História Serial Killer - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin Mahone, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Austin Mahone, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Allybrooke, Camilacabello, Crimes, Dinahjane, Laurenjauregui, Normanikordei
Visualizações 21
Palavras 1.475
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, FemmeSlash, Romance e Novela, Violência
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 41 - Don't Trust Strangers


Fanfic / Fanfiction Serial Killer - Capítulo 41 - Don't Trust Strangers

Já havia se passado algumas semanas. Nesse tempo Camila já tinha ligado para Lauren, milhares de vezes mas ela sempre não atendia.

- O que eu faço agora ? Parece que ela não quer me atender... - exclama Camila jogando o telefone na cama logo depois de tentar mais uma vez falar com a morena.

- Camila, calma ok ? Não se estressa ! Deve ser porque... Ela está ocupada ? - diz Ally especulando coisas e Camila colocou as duas mãos em seus cabelos já nervosa com o que poderia ter acontecido e também irritada por ela não estar a atendendo.

- Não pode ser isso, Ally. Ela não ficaria duas semanas tão ocupada assim... duas semanas !!! Por que ela não pode pegar o celular por um minuto sequer e me mandar uma mensagem falando que está tudo bem ?! Não custaria nada... - Camila aumenta a voz e Ally se senta na cama ao seu lado, alisando as costas da mesma.

- Não fique nervosa ! Isso só te prejudica. Por que você não vai lá falar com ela ? Vê o que está acontecendo. Veja com os seus próprios olhos como ela está. Tenho certeza que isso pode te acalmar ! - fala e Camila tira as mãos do rosto lentamente, suspirando.

- E se for por conta daquele maldito "eu te amo" ? O que eu vou falar pra ela ? - pergunta Camila encarando seu reflexo no espelho que ficava de frente a cama.

- Não se preocupe. Tenho certeza que saberá o que falar no momento certo ! - explica Ally a encarando.

*****

Camila toma um banho demorado pensando nos motivos que Lauren poderia ter para não a atender.

"Mas eu não fiz nada..." - pensa ela saindo do banheira completamente nua parando em frente ao closet procurando uma entre as diversas roupas que tinha ali.

Escolhe uma calcinha vermelha e logo pega uma blusa branca e uma calça jeans a colocando. Pega sua bolsa, seu celular e sai do quarto.

- Kaki ! Onde você vai ? - pergunta Sofia vendo que a irmã estava pronta para sair.

- Vou tentar falar com a Lauren... Se eu demorar, não precisa se preocupar comigo ok ? Vou estar com ela. Qualquer coisa avisa a Mama !

- Posso saber pra onde a senhorita está indo ? - pergunta Alejandro entrando na sala, logo se sentando ao lado de Sofia.

- Ela está indo encontrar a Lauren ! - exclama Sofia animada e Alejandro engole em seco negando com a cabeça.

- Não, Camila. Não vá ! Aquela mulher só te fará mal ! Não confie nela ! - exclama ele já nervoso e Camila não entendeu o que seu pai estava querendo lhe dizer.

- Papa, se acalma ! Eu só vou passar a tarde com ela. Nada demais ! E não... ela não causar nenhum mal a mim ! - diz Camila dando um beijo na bochecha de seu pai e outro em Sofia dizendo que os amava e logo sai dali, acompanhada por seu motorista.

Chegando lá, desce do carro e logo avisa ao motorista que ele poderia voltar para casa, caso alguém precisasse dele.

- Volte ! Qualquer coisa ligo para casa e você vem me buscar - diz Camila e Niall faz uma careta.

- Senhorita... não sei se é uma boa ideia deixá-la sozinha ! - diz ele e Camila se aproxima da porta sorrindo de canto

- Estou te dizendo ! Pode ir. E eu não vou estar sozinha... vou ficar com a Lauren ! Ela é uma ótima companhia... - explica Camila e Niall assente com a cabeça.

- Você a ama né ? Seus olhos brilham quando toca no nome dela... - sussurra ele e Camila cora sorrindo tímida.

- Ok. Não irei perturbar a senhorita. Tenha um ótimo dia, Madame Cabello ! - diz ele brincando e Camila gargalha se distanciando do carro, o deixando ir embora rapidamente.

Ela vai até a portaria do prédio, pedindo ao homem que estava ali para não avisar nada a Lauren, pois ela queria fazer uma surpresa. Assim, ela logo chegou ao andar da morena e iria bater na porta quando percebeu que a mesma não estava trancada.

- Por favor, me entenda. Eu sei que tenho que mata-la, mas não posso fazer isso de uma hora para a outra... - ouviu a voz de Lauren ao longe conversando aparentemente no celular. Camila abriu um pouco mais a porta, não deixando sequer um ruído ecoar.

- Eu quero matar a Camila ! E você sabe disso. Eu não me aproximei dela como uma pessoa normal que queria uma paixão repentina, eu estava ao lado dela todo esse tempo apenas para conhecer os seus passos e na primeira oportunidade mata-la exatamente como você me disse... - a respiração de Camila falhou assim que ouviu aquilo e derramou lágrimas por todo seu rosto.

"Então era... era isso ! Ela nunca me amou !!" - pensou ela, com outros milhares de pensamentos na mente, mas isso ecoava em sua cabeça.

Antes que pudesse fazer algo, ela apenas correu para o elevador novamente. Fechou a porta e desabou completamente.

- Como eu fui tão burra ?! - exclamava batendo na cabeça tentando fazer aquilo parar. A dor sumir.

Ela batia nas paredes do pequeno ambiente tentando extravasar toda a mistura de sentimentos que estava sentindo naquele exato momento. Todo o medo que sentia naquela manhã por não saber o que poderia ter acontecido com a morena de olhos verdes simplesmente havia sumido sendo substituído pela raiva. Raiva de Lauren, mas principalmente raiva de si mesma por ser tão idiota, tão burra, tão cega.
Depois do elevador parar no térreo, ela saiu do elevador completamente transtornada.

- Senhorita Cabello. Aconteceu alguma coisa ? - perguntou o porteiro logo que viu a garota sair com o rosto repleto de lágrimas. Mas ela apenas ignorou e continuou andando até sair do prédio esbarrando fortemente em alguém.

- Desculpa... Ta tudo bem ? - Camila ouve uma voz e sente mãos em seu braço a impedindo que caísse.

- Está... - diz encontrando olhos verdes e um sorriso de canto que a ajudou a ficar ereta novamente.

- Você não parece estar tão bem quanto fala... posso te dar uma carona ? - pergunta a mulher a sua frente.
- Não precisa - diz se soltando da mulher já saindo dali.

- Eu faço questão... não vai ser nenhum incômodo ! - diz pegando na mão de Camila a fazendo encará-la novamente.

Camila que estava cansada nem reparou que depois de alguns segundos já estava dentro do carro da mulher.

- Não vai se arrepender de ter vindo comigo... - ouve a garota dizer e apenas encosta sua cabeça na janela.

Ela fala seu endereço, mas quando percebe vê a mulher passando pela sua casa e franze o cenho a encarando logo em seguida.

- O que você fez ? A minha casa era ali... - aponta para alguns metros atrás e recebe um sorriso diabólico em resposta.

- Seu julgamento acontecerá... e nele, você pagará por todos os seus erros ! - diz acelerando o carro e aperta no botão, trancando todas as portas.

- Vamos passar um bom tempo juntas... - sorri e Camila fica assustada e tenta abrir a porta de todos os jeitos possíveis com o carro ainda em movimento.

- Abre... abre ! - sussurra já desesperada e ouve a risada da garota ao seu lado com as mãos no volante.

- Calma, garota ! Você não vai morrer... por enquanto. Até porque a Lauren acabaria comigo se isso acontecesse ! - diz e rapidamente Camila se vira em sua direção.

- Lauren ? Você a conhece ? - pergunta engolindo em seco e a mulher a olha.
- Acho que até melhor do que todos. Inclusive... você já descobriu a verdadeira face da minha linda irmãzinha ? - pergunta sarcástica e Camila encara o chão.

- Irmã ?! - sussurra e Emma puxa seu queixo em sua direção com mínimos centímetros de distância.

- Sim. Tenho certeza que já sabe que ela é uma serial killer... mas fica tranquila. Eu não sou nenhuma assassina como a Lauren, não tenho o seu sangue frio que não se importa com ninguém. Bem que... será que ela se importa com a sua vida miserável ? Com esse rostinho bonito ? Com esse corpo escultural e que já deve ter fudido várias vezes ? - dizia passando a mão por entre os fios de cabelo que caíam no rosto de Camila.

- Me solta !! - diz ela a empurrando - Pra onde você está me levando ?! - pergunta com a voz embargada e Emma volta a atenção ao veículo.

- Não se estresse... eles não vão te achar ! Pode ter certeza... - fala Emma percorrendo a estrada rapidamente com o carro em alta velocidade.

A estrada estava quase vazia naquela tarde. E todos não faziam ideia de que Camila precisava de ajuda urgentemente. Antes que o pior acontecesse...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...