História Serena - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega
Exibições 1
Palavras 675
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas da Autora


flores, floresta e Allan

Capítulo 3 - Casa nova, vida nova


Fanfic / Fanfiction Serena - Capítulo 3 - Casa nova, vida nova

  10 anos depois

 

  Jamais imaginei uma vida assim, uma só casa uma casa de verdade onde se possam construir boas lembranças e receber os amigos. Freqüentar uma escola fazer amigos sem medo de dizer adeus, parar de fugir de sabe se lá o que...  Acabo de mudar para uma nova cidade, dessa vez para valer compramos uma casa para chamar de nossa apesar de ser meio afastada das outras e estar localizada no meio de uma floresta, quer dizer... Não tão no meio fica em frente a uma rodovia pouco movimentada cercada por diversas arvores altas e majestosas, tenho que admitir fiquei muito feliz com a idéia de finalmente parar com isso de viajar pelo mundo todo buscando algo que nunca soube o que. A casa é de dois andares além de um sótão espaçosa e bem moderna toda mobiliada como nunca carregamos muita coisa tudo esta novo com poucos quartos considerando o tamanho da casa.

    Dimitri e Margot nunca me deixam sozinha em lugar algum, mas dessa vez eles passaram para conhecer a cidade, escolhi ficar e disse que tiraria o dia para descansar, tomei um bom banho rápido e saí em busca do que vestir, optei por um vestido branco longo lindo apesar de ser bem simples, penteei os cabelos e avistei a floresta, parece um ótimo lugar parece explora, não sei se é de fato seguro andar sozinha pela floresta Dimitri não falou nada sobre animais grandes por aqui, mesmo assim resolvi levar uma pistola carregada na bolsa apenas para prevenir.

    A floresta é um lugar tão bonito não tem muitos animais grandes sendo que o maior que avistei até agora foi um cervo, vi uma cachoeira alta com águas cristalinas , andei muito até avistar um canteiro de flores margaridas brancas ...

_o que faz aqui?

    Levantei-me com um salto com a arma na mão, a figura de um homem surge na minha frente ,alto, de ombros largos e um peitoral aparentemente musculoso, cabelos negros como a noite, a pele clara com um leve bronzeado, e os olhos mais azuis que o mar Egeu, ele não parece ameaçador, ele parece lindo tive vontade de me socar só com esse pensamento.

_então morena vai me dizer o que faz aqui?  

_meu nome não é morena – respondi irritada

    Ele encarou a arma por alguns segundos enquanto eu a colocava de novo na bolsa.

_vai me dizer o que faz aqui? – ele esboçou um sorriso debochado o que só serviu para despertar ainda mais a minha raiva

_por que quer saber?

_bom caso você não saiba, estamos na minha propriedade

_você é dono da floresta por acaso ?

_não exatamente

     O rapaz inclinou a cabeça para a direita aonde avistei uma casa que nem avia percebido, aparenta ser bem nova de um andar, toda feita de madeira com uma varanda de vidro bem alta.

_não sabia que tinha mais gente morando por aqui

_qual seu nome?

_Serena-por um segundo pensei ter visto seus olhos brilharem quando ele ouviu meu nome

_prazer Serena, sou Allan Caled, mas pode me chamar apenas de Allan

     Allan tomou minha mão e depositou um beijo cálido.

_por que você mora em uma floresta?-perguntei

_por que você mora em uma floresta?

_pergunte primeiro

_eu queria um pouco de paz para variar

_você mora com seus pais?

_meus pais estão... Bem longe daqui

_sinto muito

   Ele me lançou um sorriso encantador, que me deixou muito sem graça.

_tudo bem Serena, eles estão bem, eu estou aqui meio que a trabalho.

_disse que estava a passeio

_um pouco de ambos

    Antes que pudesse dizer mais alguma coisa percebi que já estava ficando tarde, se por um acaso Dimitri perceber que saí sem permissão vou ficar de castigo por uma semana.

_tenho que ir – sussurrei

_eu acompanho você

_não precisa conheço o caminho

    Me despedi de Allan apenas com uma aceno, a casa parece ainda mais longe agora mas por sorte tenho um ótimo senso de direção nunca me perdi em lugar algum, meio que por instinto eu sempre acho caminho de volta.   


Notas Finais


que a nova aventura comece ...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...