História Seu olhar - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren
Visualizações 436
Palavras 2.637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIAM AS NOTAS INICIAIS!!!

Ei amores, voltei!!

Esse capitulo contem palavras de baixo calão, então se não gostar não ler!!!

Vejo vocês nas notas finais!!!

Bjooo

Capítulo 28 - Minha casa


Fanfic / Fanfiction Seu olhar - Capítulo 28 - Minha casa

Continuação

Pov- Lauren Jauregui

Ela me virou de frente novamente e se encostou na pequena estante atrás de dela, eu nunca havia a visto assim, tão segura, extremamente sex e com um olhar que queimava toda a minha pele, ela então pegou um controle próxima à onde estava e (Earned It) começou a tocar e definitivamente aquela não era a minha nerd, nem a Camz e nenhuma versão que eu já conhecia da minha namorada, aquela era uma versão que eu queria só para mim e ninguém mais, sou despertada do meu transe quando ela fala.

Camila: tira o vestido agora!

Faço o que ela manda e abaixo o zíper enquanto a olho de forma provocante, vou descendo meu vestido bem devagar e ao terminar o jogo em um canto qualquer do quarto, quando eu ia tirar meu salto ela me interrompe.

Camila: deita na cama assim como está.

Eu não consigo dizer nada só obedecer ao que ela pede, estou tomada por esse frenesi que não consigo nem raciocinar direito, ela então começa a se aproximar e termina de me deitar na cama isso sem tirar os olhos dos meus, pegou a rosa inteira que estava ao meu lado e foi passando por todo meu corpo e depois a jogou em um canto qualquer do quarto, depois pegou minha perna devagar dobrando-a e colocou-a sobre os ombros e começou a beijar e chupar a parte interna da minha coxa direita, foi trilhando esse caminho até chegar na minha intimidade e pois seu nariz bem no meio dela ainda coberta pela calcinha e inalou seu cheiro, nessa hora se eu já estava excitada eu simplesmente inundei, porem como ela estava disposta a me tortura ela recuou e voltou fazendo a mesma coisa na minha perna esquerda, a diferença foi que ao invés de cheirar a minha boceta ela simplesmente deu um beijinho e continuou a trilhar beijos e pequenas chupadas pela minha barriga, que a essa altura subia e descia rapidamente denunciando o meu êxtase, quando ela finalmente chegou na altura do meus seios ela me ergueu e me olhou de uma maneira tão terna eu diria que até emocionada.

Camila: você é simplesmente perfeita, eu vou te amar como ninguém nunca amou!

Eu me emocionei e sorri abertamente para ela, que me deu um beijo de tirar o folego isso enquanto tirava o meu sutiã e eu agradeci mentalmente por isso, porque a essa altura ele já me incomodava, quando o ar se fez necessário ela me deitou novamente e me olhou sacana.

Camila: acho que eles querem um pouco de atenção ahn?

Eu: que tal você dar a atenção que eles merecem?!!

Eu não precisei dizer mais nada, ela desceu mordendo o meu queixo, deu uma puta de uma chupada no meu pescoço que com certeza ficará marcado, e eu não poderia me importar menos e estava simplesmente amando tudo que ela fazia comigo, de repente ela parou em frente aos meus seios e começou a fazer uma massagem lenta e gostosa, depois juntou-os e chupou os dois ao mesmo tempo, nesta hora eu agarrei a cabeceira da cama e soltei um gemido meio esganado e preso, depois de um tempo nisso ela solta meus seios e começa a literalmente mamar no meu seio direito enquanto brinca com o bico do meu seio esquerdo, assim que ela terminou de dar igual atenção aos dois foi descendo devagar isso sem tirar os olhos de mim, ao chegar na minha intimidade ela não fez cerimonia e tirou a mesma com os dentes, ficou distribuindo beijos na área externa da minha boceta só para me fazer gemer, depois de um tempo nisto ela não tomava nenhuma ação de fato.

Eu: faz logo Karla.

Camila: fazer o quê?

Eu: para de graça amor.

Camila: pede!

Eu: me fode porra.

Camila: pede direito amor.

Eu: eu quero gozar, faz o que quiser comigo, só me faz gozar!

A filha da puta (perdão Sinu) então começou a beijar a minha vagina, simplesmente começou dando um beijo de língua nela e puxava com os dentes os pequenos lábios, eu já não conseguia conter os meus gemidos, depois ela começou a passar a língua de cima para baixo bem rápido, quando eu já estava fora de mim agarrando os lençóis da cama ela começou a me penetrar com a língua até onde alcançava e com o polegar ela massageava meu clitóris, nesta altura eu já estava sentindo meu orgasmo se formar em meu ventre eu gemia como nunca na vida, já quase gozando ela tirou a língua e me penetrou sem aviso com dois dedos de uma vez batendo bem fundo e acertando em cheio meu ponto de prazer, e foi neste momento que eu fui ao paraíso e voltei me desmanchando e ela então tirou os dedos de mim e sugou tudo o que eu lhe dei, recobrei os sentidos com ela finalmente tirando os saltos dos meus pés.

Eu: ual.

Camila: nós só estamos começando.

Foi ai que eu percebi que ela ainda estava de roupa esse tempo todo, porém antes de eu mesmo reclamar ela ficou em pé de frente da cama e foi simplesmente fazendo um stripe-tiase para mim, primeiro tirou o blazer, depois foi desabotoando os botões da camisa que usava, isso tudo me olhando profundamente, antes de tirar a camisa de vez ela colocou os pés sob a cama, mas antes dela começar a tira-los eu fui engatinhando em sua direção e o fiz, após tirar os dois ela tirou a calça, a camisa, o sutiã e por fim a calcinha que ela jogou para mim, fiquei por um tempo admirando aquele corpo e por Deus isso não é corpo e sim um templo, minha namorada é um mulherão da porra.

Camila: gosta do que vê?

Eu só fiz sinal com o dedo para ela vir até mim, ela então veio engatinhando sobre mim e sussurrou no meu ouvido.

Camila: vamos nos amar agora?

Eu: eu não sei fazer isso.

Camila: você me ama?

Eu: como eu já mais pensei que poderia.

Camila: então toda a vez que estivermos juntas assim é isso que faremos, quando a gente ama alguém a gente não só transa, mas faz amor.

Ela então fez um carinho no meu cabelo, me deu um singelo beijo na ponta do nariz, entrelaçou nossos dedos e subiu nossos braços acima de nossas cabeças e juntou nossas intimidades, não precisou mais do que isso para meu corpo incendiar novamente, eu institivamente fechei meus olhos.

Camila: não feche os olhos, não me priva de ver os olhos mais lindos do mundo.

Ficamos então nos olhando enquanto ela se movia lentamente, foi só aí que percebi o quanto ela estava excitada também, pois deslizava sobre mim com facilidade, ela começou a intensificar as reboladas e foi beijando meu pescoço, quando ela gemeu bem no meu ouvido eu comecei a rebolar também em baixo dela, pois eu já podia sentir que gozaria de novo.

Eu: amor mais rápido.

Ai Camila eu vou gozar.

Camila: goza amor, vem comigo.

Só bastou isso para ela acelerar de vez e eu me desmanchar de novo.

Eu: ai Camz gozei.

Uns segundos depois ela gemeu bem alto no meu ouvido denunciando que tinha atingido o clímax também, senti o peso do seu corpo sobre o meu enquanto íamos acalmando nossas respirações.

Camila: eu te amo tanto Lo.

Eu: você foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida! Me abraça?

Ela então me abraçou forte e eu me agarrei nela como se minha vida dependesse disso, pois pela primeira vez na vida eu não tinha feito sexo eu tinha feito amor!

Pov- Camila Cabello

Se eu já tinha sonhado com esse momento?

Sim, inúmeras vezes!

Se eu podia se quer imaginar que seria tão maravilhoso?

Nem em sonho!

Depois dessa onda de felicidade me invadir eu me viro para o meu bichinho sonolento ao meu lado, pois se eu deixar ela dorme assim sem tomar banho nem nada, fora que eu preciso finalizar a surpresa que eu fiz para ela.

Eu: amor acorda.

Lauren: me deixa mimi Camz.

Meu Deus, como resistir tanta manha.

Eu: daqui a pouco eu te deixo mimi bebê, mas agora vem tomar um banho vem.

Lauren: que mania de tudo banho amor.

Nem deixei ela continuar reclamando e a peguei no colo, ela ainda de olhos fechado se agarrou a mim, quando cheguei com ela no banheiro eu a coloquei de pé e liguei o chuveiro no quente para ela não reclamar. Ela me abraçou e deitou a cabeça no meu pescoço enquanto eu a ensaboava. Depois de trocas de caricias e beijos, ela finalmente despertou e quando o clima esquentou de vez nós nos amamos mais uma vez no banheiro. Assim que saímos eu como já tinha preparado tudo para vir para cá, a vesti com um moletom bem quentinho, pois de madrugada faz muito frio nesta região ainda mais no mar, depois me vesti também e pedi para ela aguardar enquanto eu falava com o capitão que ficou de plantão a nossa disposição Sr. Henderson, depois ao chegar na sala dele eu pedi desculpas por incomoda-lo só agora já quase no amanhecer do dia.

Henderson: que isso menina, eu estou acostumado e desde que seu pai te deu esse iate, você nunca me deu um trabalho sequer, agora eu vou providenciar os últimos ajustes para sairmos, ok?

Eu: muito obrigada.

Deixei ele fazendo os ajustes para sairmos em alto mar e fui até a cozinha preparar algo para eu e a Lo comermos, pois do jeito que a noite foi longa ela deve estar com fome. Faço uma bandeja com um belo café da manhã e pego a caixinha com a última surpresa do dia para ela e escondo no meu bolso. Percebo que já estamos nos movendo, bem lentamente é claro, pego a bandeja e deixo na sala ao lado do meu quarto, vou então finalmente buscar a minha princesa, ao entrar obvio que ela já está deitada de novo.

Eu: amor vem, eu prometo que te deixo dormir depois.

Lauren: Camila eu estou começando a querer te jogar deste barco.

Ela levanta sob protestos enquanto eu pego um cobertor no armário, dou a mão para ela que a segura e nós saímos do quarto, passamos na sala eu pego nosso café da manhã, deixo para apresenta-la ao capitão outra hora para ela não me matar e caminhamos até chegar na proa do navio, peço para ela se sentar e então me encaixo atrás dela e nos cubro com o cobertor enquanto o navio se move pelas aguas frias e calmas de Seattle. Ela começa a tomar o café da manhã e vai me dando as frutas na boca, quando o sol está finalmente nascendo eu resolvo colocar meu plano em pratica e a abraço mais forte e começo a cantar:

(Hold On, We're Going Home)

I got my eyes on you

You're everything that I see

I want your hot love and emotion endlessly

I can't get over you

You left your mark on me

I want your high love and emotion endlessly

'Cause you're a good girl and you know it

You act so different around me

'Cause you're a good girl and you know it

I know exactly who you could be

Just hold on, we're going home

Just hold on, we're going home

It's hard to do these things alone

Just hold on, we're going home

I got my eyes on you

You're everything that I see

I want your hot love and emotion endlessly

I can't get over you

You left your mark on me

I want your high love and emotion endlessly

'Cause you're a good girl and you know it

You act so different around me

'Cause you're a good girl and you know it

I know exactly who you could be

 

Just hold on, we're going home (going home)

Just hold on, we're going home (going home)

It's hard to do these things alone (these things alone)

Just hold on, we're going home

You're the girl

You're the one

Gave you everything I loved

I think there's something, baby

I think there's something, baby

You're the girl

You're the one

Gave you everything I loved

I think there's something, baby

I think there's something, baby

'Cause you're a good girl and you know it

You act so different around me

'Cause you're a good girl and you know it

I know exactly who you could be

Just hold on, we're going home (going home)

Just hold on, we're going home (going home)

It's hard to do these things alone (these things alone)

Just hold on, we're going home

Going home

 

Tradução

Eu só olho para você

Você é tudo o que eu vejo

Quero seu amor ardente e sua emoção infinita

Não consigo te superar

Você deixou uma marca em mim

Quero seu grande amor e sua emoção infinita

Porque você é uma boa garota e você sabe disso

Você age tão diferente perto de mim

Porque você é uma boa garota e você sabe disso

Eu sei exatamente quem você poderia ser

Aguente firme, estamos indo para casa

Aguente firme, estamos indo para casa

É difícil fazer essas coisas sozinho

Aguente firme, estamos indo para casa

Eu só olho para você

Você é tudo o que eu vejo

Quero seu amor ardente e sua emoção infinita

Não consigo te superar

Você deixou uma marca em mim

Quero seu grande amor e sua emoção infinita

Porque você é uma boa garota e você sabe disso

Você age tão diferente perto de mim

Porque você é uma boa garota e você sabe disso

Eu sei exatamente quem você poderia ser

Aguente firme, estamos indo para casa (indo para casa)

Aguente firme, estamos indo para casa (indo para casa)

É difícil fazer essas coisas sozinho (coisas sozinho)

Aguente firme, estamos indo para casa

Você é a garota

Você é única

Te dei tudo o que eu amei

Acho que há algo, amor

Acho que há algo, amor

Você é a garota

Você é única

Te dei tudo o que eu amei

Acho que há algo, amor

Acho que há algo, amor

Porque você é uma boa garota e você sabe disso

Você age tão diferente perto de mim

Porque você é uma boa garota e você sabe disso

Eu sei exatamente quem você poderia ser

Aguente firme, estamos indo para casa (indo para casa)

Aguente firme, estamos indo para casa (indo para casa)

É difícil fazer essas coisas sozinho (coisas sozinho)

Aguente firme, estamos indo para casa

Indo para casa.

Ela me olha com uma carinha confusa e fofa, neste momento eu tiro a caixinha do meu bolso, abro e lhe pergunto:

Lauren eu sei que nós já estamos juntas a quase um mês, mas durante todo o tempo que eu passei te amando de maneira platônica eu sempre quis fazer isso em algum momento, eu sei que nós vamos enfrentar muitas coisas e que vamos brigar e ficar alguns dias sem nos falar, vamos sentir ciúmes, vamos brigar pela roupa que a outra está usando, sei que você ainda ficará bem brava quando eu te acordar para ir para o colégio de manhã e sei que da mesma maneira que você precisa aprender sobre amor eu também preciso, eu sei que que todos acham que eu sou perfeita, mas eu sei e você também sabe que isso não é verdade, eu erro como qualquer ser humano e com certeza ainda vou te deixar triste um dia ou outro, mas no final de tudo eu sei que serei muito feliz com você, sabe por que?

Ela nega já emocionada.

Por que você é minha casa!

Lauren Jauregui, você aceita essa aliança, aceita essa nerd oficialmente como sua namorada?


Notas Finais


Gente quem acompanha esse fic a um tempo sabe que eu sempre disse que não sei fazer hot, então dei o melhor de mim, espero que tenham aprovado??

E sobre o capitulo o que acharam??

Vejo vocês em breve?

E de coração mais uma vez obrigada pelos comentários eu fico imensamente feliz quando vocês comentam, redobra a vontade de voltar rapido com a historia.

Bjoooo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...