História Sequestro e abuso de Tommy - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Adam Lambert
Exibições 26
Palavras 839
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Homossexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capítulo final


 Adam ficou puta da vida quando soube pela boca de Tommy que aqueles antigos amigos de farra dele tinham se aproveitado de Tommy daquela maneira. Ele devia desconfiar que fazia tempos que não os via mais e que não sabia o que eles poderiam fazer. Ele se fiou demais neles mas ele só os conhecia das noitadas nas boates e nada mais. 
 Como ele fora ingênuo ao acreditar que eles não fariam nada além do combinado. Agora ele queria encontrá - los para tirar satisfação deles.
 - Áh, eles vão ter que me ouvir. Eu falei para apenas te pegarem e te darem um belo susto.
 - Isso eles conseguiram. Eu fiquei morrendo de medo daquelas armas e o fato do local ser longe e isolado. Daí eles me amarraram e tamparam minha boca e me abusaram.
 Depois eles ainda me obrigaram a fazer sexo oral com cada um deles. Foi horrível! Isso até você chegar e "me salvar" deles.
 - Eu falei para te assustar e te amarrar para eu chegar e te dominar. Só isso. QUE ÓDIO! Adam deu um murro na mesa.
 Adam ligou para se encontrar com eles mas não falou nada sobre o assunto. Só disse que queria agradecê - los pelo plano ter dado certo.
 - Oi, Adam. Disseram ao chegar na casa dele.
 - Oi. Gente, que história é essa que Tommy me contou que vocês o abusaram? Eu não disse que não queria que fizessem nada com ele porque ele era só meu? 
 - Conta outra. Você não queria que nós o sequestrasse e déssemos um susto nele? Foi o que fizemos.
 - Não. Não foi. Vocês foram longe demais. Ele falou tudo o que vocês fizeram e foi baixo demais. 
 - Mas que foi bom, foi. Os caras se entreolharam com risinhos sarcásticos.
 - Estou enojado com vocês e com o que fizeram. Vocês não prestam.
 - Quem deu a ideia foi você e nós só melhoramos um pouco as coisas.
 - Olha, eu devia enfiar a mão na cara de vocês mas me recuso a sujar minhas mãos com esse tipo como vocês.
 - A dondoca agora não quer sujar as lindas mãozinhas. kkkkkkkkkkk 
 - Vai voltar correndo e salvar seu namoradinho indefeso? Socorro, Adam! Estão me abusando... kkkkkkkkk 
 Adam estava ficando furioso com as provocações deles.
 - Eu mesmo deveria ter feito o serviço do meu jeito mas fui confiar em vocês. 
 - Agora é tarde. E bem que gostamos de foder com seu amado Tommy. Ele fez tudo direitinho, não é rapazes? O sangue de Adam nessa hora ferveu e ele partiu para cima deles.
 - Agora vocês vão ver quem vai foder com Tommy novamente. 
 Adam deu um soco na cara do último rapaz que falou que fodeu com Tommy e este tropeçou numa cadeira e caiu no chão.
 - Ui! A bicha se estressou. Riram debochando dele.
 - Quero ver mais alguém falar mal de Tommy. Saiam Todos daqui ou eu arrebento mais um.
 - Seu desgraçado! olha o que você fez comigo. Dizia o rapaz que tomou um soco se levantando. - Você vai pagar por isso. Acha que porque é famoso vai se ver livre de nós? Vou dar queixa por agressão.
 - Pode dar. E eu darei de vocês por estupro.
 - Não vai adiantar porque diremos que você foi o mandante, o que não deixa de ser verdade. E mesmo que Tommy conte tudo para o delegado, a gente ainda pode dizer que vocês combinaram tudo. Não tem como escapar.
 - Vão logo! Sumam da minha frente!
 Depois ele se encontrou com Tommy para dizer o que aconteceu.
 - Eu dei uma dura neles e eles ainda zombaram de nós dizendo que eles planejaram tudo pelas nossas costas e ainda tiveram a audácia de dizer que foi muito bom. Aí não deu outra, partí para cima deles e dei um belo de um soco. Não me segurei. Ainda disseram que se eu for na delegacia dar queixa por abuso eu ainda serei o culpado por ter mandado eles fazerem o que fizeram. Vê se pode?
 - Você não tinha nada que ter batido neles. Agora é óbvio que estão com raiva de você.
 - O pior é que eles ficavam rindo de nós dois e disseram que se pudessem faziam de novo. Que nojo tenho deles. 
 - E eu então? Não gosto nem de lembrar. Me dá arrepios lembrar o quão brutos eles foram comigo. Eu só obedecia por medo de me baterem ou coisa pior se eu não os obedecessem. Tommy estava com olhos de terror ao lembrar a cena.
 - Nossa, Tommy, eles fizeram isso mesmo? Agora é que estou mais enojado e com mais raiva ainda mas não posso entregá - los porque afinal fui eu que pedi que o prendesse até eu chegar. Nunca mais quero vê - los na minha vida! Dá próxima vez que eu quiser fazer uma surpresa, eu mesmo farei. Prometo! E deu um selinho em Tommy o abraçando para acalmá - lo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...