História Sereia - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Mitologia Grega, Percy Jackson, Sereia, Suga
Visualizações 6
Palavras 720
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prologo - A Profecia de Athenas



O acampamento meio-sangue parecia estar impaciente, o que se tornara estranho com a calmaria que tinha sido nos últimos cinco anos. Duas vezes ao ano, eu me transformava em humana e auxiliava toda a comunidade dos semideuses em diferentes áreas do mundo, o oceano me mantinha conectada com o mundo, mesmo que o restante do mundo jamais poderia se conectar em mim. Sinto falta da minha antiga vida, da Jéssica Jones de trezentos anos atrás, aquela filha de Athenas que amava as missões que pelas quais eram destinadas, todavia, um dia eu falhei e Afrodite juntamente com Poseidon me transformou em sereia como punição, eu teria a vida eterna, uma beleza encantadora, uma voz apaixonante, mas a minha alma e o meu coração estariam presos em uma vida de sereia e com ela a maldade de servir o mar.
Perséfone teve misericórdia, não o suficiente para se transformar em humana, contudo, suficiente para voltar á terra em tempos de ver minha família e matar a dolorosa saudades de ser uma semideusa qualquer, mesmo que isso também me custasse servi-la, Perséfone me abençoou e com tempo, fez com que Afrodite e Poseidon tomassem posse na maldição. Contudo, mesmo quando desfeito, eu escolhi seguir no mar, como sereia, metade mulher e metade peixe, a água havia me tornado uma deusa menor poderosa e reconhecer que minha alma pertencia outra divindade.
Percy por sua vez parecia animado por me ver depois de longos cinco anos fora, ele me abraçou apertadamente e iniciou uma conversa animada, sendo acompanhado por outros meios - sangues. " Cada dia mais bela ", " Você realmente se tornou uma deusa menor no último ano?" " Disseram que o mar está poluído", em vez em quando, comentários como estes interrompia nosso momento caloroso.
— Vejamos se não é uma heroína em nosso acampamento — disse uma voz rouca e bêbada atrás de mim.
— Senhor D! Pensei que os deuses tivessem te perdoado — comentei enquanto me virava em sua direção.
— Pensei que Poseidon e Afrodite tivessem abençoado você também como desculpas pela a maldição — rebateu com um sorriso irônico em seus lábios.
— Graças a deusa Perséfone, sim, eles me perdoaram — garanti, assumindo um sorriso pequeno nos lábios — E pediram perdão também.
— Em cada quinhentos séculos eles fazem isso mesmo — deu de ombros — Mas precisamos conversar sobre o olimpo e profecia de Athenas, está tudo relacionado no final de contas.


[...] Seul, 10 de Novembro de 2016 [...]


Jin foi o primeiro a adentrar no espaço do programa, logo em seguida por ordem de idade, todos os meninos estavam nervosos, afinal, era a primeira vez que participávamos de um programa de temas e discussões, justamente com um tema extremamente delicado: Magia e Amor, o que explica as religiões. Rap Monster cutucou-me afim de mostrar uma senhora tenebrosa na platéia, causando um efeito estranho em meu estômago. [...] Mais tarde o programa começa e com elas as famosas perguntas constrangedora.
Park Jihuk começou a direcionar o tema por todos os convidados até aproximar de nós, Jin respondeu sobre os efeitos do amor e Tae afirmou de como o amor poderia se tornar mágico o momento a dois, J-Hope contou sobre amor e religião e Namjoon discutiu sobre fé e mágica, até a pergunta ser direcionada à mim.
— Você acredita em magia, Suga? — uma senhora de cabelos vermelhos questionou-me na platéia. O tema do programa era magia e vidência. 
— Eu não acredito — respondi com um sorriso meigo — Creio que V e J-Hope poderiam acreditar. Eu não.
Ela penetrou o olhar, trazendo consigo uma sensação esquisita, sorri desconfortável e esperei por sua resposta: — Deveria — disse calmamente — O pecado dos humanos é acreditar que o mundo é apenas um espaço físico. E você vai pagar o preço por não acreditar.
E como se ela compreendesse meus sonhos, despertou em meu coração um velho pesadelo meu: de uma jovem sendo transformada em uma sereia e com ela, uma canção poderosa sobre um mundo salvar, eu nunca identificava seu rosto e muito menos me lembrava da voz, mas a frase " meu pecado é querer o seu coração" e " A pérola que você é, é a morte que a inocência espera" me assombrava como aquela senhora, que parecia me amaldiçoar com o olhar.
[ Quando a deusa Perséfone aparece para você, acredite, ela lhe causará algum efeito borboleta]
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...