História Seu príncipe idiota! Idiota você vampirinho! - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jikook, Kookmin, Principe, Vampiro
Exibições 15
Palavras 1.175
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esse título ta super criativo😂😂 Sqn. Boa leitura pudins❤️

Capítulo 2 - Você não sai da minha cabeça



Jimin's Pov

    Ele me soltou e nem olhou em meus olhos enquanto falava, eu já estava sentindo saudade de sentir aquele cheiro, por que eu estava enlouquecendo só por causa do cheiro de alguém é algo que eu não sei. Mas, era como algo que eu nunca havia sentido antes... viciante. Ele disse que devia estar louco e eu imaginei muitas coisas, mas o motivo provavelmente não é nenhuma delas. Quando eu ia falar alguma coisa vi ele pulando e me desesperei, corri até a janela e olhei pra baixo enquanto me apoiava no parapeito, não conseguia mais o ver e gritei por seu nome inúmeras vezes, sem resposta.
    Entrei em meu quarto novamente depois de ficar um tempo parado olhando pro céu , eu o amava, e ficava imaginando se Jungkook também gostava dele, e se estaria olhando para ele assim como eu.
    Ainda estava preocupado se ele tinha se machucado na queda, mas lembrei que ele conseguiu subir lá no meu quarto, que fica no 8 andar, então ele não devia ter se machucado na descida. 
    Me joguei na cama com o rosto no travesseiro e fiquei pensando em Jungkook, quem seria ele a ponto de me fazer jurar não correr ao ouvir seu nome, cujo qual nunca ouvi falar. Porque tinha olhos, boca, nariz, rosto, cabelo e corpo lindos... tudo nele era lindo, até mesmo sua personalidade. Ao lembrar dele me abraçando comecei a sorrir de lado, o que foi se tornando largo e dominou todo meu rosto, fechando meus olhinhos e lembrando de sua voz. 
    Ele me deu forças, então decidi descer e falar com todos. Primeiro coloquei um roupa claro. Um estilo de palitó azul escuro com babados na parte de dentro, que apareciam nas bordas da manga e no colarinho, não eram muito exageradas. A parte de trás da blusa era maior que a frente e tinha formato de dois Vs, combinando com a calça também azul e lisa. O sapato era social e preto. 
    Desci devagar as escadas ainda com o sorriso largo no rosto, que só aumentou quando a primeira pessoa que vi foi Yoongi, andei até ele e seu rosto formou-se em uma expressão engraçada.
    - Que cara é essa Chim? Não tá meio alegre demais não? - Ele riu, provavelmente contagiado pelo meu raro sorriso.
    - É s-e-g-r-e-d-o!
    - Sério isso?- Sua expressão se tornou em uma de deboche e eu ri.
    - Conheçe um tal Jeon Jungkook?- Disse feliz.
    Ao ouvir isso Yoongi congelou e me lançou um olhar preocupado. Ele andou e chegou mais perto de mim, dizendo como um sussurro.
    - Onde ouviu esse nome ?
    - Por ai!
    Saí andando e tentei ignorar sua reação e voltar a sorrir, mas senti ele me puxando pelo braço e fui obrigado a olhar pra ele.
    - Não diga esse nome dentro dessa casa se não quiser morrer. 
    Ele disse, me soltou e saiu andando apressado. Eu fiquei petrificado, onde estaria meu Suginha tão fofinho, que deu lugar a alguém me ameaçando dessa forma. 
    Fui tirado de meus pensamentos quando minha barriga roncou bem alto, eu ri e desci as escadas passando a mão nela, esfregando em sinal de fome.
    Cheguei na cozinha e me deparei com uma cena bem incomum, a dona da verdade Mae fazendo comida.
    - Por que você está cozinhando?
    - Me deu vontade, por que? Não posso mais?
    - Claro que pode! Só é estranho a superpati estar ai...- Falo a última parte bem baixa.
    - O que você disse ?!
    - Nada!
    - Repete seu inútil!- Ela me olhou com raiva e arremessou a panela com a comida e tudo na parede, veio andando até mim e eu fui dando passos sincronizados aos dela, mas pra trás. Só que pra minha infelicidade a cozinha não é eterna, então eu cheguei na parede e não tinha mais pra onde ir. Ela rudemente segurou meu queixo com sua mão e cravou suas unhas em minha pele, fazendo-me chorar internamente e fazer uma cara de desespero. 
    Quando ela ia me bater Yoongi aparece gritando pra ela me soltar, a bruxa o faz e chega pra trás, enquanto eu o olho com gratidão e meus olhos começam a lacrimejar. 
    - Quem é você pra gritar comigo?
    - Quem é você pra agredir o futuro rei?
    Mae recua e me olha com raiva, depois simplesmente sai andando e vai embora da cozinha. Eu ajoelho-me no chão e Yoongi corre até mim, logo abraçando-me.
    - Calma bebezinho.- Ele diz rindo e fazendo carinho em meu cabelo, eu sorrio levemente e o abraço, fazendo ele sentar no chão.
    - Obrigado por me defender Hyung.
    - Vou estar sempre do seu lado Chim!- Ele beija minha cabeça e eu separo o abraço.
    - Agora vou interromper esse momento pra atender aos pedidos sôfregos de meu estômago.- Falo rindo e Yoongi começa a rir muito.
    - Quer ajuda?
    - Não precisa.- Sorri e fui até o armário, peguei tudo o que era necessário e comecei a fazer minhas panquecas, ouvi a porta se fechando e voltei a sorrir pensando em Jungkook, até que percebi uma coisa. Eu obviamente já tinha reparado antes, mas lembrei só naquele momento que quando ele entrou em meu quarto estava escondido no meu armário e com uma faca.
    - Será que ele pretendia realmente me matar sem nem me conhecer? 
    Mas ele tinha parado com a faca antes de me acertar... só não conseguia entender. Mas, a única coisa que me lembro perfeitamente bem é seu cheiro, era viciante- Park Jimin! Para de pensar nesse garoto e se concentra na panqueca!- Ouvi meu subconsciente e fiquei rindo sozinho, depois sentei na mesa e comi elas feliz, por mais triste que minha vida seja, não quero ver ela da pior perspectiva.

Jungkook's Pov

     Depois de uma crise existencial deitado na minha cama fui ver Jin e pedir desculpas, eu obviamente não sabia que desculpa ia dar pra ele, mas precisava pensar em uma rápido antes que chegasse no castelo dele, o que não demora muito com minha velocidade. 
    Chegando lá passo por seu portão enorme e dourado, sempre me impressionava em como ele era bonito. Subi correndo e não o encontrei lá, perguntei a um de seus empregados onde ele estava e me responderam que ele se encontrava no jardim de trás, por isso me dirigi até lá e me deparei com uma cena muito fofinha, Namjoon( Rei de Iwsatyoul) observando, com olhos completamente apaixonados, Jin( " Rainha" de Iwsatyoul) cheirando uma flor e aproveitando de seu odor. Lembrei-me de Jimin, de seu cheiro viciante.
    - Por que será que era assim?
    Fui andando lentamente até eles esperando perceberem minha presença. Nam foi o primeiro a me notar e chamou Jin, que me olhou sorrindo, mas não pude o retribuir sinceramente. Cheguei perto o suficiente para conversarmos.
    - Por que ta com essa cara falsa?- Jin pergunta, ele percebe bem rápido.
    - Eu tenho que te falar uma coisa..- Olhei pra baixo, mas falei alto- Eu não matei ele!
    - O QUE !?!?


  
    


Notas Finais


Eu vou tentar falar no próximo os dias que eu vou postar, esperem só eu entrar de ferias que vai sair mais capítulos 😁 Até a próxima 😙❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...