História Seu olhar no meu olhar - Se apaixonar novamente, sim ou não? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Kiba Inuzuka, Maito Gai, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shizune, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Aventura, Drama, Naruto, Revelaçoes, Romance
Exibições 217
Palavras 1.704
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - I miss you.


Fanfic / Fanfiction Seu olhar no meu olhar - Se apaixonar novamente, sim ou não? - Capítulo 4 - I miss you.

I miss you:

*Autora ON: Leiam essa parte com a música Friends de Ed sheeran.*

Sasuke:

Eu sabia que tinha que disfarçar, mas era inevitável; Meus olhos brilhavam, e eu estava completamente fascinado,encantado,qualquer palavra já não era mais certa para definir, pois agora haviam várias;Eu demorei um tempo para perceber,mas Sakura sempre foi uma verdadeira flor que nunca perdeu a sua essência.

Ela puxou minhas mãos de tal maneira, me senti como se pudesse ganhar o mundo ali mesmo,era sensações sem iguais que eu não conseguia explicar,e ela como sempre com aquela coragem toda,aquela coisa de se superar e ultrapassar seus próprios limites;Ela parecia se sentir tão bem com uma mão para poder segurar, e eu!?

Eu me sentia um verdadeiro baka só de lembrar quantas vezes ela quis segurar as minhas mãos e não pode;Quantas vezes ela teve que passar por tudo sozinha,as vezes só precisando de alguém para te apoiar e estar ali contigo,e sei que milhares de vezes ela queria que essa pessoa fosse eu,me irritava pensar que eu sempre ignorei a melhor coisa da minha vida.

Me lembrei que se fosse a antiga Sakura,ela ficaria toda envergonha e com medo de falar ou fazer qualquer coisa que me irritasse, e eu nunca pensei que iria dizer isso,mas estou com saudades dela;

Me desliguei dos meus pensamentos,e a Sakura estava parada tão perto de mim me encarando que eu podia sentir sua respiração,ela fazia uma cara engraçada e eu comecei a encarar ela também, foi ai que eu percebi...Os olhos dela, ainda eram os olhos dela,faziam qualquer um se perder e por isso sempre evitei olha-los;Seu rosto ainda era o seu rosto,parecia um floquinho de neve,e parecia tão macio, sempre tive vontade de fazer carinho;E aquele sorriso? Cara,esse sorriso salva almas e é o convite para qualquer um se perder; É irritante,podia não parecer,mas eu sempre percebi e reparei em tudo; Assim como também percebi que ela ainda era ela, e que a minha Sakura estava ali dentro ainda, e eu não ia desistir de faze-la se lembrar. Disfarcei e disse:

- Por que está me olhando tanto? Estou muito bonito hoje né, e que cara é essa? Está ridícula.

- Ahh,eu queria saber por que meu irmãozão está tão pensativo hoje? E não sua iluda,sua cara é péssima e sou maravilhosa.-Sakura.

Naquela hora eu quis mesmo contar o porque estava tão pensativo,mas só disfarcei mais uma vez e disse:

- Hahaha,você é hilária, maravilhosa você? Desde quando? Está parecendo uma foca eletrocutada com essa cara.

- Você quer ver eu fazer pior?-Ela disse fazendo uma cara completamente ridícula,mas era impossível não rir e ai não aguentei.

- Você se supera,minha foquinha.-Falei.

-Você parece um peixe morto, e se ficar de palhaçada eu taco esse peixe de volta para o rio.-Ela afirmou. 

- Quero ver.- Falei dando uma banda nela e a jogando no chão.

- Assim não vale! Você me pegou de surpresa,mas vai ter voltar irmãozão!-Sakura.

Expressei um sorriso de canto,peguei as mochilas e fui andando na frente,o caminho era longo e a hora não para.Sakura levantou rápido e veio correndo na minha direção;Pegou nas minhas mãos,segurou forte,encostou a cabeça sobre os meus ombros e disse:

-Se você pensar em soltar as minhas mãos de novo,eu vou tacar você no rio,seu peixe morto!

-Ah,pare! Você,a minha foquinha que está doida para voltar ao seu habitat natural.-Falei.

-BAKA!!! Você sentiria minha falta.-Sakura.

-ACORDE,você está sonhando acordada,só pode.-Falei.

-Implicante!!!-Sakura.

-Irritante!!!-Retruquei,e era verdade,minha irritante.

Depois de andarmos mais ou menos 2 horas,a Sakura não parava de reclamar que estava com fome,e estava botando peso nos meus braços para andarmos mais devagar até parar.Eu continuei andando mesmo assim,então ela correu até me passar,parou na minha frente com a cara mais emburrada do mundo e disse:

-SASUKE UCHIHA!!! EU TO COM FOME!!!

-Ah deixe de ser fraca,não estamos andando nem a tanto tempo,e eu ainda estou carregando as mochilas,e VOCÊ de brinde.-Afirmei.

-Nós estamos andando desde que saímos de Konoha,era MEIO DIA,e já é pôr do sol,estamos andando a 2 horas sem parar,eu preciso comer alguma coisa.-Sakura.

-Eu não vou sair daqui enquanto você não concordar.-Ela disse sentando no chão e agarrando a árvore,aquela foi a cena mais engraçada e ridícula que eu já vi na minha vida.

-Ah,ainda faz pirraça?Que coisa feia,sua malcriada!-Brinquei.

-Anda irritante,levanta dai.-Continuei,tentando ficar sério.

-NÃO! -Sakura.

Ela segurava na árvore com toda força do mundo,e eu tenho certeza que se eu tentasse tirar ela dali,ela ia socar a minha cara,porque alguns costumes nunca mudam,a Sakura ainda é a Sakura,por mais que ela não se lembre.O mais irritante,é que ela é tão teimosa quanto eu:

-Tudo bem,você venceu senhora pirraça,vamos comer,já pode levantar.-Afirmei.

-Eu não consigo,você me deixou tanto com fome,que eu não tenho nem mais forças para andar.-Sakura.

-Ah,tadinha! Além de ser senhora pirraça,ainda faz drama.-Falei.

Ela ficou me encarando ali sentada e ainda com a cara emburra,então,não teve jeito;Coloquei uma mochila nas costas e outra pendurada no braço,peguei ela no colo e fui andando,eu nunca cuidei tanto de uma pessoa,nem de mim.Por sorte,andamos( no caso,EU ANDEI MESMO ) mais uns 15 minutos e achei um restaurante.Entramos,a Sakura desceu do meu colo que nem um furacão,me empurrou e saiu correndo para mesa.Eu estava me segurando para não ri,ninguém merece,alguém tinha que ser sério naquele lugar.Fui até a mesa devagar,e me sentei,precisava manter a calma;Chamei a garçonete rapidamente antes que a Sakura comesse a mesa. 

- Boa noite!O que vão querer?-Garçonete.

-Ah,ele é um péssimo irmãozão,e um péssimo melhor amigo,me deixou com fome a tarde inteira,eu não sei o que escolher,pode ser qualquer coisa.-Sakura.

Então eu pedi duas tigelas de lámen;E quando a garçonete veio com elas na bandeja,os olhos da Sakura chegavam a brilhar,e dai quando ela colocou as tigelas na mesa,a irritante começou a comer,mas estava deixando o macarrão cair toda hora do hashi e estava se sujando toda.Logo sem paciência,ela já começou a emburrar a cara de nojo,aquela foi a melhor cena da minha vida,a minha barriga estava doendo de tanto rir,eu nunca tinha sentido isso:

- Parece que alguém se esqueceu de como usar o hashi.-Falei.

- Ahh deixa de ser implicante,eu vou te empurrar da cadeira.-Sakura.

-É assim que se usa,vou te mostrar.-Falei.

E depois de inúmeras tentativas,ela finalmente conseguiu,dai ela acabou de comer e ficou olhando para minha cara:

- O que foi? Está admirada comigo?-Perguntei.

NÃO,deixe de ser convencido!!! É que você nem tocou no seu lámen ainda,então..-Sakura.

- Ta,vai em frente,pode comer,não vai ter jeito mesmo.-Falei.

- Ahhhh,você é demais,irmãozão.-Ela disse,e pulou em cima de mim,me abraçando,naquela hora meu coração começou a acelerar,como todas as vezes,mas eu sempre disfarcei,então disse:

-Ta bom,sai de cima de mim,mal consigo respirar;

E depois da Sakura fazer amizade com quase todos os cozinheiros,eu paguei a conta e saí puxando ela daquele restaurante,se não,não iríamos sair dele nunca.Peguei as mochilas,e a irritante veio correndo e pegou minhas mãos de novo,se agarrando nos meus braços,as pessoas deviam estar achando aquilo engraçado,ela parecia um bicho preguiça grudado em uma árvore. 

Andamos mais um pouco e encontramos crianças estavam juntando as folhas das árvores e brincando de pular nelas.Quando eu olhei para o lado,cadê a Sakura? -Ela já estava lá brincando com eles,e ainda me fez pular junto,só que ela fazia aquela carinha que não tinha como ignorar, e isso me irritava. 

Depois de "brincarmos" com as crianças,fomos andando.Já era de noite,o céu estava todo estrelado,e não tinha nenhuma nuvem;Paramos em frente há um campo de flores de cerejeiras,a flor da Sakura,o campo estava cheio de vaga-lumes,parei para olhar o mapa e conferir se estávamos indo na direção certa,então a Sakura veio por trás,me deu uma banda,e saiu correndo pelo campo.

- Eu falei que ia ter volta.- Sakura.

Eu sai correndo atrás dela,joguei ela no chão e enchi ela de cócegas,até ela pedir por favor e chorar de rir. Eu deitei do lado dela,olhei nos olhos dela,eles brilhavam mais que a lua,as estrelas e o céu inteiro,parecia que havia um universo dentro deles.Virei a cabeça para o outro lado,e disse:

-Hoje foi um grande dia,tirando o fato de que você é uma tremenda irritante,comilona,tagarela,pirracenta e...-Quando olhei para ela novamente,ela tinha pego no sono.

*Autora ON: Leiam essa parte com a música Tale As Old As Time de A Bela e a Fera de 1991.VERSÃO PIANO*

Eu pude tirar proveito disso e ficar olhando para o seu rosto sem precisar disfarçar,e cara,a Sakura era extremamente linda,a mais linda que eu já tinha visto,a mais linda do mundo,ela tirava a graça de tudo que estava em sua volta;Eu cheguei mais perto,coloquei a mão sob os seus cabelos e fiz carinho.Eles eram macios e cheirosos,como sempre foram,e eu sempre quis fazer isso,então eu fiquei fazendo carinho e olhando o céu.

Depois de um tempo,levantei com cuidado para não fazer barulho,peguei as mochilas,e peguei Sakura no colo,fui andando devagar até achar uma pousada.A irritante queria acampar desde o início,mas ela parecia cansada e precisava de uma boa noite de sono;

Eu entrei,coloquei as mochilas no chão,e ainda com ela no colo pedi dois quartos,mas a atendente disse que só havia um quarto vago. Pelo menos dei sorte de achar a pousada aberta,já era tarde da noite,então fiquei com esse quarto mesmo;

Peguei as mochilas,subi para o quarto,entrei,coloquei as mochilas no chão,e coloquei a Sakura deitada devagar na cama,tirei seus sapatos,e abri a janela para entrar um vento fresco.Tinha uns lençóis e colchas em cima do armário,então fiz uma cama improvisada no chão para eu dormir.

Antes de deitar,fui ver como a irritante estava,dei um beijo na testa dela e disse bem baixinho:

- Você é uma preguiçosa que deve estar concentrada no sono e não está me ouvindo.Sinto sua falta,sinto falta da minha irritante que se preocupava com tudo que fazia só para me agradar,que me amava mesmo eu sendo o maior baka que te deixou quando você mais precisava.Eu vou até o fim do mundo para você se lembrar. Mas ainda hoje,com seu jeito diferente,eu me apaixonei por você de novo,e descobri que me apaixonaria por você de todos os jeitos possíveis.

- "Mesmo que não seja agora...

Não se apresse...

Não se confunda..

Você é minha paz..

        Acredite em si mesma e continue devagar..

Vou te esperar.." 

- Naruto Uzumaki.

 

 

 

 

 


Notas Finais


Amoresss,obrigada por acompanharem,desculpem o tempo sem postar,esperam que gostem,desculpe se cometi algum erro,escrevi essa fic morrendo de sono.Enfim,obrigada,amo vcss,vcs são incríveis <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...