História Será amor ou ilusão? (Imagine taehyung) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, G-Dragon
Personagens G-Dragon, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Visualizações 16
Palavras 1.700
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Mistério, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Shiiiiu, as paredes tem ouvidos


Fanfic / Fanfiction Será amor ou ilusão? (Imagine taehyung) - Capítulo 10 - Shiiiiu, as paredes tem ouvidos

Eu olhava pra baixo. Eu via seus pés ele tinha um tênis preto. Desconfiei e olhei pra cima quase encostando minha cara na "tal" pessoa. Oh encarei séria pra ele como-se tivesse com raiva. Oh silêncio se espalhava pelo ar, como eu era impaciente pra essas coisas eu acabei falando.

-O que vc quer aqui tae? -cruzo os braços.

-Vc não ouviu? Eu vim te punir. -bota as mãos na minha cintura.

-Me punir? Pra que? O que eu fiz? -fasso bico.

-Vc me trocou por outro homem yujin. Vc me viu na quela maldita lanchonete, me provocou dando comida pra quele garoto. Vc ainda não percebeu que é minha? -ele me puxa pra perto de sí mesmo.

-Tae.

-Hum?

-O que te faz pensar que eu sou sua? -boto meu braços em seus ombros.

-1° desde que eu coloquei os olhos em vc já senti que ía ser minha. Será que é errado tomar posse do que não é seu? -ele olha pro meio da minha blusa que estava entreaberta amostrando meus sérios 2° seu corpo e maravilhoso, suas curvas, seu jeito, sua maneira de agir com as coisas, seu olhar, provocações, tudo, tudo em vc eu admiro, afinal vc parasse fazer um sexo gostoso. -fez uma cara maliciosa.

-Uau, quanta coisa, nem pasava pela minha cabeça que vc achava isso tudo de mim. Tipo vc me conheceu ontem e já acha isso tudo? Sem ao menos me conhecer direito. -sorri- eo que te faz pensar que eu tenho um sexo bom?

-Já ouvi boatos de alguns homens dizendo isso porém, eu quero vc gemendo meu nome em quanto te penetro, te sentir, quero poder te tocar, te chupar, provar do seu mel, e vou continuar fazendo isso até vc dizer chega. -oq eu acabei de ouvir? Essas palavras me fizeram ficar com tesão.

-Tae. -abaixei minha cabeça.

-Hm?

-Eu..... Eu tbm quero te sentir.. Quero sentir vc quero poder sentir seus lábios nos meus. -dei uma pausa- sabe, vc foi a primeira pessoa que me fez ficar assim.

-Excitada?

-Huhum. -levantei minha cabeça.

-Estou da mesma forma. -sorri malicioso.

Ele sela nossos lábios, fazendo-o de novo explorar minha boca. O beijo era calmo. Enquanto isso ele passava sua mão por dentro da minha blusa indo até meus seios não intensificando o beijo, ele tentou levantar minha blusa, o impedi logo em seguida abaixando sua mão. Ele começou a beijar meu pescoço.

-Taehyung aqui não. -sussurrei arfando.

-Que tal na minha casa? -ele da leves cupões em meu pescoço.

-Tá. -ele segura minha mão e me puxa pra uma rua movimentada, ele vai em direção a um carro de alta qualidade, abre a porta do passageiro pra mim entrar- hum que cavalheiro. -Falo entrando no carro.

-Éo mínimo que eu posso fazer. -ele fecha a porta e dps entra no carro. Da partida com ele. Nos demos uma parada na minha casa pra mim pegar uma roupa. 

*Quebra tempo*

Quando chegamos tae colocou o carro na garagem e fomos pra sua casa. Entramos e quando entramos vimos duas pessoas na sala de jantar comendo, estava num clima romântico. J-hope e jisoo estavam lá (eu vou ter que fingi que não conheço ele). Os dois notaram a nossa presença e nos olharam. Jisoo me viu e se animou vindo em minha direção me abraçando.

-O que vc faz aqui yujin? -se solta do abraço.

-Eu que te pergunto isso. -olho pro tae.

-Er.. Cadê os outros meninos? - taecoça sua nuca.

-Oi, eu sou o Jung hoseok mais se quiser me chame de j-hope, eu namoro essa pequena aqui. -abraça a jisoo.

-Idiota. -ela bufa.

-Oi, sou a Kim yujin mais me chame de yujin, já ouvi falar muito de vc.

-Hm, taehyung podemos conversa?

-Claro. -eles foram para um canto da direita.

-Então tá pegando? -ela chega perto de mim.

-Hm, mais ou menos.

-Cara anda não perde a chance, 1 ano a cada 4 aparece um garoto desses na sua vida. -ela deu uma cotovelada no meu braço- pensa nisso

-Tá vou pensar. -terminamos de conversa e os meninos chegaram.

-Então yujin vamos pro meu quarto? -ele segura meus ombros.

-Tudo bem. -ele me puxou pela mão e fomos pra escada.

-Se cuidem crianças. -jisoo fala acenando.

-Eu vou cuidar dela. -tae diz.

Subimos pro quarto e quando entrei vi que o quarto era muuuuito grande, fiquei de boca aberta. Ele me olha de cima a baixo, tranca a porta. Eu o olho e mordo meu lábio.

-Vamos continuar oq não deveríamos ter parado? 

-Er.... -eu não sábia o que dizer.

-Vai yujin eu sei que vc quer tanto quanto eu. -ele vinha pra cima de mim.

-... (Quer saber eu vou cair fundo mesmo, afinal quando eu vou ter mais uma oportunidade dessas?) -eu tiro minha blusa a jogando no chão- tá esperando o que? -digo sorrindo

O mesmo sorri vindo em minha direção, puxa minha cintura para si, fazendo nossos corpos se chocarem.

-Hoje eu te farei a mulher mais feliz do mundo. 

Ele me atacou com um beijo violento mais ainda sim bom. Ele me me prensou na parede me dando leves chupões. Ele tirou sua blusa e começou a destribuir beijos pelo meu corpo. Logo segura meus pulsos contra a parede.

-T-Taehyung. -digo com a voz falha.

-Shiiiiu... hoje eu não sou taehyung... Sou seu daddy. -fala doce e educado.

Ele solta meus pulsos, dando um beijo em minha testa. Ele se afasta de mim. Ele me puxa pra frente indo pra trás de mim me abraçando, fazendo nossos corpos se torna um só. Ele da passos curtos em direção da cama como-se tivesse controle total sobe meu corpo. Assim que chegamos na beira da cama, parou e falou no meu ouvido bem baixinho quase sussurrando.

-Paro ou continuo?

Eu olho pro relógio ainda eram 19:27 éo encontro séria as 20:00 e ainda assim o desejava.

-Continua daddy. -ele se senta na cama. Bate a mão em seu colo, avisando que é pra mim sentar. Eu sentei e senti seu membro duro pedindo por atenção. Eu rebolo em seu colo arrancando gemidos dele. Ele me para.

-Minha vez. -não fiquei muito surpresa com o que ele disse, eu só o senti.

Tae desliza suas mãos sobre minha barriga, vai descendo até minha intimidade, eu fecho firmemente mais olhos.

-Não precisa ter medo. -ele sussurra.

-Eu não tô com medo. -ele ri.

Ele desce a mão novamente e coloca dentro da minha calcinha me tocando levemente com os dedos. Ele olha nos meus olhos e sorri, eu estava muito excitada, pq ele estava fazendo isso comigo...? Mais eu não vou negar, eu estava gostando. O abraço e ele  ajeita sua mão em minha intimidade, até que ele começa a massagear meu clitóris fazendo com que eu comece a segura-lo com mais força. 

-Está gostando? -não falo nada só viro meu rosto- lembre-se eu não estou te obrigando nem te prendendo.

-Aaaaaah. -eu solto um gemido bem abafado- (merda eu gemi, eu não queria.... Aish! Eu não iria) 

Taehyung ri, ele começa a massagear mais rápido. Eu começo a contorce em seu colo, minha respiração já estava ofegante, não sabia o que fazer. Tira sua mão e me coloca na cama me deitando e fica em cima de mim, ele solta um sorriso malicioso, e me beija, eu contínuo o olhando, ele me beija novamente, dando leves mordidas em meus lábios, eu não resisto e acabo cedendo ao beijo. Começamos a nos beijar loucamente, até ele tirar o cinto e desabotoar sua calca. Eu já tava ciente do que iria acontecer então estava me preparando. Até ele tirar minha calcinha devagar e começa a me beijar, ele bota uma mão perto do meu rosto e a outra segura seu membro já ereto.

-Vc quer? 

-Sim, quero mais que tudo nessa vida. -ele não recusa e enfia seu membro em minha intimidade, me arrancando um gemido. Taehyung começa a da estocadas lentas para que eu me acostumasse com a dor. Tira meu cabelo da cara e me da vários beijos, logo dps ele da varias estocadas rápidas, eu encravo minhas unhas nas costas dele. Eu gemia de prazer, uma delas foi alto e tae se abaixou no meu ouvido sem parar os movimentos.

-Shiiiiu, as paredes tem ouvidos. 

-Mais rápido daddy. -arfei.

-Feche os olhos. -obedeci.

Eu e ele estávamos gemendo alto, sem se importa com os vizinhos ou com a jisoo e j-hope no andar de baixo. Gemiamos com vontade como-se quiséssemos fazer aquilo a muito tempo (mais era isso mesmo) eu olhava tae com um sorriso ele se contorcia de prazer, aqueles gemidos me faziam ficar mais avontade e mais molhada. Então dps de algum tempo assim, ele segura em meus joelhos e começa a ir mais rápido, meu corpo estava balançando a cama fazia ecos baixos, tae estava com prazer e eu tbm. 

- A-ah D-daddy! -gemia alto.

-Me chame mais alto yujin. -cada vez que os gemidos eram autos, mais fundas eram as estocadas. Até eu chego ao meu ápice, mais taehyung não parou, ele sorriu e continuou a dar estocadas fortes e rápidas.

-Ah d-daddy! 

-Que foi? Quer que eu pare? -sorri safado.

Eu nego com a cabeça. Pego sua nuca e o puxo pra mais perto fazendo nossos lábios se encostarem. Tae abre seus lábios fazendo com que sua língua encontra-se com a minha. sua mão fria deslizava pelo meu corpo me fazendo estremecer. Ele me roçava com as pontas dos dedos gélidas sentindo cada parte do meu corpo, meus olhos fechavam e eu estremecia a cada toque feita por tae. Era uma sensação boa e reconfortante. Tae deita ao meu lado e pega uma coberta fina e joga sobre nos. Eu o encaro sorrindo.

-Vc é tão linda. -bota mão em meu rosto.

-Eu sei. -me cubro ainda mais com a coberta.

-Convencida. -ri- eu sabia.

-Sabia oq? 

-Fazer sexo com vc foi o melhor de todos. -sorri.

-Não exagera tae. 

-Olha, se eu tô falando que foi e pq foi uai. -me da um selinho.

-Hm... Eu tbm gostei, foi muito bom, eu nunca fiquei excitada num sexo antes. Vc não eo primeiro a fazer sexo comigo mais foi o primeiro a me fazer ficar excitada.

-Eh esse não é só o primeiro ainda tem mais por aí.

-Hum?

-Oq? Vc acha mesmo que eu vou deixar outro homem te tocar? Thic thic thic, nem pensar, vc é só minha. -sorri meigo- agora vamos dormi pq eu tô cansado.

-Mais e o.... -eu pensei no que a jisoo disse- deixa não é nada.

Eu me viro pro outro lado e dormimos de conchinha.


Notas Finais


Então gente espero que tenham gostado, obgd por ler até aqui. Byeee!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...