História Será Que Tudo É Por Acaso ? - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Luan Santana
Tags Luan Santana, Romance
Exibições 30
Palavras 2.172
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI GENTE COMO EU DISSE EU TO MUITO CHEIO DE COISA PRA FAZER NO SERVIÇO QUANDO TIVER TEMPO EU POSTO MAIS CAPÍTULOS

BJUS E ATÉ O PRÓXIMO CAPITULO

Capítulo 13 - Pesadelo


P.O.V´S DA LÍVIA

Quando deu aproximadamente 18:30 eu levantei da cama e fui arrumar o quarto. Vocês não tem noção da bagunça que eu fiz quando voltei da piscina, mas antes disso minha mãe entrou no quarto. 

Lívia : ai mãe. Que susto - coloquei a mão sobre o peito e ela riu -

Ana : desculpa meu anjo. Vim saber se está animada para a festa -falou naquele tom de curiosidade-

Lívia : na verdade, não. Estou mega cansada e só vou fazer isso hoje por medo da Bruna ter um treco de tão ansiosa que está - ri -

Ana : mudando de assunto, eu vi o jeito que ficou quando o Luan te passou o protetor. -sorriu de lado-

Lívia : hein ?! - sim. Eu estava me fazendo de sonsa kkk -

Ana : não se faça de besta -risos - você sabe muito bem do que estou falando -agora o sorriso dela tinha um pouco de malícia- pela sua cara eu acho que se arrepiou toda -caiu na gargalhada-

Lívia : para mãe ! - arremecei nela uma almofada que tinha em mãos, mas antes disso eu senti minha cara arder de tanta vergonha-

Ana : eu sabia ! - riu ainda mais- será que alguém resolveu dar uma chance ao amor ? - ela esperava minha resposta atentamente-

Lívia : mãe -ela sorriu - escolhe um pijama pra mim que eu tô indo tomar meu banho - e entrei correndo no banheiro antes que ela viesse atrás
 

Demorei um pouco no banho por que tive que lavar a cabeça, tirar o cloro do cabelo. 
Uns 45 minutos depois minha mãe entrou no banheiro e pôs meu pijama em cima de uma bancada e me falou que já estavam a minha espera. Achei esquisito ela ter dito isso no plural, mas como minha mãe não bate muito bem da cachola, não levei em consideração. 

Sai do banheiro e levei um susto !

Eu simplesmente DEI DE CARA com o Luan sorrindo pra mim. Bruna conversava com minha mãe. 
Luan me olhava sorrindo e ao mesmo tempo olhando no fundo dos olhos. Aqueles belos olhos negros e o seu sorriso encantador, isso fazia com que ele prendesse minha atenção. Me controlei ao máximo, mas aquele olhar que insistia em tentar me invadir não permitia. 

Ouço minha mãe gargalhar junto com a Bruna. Só assim consegui sair daquela espécie de hipnose. 
 

Lívia : o que você faz aqui, Luan ? - eu estava confusa e percebi que ele também ficou-

Luan : ué, eu vim pra festa do pijama -sorriu. Merda garoto, para de mandar esse sorriso maravilhoso pra mim !- esqueceu que era hoje ?

Lívia : não. Eu não me esqueci não. Só queria saber o motivo de você também estar aqui - sério, eu estava realmente confusa. A Bruna queria uma parada só entre garotas, mas se quis trazer o irmão, tudo bem. Só acho que ela deveria ter falado comigo antes-

Luan : você me convidou, não lembra ?- notei que ele estava um pouco sem graça-

Lívia : não, eu não lembro. Se tivesse te convidado eu não ia perguntar o motivo de você ter vindo. 

Luan : você é louca. Só pode ! -pera. Ele estava me chamando de louca ?! É isso mesmo? - você respondeu minha mensagem e depois disso conversamos mais um pouco. Foi quando VOCÊ me convidou pra festa. Olha aqui as mensagens -ele estava ficando alterado e me mostrou, de fato as mensagens-

Lívia : mas eu não te convidei. - foi quando eu me lembrei que minha mãe tomou meu celular e o respondeu- eu já sei o que aconteceu, Luan. - minha mãe levantou de fininho e ia tentando sair do quarto quando eu a chamei- ANA LINS MÜLLER! - por um acaso tem dedo seu nisso ? -confesso que minha mãe quando queria era pior que criança-

Ana : poxa filha.. achei injusto o Luan não participar. Então resolvi convida-lo como se fosse você - sorriu de lado -

Lívia : pois fiquei sabendo que meu pai vai saber disso. E tomara que te deixe sem cartão de crédito por um mês. 

Luan : então você realmente não me convidou - coitado. Estava confuso -

Lívia : não ! Sua irmã disse que queria algo entre garotas, sendo assim eu não ia poder te chamar -fui sincera e notei que ele ficou com uma expressão triste-

Bruna : eu disse a você que achei muito estranho ela ter te convidado -disse com desdém-

Lívia : Bruna ! - disse a repreendendo e a mesma se calou-

Luan : bom, acho que vou pegar minhas coisas e voltar pro meu quarto. - falou baixo e eu tive pena. Ele ia saindo, mas eu o impedir o segurando pela mão-

Lívia : Luan, fica ! -ele me olhava no fundo dos olhos e mais uma vez me perdi ali. Quando percebi voltei a falar- você já trouxe suas coisas mesmo. Seria injusto volta pro seu quarto a essa altura do campeonato -sorri e ele retribuiu o sorriso. Quase dei na cara dele, até parece que ele sabe que fico fascinada com isso. Sim, eu fico. ME JULGUEM !- e tem mais, minha mãe fez isso na esperança de nos reaproximar. Ela e o pai querem que voltemos a ser unidos como na infância. A cama é de casal e cabe nós três. 

Luan : Okay. Eu fico -seus olhos estavam brilhando-

Ana : assim que eu gosto -riu -

Lívia: não adianta fazer graça porque eu ainda vou contar pro papai -falei seria-

Ana : estou indo. Vou deixar vocês jovens se divertindo -me puxou pra um abraço e saiu-
 

Pedi algo para comermos, vimos um filme e depois a Bruna teve a brilhante ideia de brincarmos de verdade ou consequência, tô ferrada. 

No meio da brincadeira Luan me dispara
 

Luan : com quantos anos perdeu a virgindade e com quem ?

Lívia: 16 e foi com o Felipe. Ele é primo do Matheus. Felipe era meu namorado desde que eu tinha 14 anos, ele era um ano mais velho que eu.

Bruna : hmm.. Matheus outra vez, né ?! - risadas -

Lívia : nada haver, besta. -ri junto com ela-

Luan : esse Matheus é muito importante pra você, né ? - confirmei com a cabeça-

Lívia : ele foi o único que ficou ao meu lado quando mais precisei. Sou muito grata a Deus por ter me dado ele -sorri -

Luan : e por quê mudou pra casa da sua madrinha -eu não queria falar, mas acho desnecessário. Só que eu também acho que eles não entendiam isso-

Lívia : porque tinha que ser. A Inglaterra é um lugar que sempre quis ir. Então eu fui -sorri -

Luan : tem certeza ? -eu comecei a ficar nervosa e estalar os dedos.

Lívia : sim Luan. Eu já não disse -flashs passavam em minha mente, comecei a roer as unhas. Bruna percebeu e ficou preocupada -

Bruna : Luan, para ! Olha como você a deixou nervosa- ela estava nervosa, mas era um nervoso de preocupação-

Luan : Quê nada -riu - por quê foi pra lá ? Algum namorado ? Já sei, o tal Felipe foi pra lá e você quis ir -nessa hora eu surtei. Mesmo não querendo. 

Lívia : SAI ! SAI, ME SOLTA -eu estava sentada encostada na parede- para.. - choraminguei-

Luan : Lívia? Bruna, chama os pais dela. 
 

Bruna mais que depressa fez o que o irmão mandou 
 

Luan : Lívia, sou eu, Luan ! -tentou aproximação, mas quanto mais ele se aproximava mais eu queria distância. 

Lívia: NÃO ! SAI ! SAI DAQUI ! PAAAAI, SOCORRO !
 

Meus pais entraram no quarto acompanhados da Bruna e tentaram se aproximar de mim.
Nesse momento Luan me segurou o rosto e me olhou no fundo dos olhos. Naquele instante eu fiquei presa naqueles olhos negros, olhos que de algum modo insistiam em tentar decifrar a minha vida, a minha alma. 
 

Luan : Lívia, sou eu, Luan. Nós nos conhecemos na infância, nos casamos de baixo de uma árvore no pantanal quando crianças. Nossas famílias se reencontraram no aeroporto depois de anos. Estamos pensando as férias juntos, coincidência ou não, você vive brigando comigo -ele ia falando e eu olhando em seus olhos. Foi isso que me trouxe de volta-

Lívia : Luan - me lancei em seus braços. Ele me abraçou tão forte que se eu pudesse não sairia dali nunca mais-Luan, me abraça -falei manhosa e chorando-

Luan : calma. Eu tô aqui com você. -fazia carinho em meu cabelo e me beijou a testa
Pedro : Lívizita meu amor.. olha aqui pro papai - notei que estava preocupado- você tá bem ?

Lívia : sim. Agora eu tô -respondi choramingando e com a cara enfiada no pescoço do Luan -

Ana : o que aconteceu aqui ? A Bruna estava nervosa e não soube explicar direito - abaixou ficando na mesma altura que eu e o Luan. Balancei a cabeça negativamente, Bruna pegou uma garrafa de água no frigobar e me entregou-

Bruna : nós estávamos brincando de jogo da verdade, então o Luan perguntou o motivo dela ter ido morar na Inglaterra. Ela respondeu ao modo dela, mas ele teimoso cismou que tinha algo mais. 

Luan : se eu soubesse que ia causar todo esse transtorno eu juro que não ia insistir em saber. -em todo o momento ele não parava com os carinhos em meu cabelo. Depois de ter dito isso me beijou a testa. Meus pais se olharam. 

Pedro : acho melhor vocês voltarem pro quarto de vocês crianças. -eles concordam, mas eu me manifestei-

Lívia : não Luan, fica. Por favor -eu estava quase implorando- não me deixa não

Pedro : Tem certeza minha filha? - eu apenas Balancei a cabeça confirmando-

Ana : você se incomodar, Luan ? - ele sorriu-

Luan : seria um prazer -e sim. Eu ainda estava com a cara enfiada no pescoço dele

Ana : isso aqui é um calmante, caso ela tenha pesadelo -Luan pegou e confirmou com a cabeça. Meus pais saíram do quarto e Bruna os seguiu. Ela também voltou pro quarto dela. 
 

Eu e Luan deitamos na cama ele mexeu em meu cabelo, peguei no sono. 

 

P.O.V´S DO LUAN
 

Fui todo animado para a festa do pijama, mas quando cheguei lá descobri que a Ana me convidou como se fosse a Lívia. Eu peguei minhas coisas pra vir embora, mas a Lívia me segurou pelo braço e pediu para que eu ficasse. 

Estava tudo indo muito bem, até a hora que fomos brincar de jogo da verdade. Eu queria saber mais da

Lívia então a enchi de perguntas, ela respondeu ao modo dela só que eu não me contentei e perguntei mais. Me arrependi !
 

Ela teve um tipo de ataque, mas graças a Deus fiquei falando com ela até que voltasse ao normal. Seus pais entraram no quarto, Bruna tinha ido chama-los. Explicamos o que houve, todos voltariam para seus quartos, mas ela pediu para que eu ficasse. A mãe dela me entregou um remédio caso ela tivesse pesadelo. Quando eles saíram nos deitamos na cama, fiquei mexendo no cabelo dela até que dormisse. 
Eu queria muito mijar, mas ela estava deitada sobre mim. Consegui sair só que ela acordou
 

Lívia : você vai me deixar sozinha ? -ela ainda tinha voz de choro-

Luan : não minha Morena, vou ao banheiro apenas. 

Lívia : Okay. -sorriu e eu levantei da cama e fui em direção ao banheiro quando escutei ela me chamar- Luan ! Eu nunca te dei essas intimidade pra me chamar assim -riu - pra não perder o costume de implicar com você -fui ao banheiro e quando voltei ela ainda estava acordada- pensei que tinha descido pelo vaso -rimos juntos-

Luan : pra sua infelicidade isso não aconteceu -falei enquanto me deitava ao seu lado e ela riu - perdeu o sono ?

Lívia : mais ou menos. Você é cantor, certo ?! -confirmei com a cabeça - então canta pra que eu durma. Você escolhe a música. 
 

Ela jogou uma perna em cima de mim e com um braço acariciava meu cabelo e com o outro segurava uma das minhas mãos. Cantei "esqueci de te esquecer" e quando chegou na parte "morar em um lugarzinho em Cancún" ela virou a cabeça pra mim e riu, acho que era porque estávamos em Cancún, né. 
Fiquei surpreso quando vi que ela se apoio em um dos braços e me olhou, em seguida me deu um beijo na bochecha e disse
 

Lívia : obrigada. Tenha uma boa noite -sorriu e voltou para a posição em que estávamos-

Luan : boa noite minha Morena -senti que ela sorriu. Continuei mexendo naqueles cabelos liso, até que percebi que ela tinha dormido outra vez. Resolvi fazer o mesmo. Aquela noite eu dormi feliz, feliz por estar dormindo junto com A MINHA morena 


Notas Finais


GENTE EU ESPERO QUE VOCÊS ESTEJAM GOSTANDO DESSA FANFIC E NÃO ESQUECE DE DEIXA AQUELE COMENTÁRIO AQUI EMBAIXO ↓ E TBM NÃO ESQUECE DE DEIXA ESSA FANFIC ENTRE OS SEUS FAVORITOS

BJUS E ATE O PRÓXIMO CAPITULO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...