História Será que os corações mais frios podem amar? - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Kin Tsuchi, Matsuri, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shion, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Gaaino, Misterios, Naruhina, Naruto, Nejiten, Romance, Sasusaku, Shikatema, Terror
Exibições 107
Palavras 2.507
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Canibalismo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


"E patetico desistir de algo sem nem ao menos ter tentado."- Misaki mei(Another).

Capítulo 7 - New Life


Fanfic / Fanfiction Será que os corações mais frios podem amar? - Capítulo 7 - New Life

Todos estão sussurando sobre mim

''O que eles estão dizendo?''

Eu juro que não fui eu.

Por que todos acham que sou cega?

''Eu consigo ver muito bem.''

A verdade que  ignorei as coisas ruins.

E muito tarde agora...

Pra onde você foi quando precisei de você?

Eu precisava de você...

Eu estou sozinha...

E agora tenho que começar novamente...

Não consigo aguentar... não mais.

Quem sou eu?

Princesa? Psicopata?

~  Vocaloid- Theory. ~   

"- Foi descoberta hoje a existência de uma nova célula capaz de produzir energia. Cientistas afirmam que,não há perigo e que elas são grandes fontes de energia... estou recebendo informações de que a cede da prefeitura est-"

- Que patetico._ murmurou dando pequenos passos a frente.

O lugar pelo qual deveria ser um laborátorio, agora restava apenas a destruição. Armas perigosas estavam a solta. Armas sem sentimentos e emoções. Esse poderia ser o fim da raça humana, mas, o que fazer quando na verdade eles causaram a sua própria destruição? Para eles ,a criação de uma nova energia, significava a entrada do homem nos domínios de Deus. Talvez fosse ou talvez não.
       A silhueta andava calmamente, por entre os destrossos. As estruturas do prédio não durariam muito. O teto estava praticamente no chão. Por entre os destroços,haviam inúmeros corpos frios e inertes. Aquelas pessoas eram as responsaveis pela futura extinção da raça humana. Seus jalecos brancos, agora totalmente marcados por sangue,chamavam minimamente a atenção da silhueta que andava. Estava mais interessada(o) em seus corpos totalmente machucados. Não sabia o que realmente estava sentindo naquele momento. Nada vinha a sua cabeça sem lembranças, sem sentimentos e sem qualquer razão. Apenas o branco vinha em sua mente.

&        ~       &  

Hinata:. ON

Arregalei meus olhos.

- E eu achando que já tinham nos deixado em paz..._ murmurei fitando o boneco à minha frente.

Ele não possuia um rosto. Era quase como o slender, só que, seu rosto era totalmente preto, sem boca, nariz,sombrancelha e sem absolutamente nada. Rapidamente impulsionei meu corpo para o lado,caindo agachada no chão, levantei-me e afastei-me a uma distância rasoavel. O ser  puxou uma arma preta de sua cintura,enquanto se levantava da cama. Sem exitar ele apertou o gatilho, acertando em cheio meu peito. Resmungei algo e senti meu corpo se chocar rapidamente Com o chão.
          O barulho de seus passos parando a minha frente, fez um sorriso crescer em meu rosto e logo soltei uma risada puramente seca e sem qualquer sentimento.
Levantei-me lentamente fitando o local ao qual ele havia acertado,vendo uma mancha vermelha tomar conta aos poucos de minha regata branca, ergui meu olhar para encara-lo.

- Senti saudades dessa arma._ sorri de forma sarcastica. Aquilo mais fazia cocegas do que machucava. Por mais que minha situação não fosse a das melhores eu não sentia nada.

Joguei meu corpo para o lado,quando ele tentou me acertar um soco. Soltei mais uma risada. Girei meu corpo, acertando um chute naquilo que ele chamava de rosto, o fazendo inclinar a cabeça para trás e cambalear para trás atônico. Não o deixei reagir, puxei uma corda debaixo da cama,correndo em sua direção ,passando a corda em seu pescoço e ficando atrás dele puxando a corda. Sentia aquilo se debater tentando se soltar, apertei ainda mais a corda e logo o barulho de algo se quebrando foi ouvido e ele parou de se mecher.

Seu pescoço havia quebrado.

Soltei a corda, fazendo o corpo cair de cara no chão. Estiquei meus braços para cima, estava meio fora de forma.

         Antes que eu conseguisse reagir a qualquer coisa,minha porta foi praticamente arrombada. Senti meu coração bombadear mil vezes mais rápido. Mas,suspirei aliviada ao ver que era apenas sakura e tenten.

Tenten ficou seria e fechou a porta, trancando-a duas vezes para garantir e correu até a janela, a fechando e puxando as cortinas. O escuro que havia áli, permanceu por poucos segundos, pois, logo Sakura acendeu a luz.

- Eles estão de volta não é? _ perguntou tenten, fitando o corpo inerte no chão.

- Sim...- murmurei me jogando na cama cansada.

Sakura caminhou até o banheiro e logo saiu Com um saco grande e preta.

- Vamos começar então...?_perguntou abrindo a sacola, e nos fitando.

- Tô fora._ tenten fez uma careta se jogando na minha poltrona.

Sakura revirou os olho. Erguendo aquele corpo e o colocando deitado no chão,ela foi até a minha cama, puxando debaixo do meu travesseiro uma faca. Não estranhem! Eu sei que não e normal dormir Com um objeto,afiado, em baixo do travesseiro, mas, quando se trata de todas as cinco nunca e bom dormir no ponto.

Fechei meus olhos jogando meu corpo na cama macia, ouvindo o som de algo sendo cortado. Eu sempre adorei aquele ditado que diz, que as aparências enganam, eu acho que sei perfeitamente o sentindo daquela frase. Parei por um momento para pensar. Tinhamos que nos movermos novamente, caso contrário, isso significaria nosso fim. Mordi meu lábio ao pensar nessa possibilidade.

Sentei-me na cama,abrindo meus olhos lentamente e vendo que tudo já havia acabado. Sakura colocava os membros daquele ser na sacola e depois jogou para tenten que fez uma careta.

- Agora e Com você! _sakura foi até o banheiro, e alguns segundos depois saiu secando as mãos na toalha.

       Tenten bufou irritada,mas, não protestou e levou o saco até o banheiro. Sakura caminhou até mim sentando-se ao meu lado. Depois de anos juntas passamos a nos entender apenas por gestos e olhares. Sentei-me ao seu lado e a abraçei de lado, fitando o chão do quarto, como se fosse algo muito interessante.
Nois não existiamos, até que um dia, simplesmente passamos a existir. Não sabiamos o porquê de estarmos áli, não tinhamos nenhum proposito,mas, apesar disso permanecemos sempre unidas e sabemos muito bem o que cada uma tinha uma visão diferente sobre o mundo.

Suspirei ouvindo a voz da tenten do banheiro.

- Olho por olho,dente por dente, e o fogo da justiça  para a maldade._ o barulho de passos se aproximando, me fez fitar tenten, seu rosto estava sem qualquer expressão.

- Teremos que fazer aquilo novamente, não é? _perguntou me fitando Com seus olhos castanhos. Se eu não a conhecesse tão bem diria que aquela não era a tenten, quem a vê toda sorridente acha que sua vida e uma maravilha.

Assenti Com a cabeça, me levantando e indo até meu guarda-roupa,tirando de lá uma calça jeans escura simples, uma regata preta, uma blusa de frio xadrez preta Com cinza e minhas roupas intimas. Caminhei até o banheiro, fechando a porta. Me despi, em seguida entrando no box escuro,girei o registro sentindo a água fria se chocar contra meu corpo,me causando arrepios, e logo esquentando. Eu sabia o que iria acontecer a partir dali, minhas emoções estavam confusas, eu queria que aquela água levasse junto consigo quaisquer preocupações que me viam a mente. Nunca havia sentido nada parecido. Sem que eu percebesse um liquido escorreu por minha bochecha e se misturou Com a água. Arregalei meus olhos, encostando a ponta dos meus dedos em minha bochecha.

Não. Eu não podia ter sentimentos. Enxuguei aquelas lágrimas e terminei meu banho. Enrolei-me na toalha e sequei meu corpo. Vesti minhs roupas intimas e logo as normais. Sai do banheiro, secando meus cabelos na toalha, observei o lugar e vi que eu estava sozinha. Tenten provavelmente foi avisar a situação para as outras e sakura....bom, isso e um caso complicado de se saber.

Fui até meu espelho fitando meu reflexo. Olhos perolados opacos e quase sem vida, cabelos escuros parecendo um ninho de passarinho e lábios levemente ressecados Com um pequeno tom de rosa. Meu estado era deploravel.

Caminhei até meu guarda-roupa,retirando minha mala de lá e a jogando na cama. Respirei fundo. Isso iria demorar.

Narrador:. ON

**~ Um pouco Longe dali ~**

Eram 23:45 da noite, e um vento tempestuoso assobiava nos cimos das antiquíssimas e gigantescas árvores.

Em meio aquele matacal,seis silhuetas se encontravam. Se um olhar matasse, Com certeza, todos estariam mortos.

De repente,fez-se um silêncio entre eles, e todos os olhos se viraram para a figura pálida de cabelos pretos e longos. Orochimaru,aquele que deveria ser um pai exemplar,fitou seus cinco filhos seriamente e deu um passo a frente.

Ficaram assim por um longo tempo, frente a frente, sem que nenhum deles ousasse falar algo. O silêncio era tão absoluto que podia-se escutar o barulho de suas respirações.

- O que você quer aqui? _sasuke perguntou calmamente, mas, notava-se que pelo seu tom de voz frio, que ele não estava nada contente Com a aparição repentina daquele ser diante de si.

Gaara que estava no meio ergueu seu olhar, fitando aquele a quem deveria chamar de pai. Apenas por pensar assim, ele sentia uma grande vontade de rir. Não gostava do fato de saber que foi gerado por.... aquilo.  Se pudesse faria tudo de uma maneira diferente.

Orochimaru deu uma leve risada. Uma conversa começou entre eles, mas,eram totalmente  abafados devido aos sons que a mata fazia.

Sakura:. ON

- Vamos realmente fazer isso de novo? _indagou ino,puxando suas malas em direção ao porta-malas. Eu não sabia se era sorte ou azar - preferia pensar que era sorte-, mas, os garotos não estavam em casa a noite toda e até agora não haviam dado sinal de que voltariam tão cedo. Ótimo,melhor assim!

     Suspirei abrindo a porta passageira do veiculo, mas, parando e fitando ino pelo canto do olho.

- Você sabe que não temos escolha._ entrei no carro.

- Eu sei._ ino entrou no carro ajeitando seus cabelos.

- Vamos lá meninas! Cadê o animo? Vamos pra onde agora? Paris? Havai? Qual? _tenten perguntou repetidas vezes animada. De todas ela era a única que conseguia ver coisas boas,até mesmo, em situações dificeis.

Soltei uma risada e temari revirou os olhos sorrindo.

- Que tal a australia? Fiquei sabendo que tem roupas lindas lá! _ino que até um segundo estava depressiva bateu as palmas de suas mãos uma na outra animada.

- Que negócio de Australia que nada! Vamos pra Paris isso sim! _exclamou tenten,soltando uma risada convicta do que falava.

- Até parece pucca._ ino revirou os olhos.

Temari deu partida no carro antes que alguém aparecesse áli e atrapalhasse nossa fuga. Hinata,que estava entre tenten e ino, tampou seus ouvidos Com os dedos indicadores e fechou os olhos suspirando, enquanto as duas começavam uma discussão sobre a onde iriamos.

Coloquei meus pés em cima do banco encostando minha cabeça no vidro. Folgada? Não,eu sempre fasso isso, caso contrário os pés incham. E sempre sim.

&        ~    &    

Narrador:. ON

A Loira de olhos verdes,ajeitou-se no banco soltando seu cinto e saindo do carro. Estavam na estrada já fazia algum tempo, depois de horas aguentando tenten cantar Peppa pig,  ela cedeu e acabou parando em um posto de gasolina pouca movimentado. Havia apenas dois carros reabastecendo e uma loja de convêniencia. Não demorou muito para que todas estivessem fora do carro. Tenten estava bastante animada já que  praticamente, correu em direção a loja. A morena ficava reclamando a cada segundo que estava Com fome, e temari não aguentando mais parou o carro.

Hinata esticou-se após sair do carro, ouvindo sua costa estralar. Estava feliz de ter finalmente saido do veículo após horas sentada ouvindo tenten cantar. Ela ouviu tanto a palavra peppa que duvidava que conseguisse esquece-la tão facilmente. Caminhou a passos rápidos em direção a loja,seguida por ino e sakura que conversavam sobre algo que a mesma não fez questão de prestar atenção, temari havia ficado para reabastecer o carro. Ouviu sua barriga reclamar. Que se dane a saúde naquele momento, era o que ela pensava, iria comer besteiras, precisava já que estava muito sonolenta.

Adentrando na pequena loja a perolada percebeu que era uma loja simples, mas, que possuia tudo que ela precisava no momento: Comida.

** ~ Bem longe dali ~**

Naruto foi o primeiro a adentrar em casa Com certa pressa. Estava Com fome e quem naquele momento seria sua vitima? Ah sim a pequena hyuuga. Só de imaginar poder colocar suas presas na pele pálida e delicada da morena já o deixava louco. O loiro notou que a casa estava extremamente quieta, e julgou que elas estivessem dormindo ou trancafiadas em seus quartos fazendo absolutamente nada. Se teletransportando para o quarto que a hyuuga deveria estar, o loiro encontrou o vazio ou quase isso. Entre as cobertas havia um certo volume de um corpo feminino. Naruto sorriu aparecendo em cima do corpo,puxando lentamente o pano que a cobria e arregalando suas orbes azuis. O rosto de uma mulher pálida de cabelos escuros estava bem a sua frente,mas, ele sabia que não era a hyuuga apenas queria saber o porque de aquela estranha morta estar na cama de sua perolada. Sim,poderia parecer obcessão, mas, o loiro havia se encantado Com a morena e segundo ele, ela era apenas sua, sua,  pequena hyuuga.

       Uma pequena possibilidade passou em sua cabeça. Caminhando apressadamente até o guarda-roupa da perolada, naruto o abriu bruscamente fitando o vazio áli presente. Ele queria pensar que elas não tinham feito o que ele pensava que elas tinham feito. Mas,vindo daquelas cinco nada mais o surpreendia.

       Se teletransportando novamente para a sala fitou seus irmãos seriamente. O silêncio entre eles era pesado, nenhum deles ousava naquele momento dizer algo, estavam todos perdidos em suas linhas de raciocinios. Será que ele estava os destraindo para que elas fugissem? Não. Orochimaru era muito chato quanto as noivas que haviam chegado até ali,mas, sempre morriam em menos de três dias. Na verdade, todos estavam surpresos Com o jeito das cinco novas moradoras.

     Nenhuma noiva jamais havia desobedecido eles como elas fizeram. Elas havim sido as primeiras a ficarem mais tempo naquela casa. Mas,assim como as outras elas haviam fugido e eles não deixariam isso barato, afinal, elas sabiam de suas existências e o que as impedia de dizer ao mundo que vampiros existiam? Absolutamente nada. Era fato que elas eram diferentes e estavam os intrigando ainda mais.

        O silêncio foi quebrado por sasuke. O moreno ajustou-se no sofá, fitando seus irmãos Com um sorriso quase invisivel em seu rosto. Instantaneamente, um sorriso cresceu nos rostos de todos. Ah,aquelas garotas não estavam por esperar, mas, a partir do momento em que pisaram os pés naquela mansão elas já tinham suas vidas entregues a eles. Elas já pertenciam a eles. Eles eram possessivos e o único pensamento que vinha em suas cabeças era: Apenas minha.

Sakura:. ON

.       Levei a caixa de suco aos lábios. Estava começando a esquentar e eu me apressava para entrar no carro, de alguma forma eu sentia que deveriamos sair dali o mais rápido possivel. Abri a porta do veiculo e rapidamente entrei. Observei minhas amigas sentadas em um banco comendo,eu adoraria que tivessemos momentos calmos. Senti algo vibrar em minha cintura, coloquei minha caixinha, vazia, em meu color puxando meu celular. Nem me dei ao trabalho de ver quem era e apenas atendi. Maldita mania!

- Alô?

- Já faz muito tempo, não é mesmo Querida saky?

Continua....


Notas Finais


🌸Música do capitulo: https://youtu.be/qX_Ngucvd48
----------*-----------------------
E então? Ficou muito ruim? Decidi colocar a história em um eixo totalmente diferente do comum em minha opnião.
Eu estava assistindo "bunka pop", quando um anime me chamou atenção e essa ideia apareceu.
Ela está completamente fora dos eixos,mas logo ficara claro XD

Gostaram? Aceito elogio/Sugestões/ Criticas (construtivas,e não ofensas).
Eu fico muito feliz quando chego da escola e vejo muitos Comentários,eles me motivam a escrever mais rápido ❤

Até a proxima <33


Kissus de cereija ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...