História Seu amor me concertou - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Banda Fly (Fly Br)
Personagens Caíque Gama, Paulo Castagnoli
Tags Amor, Drama, Fly Br, Paulo Castagnoli
Exibições 31
Palavras 378
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ;)

Capítulo 4 - Minha existência não faria diferença


Fanfic / Fanfiction Seu amor me concertou - Capítulo 4 - Minha existência não faria diferença

Olhei para Pauço novamente que levou a mão dele pra o chão fazendo de apoio para se levantar e me puxou junto. Priscila:pode me dizer o que está acontecendo aqui entre vocês dois?!-perguntou minha irmã se aproximando e logo colocando sua bolsa no balcão. Eu fiquei muda assim como Paulo vendo os três nós encararem. Percebi que Paulo não iria falae nada,que frouxo!Nem pra me defender servia. 

Lari:::Podem ficar tranquilos,nos só estavamos limpando a cozinha.-falei pausadamente. Mãe:realmente está imunda.Oque fizeram oque que deixaram um lixão.-olhou ao seu redor com uma expressão de nojo. Era assik,tudo era um nojo!Como uma pessoa dessa pode ser minha mãe?! Meu pai permanecia calado,oque me assustou. 

Lari:Paulo teve a ideia de fazer uma macarrão, o mesmo que fez no aniversário de Priscila e que desta vez acabou não dando muito certo,não é?-olhei para Paulo com olhar de deboche e raiva por ele não ter falado nada.Vão achar que a culpa foi minha. 

Priscila::Pare de querer culpá-lo menina!Ele cozinha super bem-Foi de mansinho e abraçou Paulo dando um selo-E pelo visto...Quem deve ter feito isso tudo foi você!-me incriminou. O que mais me irritava era o Paulo ouvindo aquilo tudo e não se pronunciar uma vez se quer. Explodi. 

Lari:É fui eu!Sempre sou eu!Sempre!Vai coloquem a culpq em mim!Estão querendo o que dessa vez?! Tirar meu celular já foi,Proibir de vez meu único amigo também, da casa prae escola e da escola pra cada mais de mil vezes....Falem o que querem?!-falei num tom de raiva,aquilo estava entalado. Mãe: Vamos fazer diferente desta vez...-falou soestranho e mandei um olhar desconfiada. 

Lari:sério? 

Mãe:sim,sim...Vamosjuntar tudo oq ue falou sobre os castigos!Oque achou filha?-falou ela num tom de voz debochado que fez minha irmã soltar uma risada alta. Mãe:e aproveita e limpa essa bagunça sozinha,só pra começar.Vou avisar a Olga que hoje está livre!-falou ela virando e caminhando a saída da cozinha e segundos depois meu pai foi junto. Priscila:limpa direitinho gata borralheira-riu e fez o Paulo rir junto.Juro,não acreditei naquilo Eles se foram e eu a limpar aquilo tudo. 

 (...) 

 20:40 Esse foi o horário que consegui me deitar após limpar aquilo tudo e ter tomado um banho. Hoje foi mais um dois dias que eles resolvem fazer isso comigo,de verdade,acho que minha existência não faria diferença. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...