História Sera o destino? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Percy Jackson, Poseidon, Sally Jackson, Tyson
Tags Annabeth, Nina, Percabeth, Percy
Exibições 178
Palavras 1.357
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa noite pessoal!!!
Ai vai mais um capitulo.

Capítulo 3 - Capitulo 3


Fanfic / Fanfiction Sera o destino? - Capítulo 3 - Capitulo 3

 

– Tenta não se atrasar dessa vez­ – Disse Nina enquanto saia do carro.

– Não precisa ficar repetindo a mesma coisa sempre sabia – Resmungo olhando a menina que apenas deu de ombros fingindo não ter escutado.  

– É bom lembrar, pra quem sabe um dia meu querido papai memorizar – Disse em um tom doce e sarcástico ao mesmo tempo o fazendo encara-la irritado enquanto a mesma fechava a porta.

– Tchau.

–Tchau.

     Observo por poucos segundos o pai das a partida no carro indo em borra. Tiro o celular de dentro da bolsa com os fones de ouvido os colocando e indo em direção a entrada do colégio. Adentrou o mesmo olhando a lista de músicas do celular sem dar atenção para o caminho acabando por trombar em alguém derrubando o celular no chão.                          

– Me desculpe­ - Disse o garoto pegando o celular rapidamente do chão.

– Tá tudo bem e obrigado­ – Disse ao pegar o celular fitando o garoto.

– Você não está a aqui há muito tempo não é? – Pergunto o garoto que aparentava ter a mesma idade que a sua, uma pelo bronzeada e os cabelos e olhos castanhos bagunçados.

– Cheguei não faz nem uma semana, me chamo Nina Jackson.

_ Filha de Percy Jackson?

_ Conhece meu pai?­ – Pergunto um pouco confusa.

– É um dos amigos do meu pai­ – Disse abrindo um largo sorriso – Sou Ruan Valdez filho do Leo, conhece?  

– Meu pai já me falou sobre ele um moreno impaciente que pode pode reparar qualquer coisa e construir quase tudo. – Disse tentando imitar o pai sem um pingo de sucesso vendo o garoto rir.

– Realmente e o meu pai – Disse Ruan revirando os olhos.                                                    

     O som irritante do sinal começa a soar por toda escola avisando que já estava na hora dos alunos se dirigirem as suas devidas salas.

– Hora de ir pra sala­ – Diz Nina colocando o celular na bolsa – Melhor eu ir indo.  

– Nos vemos por ai então Nina  

– Claro.

     Cada um seguiu para sua devida sala.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

– Para aula de hoje era pra eu passar um livro pra vocês e depois vocês teria que fazer um pequeno resumo sobre ele, o que acharam mais interessante e outras coisas – Disse Annabeth gesticulando com as mãos enquanto ia andando por entre as carteiras chamando a atenção do alunos com sigo – Mas eu pensei bem e se fosse comigo eu acho que não faria...    

– Se ela que é professora diz isso imagina se não fosse – Diz Naomi para Nina.

– Pra vê o quanto esse livrinho deve ser bom­ – Diz Peter entrando na conversa.

– Mas de todo o jeito vocês teriam que fazer um resumo ou coisa parecida pra melhora o português – Disse annabeth recebendo um sonoro óóóó do alunos – Então eu pensei se é pra escrever sobre uma coisa por que não sobre si mesmos – Annabeth pode ver o semblante da maior parte do alunos confusos – Ao invés de escreve sobre uma coisa que podemos não dar a mínima que tal uma que sempre sonhamos? Ou quem sabe alguma coisa que queremos que um dia aconteça?

–Tipo o que? – Pergunto um dos alunos.

– Um sonho que você sempre quis realiza custe o que custa, que não se poder realiza-lo sem nenhum sacrifício – Disse pegando algumas folhas sobre sua mesa e estregando para cada aluno.

– “Uma coisa que sempre quis realizar, mas...” ­– Pensou com sigo mesma colocando os cotovelos sobre a mesa apoiando o queixo sobre as mãos.

– Vale escrever qualquer tipo de sonho professora­? – Pergunto outro aluno.

– Com tanto que seja importante para você. – Respondeu se sentando na cadeira de frente para a turma.

– “Ok Nina você consegue, é só escrever uma coisa que seja importante pra você... Como passar um tempo com meu pai... Não! Tem que ser uma coisa que eu sempre quis ter, mas nunca tive uma chance...” – Balanço a cabeça levemente bagunçando a franja pegando o lápis no estojo e começando a escrever tudo que avia passado em sua mente junto a tudo que um dia imagino fazer.

     As horas pareciam estar do seu lado, pois passaram tão rápido que logo estava arrumando sua mochila para ir embora. Jogo a mochila nas costas indo em direção a porta com Naomi de uma lado e Peter do outro, se despediram de Annabeth que disse querer ficar mais um pouco na sala para apagar o quadro e depois fazer mais algumas coisas.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

     Annabeth observava da janela, perdida em pensamentos, seus alunos irem em bora com seus pais e mais distante podia avistar Nina se despedir de Naomi e de Peter se afastando e entrando em um carro escuro que imaginou ser de sua mão ou de seu pai que viera busca-la. Quando fora criança sempre sonhara que um dia sua mãe a buscaria na escola e depois a levasse para passear como uma agradável programa de mãe e filha que nunca conseguiu fazer com sua mãe por falta de tempo, com a mesma dizia.

– Observando os alunos irem embora de novo? – Pergunto Melissa se aproximando – Deveria aproveitar que é sexta-feira e se divertir um pouco.

– As vezes eu me pergunto se um dia quando eu tiver meus filhos eu irei quere busca-los todos os dias na escola ou vou ser como a minha mãe – Disse ignorando totalmente o que Melissa acabara de dizer e voltando sua atenção para o céu era visível o olhar sonhador que tomava conta de seus olhos enquanto falava.­

– Eu acho que vai ser pior – Disse fazendo a loira se virar bruscamente a fitando sem entender – Eles vão ser mimados até dizer chega – Disse Melissa fazendo Annabeth suspirar aliviada. 

– Quem sabe – Disse por fim se afastando da janela pegando a bolsa sobre a mesa – Eu vou indo que ainda tenho que comprar algumas coisas.

– Nos vemos na segunda.

– É claro! Tchau Melissa – Disse saindo da sala deixando apenas a loira que logo foi embora também.

_ Tchau querida.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

     O tom alaranjado que se estabelecia no céu da enorme vidraça de sua sala , que ficava no sétimo andar, sem dúvida era uma linda vista, mas era uma pena que nosso Jackson não poder ficar desfrutando de tal beleza por culpa de uma “pequena” pilha de papéis que sua secretaria jogou em sua mesa, logo após deixar Nina em casa, para voltar ao trabalho e ter um sábado livre para aproveitar tendo assim que ficar até mais tarde para ler boa parte desses papeis, assinar alguns e mandar outro para o seu irmão avaliar entre outras pequenas coisas.

     Duas horas já aviam se passado, lavando junto o pouco da paciência que ainda lhe restava. Por sorte aviam avisado a pouco que a visita que seu amigo avia combinado pra hoje teve que ser adiada já que o mesmo teve que resolver um assunto pessoal na escola de seu filho Ruan, sabe-la o que aquele pestinha aprontou dessa vez.

     Podia jurar que voaria no pescoço da primeira pessoa que passasse por aquela porta gritando ou algo do genro, a coisa que menos querias nesse momento era uma pessoa falando na sua cabeça coisas que até poderiam ser importantes, mas nesse momento tudo que tivesse barulho estava fora de cogitação já bastava o barulho dos carros em motos que circulavam pela rua.

    Percy é realmente uma daquelas pessoas que sempre preferiu trabalhar em ambientes mais silenciosos com o menor numero possível de gente falando para evitar o ambiente barulhento embora ironicamente seu trabalho exija que tenha que visitar algumas construções sendo assim obrigado a aguentar os contantes barulhos das maquinas que pareciam querer estourar seus timpanos e sua paciência de uma vez só.

Suspiro olhando a mesa que mantinham poucos papeis que precisavam apenas ser entregue a sua secretaria para mandar para Tyson e outros para Jason que já avia ido embora há alguns minutos como muitos dos funcionários. Afasto a cadeira para se levanta se pondo à frente da vidraça levando sua atenção as pessoas que circulavam pelas ruas, sabe-se lá para onde estavam indo, parando em uma figura feminina que acabava de sair de um mercado com duas sacolas brancas na mão, mas o que mais lhe surpreendeu ou deixava impressionado era o cabelo loiro com o de uma princesa.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...