História Seu Mordomo 6 anos depois - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Alois Trancy, Bardroy "Bard", Ciel Phantomhive, Claude Faustus, Elizabeth Midford, Finnian "Finny", Grell Sutcliff, Hannah Annafellows, Mey-Rin, Personagens Originais, Sebastian Michaelis, Snake, Undertaker, William T. Spears
Tags Drama, Lemon Seabbysxciel, Novela, Romance, Yaoi
Exibições 74
Palavras 2.249
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Voltei meus lindos, com mais um capítulo, espero que gostem eu fiquei um pouco perdida, pq fazia um tempão que eu não escrevia então boa leitura....

Capítulo 28 - Infeliz casamento forçado


Fanfic / Fanfiction Seu Mordomo 6 anos depois - Capítulo 28 - Infeliz casamento forçado

 -Aonde você foi Amélia?- Richard perguntou enquanto se arrumava para dormir.

 

-Uma coisa que Alaya me pediu- Amélia sorriu.

-E Alice, onde ela está?

-Está vivendo sua vida- Amélia sorrir enquanto distribuía beijinhos no rosto de Richard.

2 horas atrás

Alice e Amélia caminhavam até a mansão Phantomhive, Alice não sabia o porque de estarem indo para lá, mas não perguntou até chegarem na mansão.

-Sabe, Alaya sempre me dizia que para tudo tinha uma segunda chance- Amélia dizia calmamente.

Alice não sabia aonde Amélia queria chegar, mas estava interessada no assunto.

-O quê quer dizer com isso?- Alice pergunta intrigada.

-Alaya fez um ritual há muito tempo, muito antes de Michaelis e Faustus nascer, este ritual fazia que ele reencarnasse, no entanto para isso ela tinha que passar seus poderes demoníacos para alguém próximo a ela.

-Eu sei, então Alaya teve a chance de reencarnar com humana- Alice não estava gostando do rumo da conversa.

-Eu sei que você sente algo por ela, não?

Alice cora intensamente e sente uma forte dor em seu peito, uma dor chamada saudade, ela só soube o que sentia por Alaya depois que presenciou sua morte, a pior dor de sua vida.

-Está errada, eu não sinto nada além de agradecimento por ela ter me salvado- diz fria.

-Não precisa mentir pra mim, isso é normal, ninguém irá julgá-la, mas eu a trouxe aqui para lhe fazer uma proposta .

-O quê seria?

-Gostaria de reencarnar com Alaya?- Amélia foi direta.

Alice não esperava por isso, se escorou na árvore mais próxima ainda processando a pergunta que morena havia lhe feito.

-Então, o que me diz?- Amélia sorria bobamente.

-Espera! Isso é muito complicado!- Alice precisava de um tempo para pensar.

Era difícil para ela, voltar a ser humana, já tinha se acostumado com sua vida demoníaca, mas ainda pensava muito Alaya, se amava, essa palavra era a única coisa que conseguiu descrever o que sentia por ela.

Foi muita coisa que aconteceu, a morte de Alaya havia mexido muito com Alice e às vezes se pegava pensando em como seria se Alaya ainda estivesse viva e ao seu lado, como sonhava em segredo em voltar no tempo e retribuir cada carícia ou carinho que Alaya lhe fazia.

Muito insegura de si mesmo respondeu baixo mais audível:

-Sim...

Amélia quase pula de alegria e pega a mão de Alice e sorrir em satisfação, após isso uma luz ilumina Alice, ela olha em volta e não estava mais com Amélia , estava tudo roxo e de olhos fechados ela sente algo lhe agarrando suavemente.

-Você veio!- Alaya estava mais feliz do que nunca, que não conseguiu conter algumas lágrimas de felicidade.

Alice ao sentir o confortável abraço da ruiva, se vira e com muita paixão beijou seus lábios, agora ninguém poderia as separá-las, elas se amavam demais e tudo que queriam era passar a vida juntas, como humanas ou demônios, não importava porque já estava na hora de elas terem o seu tão esperado final feliz.

O ritual foi feito, Amélia se certificou de que tudo sairia perfeito como Alaya sonhou e voltou para casa para encontrar um Richard preocupado e ansioso, era engraçado como ele era tão fofo com simples ações ou será o seu amor falando mais alto? Tanto faz, eles eram felizes e Amélia tinha uma surpresinha para Richard, uma surpresinha bem especial.

******

Os dias passaram e o casamento de Ciel Phantomhive e Sônia Cately foi anunciado,todos estavam em alvoroço para os preparativos do casório, sem Sebastian, Ciel precisou contratar um organizador de casamentos.

Nunca se sentiu mais infeliz em toda a sua vida, a tristeza e culpa que sentia no momento faziam ele quase desistir de tudo e o pior sentia muita falta de Sebastian, mas depois de rejeitá-lo duvido que ele o aceite de volta. Faltavam apenas dois dias para o casamento e constantemente Sônia fazia visitas para Ciel, que sentia um terrível embrulho no estômago, a presença de Sônia o enojava. Tanto quanto ficar ao lado de porcos sujos.

-Ei acorda, Ciel!- Sônia bate violentamente sua mão contra a mesa tirando o azulado de seu transe- Só de pensar que daqui a dois dias eu serei a Condessa Sônia Phantomhive, já me deixa entusiasmada, com tal título e poder!

Era isso que Ciel detestava em Sônia, sua ambição e ganância, Sônia só falava de coisas fúteis e tratava os empregados muito mal, o azulado não conseguia admitir mas seus empregados foram a única família que ele conseguiu depois da morte de seus pais e odiava quando eles eram destratados por Sônia, mas não estava com paciência para aguentar os protestos da mesma e como sonhava em acabar logo com isso e largar Sônia, mas sua posição o deixava muito exposto a calúnias e difamações vindo de outros nobres.

-Ei Ciel!- Sônia o chama mais uma vez e Bard entra com tudo no escritório.

-Bochan, a Mey-rin entrou em trabalho de parto por favor chame a parteira!- Bard estava nervoso.

-Não temos a obrigação de oferecer esse tipo de auxílio, se vire, somos nobres e não pobres sujos- Sônia cuspiu as palavras.

-Sujos são as pessoas que só pensam em si mesmas e são tão egoístas quanto um demônio- Ciel olha com desprezo para Sônia e depois para Bard- Eu chamarei a parteira fique tranquilo Bard.

Bard suspira aliviado e vai esperar a parteira com sua mulher. Já Sônia, não estava nada satisfeita com a situação, odiava ser contrariada, mas o que podia fazer? Um escândalo? Nem pensar ela ainda não era esposa de Ciel, para exigir tais coisas.

Pouco tempo depois, a parteira chegou e se dirigiu ao quarto de Mey-rin, Bard ficou do lado de fora junto com Ciel, Finnian e Snake que esperavam ansiosos o chorinho da bebê.

No quarto

Mey-rin sentia todas suas forças indo embora, estava quase tendo sua pequena Alexandra e ao ouvir o chorinho da bebê, chorou de felicidade agarrou sua pequena em seus braços e lhe deu um beijo na testa ainda sujinha de sangue.

-Ai!- Mey-rin sente mais uma dor.

-Parece que temos mais um chegando- avisa a parteira.

-Outro ah!

Demorou um pouco mais finalmente o outro bebê nasceu, Mey-rin estranhou um pouco, afinal pensava só ter um bebê.

-É uma outra menina!- avisou satisfeita a parteira- Bom já que os bebês já nasceram, falta escolher o nome.

Mey-rin pensou por um tempo até que se lembrou de que tinha prometido dar o nome que Amélia havia lhe pedido para seu segundo bebê.

-Alexandra e Alice- disse feliz com suas duas filhas.

A parteira sorriu e abriu a porta para o pessoal que esperava ansioso pela chegada das crianças.

-Então?- Bard perguntou ansioso.

-Duas meninas- disse parteira.

-D-duas?- se perguntaram ao mesmo tempo.

-Mais um presente vindo de Deus, venha conhecer Alexandra e Alice- Mey-rin chamou Bard.

Bard se aproximou dos bebês e os segurou no colo, as meninas começaram a chorar e Bard chorou junto com elas de emoção.

-Aqui é o papai- disse Bard brincando com as duas.

******

Sebastian estava sádico e odiava está nesse estado, no momento devorava uma alma de uma prostituta que achou nas esquinas fedorentos de Londres, como estava com bastante ódio e rancor, sentia que seu mundo estava quase acabando ao ver a seguinte notícia no jornal matinal:" Já foi marcado o casamento de Ciel Phantomhive e Sônia Cately!"

Como adoraria matar aquela vadia em questões de segundos, como queria ver o desespero em seu olhar, era algo que ele sorria só de pensar.

-Não devia se punir tanto por um mero humano.

Sebastian se vira rapidamente olhando a mulher loira de olhos demoníacos à sua frente.

-Liu?- Sebastian estava pasmo.

-Parece que você não está muito bem- Liu estende sua mão para Sebastian e juntos eles voltam para o inferno.

Caminhando e vendo pessoas sofrendo Sebastian se perguntava como Liu havia lhe achado se nem Claude sabia de sua localização.

Ao chegar no castelo de seus pais, Sebastian encontrou Amélia nada satisfeita com a situação. O motivo: Richard após saber que Sebastian não estava mais tendo relações com o humano, resolveu falar com um grande amigo seu e providenciar um casamento arranjado dele com Liu . Amélia ao saber disso não falou com Richard o dia todo.

-Seja bem-vindo Michaelis- Richard disse formalmente.

Sebastian se sentou no sofá do escritório e olhou para sua mãe que nem o cumprimentou, mas talvez em seu estado nem ele se cumprimentaria.

-Este é o pai de Liu- Richard aponta para o homem ao seu lado- Sá e esta linda moça sua filha...

-Me diga logo o que querem comigo- Sebastian foi rude em suas palavras.

Amélia suspirou e olhou para Richard.

-Já que não está mais com o humano, resolvermos...- nesse momento Amélia tossiu mostrando seu descontentamento- Digo "eu" resolvi lhe arranjar um casamento com Liu, seria muito bom para a família, já que a forma de Liu é a de um guepardo, seria muito proveitoso para o nome da nossa família e para você também.

Sebastian olha para Liu e em seguida para a cara de insatisfação de sua mãe, realmente não estava preparado para um relacionamento eterno com alguém que só viu uma vez na infância.

-Em outras palavras Richard quer forçar um casamento seu e de Liu- disse Amélia.

-Oka-san, eu não tenho certeza- disse um pouco baixo.

-Pensei bem Michaelis, ela é bem bonita e seu título é bem proveitoso- Richard disse formalmente.

Amélia estava odiando esse diálogo, odiava quando Richard fazia algo pela suas costas e pior fazendo pressão em Michaelis.

-Se você não quiser, é só dizer querido- disse Amélia tentando convencer o filho a não fazer a pior besteira de sua vida.

Sebastian olhou para a janela do castelo, lembrando das palavras duras ditas por Ciel e que se tivesse pelo menos alguma dignidade, não se lamentaria por algo tão HUMANO.

-Eu aceito, irei selar união com Liu- Sebastian ainda estava inseguro com suas palavras, mas pensava ser o certo a fazer.

-Ótimo! O casamento será daqui a dois dias!- Richard sorriu satisfeito e Amélia olhou para Sebastian, praticando adivinhando que essa atitude era motivada pelo ódio de ser rejeitado.

-Tão rápido?!- Sebastian questiona.

-Sim, o mais rápido possível- Richard sabia que se não se antecipasse, algo sairia errado ou correria o risco de Sebastian desistir.

-Está bem.

Amélia não estava nada satisfeita e tiraria severas satisfações com Richard mais tarde.

******

Claude estava um pouco chateado , Alois havia saído para Deus sabe onde, olhou em seu relógio pela décima vez e olhou novamente para a janela, não poderia ir atrás do loiro, afinal recebeu ordens de ficar em casa.

Olhou novamente e suspirou aliviado ao ver a carruagem chegando, desceu rapidamente para a entrada da mansão onde entrou um Alois nem um pouco satisfeito com dois envelopes em mãos, um da cor preta e outro branca com o símbolo dos Phantomhive.

-O quê houve?- perguntou o mordomo assim que se aproximou.

-O Ciel que é um idiota!- falou com toda sua frustração- Ele vai casar com Sônia Cately, imagina! Eu sabia que isso ia dar em merda e agora ele está preso a essa vagabunda!

Claude tentou pegar as partes mais importantes e Alois deu o envelope preto para Claude. O mesmo abriu e arregalou os olhos.

-O quê é?- Alois pega o envelope das mãos de Claude.

-O Sebastian irá se casar com Liu daqui a dois dias- Claude parecia chocado.

-Quem é Liu?

-Uma demônia na forma de um guepardo muito poderosa.

Alois suspira- Bom temos dois casamentos para ir e como eu conheço o Ciel, ele não vai querer que eu venha ver a sua desgraça, por isso eu não irei para nenhum dos dois.

-Se eu não for para o casamento do meu irmão, Amélia irá me matar, mas como eu a conheço, ela não deve estar nada satisfeita com isso.

-Amélia, é uma mulher forte e acho que seu pai está em maus lençóis com ela agora.

******

Amélia estava possessa, ela e Richard estavam no quarto enquanto a morena tacava todos os objetos do quarto em Richard.

-RICHARD SEU DESGRAÇADO, COMO OUSA FAZER ALGO PELAS MINHAS COSTAS!- Amélia arremessa um lustre na direção de Richard.

-Se eu falasse você iria me matar de qualquer jeito!- Richard se esconde atrás de uma poltrona.

-MAS É CLARO, VOCÊ OBRIGOU MICHAELIS A CASAR COM UMA GAROTA QUE NEM ELE CONHECE! COMO ACHA QUE VAI SER A RELAÇÃO DOS DOIS!

Richard cansado desse papo, então com sua velocidade demoníaca chega por trás de Amélia e segura seu pulso delicadamente.

-Sabe eu não gosto de ficar brigado com você- Richard beija uma das mãos de Amélia.

-FOI VOCÊ QUE FEZ ALGO ERRADO!- Amélia se afasta um pouco de Richard.

-Escute, Michaelis está passando por um momento muito difícil, foi rejeitado por um humano, eu acredito que Liu poderia satisfazer seus desejos e...

-ACHA QUE EU TAMBÉM SOU APENAS FEITA PARA SATISFAZER SEUS DESEJOS!

-Claro que não, eu te amo e pretendo me casar com você junto com Michaelis e Liu- Richard cobre a mão de Amélia e depois a solta revelando um anel de ouro com uma pedra vermelha.

-R-Richard- Amélia quase chora de emoção, Richard sorrir satisfeito e abraça suas noiva- Só me prometa uma coisa.

-O quê?

-Se Michaelis desistir, você não tentará impedi-lo- Amélia disse séria.

-Tá, eu prometo- Richard dá um selinho nos lábios da morena- Agora vamos dormir, está bem? Teremos um dia muito cansativo amanhã.


Notas Finais


Bjs de morango🍓 até outro dia, mas como eu me conheço eu tentarei postar antes do tempo😆 então fiquem atentos....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...