História Seventeen - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Carter Reynolds, Fifth Harmony, Gigi Hadid, Hailee Steinfeld, Little Mix, Nash Grier, Shay Mitchell, Tyler Posey, Zayn Malik
Personagens Camila Cabello, Carter Reynolds, Gigi Hadid, Hailee Steinfeld, Luke Hemmings, Nash Grier, Perrie Edwards, Shay Mitchell, Tyler Posey, Zayn Malik
Exibições 41
Palavras 1.880
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Lembrando que a música que a Lia canta com o Cameron é Closer (Chainsmokers feat. Halsey) e eu me baseei na apresentação deles no VMA (vou deixar o link nas notas finais). Desculpem os erros, boa leitura

Capítulo 8 - Prom


Fanfic / Fanfiction Seventeen - Capítulo 8 - Prom

Fui até o armário e peguei uma calça jeans e uma camiseta branca. Fui até o banheiro e fiz minha higiene pessoal, trocando de roupa logo em seguida. Coloquei meu all star branco e coloquei o celular no bolso de trás da calça.

-Vamos, Camila? - Falei batendo na porta dela, que logo abriu a mesma - Anotou a placa do caminhão que te atropelou? - Ri da cara - de morta - dela. 

-Ha-ha - Ela abriu um sorriso irônico na cara - Vamos logo - Ela disse e saímos de casa. Fomos andando e chegamos no salão por volta de 15 minutos. 

-Oi, Claire - Falei entrando na sala de massagem.

-Oi, Lia - Ela disse arrumando o lençol da "cama" - O mesmo de sempre? - Assenti com a cabeça e fui para o banheiro. Tirei minha roupa e me enrolei na toalha, fiz um coque e voltei para a sala. Me deitei e ficamos conversando. Eu sabia que ela tinha 20 anos, mas que engravidou cedo - com 18 - e por isso já trabalhava. Mesmo assim, ela ama muito a filha e o noivo.

-Como vai a sua filha? 

-Muito bem - Pude sentir certo orgulho e um sorriso em sua voz - Ela começou na escola ontem - Ela terminou a massagem e eu me levantei, indo para o banheiro. Coloquei minha roupa e pus a toalha em um cesto.

-Mais uma vez, obrigada Claire. E fico feliz por você e pela sua filha - Dei um abraço nela.

-Obrigada. Sempre que precisar - Ela deu um sorriso e eu saí da sala. Esperei a minha manicura terminar de atender outra cliente e, quando terminou, me sentei na cadeira. O salão estava cheio, principalmente com meninas da escola, por causa do baile. Fiz a manutenção das unhas de gel e as pintei em um tom de vermelho forte. A cabeleireira chegou e começou a arrumar o meu cabelo. A manicure começou a pintar as minhas unhas dos pés e eu peguei meu celular. Fiquei mexendo no Twitter e postando vários Snaps. Terminei te pintar as unhas e a cabeleireira fez duas tranças pequenas de cada lado, as juntando atrás da cabeça. Agradeci as meninas e fui fazer a maquiagem. A maquiadora fez a cobertura e passou uma sombra preta, esfumando a mesma. Passou lápis de olho e um delineador, usou o curvex e aplicou o rímel. Deixei para passar o batom em casa e paguei por todos os procedimentos que tinha feito. Saí do salão e meu celular vibrou.

"Já estou em casa. Desculpa não ter avisado, não te encontrei quando saí do salão. Beijos, Camila."

Digitei uma resposta rápida e continuei andando para casa. Cheguei e subi para o quarto. Pluguei meu celular no carregador e peguei uma bolsa no armário. Tirei meu vestido da apresentação com o Cam de dentro do armário e o guardei na bolsa. Peguei o vestido longo e o coloquei na capa, fechando o zíper. Guardei a sandália prata e o sapato preto na mochila, junto com a necessaire, que tinha pouca maquiagem, para o caso de precisar retocar. Fui para o banheiro e me despi. Prendi o cabelo com cuidado e optei pelo banho de banheira, para não estragar a maquiagem. Vesti minhas roupas íntimas e voltei para o quarto. 

-Lia - A Camila bateu na porta, abrindo a mesma logo em seguida - O Mike chegou, eu estou indo.

-Mila, você está linda - Disse reparando que suas mãos estavam trêmulas sobre o vestido rosa - Você está nervosa?

-Sim, muito - Ela sorriu sem graça e olhou para baixo - Acho que não passei uma boa impressão ontem.

-Olha, eu tenho certeza que ele gosta muito de você. Agora vai, não deixa ele esperando.

-Obrigada, Lia - Ela sorriu e saiu. Vesti um short jeans e uma blusa qualquer. Coloquei o violão na capa e o celular na bolsa. Peguei os dois e saí de casa. Fechei a porta e fui andando até a escola.

Cheguei e entrei pela porta dos fundos do ginásio. Fui até o camarim improvisado e coloquei o vestido rosa, colado. Calcei o salto preto e passei um batom vermelho. Sai do camarim e fui até o backstage, onde estavam a professora, o Cam e outro aluno. Uma garota cantava e a professora se virou para mim enquanto eu me aproximava. 

-Lia, que bom que chegou! Você e o Cameron são os próximos - Assenti com a cabeça e me aproximei do Cam.

-Você está linda - Ele disse, me abraçando.

-Obrigada, você também - A garota acabou de cantar e saiu do palco.

-Bom, agora são vocês. Eu vou descer e assistir do ginásio - A professora disse e pegamos, cada um, um microfone. Fomos em direção ao palco, e eu vi toda aquela gente no ginásio.

-Cam... Cam.. e-eu não vou conseguir - Disse, desesperada - Eu nunca cantei pra muitas pessoas, no máximo minhas amigas.

-Ei, calma. Faz assim, eu começo a cantar e quando você se sentir segurar você entra, pode ser? - Assenti com a cabeça e ele entrou no palco. Escutei o início da música e ele começou a cantar. Olhei para o palco e ele cantava com tanta naturalidade que por um momento me convenci de que era simples. Percebi que ele já estava cantando o refrão e que logo eu iria ter que cantar. Segurei o microfone com as duas mãos e apertei o mesmo, fechei os olhos e respirei fundo. Entrei cantando e o microfone tremia em minhas mãos. Olhei para o Cam e ele exibia um sorriso no rosto; involuntariamente sorri também. Ficamos provocando um ao outro e eu me sentia mais relaxada. A música acabou e estávamos muito próximo. Eu sentia sua respiração bater contra a minha pele e, por um momento, eu fechei os olhos. Os alunos começaram a bater palmas e nos afastamos. Dei um sorriso e sai do palco, seguida por ele. 

-Pode ir indo para o ginásio, eu preciso trocar de roupa - Não esperei resposta e fui para o camarim. Troquei o vestido colado pelo vestido vermelho longo, com várias pedras no busto. Tirei o salto preto e calcei a sandália de salto prata. Desci as pequenas escadas e cheguei ao ginásio. Encontrei o Cameron perto da mesa de bebidas conversando com o Carter.

-Posso roubar ele de você um minutinho? - Perguntei ao Carter quando cheguei por trás do Cameron.

-Ele é todo seu - Ele disse sorrindo. Peguei sua mão livre e o puxei até a pista de dança. 

*** 

Depois de muito tempo dançando com o Cameron, um choque de realidade - ou melhor, o relógio no pulso do Cam - me fez perceber que eu deveria ter encontrado a professora no backstage a 10 minutos.

-Ai meu Deus. Eu tenho que cantar a música lenta. Desculpa - Sai correndo em direção ao camarim. Peguei meu violão e, quando cheguei às coxias, estava ofegante. Encontrei a professora andando de um lado para o outro. 

-Me desculpa professora, eu perdi a hora - Ela se virou para mim e suspirou aliviada.

-Não importa... Só... Vai lá e canta.

Passei a faixa do violão pelo pescoço, o que fez com que o instrumento ficasse pendurado. O DJ - que tinha sido contratado - foi abaixando o volume da música até parar, completamente. Fui até um palco, seguida por um assistente, que levou o microfone no suporte até o meio do palco, onde eu estava. Todas as luzes foram apagadas; apenas um holofote permaneceu ligado, direcionado a mim. Respirei fundo e comecei a tocar.

“Heart beats fast 
Colors and promises 
How to be brave 
How can I love 
When I'm afraid to fall 
But watching you stand alone 
All of my doubt suddenly goes away somehow  
One step closer  
I have died every day waiting for you 
Darling don't be afraid I have loved you for a thousand years 
I'll love you for a thousand more
( O coração acelerado 
Cores e promessas
Como ser corajoso 
Como posso amar  
Quando tenho medo de me apaixonar 
Mas ao assistir você sozinho 
Toda a minha dúvida de repente se vai 
Um passo mais perto 
Eu morri todos os dias esperando você 
Querido não tenha medo  
Eu te amei por mil anos 
Eu te amarei por mais mil
A Thousand Years - Christina Perri )

Os garotos tinham convidados seus pares e todos estavam dançando. A Kriss dançava com o Adam, a Ellie com o Nick, e a Camila com o Mike. 

Eu tenho, sim, ciúmes da Camila. Eu tenho medo dela roubar o Mike de mim, sabe? Não como ficante, porque eu nunca coloquei sentimento a mais. Mas como melhor amigo. Como aquele que sempre esteve comigo, mesmo quando eu menos merecia. E, consequentemente, tenho medo de que o Mike me esqueça. Que ele passe a só se importar com ela e não lembre mais de mim. Parece bobagem, né? 

Continuei passando os olhos pelo salão e avistei o Cameron no canto do ginásio, escorado na parede. Ele olhava pra mim com um sorriso no sorriso, e eu não pude evitar sorrir. Mas que merda esse garoto está fazendo comigo? Eu não posso me permitir sentir alguma coisa de novo, não para me machucar mais uma vez. Desde que esse garoto chegou ele só me faz agir como uma idiota, e eu não vou sentir nada por ele. Nem por ele, nem por ninguém. Nada. 

Terminei de cantar a música e saí do palco, aplaudida, sem sorrir ou olhar pra trás. Já não tinha mais clima pra festa e minha cabeça já começava das os primeiros sinais de uma enxaqueca. Fui até o camarim e guardei o violão na capa e a necessaire na bolsa. Peguei os dois e saí pelo fundo. 

-Você já vai embora? - Aquela voz chegou aos meus ouvidos quando eu passava pelos armários. Olhei para trás e ele estava parado com as mãos no bolso.

-Sim, eu estou com um pouco de dor de cabeça.

-Mas você nem dançou a música lenta comigo - Escutei uma música começar a tocar e olhei para o celular em sua mão. A música vinha dali. Suspirei e deixei meu violão e minha bolsa encostados no armário. Me aproximei dele e coloquei meus braços em volta da seu pescoço e ele me envolveu pela cintura, enquanto eu apoiei a cabeça em seu ombro.

Ficamos assim até a música acabar. Me afastei dele com um sorriso fraco no rosto e peguei minha bolsa e o violão, que estavam no chão.

-Tchau, Cameron. Até amanhã – Ele acenou e eu continuei andando para a saída do colégio. Senti o vento frio bater no meu rosto e estremeci. Fui andando até em casa e cheguei em pouco tempo. Subi para o meu quarto sem me importar com o barulho que o salto fazia; não tinha ninguém em casa mesmo. Fechei a porta do quarto e joguei a bolsa em cima do banquinho da penteadeira e coloquei o violão no suporte. Tirei o salto e o vestido e fui até o banheiro. Tirei a maquiagem com cuidado e penteei os cabelos. Tirei o sutiã e voltei para o quarto, colocando uma blusa simples. Me deitei e não demorei muito a dormir. 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...