História Seven Demons - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Original, Sexo
Visualizações 4
Palavras 1.610
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ecchi, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Se eu escrever muit é pq eu animei

Capítulo 3 - Capitulo tres


- Izzi - sua voz estava seria,isso só podia significar uma coisa... - seus olhos estão vermelhos,se controle é isso que ele quer.
           É tanto ódio.Tanta raiva.Eu quero mata-lo.Destruí-lo.Quem liga se esse maldito selo quebrar,tudo que ele me fez passar.
             - Foda-se a merda desse selo.
             - Ok,faça como da ultima vez - Ele levantou os braços como sinal de desistência e saiu do quarto.

Como da ultima vez,não,eu.....não quero que aquilo aconteça de novo.Eu começo a ouvir aqueles gritos,todos correndo de um lado para o outro com medo....com medo de mim.O que eu devo fazer então?Talvez devesse usar o treino que o Larua me deu,assim não tem chances de enfraquecer o selo.

Eu saio do quarto e me deparo com um corredor branco,tudo nessa casa é branco?,desço as escadas e me deparo com todos sentados no sofá da sala de estar,ele esta usando um terno preto,seus cabelos estão maiores,na altura do ombro,ele se vira.

 - Minha filha a quanto tempo - ele sorri.

 - Invoctos.

 Dois portais pequenos,mas grandes o suficiente para enfiara minha mãos aparecem,pego duas armas.Angelis uma arma prateada,suas balas são da mais pura prata banhadas em água benta e Espectros ela é completamente negra,unica capaz de matar espíritos malignos.Respiro fundo,eu esperei tanto por isso.

 Aperto o gatilho,tiros perfeitos direto na cabeça o único som que consigo ouvir é o dos cartuxos caindo no chão,descarrego as duas nele.Quando acabo seu rosto está deformado consigo ver seu cranio facilmente,e o seu sangue negro escorrendo pela sua roupa.

 - Que feio - ele balança a cabeça - não devia fazer isso com seu pai.

Em um piscar de olhos seu rosto está como antes,não a sangue,nem cicatriz.

 - Vai pro inferno.

 - Que garotinha mais mal educada,talvez eu devesse te mostrar como pessoas mal educadas são punidas.
       Eu apenas sinto uma rápida dor no estomago,minhas costas doem,ele me chutou contra a parede,Quando?Por que eu não vi?Eu caio não consigo me movimentar,meu corpo doí,não consigo me mover,ele vem até mim e coloca o pé sobre a minha cabeça e começa a aperta-la contra o chão.

- Peça desculpas,como uma boa garota. - doí eu quero chorar,não me permito chorar tenho que ser forte,transforme a tristeza em ódio e ódio em força,vamos se levante,se levante,não tenha medo.Falho miseravelmente,sou fraca.

  - Vai se foder.

 Ele pega meus cabelos e levanta meu rosto.

 - Resposta errada.

Ele me joga pra cima como se eu fosse feita de pano, me da outro chute,soca minha cara repetidas vezes,e me joga contra a parede novamente,por que meu corpo não é capaz de fazer nada?minha visão está manchada de vermelho,eu não consigo respirar,ele vai me dar outro soco,mas alguém segura seu punho.
                  - Já chega. - calmo porém na defensiva,percebo um tom de preocupação.
          - Se não é o cachorrinho da minha filha,só estava ensinando o que acontece com quem é mal educado,nada de mais,talvez você tenha ficado enferrujado Larua,pelo que me lembro você era mais divertido.
                  - Tsc...Passado é passado. - ele anda até mim e me pega no colo,anda até a escada e para antes do primeiro degrau e se vira - se você encostar mais um dedo nela,eu te mato seu desgraçado.
                  Ele sobe e me leva pro banheiro que fica no meu quarto,meu corpo inteiro treme,fraca é isso que eu sou.Fraca.Ele tira minhas calças,minhas luvas e minha blusa,e me coloca na banheira com água quente.
                 - Ele quebrou quatro costelas sua,sua perna,seu braço,quase seu pescoço e sua costela perfurou um pulmão.
                  Ele passa a mão pelas minhas costelas,está as colocando no lugar,eu odeio essa parte,eu grito,ouço o estralo.Estão no lugar,ele coloca uma mão na parte de trás e a outra na frente do meu braço quebrado,outro estralo,outro grito,ele faz o mesmo com minha perna,ele segura meu pescoço com certa delicadeza,e o cura normalmente,como não quebrou nada,é mais simples,ele me olha nós olhos,eu conheço esse olhas melhor do que ninguém,já o recebi varias vezes de pessoas que estavam a minha volta,era pena.
               Uma lagrima escorre pelo meu rosto,não pela dor,não pela humilhação,ou pelas marcas de minha fraqueza e sim por que de todos os olhares esse era o único que doía mais que um soco na cara.Pena.Eu to cansada dele ou dos outros a minha volta sentirem pena de mim,se bem que não existem outros a minha volta,não mais.Aquele homem que ousa se denominar meu pai os matou,disse que muitas pessoas a minha volta podia me tornar mais fraca do que eu já sou.
                  - Eu vou te deixar sozinha agora,ok.
                 Ele se levanta.
                  - Nã-não...vá - minha voz sai como um sussurro,ele não ouve e sai do banheiro.
             Eu me encolho e abraço meus joelhos.Eu começo a chorar,meu corpo inteiro doí,chorar não vai resolver nada,limpo minhas lagrimas,levante a cabeça e tente de novo,se ele te derrotar,tente de novo,se ele te humilhar tente de novo,tente até conseguir.
                - Você é forte.
            Eu olho para a porta do banheiro,e vejo um homem encostado na porta,ele sorri e vem em minha direção.Eu me mantenho na defensiva ele estava na sala com meu pai.
                - Não tem o por que você ficar assim.
               - Uma coisa que aquele homem me ensinou bem foi a não confiar em ninguém. - dou um sorriso para mostrar confiança onde,só a medo e insegurança.

- Você está com medo.

 - Não,não estou. - estou com medo de tudo e de todos,me ajude por favor.

- Está insegura.

- Que idiotice. - não sei o que fazer.

 - Esta querendo alguém que te socorra,que te acolha.

- Que patético.Acha mesmo que eu preciso de algo como isso - pare,pare de me ler.

- Mas não demonstra por que acha que isso é um sinal de fraqueza.Porém carrega tudo sozinha isso te deixa mais forte não existem muitas mulheres como você.

O homem se aproxima e se agacha na frente da banheira,ele olha pro meu corpo,para minhas cicatrizes,algumas deixadas pela minha mãe,pelos meus irmãos,por aquele homem.

- Sim você é forte,nem mesmo um demônio não suportaria o que você suportou até hoje... - ele sorri,mostrando suas covinhas e passa a mão no cabelo,eu também sorrio,mentiroso - Mentiraaa.

- Eu sou fraca,porém posso me tornar forte.

- Estou surpreso por você não ter acreditado em mim.

- Meu nome é Namjoon - ele estendeu sua mão eu apertei - Porém a parte de " um demônio não suportaria oque você suportou " não é mentira.

- Estou confusa eu sou ou não sou fraca.

- Sim e não,fisicamente meu deus - ele colocou  mão na boca como se tivesse falado um palavrão,eu dei um pequeno sorriso,ele retribuiu da mesma maneira - você é um desastre,mas seu psicológico,não importa quantas vezes você se quebre ou que seu pai te humilhe ele estará mais forte do que antes,o corpo se regenera - ele aponta para uma das minhas cicatrizes - mas se você destrói o psicológico de alguém ele não volta a ser o que foi um dia.

- Por que você está aqui.

- É uma troca,eu estou levantando seu alto astral e entroca - ele me levanta rapidamente da banheira e me coloca contra a parede,ele coloca meus braços acima da minha cabeça os prendendo com um braço,e com a outra mão ele estuda meu corpo,passando a mão por cada cicatriz,ele vai no meu ouvido e sussurra - eu te provo um pouco.

Ele me beija,como se estivesse esperado por aquilo a séculos como se necessitasse de mim,meu corpo inteiro começa a queimar.Mas ele é um demônio não se esqueça,eu mordo seu lábio.

Ele para e coloca a mão na boca e vê o sangue,e sorri.

- Não teria graça se fosse fácil.

Sua verdadeira forma aparece sua pele é um cinzento quase branco e ele tem olhos azuis escuro,e seus chifres...ele não tem droga ele é mais forte que o Larua.

Ele me prensa mais contra a parede,nossos corpos estão completamente colados,ele beija meu pescoço,e vai descendo seus beijos até os meus seios.Isso é muito bom,não,não,não saia.

- Não toque em mim,pare.

- Você quer que eu pare. - não.

- Sim.

- Seu corpo não diz isso.

Ele enfia a mão na minha calcinha.Não me toque,eu to com medo.Eu respiro fundo,transforme o medo em raiva,a raiva em ódio e o ódio em força.

Eu o empurro com muito facilidade,vou em sua direção e o pego pelo pescoço.

- Não toque em mim,nunca mais.

Ele sorri.

- Larua,deu certo ela quebrou um dos sete selos o selo da Ira.

Larua aparece na porta do banheiro,o que esta acontecendo?Eu me olho no espelho atrás do Namjoon.Meu olhos estão vermelhos,meus cabelos estão brancos,eu tenho precisas como de um vampiro e minha pele esta cinza,e eu tenho uma cauda?Demônios não tem cauda isso é um mito.Minhas mãos viraram garras,minhas pernas estão como as de um dragão negro.O que está acontecendo comigo?

- É por isso que você está aqui Izzi,não foi seu pai que te trouxe pra cá fui eu,você tem que liberar os outros selos e pra isso você precisa de 7 demônios ancestrais.E nessa casa tem os 7.

- Você não disse que era perigoso.

- Eu estou morrendo Izzi,você vai ter que se proteger sozinha pequena, - não devoradores de demônios não morrem.

- Você não pode morrer.

- Eu me apeguei a você e tive sentimentos humanos por você,por favor não confunda você é como uma filha pra mim,e isso mata caçadores de demônios aos poucos,sentimentos humanos são como câncer pra nós.

- E por que eu tive que morar aqui?Por que tem que ser sete? - e Por que você não disse antes.

- Você possui o poder dos sete pecados,mas eles precisam ser despertados porém você tem um oitavo poder.


Notas Finais


Espero que gostem ^^
7 pegados neh criatividade aqi ta la nas alturas T_T SQN


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...