História Seu Cheiro - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Alfa, Beta, Hoseok!alfa, Jikook, Jimin!alfa, Jimin!seme, Jin!ômega, Jungkook!ômega, Jungkook!uke, Kookmin, Namjin, Namjoon!alfa, Ômega, Taegi, Taehyung!beta, Taeyoonseok, Top!jimin, Universo A/b/o, Vhope, Yoongi!omega, Yoonseok
Exibições 1.815
Palavras 2.103
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OII PESSOAS...
LEMBRAM DE MIM??
não?? 😢
Sou eu, a @Beta7, a escritora dessa fic...
Eu sei que eu sumi e peço muitas desculpas por isso(mesmo eu tendo avisado e tals)
Bom...
Não vou falar muito porque provavelmente ninguém vai ler isso, mas Ok... ;-;
Quero só agradecer as pessoas que me apoiaram enquanto eu estava longe, vulgo Unnies Shaw e Nara e Dongsaeng Fernanda, é sério, obrigada gente...
Vocês me aturam e eu sei que sou chata (muito chata cof cof)
E as pessoas que comentaram no capítulo do Hiatus, obrigada, vocês tem um lugarzinho especial no meu coraçãozinho... (Nossa, muito "inho")
Ok...
Foi isso...
BOA LEITURA

Capítulo 34 - Trinta e quatro.


(Narrativa na terceira pessoa)


Yoongi olhava apreensivo para a porta já conhecida, a seringa com dopante chegava a escorregar devido ao suor, ele tentava de toda forma não respirar profundamente já que o cheiro do alfa o fazia perder os sentidos, era como se o moreno estivesse ao seu lado de tão forte que estava. Apertou os olhos e seguiu para a porta, girando a maçaneta.


Uma onda fria passou por seu corpo, era como se estivesse em um daqueles filmes de terror bem clichês e estivesse prestes a encontrar com o Freddy Krueger. Mas era apenas o Hoseok, ele tentava colocar isso na sua cabeça, nunca havia passado por um alfa no cio e tinha receio devido às pessoas que falavam que os mesmos poderiam se tornar extremamente violentos.


Finalmente entrou no apartamento encontrando um abajur quebrado e vários quadros de fotos espalhados pelo chão. Não ligou muito porque seus olhos vagavam em procura de certo alfa e logo encontrou o mesmo encostado na bancada da cozinha, o peitoral a mostra devido a camisa social aberta, a ereção marcada pela calça justa, cabelos grudados na testa molhada de suor e o sorriso malicioso que brincava pelos lábios vermelhos.


O Jung deu um passo à frente e o ômega recuou dois, apertando ainda mais a seringa em sua mão.


– Não tenha medo, Yoongi, eu não vou lhe morder. Bem… só se você pedir. – a voz rouca, a risada sacana. Yoongi não poderia se deixar levar, entretanto precisava se aproximar do outro para aplicar o dopante, e assim o fez. A seringa agora estava em seu bolso traseiro, no momento certo ele a usaria.


Ele para alguns centímetros do outro que, como um caçador estudando a presa, aproximou-se passando o nariz pela extensão do pescoço intocado do ômega, sentindo a fragrância floral do mesmo, aquilo somente deixava o alfa ainda mais excitado fazendo seu membro pulsar devido o aperto do tecido que o cobria. Min estava tenso, porém, quando os beijos começaram a ser distribuídos por seu pescoço inclinou a cabeça fazendo o outro continuar com os selares, ele estava distraído e foi aí que Yoongi levou a mão para a seringa, retirando a tampa. Entretanto, o moreno segurou a mão em que o remédio estava e prensou o mais velho na parede, colocando ambas as mãos para cima, fazendo o ômega arfar.


Eu quero você. – disse ainda concentrado no pescoço alheio. – Largue essa merda! – prensou ambos os corpos na parede, o loiro se sentia idiota por não conseguir falar, seu plano era dopar Hoseok, mas já tinha feito sua escolha e, enquanto olhava profundamente para o alfa, largou a seringa, ouvindo o barulho do objeto contra o chão. – Bom garoto. – murmurou próximo a orelha do menor e capturou os lábios finos para si, iniciando o ósculo e descendo as mãos até os botões da camisa do loiro, porém, não os abriu, ele simplesmente os arrebentou com um puxão e agarrou de maneira possessiva a cintura do ômega, carregando-o logo em seguida.


Yoongi cruzou as pernas ao redor do outro, sentindo ambas as ereções chocarem-se e logo foi colocado sobre a bancada da cozinha sem largar os lábios do outro em momento algum. As mãos de Hoseok vagavam pelo corpo do ômega seguindo até a calça que ele usava, abrindo os botões e tirando a peça jeans junto dos sapatos, deixando o loiro somente de boxer e com a camisa aberta. O alfa soltou os lábios do outro, inclinando-o sobre a bancada e começando a distribuir beijos e pequenos chupões, deliciando-se com as mãos do outro em seus cabelos.


O ômega sentiu a bancada gelada em suas costas, provocando-lhe arrepios, o contato do corpo quente de Hoseok contra o seu, e o cheiro do mesmo o deixava ainda mais excitado o fazendo se perder nos beijos molhados que eram deixados em sua pele traçando um caminho até sua ereção.


Hoseok mantinha seus olhos nas expressões do loiro e observava cada uma. Aquele rosto transbordando o prazer que sentia e seus sons por mais reprimidos que fossem já lhe traziam satisfação interior. Voltou os beijos subindo o abdômen e o peitoral, seus dentes brincaram com um dos mamilos claros e ouviu-se um gemido meio descompassado. Yoongi já estava sensível, e alfa quase gemeu com tal reação, mas para o outro foi enlouquecedor fazendo-o xingar mentalmente. O sorriso malicioso nos lábios de Hoseok fez com que o ômega sentisse no fundo certo medo.


O Min apoiou-se pelos cotovelos e sentiu o corpo estremecer quando as mãos do moreno alcançaram a barra da boxer que ele usava, tirando a roupa rapidamente. A imagem do ômega que usava somente a camisa aberta fez o alfa morder o lábio inferior e apertar as coxas branquinhas do loiro, aproximando-se do membro ereto do mesmo, lambeu a glande vendo o outro estremecer, envolveu o membro com sua boca e deslizou os lábios para baixo engolindo por completo a ereção fazendo os braços do mais velho vacilarem por um momento. Não usava de uma velocidade rápida ou lenta, somente o suficiente para ambos aproveitarem aquele momento. O Min jogou a cabeça para trás sentindo a maciez que o envolvia. Os movimentos que Hoseok fazia já não deixavam Yoongi se controlar e pioraram quando o alfa sugou com toda vontade sua ereção tensa fazendo seus gemidos ficarem mais altos, a sensibilidade de seu corpo era maior agora que estava grávido.


O Jung continuava os movimentos ficando cada vez mais rápido, saboreando o ômega, que estava perdido em meio aos próprios gemidos e a respiração descompassada. Os músculos estavam completamente tensos, ele sentia que a qualquer momento poderia explodir, porém, como um banho de água fria, o moreno parou com os movimentos e Yoongi soltou um resmungo, recebendo um rosnado do alfa que abria suas calças deixando a mostra sua boxer. O ômega notou o olhar de Hoseok, ele estava tão sexy daquele jeito largado e autoritário. Min jamais confessaria em voz alta, mas estava amando ser submisso dele.


– Desça, Yoongi. Preciso de você. – a voz rouca do Jung carregava consigo uma onda de desejo e necessidade do loiro, que acatou ao pedido levantando-se e seguiu até a frente do outro, onde se ajoelhou e olhando para cima puxou um pouco mais as calças e abaixou-as junto das boxer. Segurou o membro do alfa e olhou para o seu rosto, os olhos estavam negros encarando cada movimento de Yoongi, que, assim como o outro havia feito antes, colocou o membro em sua boca e iniciou uma sucção, fazendo Hoseok fechar os olhos inclinando a cabeça para trás e soltando um gemido longo.

O alfa colocou uma mão sobre a cabeça do Min e mordeu o lábio aproveitando a sensação de ser engolido. Yoongi com certa dificuldade fazia seu trabalho, Hope estava muito excitado e duro. O som estalado que vinha do ômega fazia o outro se perder e acariciar o rosto dele. Os gemidos eram baixos e a vontade aumentava cada vez mais fazendo Hope perder seu eu racional e movimentando o quadril enquanto segurava o rosto do ômega com cuidado.

Yoongi permitiu, não que tivesse escolha, mas porque sentia no cheiro forte do alfa o quanto ele precisava daquilo. Hope foi fundo causando algum desconforto e gemia constantemente. Os movimentos continuaram fortes, dificultando ainda mais para o ômega, porém, ele não iria parar e continuou até que, com a outra mão apertou os cabelos loiros, sentindo o ápice chegar.

Não demorou e Hope gemeu tão alto que os vizinhos com toda certeza ouviram, mas já sabiam que o alfa estava no cio. Os lábios de Yoongi estavam sujos, de cima o alfa viu seu líquido na escorrer da boca do ômega, passou o dedo limpando e o lambeu em seguida.

– Nunca me cansarei de você. – Puxou o outro pelo queixo e o beijou. 


Sentia seu gosto dominar a boca do loiro o deixando mais enlouquecido. O beijo era afobado, rápido, dominante os deixando sem ar. Antes que o ômega recuperasse o ar ou uma linha de pensamento continua, o alfa o virou e empurrou seu tronco sobre a mesa de jantar que havia ali. Yoongi apoiou as mão na mesa e olhou de lado esperando pelo óbvio. Mas o que veio foi um tapa estalado em sua nádega fazendo-o exclamar de dor por pouco tempo pois o rosnado do alfa veio em seguida.


– Seu cheiro está tão doce. – Hoseok disse enquanto passava o nariz pelo pescoço do loiro. – Está me dando vontade de morder você, Yoongi. – O alfa abaixou seu corpo sobre o ômega e roçou os lábios no pescoço do mesmo. – Mas isso seria errado, temos o Tae.

A menção a mordida fez Yoongi estremecer e com o arrepio que Hoseok causou com seu lábios no pescoço ele gemeu. Jung afastou seu corpo do outro e estocou no menor de uma única vez, fazendo o mesmo curvar as costas devido a surpresa, não foi doloroso, e sentia-se masoquista por gostar do moreno em seus momentos violentos.


Hoseok segurou a cintura do ômega e iniciou o vai e vem repetitivo. Fechou os olhos rosnando e apertando os dedos na pele do outro. Yoongi ofegou recebendo o alfa dentro de si que entrava com força e fundo saindo devagar e voltando forte de novo. Aquilo era enlouquecedor. O ômega queria mais, mais rápido, mais forte... O problema era que não estava em situação de implorar, então gemeu, arrastava seus gemidos o máximo que podia fazendo o alfa deleitar-se com os sons.


– Sabe que som é melhor que esse seu gemido manhoso de ômega submisso? – O alfa perguntou no ouvido do outro que não respondeu, estava envergonhado. –  Esse som...

  Foi então que Hope descontou toda sua vontade na velocidade que estocava o mais novo. O som das peles, corpos se chocando dominava o ambiente. A mão do alfa foi nos fios claros, puxando-os e indo mais fundo. Yoongi gemeu alto, gritou, e suportou o desejo que seu alfa descontava em si.

Suados, ofegantes, em êxtase pelo prazer; era assim que se encontravam. Era assim que estavam demonstrando o amor, desejo e vontade pelo outro. E foi assim que Yoongi chegou em seu limite e gozou sujando sabe-se lá o que na cozinha-sala deles. Porém, o Jung demorou um pouco mais fazendo o ômega delirar em seu orgasmo perdendo sua formas.

Quando o alfa estava para chegar em seu limite saiu de dentro do loiro, o virou colocando-o sentado na mesa e o beijou. Yoongi envolveu seus braços no pescoço do outro sentindo sua fraqueza o acometer, mas manteve-se firme por um fio correspondendo ao beijo enquanto Hope se masturbava entre eles. As línguas iam de uma boca a outra, as cabeças rodavam, as mordidas com puxões até que o alfa gemeu rouco derramando-se em Yoongi que sentiu  o liquido quente em suas coxas e abdômen.



                              {•••}



Yoongi despertou na cama do quarto de Hoseok e o mesmo estava ao seu lado.  Estava sentindo uma tontura e mal-estar horrível e, juntando forças que nem faz ideia de onde tirou, levantou e vestiu uma calça de moletom do alfa que ainda dormia como uma pedra. Seguiu para a cozinha buscando um remédio quando sentiu cheiro de comida, olhou ao redor e percebeu que TaeHyung havia voltado da casa de Jin – onde havia ido passar a noite – e estava agarrado à uma tigela de sabe-se lá o quê.


– Boa tarde, Suga. – falou com a boca cheia, fazendo o ômega rir nasalado.


– Boa tarde, TaeTae. O que está comendo? – perguntou ainda procurando um remédio pelo meio das várias gavetas que haviam alí.


– Ramen apimentado com chantilly e morango. – assim que ele terminou de falar o estômago do loiro revirou e só deu tempo de ele correr para o banheiro mais próximo e despejar tudo que havia e até o que não havia em seu estômago.


Tae correu largando a tigela e fazendo a mesma cair no chão e quebrar, mas não liga, estava assustado com a reação do baixinho. Chegou no banheiro encontrando Yoongi sentado no chão, ele estava branco – quer dizer, mais branco que o normal.


– Suga, você 'tá bem? Tá tudo bem com o bebê? – perguntou passando a mão na costa do outro, reconfortando-o.


Bebê? – a voz de Hoseok soou atrás dos dois.





Jeon JungKook(Ponto de Vista)


“A mesma floresta, mas desta vez a escuridão tomava conta de todos os lados. Eu não encontrava a clareira onde Jimin estava, era como se estivesse correndo em círculos, eu estava perdido. Minha corrida continuava, os espinhos machucavam meus braços, entretanto, eu não parava, ou melhor, não pararia pois meu corpo foi empurrado para frente me fazendo cair no chão. Sinto um frio diferente e uma voz sussurra em meu ouvido:


A história irá se repetir.



Notas Finais


Aí gente...
Tava morrendo de saudade...
O que acharam??
Comentem ai...

Trailer da Fic: https://youtu.be/Ar3lqsMmi_w

Recomendações de fic:

BETA: ABO|Jikook|Jimin!Alfa|JungKook!Beta. @Shawanamatos e @Beta7 (eu u_u)
Link:https://spiritfanfics.com/historia/beta-6712378

Por Quem Não Se Apaixonar: Comédia|Jikook. @Hall, vulgo menina que me faz rir pacas, mas Ok...kkkk
Link:https://spiritfanfics.com/historia/por-quem-nao-se-apaixonar-5760855


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...