História Serei Seu Remédio - Destiel - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Crowley, Dean Winchester, Gabriel, Meg Masters, Sam Winchester
Visualizações 60
Palavras 1.298
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pensou que eu não ia att hoje né

Capítulo 27 - 26


Segundo dia no cativeiro.

Era apenas o segundo dia, mas Castiel sentia como se estivesse lá por dias. Constantemente Dick aparecia e o abusava sexualmente aquilo estava sendo um inferno.

Já era noite Castiel estava no chão frio mais uma vez sua bochecha parado de sangrar Gadreel fez um pequeno curativo para estancar o sangue. Ouviu a porta novamente se abrir. Castiel já sabia o que estava por vir. Dick entra no comado, com a faca na mão senta ao lado de Castiel.

- Oi princesa - Dick disse - Vamos brincar?

Castiel já sem forças nem para responder resolveu ficar quieto.

Dick o levantou pelo braço. O forçando a ficar de pé Castiel ficou com a cabeça baixa fazendo Dick rir. Dick começou a beijar o pescoço de Castiel, ele lambia como se Castiel fosse o melhor sorvete. Dick soltou as algemas de Castiel fazendo gemer com a liberdade. Castiel tenta fugir mas é pego por Dick. O mesmo segura Castiel pelo pescoço apertando fortemente. Beijou castiel que se recusava mantendo a boca fechada.

Dick da um tapa no rosto de Castiel sentiu seu rosto esquentar e doer. Dick pegou o canivete e fez um corte no peito de castiel rasgando a camiseta revelando parte do peito do mais novo. Dick lambeu o sangue que escorreu.

- Você é muito gostoso - Dick disse - Até seu sangue e gostoso.

Dick pegou a faca e cortou o ombro de Castiel que gritou em dor depois Dick arrancou o curativo de sua bochecha passado a faca novamente sob o ferimento e Castiel apagou por conta da forte dor.

-----------

Dois dias sem noticia de Castiel Dean estava aflito.

- Sam, vou ir na casa do Castiel você vai ficar bem? 

- Vou Dean quer ajuda?

- Não fique aí descansando.

Dean sai correndo para sua baby, e vai até a casa de Castiel. Resolve ir pela janela escala a mesma se supreendendo com a bagunça do quarto tudo estava revirado as roupas espalhadas vários papéis no chão uma foto sua com Castiel rasgada. Dean começa a vasculhar o comado tentando achar algo que poderia ajudar a achar castiel na cama encontra um papel todo amassado Dean o pega e começa a ler as poucas palavras escritas.

Seu queridinho agora é meu

D.R

Merda! Pensou o Whinchester mais velho.

Castiel estava sumido e aquele bilhete , fez Dean estremecer sabia que Castiel corria perigo,mas onde estava?

Se culpava pelo sumiço de Castiel, se tivesse ido com Castiel seria diferente. Castiel estaria bem. Dean pensou se conseguir achar castiel iria embora da vida do garoto, pois até agora tudo de ruim que estava acontecendo na vida do menor era culpa dele.

---------

Castiel agora estava acordado sentado abraçando o próprio corpo para se esquentar. Gadreel entrava no comado com a sacola com comida para Castiel. Pelo menos não estava passando fome a comida era regularmente servida logo em seguida jogavam água em Castiel dando "banho" alguma vezes a água era quente de mais outra vezes era fria de mais. Castiel começava a adoecer. Se entregou queria morrer. Sabia que não ia sair de lá vivo já tentou inúmeras vezes nesses dois dias sair da li, mas era em vão. Imaginou se Dean estava o procurando. Logo vem a sua cabeça aquela foto. Dean e Liza. Castiel começou a chorar incontrolavelmente.

Pensou em Gabe, até mesmo em seu pai. Pensou será que existia um Deus? Castiel se questionava isso desda morte de Gabe. Será que existe? Se sim porque castiel tinha que sofrer tanto? Não era possível uma pessoa sofrer tanto assim. Será que Deus permitiria pessoas sofressem se realmente existia? Se Deus existisse não haveria fome ou dor.

Você é forte.

A voz de Gabe fez Castiel se assustar. Estava a pouco questionando sob a existência de uma divindade logo em seguida ouve a voz de seu irmão.

Vamos Castiel não se entregue.

Novamente a voz de seu querido irmão. O fez ter forças para tramar um plano em sua mente o melhor plano de vingança que uma mente poderia ter, mas aquilo levaria tempo. Iria ter sua vingança é sairia daquele quarto frio e nojento.

--------

Dean procurava castiel em todos os lugares sinistros que existia. Frustado por não acha-lo encostou a cabeça no volante e uma luz fez na sua cabeça sabia quem poderia saber onde castiel estava foi até um antigo porém conhecido beco.

- Olá esquilo o que faz aqui? Pensei que tinha parado - Disse Crowley.

Dean o pega pela gola da camisa o jogando na parede.

- Sem gracinhas. Onde está castiel, e nem vem me dizer que não conhece Porque eu sei que você tem vendido Drogas pra ele.

- Ah! O anjinho eu não o vejo desde quando vendo heroína pra ele - disse Crowley dando risada Dean deu um soco direto no nariz do mesmo - Calma esquilo, eu não vi ele.

Dean solta o Crowley que leva a mão para o nariz vendo se saiu sangue.

- Ele não aparece a dois dias - Dean disse coçando a cabeça.

- Bom, a dois dias eu vi ele com um cara loiro.

- Deve ser o amigo dele.

- Mas ele é da pesada anda com Dick Romam - Disse Crowley e Dean arregala os olhos.

- Onde esse Dick mora?

- Bom atualmente ele mora na penitenciária de segurança máxima - Disse Crowley fazendo Dean bufar - Mas soube que ele fugiu.

- Droga - resmungou Dean.

- Ele é da pesada, e sugiro que você não vá atrás dele.

- Mas ele está com Castiel.

- E pode não estar. Pense esquilo. Não seja burro

- Crowley me dê o endereço dele e uma arma agora!

- E pra já mas não diga que não lhe avisei - Disse Crowley entregando uma 38 e um papel com o endereço - Se precisar de reforço e só me chamar.

--------------

Castiel estava comendo sob o atento olhar de Gadreel.

- Já terminou?

Castiel fez que sim estendeu as mãos pra poderem ser presas novamente.

- Gadreel saía daqui - Disse Dick entrando no cômodo.

- O que vai fazer? - Perguntou Gadreel.

- Vou come-lo.

Gadreel rapidamente vai até Dick.

- Faz dias que você não me toca - Disse manhosamente.

- Assim que eu acabar aqui te dou atenção até porque você merece.

Gadreel saiu do quarto trancando a porta.

- Vamos nos divertir.

Dick colocou castiel de quatro e sem aviso enfiou-se em Castiel. Dick o estocava e as lágrimas de Castiel brotava.

- Devo escrever nessa bunda deliciosa " Propriedade de Dick" ou " putinha do Dick" - castiel começou a chorar - Responda - gritou.

- Propriedade de Dick - Castiel Respondeu. chorando.

- Eu gosto da segunda opção - Dick pega o canivete e faz um grande D na bunda de Castiel, volta a estoca-lo até Dick gozar dentro de Castiel com uma risada são de dentro do mais novo e sai do quarto o deixando lá novamente sozinho e sangrando. Um tempo depois Gadreel entra no quarto com uma caixa de primeiros socorros.

- Dessa vez ele exagerou - Disse Gadreel num tom baixo.

- Eu quero água Gadreel.

- Vou buscar, mas primeiro deixa eu fazer um curativo.

Gadreel fazia o curativo e castiel percebeu um corte nos lábios de Gadreel. Quando o mesmo levantou o rosto seu olho estava roxo.

- Dick bateu em você? - castiel Perguntou e foi ignorado. Gadreel terminou o curativo e se levantou - Obrigada.

- Vou buscar sua água - Disse Gadreel saindo do comodo voltando pouco tempo depois com um copo na mão. Deu a Castiel e saiu deixando Castiel sozinho. Castiel viu que o copo era de vidro bebeu a água e guardou o copo de baixo das cobertas seu plano começou com o pé direito.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...