História Sete Noivas para Sete Irmãos - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Karin, Konohamaru, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Naruto
Visualizações 78
Palavras 652
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Último de hoje, amoras.
Espero postar mais durante a semana.
Aproveitem mais esse.

Capítulo 10 - Caindo a ficha


Se existisse uma palavra, pra definir Sakura naquele momento seria: Possessa!

“A gente leva meses, ensinando boas maneiras e pra que? Em dois minutos, se comportam como animais novamente, destruindo tudo que tocam. Francamente!”

Estavam na cozinha de casa, com sete brutamontes machucados, era o lugar que podia socorrê-los mais rápido e melhor. A mesa estava com pedaços de bife gelados, tigelas com água e bicarbonato, ela limpava e enfaixava um de cada vez.

- Álcool por favor. – ela pediu, para passar em Shikamaru. – Um lábio cortado. Não sorria durante uns dias. Próximo! – ela vira os olhos inchados de Suigetsu e Neji - Dois bifes, Gaara?

Meio envergonhado ele disse, – Chute no traseiro. – Ela revirou os olhos e prosseguiu.

- Próximo? – ela seguiu até Konohamaru.

- Um dente mole, e as juntas dos dedos inchadas. – mostrou a ela, que bufara impaciente, fazendo todos se encolherem.

- Me admira como ainda tem dentes. Me passe o vidrinho marrom, por favor.

- Desculpe, Sakura-chan. Mas, quando aquele cara socou o Sasuke.. – Naruto, que tinha a cabeça enfaixada, começava a explicar. Mas, Sakura não precisava das desculpas deles.

- Eu entendo, Naruto. Acredito que fizeram o melhor possível. – em meio a um Suspiro ela se pronunciou outra vez. – Boa noite, rapazes. Naruto, ainda ficara mais um pouco.- Algo errado? – ela perguntou, vendo que ele estava inquieto. Seu normal era agitado e escandaloso, mas aquilo ela ainda não estava acostumada. Ele estava indeciso?

- Eu sinto uma sensação estranha, Sakura-chan. Aqui. – e apontou para seu coração.

- Se for o que eu penso, que te aflige, o remédio não ajudará. – Ela olhou pra ele e sorriu. Sentindo-se cabisbaixo, ele deixou os ombros caídos e baixou os olhos. Fazendo um carinho, sem machucá-lo ela levantou seu rosto e beijou sua testa enfaixada. – Hina-chan, é um amor, não é? Boa noite. – Sorrindo sem jeito, ele também deu um beijo em sua testa e se despediu. Encontrara Sasuke na varanda.

- O que você tem? Alguém te acertou no estômago? – Sasuke, o olhou estranho.

- Não. Já me sentia assim, antes mesmo da briga. Desde que vi, Hina-chan. – um pouco hesitante, ele prosseguiu, - Sasuke, acha que talvez, eu esteja apaixonado?

- Bem, o pai costumava dizer, que o amor é como o sarampo. Só se tem uma vez. Quanto mais velho você for, pior é. – Era um ditado horrível, ele tinha consciência disso, mas se aplicava bem à realidade. – Em você, não deve ser muito forte.

- Você é horrível! – Amuado e com um bico, Naruto se sentou. Sasuke, adorava perturbar Naruto. Mas precisava concordar, seu irmão não era como ele.

- É, eu sei. Não sei, como posso responder à sua pergunta. Mas, de acordo com Sakura, e ela já leu muito, quando há amor sincero, não há medo de esconder. Você simplesmente deixa o seu coração decidir. Como podemos saber, que magia ele tem ou que faz sentido? Esperar por aquele beijo de que você está certo, e deixar seu coração decidir. Sasuke dissera mais de que pensara. Sakura, estava na porta e acabara ouvindo. Ela sempre se surpreendia com Sasuke.

- Bem, isso foi mais meloso do que eu esperava, vindo de você. – Naruto espezinhou. Sasuke bufou, e Sakura sorriu sem que a notassem. – Mas, acho que entendi o conceito. Só tem um problema, aquela gente nunca mais, vai nos deixar chegar perto daquelas moças. Não depois de hoje.

- Não deixe que isso te atormente. Se não conseguir essa, aparecerá outra. As mulheres são muito parecidas, umas com as outras. Vem, vamos alimentar o gado.

E aquele foi o balde de água gelada do dia. Sasuke era assim, a levava a um conto de fadas numa frase, e com a outra, a arrancava para a realidade. Profundamente magoada, era como se sentia. Mas ela era uma mulher forte, e não choraria por Sasuke. Ela já amava, aquele brutamontes desalmado, mas nem por isso fraquejaria.


Notas Finais


Um beijão, a gente se vê.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...