História Será Que É Mesmo Amor ?!?! Justin Bieber - Capítulo 14


Escrita por: ~

Visualizações 39
Palavras 2.448
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


BOA LEITURA!!!!
*** VOCÊ ME TEM NAS MÃOS***

Capítulo 14 - You've got a hold of me


 

POV.ALICE

- Pattie muito obrigada por me receber em sua casa, mas eu preciso ir. Me desculpa qualquer coisa. Muito obrigada. -falei dando um abraço em Pattie.

- Alice por que você esta indo embora tão cedo?  Eu fiz alguma coisa? – eu dei um sorriso.

- Não, Pattie é melhor eu ir. Acho que já esta na hora. Eu vou embora, mas se quiser que eu volte eu vou voltar. – falei abrando ela de novo.

- Eu quero saber o que houve,  ninguém termina de uma hora pra outra, isso é loucura. – ela falou com Justin.

- Para mãe Alice quer ir embora só isso. - Justin falou sentando do meu lado .

- Chega pra lá, acontece Pattie que seu filho... – pensei melhor e resolvi não dizer nada- eu acho que esta não hora de ir.

- É mesmo vamos. – falou Justin.

Eu e Justin nos despedimos de Pattie e dos outros e fomos embora foi o caminho todo até o aeroporto Justin em silêncio, e segurando minha mão.

- Justin eu vou ficar na sua casa só o tempo de me recuperar, depois você vai fazer o que quiser. –falei quando ele sentou do meu lado dentro do avião.

- Amor, pare com isso. Não foi eu que te fiz mal. – respondeu segurando minha mão.

- Não, não foi, mas deixou seu amigo falar comigo do jeito que ele quis, deixou ele duvidar da paternidade do meu filho. – falei olhando nos olhos dele.

- Ele pode achar o que quiser,  quem precisa ter certeza aqui sou eu e você, a opinião de Ryan nunca importou. –falou eu queria sorrir, mas o máximo que consegui foi dizer;

- Eu acredito em você. – ele sorriu.

- Não precisa ficar animadinho não, ainda estou com muita raiva.- me virei para a janela.

Eu dormi boa parte do voo porque tinha um bebê chorando no banco de traz do meu, Justin ficou acordando e dormindo todo o voo. Eu pedi alguma coisa pra comer, mas nem comi direito só mexi na comida mesmo.

- Esta tudo bem? – perguntei vendo Justin mexendo na poltrona.

- Não, quero um beijo seu . – eu sorri e virei pro outro lado.

- Talvez nosso relacionamento não seja tão pouco quanto parece, talvez seja isso que acontece quando um tornado encontra um vulcão. O que você pensa? – ele falou eu olhei.

- Eu penso que não era pra ser assim, era pra ser só amizade. – falei ele pegou minha mão.

- É vamos tentar. Se não der certo você promete voltar comigo? – eu dei gargalhada.

- Prometo, mas e o bebê? – perguntei.

- Vai continuar sendo meu filho ou minha filha. – ele falou com uma confiança.

- Eu te amo. – falei e ele sorriu.

- Estamos reatando? – ele perguntou.

- Não quando nós reatarmos você vai ter que  me pedir em casamento.- falei ele revirou os olhos.

- Você é muito difícil, mas é um problema que eu quero ter. – eu sorri e voltei a dormir.

POV.JUSTIN

- Alice acorda estamos o avião vai pousar.- falei.

- Estou acordada. – ela falou esfregando os olhos.

Saímos do avião e fomos direto pra casa, Alice chegou e foi direto pra cama, por mais que estava de dia, mas ela estava cansada da viajem, eu tomei um banho vesti uma cueca e fui jogar vídeo game. Joguei até me dar sono dormi, mas logo acordei com risadas na minha cabeça, Lucy estava ajudando Alice a tomar banho e estavam conversando sobre o Brad Pitt e rindo de toda altura.

Tomei outro banho e sai fui tomar uma cerveja com outros amigos já que Ryan, Chaz e Chris só iriam chegar no outro dia.

-Hey, Michael!! Como esta ? – perguntei cumprimentando  um amigo.

- Bieber, quanto tempo cara!! Fiquei sabendo que esta namorando. – falou me servindo whisky.

- Eu estava, a menina é muito complicada. Mas me diz o que tem de novidade na boate? – perguntei .

Michael era dono de uma das maiores boates de Los Angeles, era tudo de ótima qualidade, tudo mesmo.

- Tem umas meninas que são um espetáculo , mas você deve esta triste demais não vai querer transar. – ele falou e dei gargalhada.

- Que isso falou que é comida eu estou comendo . – ele deu risada e chamou algumas meninas pra dançarem pra gente.

- Elas arrasam mesmo eim ?! Onde foi que conseguiu ? – ele falei  chamando uma pra sentar no meu colo.

- Elas eram prostitutas, estou limpando as ruas de L.A ! Essa noite pode levar qualquer uma é por conta da casa. – eu sorri malicioso.

- Eu quero aquela loirinha ali, ela parece ser mais nova que as outras.- eu falei fazendo a puta que estava em meu colo levantar.

- Ela é minha filha, Justin . – ele disse eu fiquei sério na hora.

- Sua filha? – ele concordou com a cabeça- E você deixa ela vir pra esse tipo de lugar?

- Ela vem por que quer. – falou bebendo  um pouco do whisky.

- Se ela quiser eu posso ficar com ela ? -  ele me olhou da cabeça aos pés.

- Vai lá e pergunta pra ela.- me levantei e fui em direção a garota.

- Eu estava te olhando de longe e te achei muito bonita. – ela me olhou e sorriu.

- Justin Bieber ? Não sabia que vinha aqui. – ela disse passando os braços ao redor do meu pescoço .

- Seu pai é um amigo meu. – ela me olhou mordendo o lábio inferior.

- E ele me ofereceu pra você por quanto ? – ela perguntou como se fosse normal .

- Por nada ele disse que se quisesse ficar comigo eu podia ficar com você. – ela deu gargalhada ela estava completamente bêbada.

- Então vamos dançar! – falou me puxando pra pista de dança.

Ela dançava bem , e rebolava na minha frente e esfregava todo seu corpo no meu , ela começou a me beijar eu queria muito ter ela essa noite ela passava as mãos  no rosto tirando  o cabelo.

Levei ela pra minha casa ela olhou e soltou  a toda altura;

- Puta que pariu que casa foda ! – eu sorri.

- SHH ! Fala baixo tem gente dormindo.- falei, ela começou a me beijar ela estava tão bêbada que não conseguiu subir a escada , tive carregar ela nas costas até meu quarto.

Ela começou a me beijar freneticamente e tirou o vestido de uma só vez ,ela tirou minha camisa e minha calça , e começou a beijar meu corpo eu fiquei por cima dela tomando o controle da parada e tirei as peças intimas dela com a boca , ela segurava meus cabelos enquanto eu mordia seu seios, ela se contorcia de prazer.

- Agora deixa eu te agradar! – ela falou.

Ela tirou minha cueca e começou beijando e dando mordidas em meu pescoço e foi descedo até chegar a meu membro já ereto e começou a fazer um boquete , ela era profissional no assunto, ele me estimulava eu estava louco com aquilo.

-Você é danadinha ein?! – ela deu risada.

- Você não viu nada !! – começou a beijar de novo, eu parei pra por a camisinha não podia vacilar.

Eu comecei a penetrar , a menina começou a gemer e eu fui com mais velocidade , as entocada estavam mais fortes a garota passeava as unhas pelo meu corpo, me fazendo arrepiar ate que a vagina dela mastigou todo o meu membro e gozamos. Ela deitou do meu lado , eu estava tão cansado que apaguei . Eu tinha dormido com a garota na minha casa , eu nem usei levar ela embora  e ela também não usou ir sozinha.

POV.ALICE

Com a ajuda de Lucy tomei meu banho estava com saudades de Justin , então fui até o quarto dele. Chequei  abrindo a porta afinal nós éramos quase um casal.

- Que merda é essa Justin ? Quem é essa menina? – ele estava deitado com uma menina, que parecia ter dezoito anos ou menos.

- Alice o que foi ? – ele falou meio confuso – Não é nada que esta pensando !

- Ainda bem que eu não estou pensando , estou vendo. Quem é essa menina ? – perguntei , a menina estava vestindo a roupa.

- Não sei. – ele falou com uma voz de sono.

- Porra Justin você trás uma menina que tem dezoito anos pra sua casa, onde esta a sua mulher e pensa o que ? Justin não tem dois dias que terminamos e você pega a primeira vadia que vê pela frente e trás pra casa. –falei com raiva.

- Vadia não ta bom , querida respeita.- a menina falou pensando ter moral .

- Cala a boca menina não sabe nem o que é transar  e acha que já é mulher o suficiente. – Falei sentando na beira da cama.

-  Para de show Alice, como você disse terminamos. – Justin falou tirando uma nota de cem dólares  e dando a garota – some gatinha !!

-Viu você nem sabe o nome da garota . Se essa vagabunda tivesse uma doença você ia ver idiota, babaca, eu não quero que toque em mim – eu falei ele estava indo me abraçar.

- Para Alice já chega , já chega . Nós não temos mais nada, você terminou comigo ta lembrada.- falou saindo de perto e vestindo roupa.

-  AH! Se fosse ao contrario você estaria matando o cara agora, eu não posso reclamar. -falei jogando um tênis que estava no chão em Justin.

- HEYYYY! Ta achando o quê , ele estaria dentro da minha casa. Se você quiser ir atrás dela pode ir te dou o endereço. – ele falou vestindo a camisa.

- Vai pro inferno! Eu também vou fazer o mesmo , e só esta dizer isso por que eu não consigo andar direito. – ele deu risada.

- Para de falar na minha cabeça , vou trancar você no quarto. E nenhum outro cara vai tocar em você , por é minha.  – falou saindo do quarto me deixando sozinha.

- JUSTINNNN ! Vem aqui , eu quero descer . – gritei .

- Viu, você me ama e não consegue viver sem mim. Quer que eu toque em você ?

- Anda logo meu bem ! – eu disse ,sendo bozinha.

- Admita que me ama!- falou se aproximando .

- Eu não sinto mais essa merda!! – falei dando uma mordida no pescoço dele. Ele me ajudou a descer ;

- O que temos pra hoje ? – perguntei pra Lucy.

- Panquecas com cauda de chocolate. – ela me serviu , Justin pegou meu prato.

- AMOR !!!!PARA JÁ ME DEIXOU COM RAIVA AH POUCO! – falei , eu estava com fome.

- Amor ?? Que lindo ! – falou sendo irônico .- minha casa, minha mulher,  minha comida.

- Babaca! – falei jogando água em Justin.

- Olha só ! Não faz isso pequena ! – ele passou chocolate no meu rosto.

Eu comecei a rir descontroladamente , eu dava gargalhadas que Justin ficou com medo de mim passar mal.

- Alice para caralho! Credo pode nem brincar mais.- falou e continuou comendo – EIII chega ,lá vem Ryan , olha.

- Meu Deus não estraga o clima não .- falei – vai ter que me ajudar a tomar banho.

- Com todo prazer! – sorriu malicioso.

- Jus é sério , não faz isso de novo eu não quero ver  mulher deitada naquela cama a não ser eu , estamos entendidos. – ele me olhou , e sorriu.

- Você é louca, acho que é por isso que te amo. – falou com um sorriso de orelha a orelha.

- Eu quero beber café com leite . – Justin encheu um copo com café e leite.- pra que isso tudo exagerado?

- Não quero minha filha com cara de leite com café . – ele falou e eu comecei a rir .

- Você reparou que nos damos bem melhor quando estamos longe de nossos amigos? – perguntei.

- Sim, me perdoa por aquele dia na boate eu fui babaca, Ryan foi, e quando ele chegar vou dar um murro na cara dele por ter xingado a mulher da minha vida e a mãe do meu filho.- eu dei um sorriso leve.

- Não , precisa ficar raiva dele por minha causa , só não quero mais papo com ele, de Ryan eu quero distancia.

- Eu te amo minha pequena, meu projeto de gente grande.- ele falou se aproximando de mim pra beijar.

- Hey . Eu não esqueci da menina não. – falei colocando a mão pra afastar Justin.

- Ok. Eu vacilei desculpa. Vamos tomar banho? – eu concordei terminado de beber o café com leite.

- Lucy arrume meu quarto por favor , troque tudo lençóis , cortinas, tudo viu gatinha.- Justin deixou a pobre Lucy constrangida.

- Ela ficou vermelha de vergonha. – ele falou enquanto me ajudava a subir a escada e eu dei risada.

- Precisa marcar um médico pra mim Justin, preciso fazer exames pra ver se esta tudo bem com o bebê . – falei e Justin fez careta.

- Pois é , eu nem acredito que daqui a pouco vai ter uma bolinha correndo pela casa , me chamando de papai.-ele falou e eu imaginando a cena fiquei com um sorriso bobo.

- Eu também não acredito. Nunca foi um sonho ser mãe, mas agora eu quero isso mais que tudo no mundo. -ele me olhou e sorriu .

- Você esta muito suja . – ele falou – credo sai de perto de mim!- disse dando gargalhada.

- Ok . Quebrou o clima babaca! – falei ficando com raiva.

- Amor desculpa , meu chocolate amargo, meu brigadeiro de panela, meu...- interrompi Justin

- Preciso urgente comer chocolate amargo.- ele fez careta e não disse mais nada.

Nós tomamos banho e Justin foi comprar o chocolate me deixando sozinha assistindo um filme de romance no qual o personagem principal morre deixando a moça só, eu chorei horrores.

Acabou que Justin comeu o chocolate todo ficamos o dia todo juntinhos comendo, eu vi Justin compor partes de algumas musicas, quando eu dava alguma ideia ele me xingava. Por mais que o dia começou uma droga, ele foi ótimo, até chegar a noite e os meninos chegarem.

- JUSTIN!!!! CADÊ VOCÊ IRMÃO ? – escutei Chris chamar Justin deu um salto da cama, mas no meio do caminho ele parou e me olhou.

- Pode ir , a ultima coisa que quero e tirar você dos seus amigos. – ele voltou e me deu um selinho demorado.

- Eu te amo , daqui a pouco eu volto.- falou dando um tapa na minha bunda.

- Tambem te amo, viado. – falei enquanto ele saía pela porta.


Notas Finais


Obrigada , pelos favoritos!!!
comentem o que vcs estão achando da história.
Fico feliz por estarem gostando
Até a próxima!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...