o local atingido, tudo rodava.

Olhou em direção a porta e encontrou dois Hoseok, cada um segurando uma frigideira. — Vo-você tem um irmão gêmeo? — o loiro riu e enfim desmaiou.

XX

Sentia sua cabeça latejar... Era exatamente igual quando acordou na cadeira amarrado. Abriu os olhos assustado encontrando Hoseok sentado no sofá com uma cara nada boa segurando uma frigideira.

— Olá Min Yoongi — era bem perceptível a ironia em sua voz. — Sua cabeça dói muito?

— Você me acertou com isso? É sério Hoseok?

— Seríssimo Yoongi, e você sabe muito bem porque que eu fiz isso — se levantou e parou na frente do loiro se curvando para poder encarar o loiro nos olhos. — Você não cumpriu com o que tinha prometido.

Yoongi encarava aqueles olhinhos do ruivo, eram tão bonitinhos. — Me desculpa.

— Não, estou muito irritado com você — endireitou sua postura cruzando os braços. — Você não está sendo um bom pré amigo.

— Pensei que isso não tivesse colado com você — o rapper arqueou uma das sobrancelhas vendo o garoto voltar para o sofá.

— Então se você não é meu amigo, nem pré amigo... Significa que é meu inimigo — Yoongi riu mas logo ficou sério novamente quando Hoseok fechou a cara e lhe encarou de modo assustador.

— Wow, calma aí Hose-... Hobi, não somos inimigos não, eu sou seu ídolo e você é meu fã número um.

— Ah, agora você considera isso? — Hoseok se levantou voltando para frente do Min, que percebeu estar bem mais amarrado que antes.

— Eu sempre percebi — sorriu forçado.

— Quantas vezes eu vou ter que dizer que não sou idiota? Para de mentir ‘pra mim! — o ruivinho fez um bico e suspirou.

— Ei, ei, ei! Não chora não por favor — o loiro se desesperou ao notar os olhos do garoto marejados.

— Eu não vou chorar seu... Besta! — soltou como se fosse o pior palavrão de todos. — E somos inimigos sim, e com isso, acho que tenho que fazer coisas nada agradáveis com você — batia a frigideira na mão fazendo Yoongi engolir em seco.

— Na-não precisa fazer isso Hobi

— Precisa sim, para você aprender a se comportar! — o ruivo parou com a frigideira e a levantou no ar, Yoongi fez careta fechando os olhos esperando pela pancada que demorou, demorou e nada de chegar.

A gargalhada do mais novo foi ouvida e Yoongi abriu um dos olhos curioso, Hoseok ria feito uma criança arteira. — Mas o que...

— Bobão, acha mesmo que eu sou tão ruim assim? Claro que eu não vou te machucar Suga — o garoto se sentou no sofá deixando a frigideira de lado. — Você caiu que nem um patinho.

— Você estava tão sério que... que na moral, achei mesmo que fosse me bater — Yoongi sorriu aliviado.

— Não, mas isso não significa que se você tentar fugir de novo vai ficar tudo bem, você prometeu que estaria aqui quando eu chegasse — fez novamente o bico.

— Mas eu estava, não aqui no porão mas não saí da casa.

— É, tudo bem, vou aceitar essa desculpa. E você estava mexendo nas minhas coisas! Muito sem educação você, hein Suga.

— Ahh, falando nisso, você tira fotografias ótimas Hobi.

— Você gostou? — colocou o rosto apoiado nas mãos encarando o rapper com um sorriso enorme, deixando o mesmo vidrado por alguns segundos.

— Gostei bastante, são muito boas.

— Ah obrigado, eu gosto de tirar fotos.

— Eu adorei aquela samba canção com meu rosto — Yoongi riu alto notando a vermelhidão no rosto do garoto que ficou completamente sem jeito.

— Aish, não sei porque que fica mexendo nas coisas dos outros — cruzou os braços. — Não sabe respeitar a privacidade das pessoas não?

— Não fica bravinho não, eu gostei dela, seria legal te ver a usando — disse na maior inocência.

Hoseok arregalou os olhos o encarando e saiu correndo dali sem se preocupar com os chamados do loiro que ficou sem entender o porquê daquele comportamento.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...