História Serial Killer JungKook Short Filme - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Mortes, Psicopatia, Revelaçoes
Visualizações 59
Palavras 3.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Mistério, Policial, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oee...
Bom passei desde a manhã ate agora escrevendo esse capítulo espero ter ficado bom e ter válido o esforço
Capítulo quentinho de agora para vocês

Bora pro capítulo

Capítulo 1 - Assassino?


Fanfic / Fanfiction Serial Killer JungKook Short Filme - Capítulo 1 - Assassino?

Jeon JungKook On

 

 

Desde pequeno sempre fui...um Serial Killer...

Ate Hoje apenas me fingia de um nerd idiota...

Eu Era Procurado poderia se dizer se que por toda a Ásia...sim! Procurava minhas vítimas por todos países...não importa onde você more, quem você seja...quando eu escolho pode apostar que vou ate o inferno atrás.

Eu hoje estava.morando sobre a Coreia Do Sul,na cidade de Seul...apenas procurando vítimas...não importa se são magras,gordas,bonitas feias...todas irão morrer.

Tinha que fingir sempre estar prestando a atenção naquelas aulas...cada vez que eu escrevia pode se dizer que estava fazendo um manual tentando escolher a forma mais torturante para matar minha próxima vítima,que ate poderia estar entre aquela sala.

Deve estar se perguntando por que eu faço tudo isso,não é mesmo? Mas bem, eu respondo...isso é como mais uma diversão para mim...eu gosto de ver as pessoas sofrendo...chorando,implorando para mim parar...seu sangue por cada parte das paredes...cada parte do chão...

Isso era a única coisa que me fazia rir...

Eu atraiu medo em todas pessoas que me veem...

Nunca deixo uma pista,mas sempre deixo uma parte do corpo de cada vítima...

Eu faço tudo sozinho...para que vou precisar de ajuda? Gosto do que eu faço,matar as vítimas por todo lugar...nunca perderia a chance de armar planos infalíveis...analisar cada jeito que a pessoa se move...o jeito que sua boca se mexe,o jeito que a pessoa mexe cada parte de sua mão...saber tudo sobre sua vida.

Tudo Isso só acontece,pois a única garota que eu era apaixonado e que eu amava,me trocou por um idiota qualquer...sabe o que a aconteceu no outro dia? A matei sem dó algum...depois desse dia em diante,fui matando garotas inocentes...que eu não conhecia...mas com o tempo fui sabendo tudo sobre elas...quero faze-las sofrer,o quanto eu sofri por uma vadia delas...

Esse é meu trabalho,matar pessoas inocentes e ser um verdadeiro Serial Killer, Se Meta No Meu Caminho e você está morto.

 

 

S/N On

 

Passou se uma semana...observei o tal de nerd de várias formas...o seguindo pela escola,vendo seu comportamento que era totalmente estranho...enfim cuidei ele...e percebi cada vez mais que ele tinha manias estranhas...muito estranhas como ele.

Durante a semana fui acordada por minha omma para ir para a escola,tomei meu banho e então corri vestindo minhas peças de roupas intimas e em seguida meu uniforme...

Corri descendo pegando uma maçã e começando a comer,entrei no carro com minha omma...a mesma largou em frente a escola

Desci beijando sua testa

Omma: Se cuida mocinha...esteja em casa cedo!

-Pode deixar omma

Rio adentrando a escola...o sinal não havia tocado,andei um pouco pelos corredores e parei por alguns segundos fitando aquele Nerd que tanto havia me deixado diferente encostado sobre o armário com um livro nas mãos...

O mesmo levou seu olhar ate mim e abriu um sorrisinho de canto,engoli seco em seguida desviei o olhar ao ver Yang Mi correr ate mim me abraçando

Respirei fundo fechando os olhos retribuindo seu abraço,abri os olhos durante o mesmo e levei meu olhar ate onde o nerd estava não o vendo mais por ali, ele era rápido.

O tempo foi se passando,as aulas cada vez mais chatas...dessa vez meu olhar não saia daquele nerd...

Ele se levantou algumas vezes começando a andar pela sala,dessa vez dando dois passos para frente e uma leve pausa logo em seguida dando dois passos para trás...todos achavam tão normal...como se isso fosse nada demais,enquanto eu achava aquilo a coisa mais estranha do mundo...

O Professor estava falando sobre um trabalho,eu e Yang Mi nos olhamos e rimos,já sabíamos como séria nosso trabalho.

Mas nossos planos mudaram quando todo mundo começou a se juntar em duplas e então ate Yang Mi foi...eu fui apenas a excluida da sala...quer dizer junto com aquele nerd

O Professor nos fitou...já sabia por volta o que ele quis dizer com seu olhar

Professor: Estão dispensados...

Ele falou enquanto o sinal tocava e todos pegavam seus cadernos,livros e saiam...

Yang Mi apenas me fitou de longe engolindo seco,enquanto eu levava meu olhar até o Nerd que juntava seus livros e cadernos sobre sua classe...

-Então...onde iremos fazer o trabalho?

Assim que perguntei,o mesmo apenas saiu calado ate a porta...fui andando de trás do mesmo,ele guardou seus materiais sobre o armário e então colocou uma mochila preta sobre as costas

Nerd: Na minha Casa Hoje.

Ele por fim falou enquanto andava

Concordei com a cabeça saindo da escola...assim que entrei sobre o carro senti um leve olhar sobre mim...sacudi a cabeça em reprovação...assim minha omma deu partida,coloquei meus fones e fiquei pensando um pouco...aquele nerd parecia ser legal...talvez hoje eu fizesse amizade com aquele nerd que dava tanto medo para as pessoas

Jeon JungKook On

Sai finalmente daquela escola,fiquei andando em passos lentos,colocando as mãos sobre o bolsos...

Andei por várias horas ate que já estava ate de tarde...

Cheguei perto de uma mata grande onde havia uma faculdade ao lado...me escondi sobre a mata...as 3:30 iria dar o sinal...

Já estava perto,eram 3:28...

Quando finalmente deu o sinal e todos saíram andando para um lado enquanto minha vítima andava para o o outro digamos que excluida...naquele monte de mata...

Fui andando em passos devagar arrastando os pés,fiquei ao lado da garota

-O que uma mocinha faz sozinha por aqui?

Sussurrei perto do ouvido da mesma,sentindo seu sangue descer por cada veia de seu corpo e sua respiração ficar cada vez mais acelerada

-N-Nada

Ela aligerou os passos,enquanto eu ficava para tras,abri minha mochila pegando meu machado...queria tanto vê-lo cheio de sangue novamente...

Fitei a garota sorrindo cínico, e voltei a andar em passos lentos enquanto a garota já estava a frente

-Não precisarei me cansar...

Deixei o machado bem na direção da cabeça da garota e então atirei com toda a força e velocidade que eu tinha...e pelo visto deu um resultado maravilhoso...sangue voando como em camera lenta por àqueles matos e a garota caindo sobre o chão...comecei a rir alto ainda com os passos lentos...

Assim que parei a frente da garota,ela por visto estava viva...com um belo buraco sobre sua nuca e o machado preso sobre a mesma...

Puxei o machado de sua cabeça sentido a barriga da mesma com a respiração pesada...ela se virou com lágrimas pelo rosto

-Não faça nada...por favor

Ela implorou...

-Não irei fazer boneca

Estiquei sua mão...ela não conseguia nem se mover de tanta dor...

Peguei o machado e então arranquei suas duas mãos vendo sangue voando

Guardei as mãos sobre a.mochila após limpa-las...

Minha roupa ficou coberta de sangue...

A garota gritava de dor...tentava se debater,mas sua cabeça não se movia mais.

Abri a boca da garota e despejei gasolina e água quente por dentro sentindo ela se contorcer de dor...

Acendi um esqueiro...

-Sabe...você foi a minha primeira vítima que durou por 5 minutos...mas não vai mais durar

Sorrio psicopata e por último passo o esqueiro por todo seu corpo,a mesma começa a gritar já fraca,enquanto seu corpo fica totalmente preto misturado com o vermelho de sua carne viva...

Por último cheguei ao rosto da mesma e então comecei a passar o esqueiro sobre ali vendo seu rosto todo ficar em carne viva...a garota duraria só mais alguns segundos mas para Ela não se preocupar quis mata-la antes...com uma machadada bem em seu rosto,apenas vendo os olhos da mesma se fecharem enquanto sua cabeça se partia ao meio e seu sangue escorria por todo o chão...

 

Na Delegacia

 

Kim Namjoon: Ligarei para a cherife...resolveremos esse caso.

Assim ele fez,pegou seu celular e ligou para a cherife a omma de S/N, uma das principais cherifes da cidade,conhecia por todas...

Assim que a mesma soube a notícia,chegou imediatamente ate a delegacia,todos se arrumaram em carros,cheios de armas e correram ate o local perto da faculdade afastado da cidade...

Os Carros pararam em volta da vítima,colocaram fitas impedindo a passagem de qualquer um por ali...

Omma/cherife: Fique no carro filha...a omma tem coisas para resolver

Assim fez a mesma dando um beijo na testa de S/N que ficava dentro do carro calada...

A cherife se aproximou e então se agaichou...vendo a cabeça da garota partida ao meio...o corpo da estudante não estava por ali...apenas sua cabeça com um sorriso nos lábios e os olhos bem abertos como uma boneca.

Omma/Cherife: Levem essa cabeça para o laboratório... esse desgraçado,não irá matar mais absolutamente ninguém

Ela se levantou decidida ja sabendo que havia causado mais uma morte por aquela cidade -E Kim Namjoon, Vá com Baekhyun dar uma olhada por tudo em volta,investiguem todos que moram por aqui e procurem pistas...

Ela falou os vendo apenas concordarem e embarcarem sobre o carro acelerando saindo andando...

Assim a mesma fez entrou no carro colocando as mãos sobre o rosto...em seguida deu partida no carro,deu meia volta e saiu acelerando por ali,olhando tudo em volta,atrás de pistas...

Conforme as horas foram se passando...ela não saia da delegacia e S/N estava por lá entediada...

Kim Namjoon e Baekhyun foram se aproximando

Omma/Cherife: Eai alguma coisa?

Kim Namjoon e Baekhyun se olharam voltando a se aproximar

Kim Namjoon: Achamos esse cabelo de homem

Eles mostraram um pote só com aquele cabelo escuro dentro do pote...a cherife pegou o pote e o atirou no chão

Omma/Cherife: Esse cabelo não vai ajudar em nada...tenho certeza que foi Jeon JungKook...precisamos encontra-lo

Ela bateu com a mão sobre a mesa e suspirou...

Assim em seguida pegou S/N pelo braço saindo da delegacia...

Jeon JungKook On

Cheguei em casa e tirei minha roupa coloquei fogo na mesma em seguida a colocando em sacos pretos junto ao resto do corpo da garota jogando tudo na grande lata de lixo.

Assim limpei as mãos de minha vítima tirando o sangue da volta,enchi de anéis e as colocando por volta do porão vazio,onde colecionava apenas coisas como corpos,mãos de vítimas e onde guardava minhas armas e os sacos com os sangues quentes de minhas vítimas em uma geladeira...fechei a porta do porão subindo as escadas e então fui guardando tudo que podia me incriminar...já que minha próxima vítima estava chegando não ia demorar muito e a mãe dela é uma cherife...

Coloquei uma música dos anos 90 e então vesti minha roupa de nerd,coloquei meus óculos quadrados e fiquei dançando e cantando enquanto ria alto pela casa...

Já eram 7:30 da noite...

Não demorou muito e a campainha de minha casa foi tocada,coloquei um prato com carne sobre a mesinha da sala,baguncei as almofadas,servi um copo cheio de água e então andei ate a porta colocando um salgadinho sobre a boca,abri a porta arrumando meu cabelo lambido e então fitei a cherife e sua Boneca S/N bem ao lado.

-Olá...pode entrar

Dei espaço para a garota mais nova entrar

Cherife: Se importa se eu ficar?

Tentei me conter

-Não...claro que não,aliás nosso trabalho vai ser rápido não?

Olhei para S/N,a mesma parecia estar aliviada pelo fato de sua mãe dizer que quer ficar...mas ela não pense que vai escapar...pode não ser hoje,mas sua morte vai chegar...e ela vai se arrepender de ter entrado em meu caminho e de ter ficado me seguindo por todo esse tempo...ela ate que é esperta...mas eu sou mais.

S/N:Acho que sim omma...

Ela falou fitando sua mãe parada...

Cherife: Er...seus pais vão demorar muito a chegar?

Ela me fitou cruzando os braços

-Não...eles já estão chegando...

Falo sorrindo cínico...

Cherife:Então irei esperar por eles...

Quando ela falou aquilo meu sorriso foi desmanchado...respirei fundo baixo

-er...quero dizer,acho que eles não vão chegar por hoje...mas assim que sua filha e eu terminarmos o trabalho largarei ela bem na sua casa...bem segura

Falo enquanto fitava a cherife...ela fitou eu e Depois S/N...

Cherife: Pode Ser...cuide da minha pequena...estou cheia de trabalhos para fazer...

Ela se aproximou de S/N beijando a testa da mesma e a abraçando

-Pode deixar...irei cuidar muito bem

Abri um sorriso psicopata

-Entendo...vida de cherife não é fácil

Digo me encostando sobre a parede

Ela se virou me fitando

Cherife: como sabe que sou uma cherife?

Ela ergueu uma sombrancelha me encarando

-Você é bem famosa por aqui...como não saber quem é essa cherife que pelo jeito é bem esperta

Falei a encarando...V a mesma rir baixo e ir se aproximando da porta enquanto eu ia atrás...

Ela parou sobre o lado de fora da porta e estendeu a mão

Cherife:Você é um bom rapaz

Sorrio cínico e então aperto sua mão calado,assim que ela saiu fechei a porta e andei ate S/N...

-Pois então...antes de começarmos,não irá nem se apresentar?

Ri de um jeito psicopata encarando cada parte de seu rosto

S/N: Sou...Sou a S/N

Ela se curvou se sentando sobre o sofá meio afastada de mim.

-Prazer...me chamo Jeon...Jeon JungKook

Falo cínico dando um sorriso de canto

Percebo a mesma ficar um pouco pensativa com uma expressão séria...já ate sabia porque. Sua mãe com certeza já havia mencionado meu nome.

Abri os cadernos e os livros...aumentei a música psicodelica que eu era apaixonado e então comecei a cantar enquanto fitava a garota pelos cantos dos olhos...a mesma parecia estar assustada ou ate mesmo pensando quem escutaria uma música dos anos 90,ainda mais nesse século que estamos...

-Eu gosto dessas músicas...elas me acalmam...

Falo fitando a garota,tirando meu óculos

-Sabe...você é uma garota bem interessante ate meu ponto de vista...

Digo fitando seu corpo me aproximando aos poucos

Vejo a mesma ficar nervosa e começar a roer os restos dos tocos de unhas que ela diria ter,enquanto se afastava

S/N: E-Então...vamos começar nosso trabalho como?

Continuei me aproximando

-Vamos começar falando o quanto você merece sofrer boneca

Falei sorrindo de canto me sentando colado a mesma alisando sua coxa

A mesma se levanta e sai correndo diria que para o porão onde ela se trancou.

-Ah...mas então a boneca quer brincar?

Atirei o óculos no chão pisando no mesmo andando em passos lentos naquele chão de madeira...

A mesma conseguia escutar tudo...pelo fato de eu estar bem em cima do porão...sabia que ela estava bem nervosa...eu conhecia a Minha S/N...

Continuei pisando devagar no chão de madeira em passos cada vez mais lentos dando apenas o passo da madeira...apenas escutando ouvindo o barulho escoar pela casa e pelo porão.

S/N: D-Deus...

Ouvi sua fala, a mesma tapava os ouvidos...e então ela começou a andar pelo porão...podia saber cada movimento que ela fazia não foi a toa que vigiava ela...após ela ter entrado no caminho.

Ao escutar o grito da mesma do porão pela casa...pude perceber que então ela havia vido minhas vítimas...ou partes delas e minha coleção de mãos.

S/N: VOCÊ É UM MONSTRO

ela gritou enquanto estava de costas fitando uma vítima minha

-Nunca te ensinaram que é feio mexer nas coisas dos outros?

Pergunto bem perto de seu ouvido,sentindo cada pelinho de seu corpo se arrepiar...

V o sangue quente da garota,descer fervendo,sua respiração estava totalmente ofegante...

Ela não tinha saída...a qualquer instante ela poderia ser morta...quando eu me irrito isso acontece...não foi atona que matei minha mãe aos 12 anos de idade.

A garota deu mais um passo e então deu de cara com a parede...

Segurei em seu pulso e a atirei no chão...resultado bom,já que a garota desmaiou de primeira...

A peguei pelos cabelos e fui a arrastando por todo o porão,peguei uma corrente de ferro e prendi sobre um de seus pés,coloquei algemas sobre suas mãos e então a sentei no chão,encostada sobre a parede...

~Povs S/N On~

Acordei, e então abri os olhos devagar,escutando uma música dos anos 90...passos lentos por aquele lugar sujo e escuro...o que me fez lembrar o que havia acontecido a noite passada...

Tentei me levantar mas não deu certo...um certo peso sobre meu pé me prendia...e sobre minhas mãos. 

~Olha Quem Acordou...

Ao escutar a voz fina mas ao mesmo tempo assustadora,levei meu olhar ate essa pessoa...

Jeon JungKook...aquele nerd estranho...uma camisa xadrez preta e branca,sua calça social preta, seus sapatos pretos grandes cheios de sangue,seus cabelos pretos bagunçados, seus óculos arredondados, seu sorriso cínico no rosto....como não pude notar que esse garoto é um tremenda psicopata? 

Desviei o olhar...aquilo era um pesadelo...não via a hora disso acabar...meu coração acelerado se encontrava nesse momento...e minha respiração pesada.

~Olha Para Mim!

Sua voz estava cada vez mais perto,e seus passos...senti sua mão fria tocar minha pele quente,e então meu rosto colado ao seu...um sorriso de canto estava em seu rosto...seus labios rosados,e molhados..

Ele se afastou e pegou uma de suas vítimas que estavam por ali...arrancou um pedaço do corpo,que estava ja podre.. 

Se aproximou de mim e se sentou a minha frente

~Abra a boca...

Ele disse enquanto me encara,neguei com a cabeça mantendo a boca fechada 

~Se Não vai por bem vai por mal...

Ele abriu minha boca com força e então colocou aquele pedaço de carne sobre minha boca.

~Coma...Quero Que Você Coma...

Lágrimas escorreram de meu rosto...cuspi em seu rosto aquele pedaço de sua vítima...

Senti apenas meu rosto arder e ser virado...por um tapa bem dado do mesmo.

Uma lágrima escorreu de meu rosto....

Ele andou até uma geladeira que tinha no local,abriu e pegou um pacote mole que tinha uma coisa vermelha por dentro...parecia...ser...sangue?

O mesmo colocou aquilo tudo sobre uma taça e começou a beber rapidamente...largou rapidamente e me olhou sorrindo...seus dentes cobertos do sangue vermelho e sua boca totalmente suja...

~Esta com cede?

Ele me olhava sempre com aquele mesmo sorriso...

Eu estava com a garganta seca...mas nunca diria isso...

~O que acha de beber alguma coisa?

Ele ja estava ao meu lado,sussurrando sobre meu ouvido.

Ele retirou a algema de minhas mãos,pegou seu tal machado e arrancou uma de minhas mãos 

Soltei um berro alto de dor...e em seguida comecei a chorar como uma criança,ao ver meu sangue voando por aquele lugar e minha mão sobre o chão 

Ele começou a rir...enquanto basicamente eu berrava de dor...

Pegou e colocou um copo sobre o sangue que jurrava pelos lados...o copo ficou totalmente vermelho...sentia muita dor naquele momento...faria aquele garoto pagar por tudo que esta fazendo.

Ele levou o copo ate minha boca me fazendo beber meu próprio sangue..quente e com um gosto horrível...fiz uma careta e então comecei ao mesmo tempo a sentir um enjoo e a querer vomitar...

Ele então tirou aquele sangue de volta da minha mão e então a colocou em uma prateleira...cheia de mãos...com anéis,pulseiras...

Após isso...ele me fez levantar e então me prendeu sobre a janela ao alto,pendurando meus braços...

Ele então se afastou,ele pegou uma faca...e então começou a andar a minha volta

~Por que ficava sempre me olhando? Como sabia que você seria minha próxima vítima? 

Ele passou a faca por meu pescoço,engoli seco calada chorando baixo...

~Está me irritando...me diga logo...

Ele sussurra sorrindo de canto...me mantiria calada...

Ele respirou fundo e colocou nossos corpos,senti uma dor sobre minha barriga e então o mesmo se afastou deixando uma faca cravada sobre minha barriga.. Que no momento sangrava.

Comecei a sentir meus olhos se encherem de lágrimas...e logo as mesmas se espalharem por todo meu rosto completamente 

~ME DIGA GAROTA,ANDE. DE ALGUMA FORMA VOCÊ IRÁ MORRER...

ele gritou,comecei a gritar pedindo socorro e a chorar...coisas que nao funcionavam que apenas faziam o garoto morrer de rir...

Ele agarrou novamente na faca e começou a tirar ela do tal buraco e a cravar ela várias e várias vezes cada vez mais fundo e rápido...

Minha boca ficou entre aberta...meus olhos querendo se fechar...era uma dor difícil de controlar...

Lágrimas tomando conta de meu rosto,e meus gemidos de dor saindo altos e altos por aquele porão...aquele seria meu fim...

 


Notas Finais


Foi isso...
O Nerd realmente mostrou quem é agora...
Próximos capítulos vão vir quentes...
Flw


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...