História Seu Pecado - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Konan, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Gaaino, Naruhina, Sarada Uchiha, Sasusaku, Shikatema
Exibições 484
Palavras 3.037
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OI PESSOAL, DESCULPA MESMO A DEMORA, VOU DAR UMAS EXPLICAÇÕES.
Bom, eu estava no fim do período da faculdade, eu tinha muitos trabalhos para entregar e provas tudo acumulando, então eu resolvi me trancar no meu mundinho para estudar, o máximo que fiz foi fazer umas capas, pois precisava treinar minhas habilidades no photoshop justamente para uma das provas.
Então, quero pedir desculpas pela demora, hoje ainda não vou postar um capitulo continuação, esse é um especial que muita gente pediu, sobre como o Sasuke e Sakura se conheceram.
QUERO SABER O QUE ACHARAM DA CAPA, E PRECISANDO DE UMA, SÓ CHAMAR.

Capítulo 10 - Antes - Quando o pecador descobriu que te amava


Fanfic / Fanfiction Seu Pecado - Capítulo 10 - Antes - Quando o pecador descobriu que te amava

- Ino, pela milésima vez, eu não vou me apaixonar no primeiro dia de aula. – Sakura argumentava, sem nem olhar para os lados, ela ria da situação, acabara de sair de um relacionamento longo e abusivo com Hidan, e realmente não estava interessada em se apaixonar novamente.

- Mas você disse no ensino médio, e daí veio o Hidan, e pronto. – Ino argumentava tentando proteger a amiga, a garota que entrara na faculdade ao mesmo tempo que a melhor amiga, porém em cursos completamente diferentes.

- O Hidan foi um caso a parte, isso não vai acontecer comigo denovo. – Ela mal terminou a fala e foi surpreendida com braços ao redor da sua cintura, e um cheiro familiar invadindo seus sentidos, estava pronta para atacar, mas ao ouvir a voz do meliante, apenas retribuiu.

- Bom dia Saki-chan. – Naruto retrucou amigavelmente, enquanto via seu amiga dos cabelos rosas chamar atenção pelos corredores da Universidade de Tóquio, e sentiu-se no dever de protege-la.

- Se você continuar a me abraçar assim, as pessoas vão pensar que estamos namorando. – A garota falou enquanto se desvencilhava dos braços dele.

- Se isso manter esses idiotas afastados de você, por mim, tudo bem. - Naruto disse com ciúme estampado na voz

- Naruto. – Ele foi recebido com um cascudo vindo da rosada.

- Ai Saki, sua mão é pesada. - Praguejou enquanto passava a mão no lugar.

- Vai pesar ainda mais se você não parar com ideias estúpidas. - Disse ela firmemente 

- Tudo bem, tudo bem, só não vá se apaixonar. – Naruto retrucou irônico, também acompanhou todo o relacionamento doentio entre Sakura e Hidan no ensino médio, e cansou de alertar a amiga de quão perigoso aquele cara ela, e quão mal ele estava fazendo a ela.

- Ai que droga, mas até você Naruto, eu já disse que não vou me apaixonar no primeiro dia de aula. – Sakura esbravejava enquanto caminhava sem olhar para onde estava indo

Foi a primeira a sentir um impacto que imaginou ser a parede, já que não via nada a sua frente, mas ao começar a tateá-la, percebeu que estava muito “fofa” para ser a parede, apesar de que de fofa não tinha nada, Sakura olhou para cima e deu de cara com um par de olhos ônix extremamente furiosos, ela se encolheu, mas ainda não se afastou, ficou encarando aquele estranho par de olhos por mais tempo do que deveria, e suas mãos ainda continuavam passeado pelo corpo do estranho a sua frente.

- Será que você poderia se afastar? – A voz rouca e forte, extremamente máscula fez com todos os pelos do corpo da garota se eriçassem diante dela, e Sakura sentiu mais uma vez como a garotinha de 16 anos que acabara de entrar no ensino médio.

Ela não respondeu nada, pelo contrário ficou em silêncio e ainda em estado de transe, completamente parada diante daquele estranho maravilhosamente lindo.

- Além de cega, você é surda? – Ele proferiu mais uma vez, e foi o suficiente para ela se mexesse e se afastasse de súbito dele, se jogando contra os braços de Naruto que estava a um passo atrás.

- Desculpe-me, eu realmente não te vi aí. – Ela retrucou e baixou a cabeça, não queria baixar a cabeça para ele, a não ser que fosse para fazer outra coisa, mas sua mente condenou aquele pensamento no mesmo instante, e ela se beliscou sutilmente.

- Percebi. Naruto, cada dia me surpreendo com suas amizades. – Ele disse, dessa vez olhando fixamente para o loiro de olhos azuis atrás da garota.

- Haha, Sasuke, essa é a Sakura, minha amiga de infância, aquela que lhe falei. – Naruto respondeu sarcástico.

- Hum. – Disse apenas, e se mexeu em direção ao outro lado.

- Hum o que? – Foi a vez de Sakura falar, enquanto observava o estranho que agora ganhou um nome: Sasuke, se afastar, então ela se virou para Naruto com uma cara de desentendida. – Por que ele disse hum? Você o conhece?

- O irmão dele é melhor amigo do meu irmão, então, por associação aquela parede de senso de humor acabou se tornando meu melhor amigo. – Falou, enquanto voltavam a caminhar pelo corredor em direção a suas respectivas salas de aula. Ino se dirigiu ao outro lado de campus, para o bloco de artes, e deixou os amigos no Bloco de Advocacia.

- Você não me contou que seu melhor amigo era tão gato. – Disse a garota eufórica.

- Eu nunca pensei nele nessa maneira, Saki. Ele é um grosso, sem senso de humor, ignorante e poucas são as pessoas que realmente o entendem. – Explicou o loiro.

- Interessante, será que eu consigo ser uma dessas pessoas? – Perguntou baixinho, esperando que ele não ouvisse, mas em vão

- Ah não Sakura, esqueça o que eu disse,  se apaixone por qualquer um, reset por favor, mas não se apaixone pelo Uchiha, ele não vale seu tempo. – Naruto proferia, enquanto eles entravam na sala de Direito Constitucional, e deram de cara com o garoto sentando no canto da sala, observando atentamente qualquer movimento, o professor ainda não tinha chegado, e Sakura aproveitou a chance para sentar-se ao lado dele, e tentando em vão, puxar alguma conversa com o rapaz.

- Oi, me desculpa por aquilo, eu estava meio atrapalhada, mas não nos apresentamos formalmente, eu sou Sakura Haruno.

- Já soube, realmente não me importa. – Ele disse frio e Sakura semicerrou os olhos ofendida, quem ele pensava que era.

- Tudo bem, parece que Naruto tinha razão. – Ela retrucou.

Sasuke sentiu uma pontada de curiosidade para saber o que Naruto tinha falado sobre ele, sua fama já não estava muito boa na universidade, mas será que era tão difícil para as pessoas acreditarem que ele só queria focar nos estudos. Mas tinha que admitir que a garota ao seu lado era realmente bem atrativa, porém jamais se via envolvido com alguém como ela, atirada e sem pudor.

A aula foi passando e Sakura já está se sentindo desconfortável com a frieza do cara ao seu lado, que ao invés de responder suas perguntas de maneira ignorante, simplesmente passou a ignora-la, o que irritou profundamente a garota, que demonstrava isso até demais, Sasuke no entanto também já estava irritado, não gostava de falar de si mesmo, não gostava de interagir com estranhos, mas por algum motivo, até tinha vontade de conversar com a garota, mas se controlou, afinal de contas, ele não queria dar margem para ela pensar que sentia alguma coisa por ela.

Nos dias seguintes, Sasuke passou uma semana infernal, Sakura tentava de todas as maneiras possíveis interagir com ele, nem que fosse por algum segundo, algum toque “acidental”, ela trazia café para ele todos os dias, e apesar dessa louca obsessão por ele, arranjou tempo para outras coisas, e a garota se destacou como uma das melhores alunas, logo no primeiro período, e entrou no grupo de pesquisa da universidade, o que a fez conhecer Sasuke ainda mais intimamente, pois dividiam um trabalho no tribunal e ela se tornou cada vez mais obcecada pelo rapaz, e chegava a ser grudenta demais, coisa que o moreno detestava, ela queria atenção, e quando ele se afastava ela corria atrás, até o dia que ela desistiu das investidas no rapaz. Sasuke estranhou quando não a encontrou com um café na mão para ele, e muito menos quando não dera bom dia para ele da maneira radiante e feliz que sempre fazia. E aos poucos, percebeu que a garota fora se afastando, não sabendo ele que Sakura estava sofrendo muito para fazer isso, mas resolveu seguir os conselhos de sua amiga Ino, que disse que a melhor maneira de conquistar um cara é o ignorando. E ela não podia estar mais certa, pois Sasuke começou a sentir falta dela, e das manias que as poucos ele percebeu que eram adoráveis, e antes mesmo que pudesse notar Sasuke se viu intrigado e quem sabe apaixonada pela menina, resolveu assim tirar satisfação.

Caminhando pelos corredores da universidade, a noite já era um breu completo quando  Sasuke a encontrou do lado de fora, conversando com um cara alto, que parecia ser bem mais velho que ela, com os cabelos brancos acobreados, e segurando violentamente o braço dela, rapidamente o moreno se prontificou a ajuda-la, e correu em sua direção

- Me solta, Hidan, eu já disse que não vamos voltar. – Ela pragueja enquanto ele parecia se divertir com o desespero dela.

- Sakura, Sakura, eu já te disse que você é minha, nem terminamos direito, e você já deve estar se engraçando para algum idiota ai nessa estúpida universidade, por mim, você nem estudava mais, lugar de mulher minha é em casa, cuidando da comida, de mim, e dos nossos filhos.

- EU JÁ DISSE QUE NÃO SOU SUA, AGORA ME LARGA. – Ela gritou, alto o suficiente para Sasuke que ainda estava no meio do caminho pudesse ouvir, o fazendo acelerar os passos em sua direção, e ao chegar resmungou

- Acho que ela já foi bem clara, em dizer para você solta-la. – Apesar de ofegante pela correria, sua voz não transmitiu em nada isso, mas ainda assim, Hidan riu da ousadia do rapaz.

- E quem é você? – Ele falou irônico.

- Sou o namorado dela. – Sasuke retrucou com orgulho, retirando um olhar assustado de Sakura, que caiu no chão em seguida com o tapa que recebeu de Hidan, deixando Sasuke completamente furioso.

- Sua vadia, mal terminamos e você já está dando essa buceta para outro. – Ele disse antes de dar um chute nela, mas foi impedida por um soco desferido por Sasuke contra seu rosto, o moreno viu ele cambalear para trás, e seguiu-o socando fortemente, o homem de cabelos brancos tentava reagir, mas em vão, não conseguia uma janela de tempo nem para levantar os punhos

Sasuke batia com força e violentamente, não conseguia controlar seus punhos, sentia a raiva fluir por todo o seu corpo, mas por um segundo também sentiu braços envolve-lo por trás, e um voz suave o implorando para parar, mas ele queria continuar, mas o desespero nela o fez reagir, e se afastar.

- Se importa com o que aconteceu com esse cara? – Cuspiu ainda com ódio, porém sem deixar que ela se afastasse dele.

- Eu me importo com o que acontece com você. – Ela disse mansa, e tão meiga que Sasuke sentiu seu coração se acalmar naquele exato momento, e se virou para encara-la, a marca vermelha na bochecha direita o fez cerrar os punhos, mas gentilmente os abriu, e encostou a palma da mão sobre o rosto de Sakura e se aninhou ali por um segundo.

- Desculpa, se eu não tivesse falado aquilo, ele não teria te batido. – Sasuke comentou, enquanto olhava fundo nos olhos verdes da garota, e se perdia naquela imensidão esmeralda.

- Você me salvou, não achei que se importava o suficiente comigo para fazer isso. – Ela disse irônica, o que arrancou um sorriso de canto dele, o que aqueceu completamente o coração da garota. – Vamos sair daqui. – Ela pediu, enquanto se afastava dele, mas Sasuke a impediu, mesmo com as mãos doloridas dos socos, puxou a garota e a envolveu em um abraço firme, deixou com que a garota reagisse lentamente, seus braços envolveram sua cintura, a trazendo ainda mais perto, necessitando muito daquele abraço.

Sakura demorou a notar o que estava acontecendo, mas assim que conseguiu, retribuiu o abraço, e se aninhou contra o peitoral dele. – Obrigada. – Disse por fim, ficaram ali por alguns minutos, sem mesmo notar a passagem do tempo, até que ouviram um gemido de dor proferido por Hidan, e resolveram se afastar dali mesmo.

Seguiram em silêncio, caminhando pelos corredores da agora vazia universidade, seguiram até a cantina do grupo de pesquisa, Sasuke sentia fortemente as dores em seus punhos, sentou-se sobre ordem de Sakura em um dos sofás, ela gentilmente se juntou a ele com dois sacos de gelo, que colocou sobre as mãos dele.

Ficaram ali em um silêncio desconfortável por algum tempo, Sasuke observava em como a garota estava violentamente corada, com a cabeça baixa para tentar esconder provavelmente, sentiu seu coração se acelerar ao perceber que apenas a voz dele a arrepiou quando perguntou se ela estava bem mesmo. Mas a melhor das reações era ver o brilho em seus olhos, ele nem reparava em como eles eram incrivelmente verdes, e em contraste com o cabelo rosa peculiar, a faziam uma das mais belas mulheres que ele tinha conhecido.

- Sakura. – Ele chamou por ela, e percebeu que ela virou bruscamente em sua direção, e o encontro de olhares foi inevitável, ônix no esmeralda, e ele não resistiu, tirou os pacotes de gelo das mãos e colocou no rosto dela.

- Ah. – Ela gemeu e ele se excitou. – Está gelado. – Disse manhosa, mas ele não se segurou, aproximou seu corpo ainda mais do dela, era apenas uma reação inevitável, estavam a centímetros um do outro, podiam sentir as respirações sobre o rosto, ela tinha um hálito de cereja, enquanto ela sentia o cheiro de menta vindo do garoto, os olhos dele focados na boca da garota, que mordia os lábios de uma maneira que ela não fazia ideia de quão sexy era.

Foram torturantes 30 segundos, entre movimentos, procurando se encaixar da melhor maneira nos lábios um do outro, e quando finalmente conseguiram, uma onda de choque percorreu o corpo de Sasuke, sentia-se completo, como se aquilo fosse triplamente melhor do que qualquer coisa que ele já tivesse imaginado na vida, sentia todo o seu corpo reagir ao dela, seus mãos que antes estavam em seu rosto, desceram pelos braços dela, fazendo carinhos gentis sobre a pele exposta, e seguiram até a cintura, a apertou contra seu corpo, como se o contato ainda não fosse suficiente, ele a deitou lentamente contra o sofá, seu corpo escalava sobre o dela, tentando criar uma posição confortável, não queria parar de beija-la, mas o ar era necessário e nesses míseros segundos distantes ficavam se encarando buscando a melhor maneira de respirar e depois preenchiam-se novamente o espaço entre as bocas, a língua dele se controlava para não invadir o espaço na boca dela, mas em vão, pois ela que iniciou o contato entre elas, deixando o rapaz alucinado com o tanto de prazer que Sakura o estava concedendo apenas com beijos.

As mãos dela percorriam as costas dele, desejando conhecer o garoto ainda mais, em uma tentativa desesperada de sentir tudo aquilo desesperadamente, Sasuke se perdia nos lábios dela.

- Sasuke, por favor. – Ela gemeu seu nome, fazendo com que o membro dele reclamasse de tão duro que estava por dentro da calça, a garota se contorcia apenas com os beijos e sentindo a mão dele passear pelo corpo dela.

Ambos estavam extasiados de prazer, quando um barulho os interrompeu, então voltaram a ficar sentados, se sentindo perdidos e envergonhados diante da situação que estavam, prestes a transar ali mesmo naquele sofá no meio da universidade. Sakura conseguiu ficar mais vermelha e levantou, iria sair correndo dali se os braços dele envolta de sua cintura não a tivessem impedido.

- O que estamos fazendo? – Ela sussurrou baixinho.

- Não queria te assustar. Estava tão bom te beijar. – Ele respondeu no mesmo tom, perto do ouvido dela, fazendo com que o resto dos pelos delas se eriçassem de excitação.

- Eu sempre sou perdida com caras, primeiro o Hidan, agora você. – Sasuke se sentiu ofendido com a comparação, então e afastou.

- Está me comparando com aquele cara? – Perguntou grosso, enquanto virava ela para ficarem cara a cara.

- Vai fingir que quer mais que isso? Que está interessado em mim? Que de um dia para o outro se apaixonou por mim? Vá por mim, sou letrada em caras como você, e ainda assim, tendo a continuar nesse ciclo. – Ela praguejou irritada.

Sasuke suspirou irritado, sabia que não podia culpa-la, afinal de contas, essa era a imagem que ela tinha dele, o cara que nunca deu bola para ele e de repente bancou o salvador e agora iria se aproveitar da situação, mas não era isso.

- Senti sua falta essa semana. – Ele respondeu por fim, enquanto ela arrumava as roupas no corpo.

- Quer dizer, sentiu falta da minha bajulação, qualquer uma pode fazer isso por você. Obrigada por me salvar, mas não fique pensando que te devo alguma coisa por isso, muito menos sexo. – Sakura assumiu um tom imponderado e perigosamente irritado.

- Sakura você não está entendendo, não é isso que eu quis dizer. – Tentou explicar-se.

- Então, o que é que você quer dizer? Porque sinceramente, sei que se eu transasse com você hoje, amanhã voltaria a me ignorar, e eu provavelmente voltaria frustrada para o Hidan. – Sasuke sentiu um pânico dentro de si ao ouvi-la falar que poderia voltar com aquele babaca, então se aproximou, segurou firme em seu rosto.

- Rosada, eu me importo com você, várias garotas costumavam fazer tudo que você fez comigo desde que chegou, mas nenhuma delas me fez falta como você, não sentia falta do cheiro delas, e sim do seu, daquele seu jeito meigo e extremamente alegre de me dar Bom Dia, ou Boa Noite, e foi horrível como eu me senti quando você parou de fazer isso, e eu não queria que você parasse, mas não pense que te quero só para ficar fazendo essas coisas, fui atrás de você hoje, porque queria uma explicação, mas na verdade, eu só queria te ver, e talvez até me declarar estupidamente assim como estou fazendo agora.

A intensidade do brilho no olhar de Sakura, era algo como ele nunca tinha visto antes, os lábios carnudos e roxos devido ao beijo ainda chamavam sua atenção, ele queria desesperadamente beija-la, mas sabia que precisava esperar a garota processar a informação. – Eu quero ficar com você, hoje e amanhã, e talvez quem sabe para sempre, porque eu acho que estou me apaixonando por você Haruno. – Disse por fim, e sentiu seus lábios serem tocados rapidamente pelos dela, a garota saltou, e se atracou em seu pescoço, para a felicidade dele, ficaram entre carícias por algum tempo, e Sasuke finalmente admitiu que tinha permitido que aquela garota entrasse em seu coração. 


Notas Finais


ENTÃO, PRÓXIMA SEMANA EU VOU ATUALIZAR ESSA FIC E UM PERDÃO PARA O RENEGADO PARA QUEM LÊ ELA TAMBÉM, E EM DEZEMBRO PRETENDO FINALIZAR A SEGUNDA, ESSA DAQUI, VOU ARRASTAR ENQUANTO TIVER HISTÓRIA.
Venho agora recomendar duas fics lindas, que eu fiz a capa, mas estou amando - Uma é SasuSaku - ItaSaku, se chama Just So You Know - https://spiritfanfics.com/historia/just-so-you-know-7133141
E a segunda é Nadando em Aguas Rasas que é um Yaoi putamente bem escrito entre Itachi e Kisame - https://spiritfanfics.com/historia/nadando-em-aguas-rasas-7022848
Bom, quero saber o que acharam, e o que querem no próximo capitulo, vai ter algumas surpresas, como eu já tinha prometido, mas opiniões são sempre bem vindas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...