História Seus Contornos... - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Error Sans, Frisk, Ink Sans, Mettaton, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne
Tags Horroxlust
Visualizações 87
Palavras 310
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Recadinho da May...


Fanfic / Fanfiction Seus Contornos... - Capítulo 6 - Recadinho da May...

Eu sei que... Tem algumas pessoas que lêem but... Eu realmente, não sinto que estão gostando a história. 

Quer dizer... Tem visualizações e tal but... Eu não sei, sinto um grande vazio aqui. Eu de verdade, amo essa fic, e não queria terminar ela, mas é que ta difícil, quer dizer, eu nem sei se realmente vão ter pessoas que vão se quer ler o que eu to escrevendo aqui.

Eu sei que dizem que não é legal ficar falando sobre os problemas pessoais e tal mas... Eu acho que se eu não falar (mesmo que ninguém leia ou se importe), eu acho que vou explodir.

Tipo... Não tem nada sério para eu falar, é que eu sinto muito a falta da minha mãe. Eu não moro com ela, moro com minha irmã mais velha.

Eu não vejo a minha mãe tem uns 5 anos, e sabe porque? 

Ela morreu.

Parece um assunto delicado né? Eu não acho.

Não fico triste, não choro, e não fico desanimada quando falo da minha mãe. Pelo contrário, ela sempre me fez rir, me ensinou as coisas básicas da vida, a sempre dar o meu melhor, e fazer tudo com carinho, para que sempre seja perfeito.

Não quero que sintam pena de mim, ou coisa do tipo, eu to bem, sério! 


Só... Sinto a falta dela.


Quando alguém morre, alguém que você ama muito, você NUNCA vai "superar" a morte daquela pessoa.

Você apenas, aprende a conviver sem ela...

E é difícil. Nunca é fácil.

É horrível chegar em casa e falar "Mãe cheguei!" e não ter nenhuma resposta.

Mas agora eu tenho a minha irmã, e ela é como se fosse uma mãe pra mim. As vezes acho que é apenas ela e eu contra o mundo, e realmente é assim...

Não ta sendo fácil, mas a gente até ta se saindo bem nessa. É errando que se aprende né?



...



... Bom, acho que é isso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...