História Sex and other drugs - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Austin Mahone, Camila Cabello, Cara Delevingne, Demi Lovato, Fifth Harmony, Hailee Steinfeld, Harry Styles, Liam Payne, Megan Fox, Miley Cyrus, Shawn Mendes, Shay Mitchell, Zayn Malik
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Austin Mahone, Camila Cabello, Cara Delevingne, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Hailee Steinfeld, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Megan Fox, Miley Cyrus, Normani Hamilton, Personagens Originais, Shawn Mendes, Shay Mitchell, Zayn Malik
Tags Camren
Visualizações 153
Palavras 1.413
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha quem finalmente resolveu aparecer!!

Depois de alguns séculos eu voltei, desculpa mais uma vez, estive bem doente e só pude voltar Agr 😪

Boa leitura ❤

Capítulo 6 - Escolhas erradas


Pov Camila

Engraçado mas... Eu acordei cansada, deve ser pelo fato de que minha cabeça não descansou, milhares de pensamentos inquietantes rodavam meu cérebro.

Levanto da cama em um salto e desligo o despertador, vou até o banheiro e me olho no espelho percebendo o quanto meu rosto estava inchado.

Eu estava definitivamente cansada dessa porra de vida!

Faço minha higiene, e escolho minha roupa, graças a Deus a escola não exige uniforme.

Minha maquiagem não é exagerada, até porque isso não seria necessário.

Desço e encontro meus pais na mesa do café, demoro a me aproximar pelo fato de que isso não acontece geralmente e com certeza alguma bomba vai cair sobre minha cabeça, calculo que seja a respeito da conversa de ontem.

Sinhue: querida, bom dia!_ fala animada

Minha mãe sempre querendo fazer com que as coisas pareçam bem, mais uma coisa pra me preocupar.

Me sentei em uma das cadeiras e iniciei meu café da manhã, eu não tinha pressa, estava apenas esperando a bomb..

Alejandro: então Camila.

Eu não disse? Espera! Notei a ausência da Sofia na mesa e comecei a me preocupar, liguei os pontos e bom! Agora basta ter certeza que é o que eu tô pensando.

Camila: cadê a sofi?_ perguntei como quem não quer nada.

Alejandro: foi morar com a sua tia em Nova Iorque._ respondeu largando o jornal de suas mãos e bebericando um pouco de seu café.

Dito e feito, exatamente o que eu pensei, jogada suja!

Camila: espera! Deixa eu ver se entendi, você mandou a minha irmã pra Nova Iorque?

Alejandro: sim, e você sabe o porque.

Querendo me fazer parecer culpada, ótimo, continua assim, tá quase conseguindo.

Camila: não! Eu não sei._ respondo alterada.

Alejandro: ontem eu avisei que afastaria Sofia de você Camila, não adianta se revoltar com isso, ela foi e só voltará quando você acabar o colegial e ir pra faculdade.

Sabe quando você procura solução em todos os cantos da sua cabeça e não aparece nada? Então você começa a entrar em desespero e não sabe o que fazer?

Então, posso dizer definitivamente que meu mundo desabou.

Terminei aquele café da manhã patético e subi ate meu quarto, cogitei na possibilidade de não ir a escola, porém, não posso faltar, estamos no final do ano e cada erro é crucial, coloquei uma roupa confortável e o choro retirou minha maquiagem.

Ok, nunca pensei que um dia eu pudesse ir nesse estado pra escola, mas... vamos lá!

Pov Lauren

Mais um dia de aula chata e intediante, já estou começando a me acostumar.

MENTIRA jamais irei me acostumar com o fato de ter que ir na escola, a melhor parte daquele lugar são as lindas bundas, a da Camila por exemplo é minha religião.

Saí de casa e peguei minha linda e querida moto, meu xodó, eu amava mais essa moto do que minha ex namorada, eu amo mais essa moto do que a bunda da Camila.

O caminho até a escola foi um pouco movimentado por causa do horário, porém não era algo que me preocupava.

Entrei na escola e as aulas ja haviam iniciado, fiquei no pátio por um tempo esperando bater o período.

Quando o sinal tocou eu fui pra sala de aula, encontrando uma sena, confusa?

A primeira coisa que atrai meu olhar, geralmente é Camila e seu belo rosto, perfeitamente maquiado, com cabelos penteados e minuciosamente arrumados, mas hoje, aquele sorriso debochado e olhar superior não estavam presentes, o que eu via era uma garota com a cabeça baixa, sem expressão.

Camila de longe parecia abatida, mas de perto parecia destruída.

Não me preocupei em perguntar o que estava acontecendo porque o professor logo chegou.

[...]

A tarde passou se arrastando porque minha concentração não saia do corpo de uma certa latina, no intervalo pude perceber seu rosto sem maquiagem e sua roupa sem a superioridade, ela estava simples e desolada.

Eu precisava descobrir o que havia deixando Camila dessa forma.

Quando finalmente todos os alunos saíram, Camila levantou de sua mesa e preguiçosamente arrumou seu material.

Lauren: a noite foi boa em Cabello, nem erguer a cabeça conseguiu._ provoquei como costume.

A latina estranhamente apenas fitou meu rosto de forma triste e saiu carregando sua bolsa.

Não tardei em seguir o corpo a minha frente, eu precisava saber o que estava acontecendo, pois, querendo ou não, eu já sentia falta das provocações de Camila.

Assim que ela saiu do portão de entrada da escola com sua camionete tomou um rumo diferente ao da sua casa, foi por uma rua menos movimentada que levava até uma parte mais alta de Miami, parou em um barzinho e logo voltou a dirigir, agora acompanhada de algumas bebidas depois de subir algumas ruas chegou em uma montanha alta, procurei manter sigilo e acho que consegui.

Pov Narrador

A latina desceu da camionete com os pensamentos a mil, o único elemento que trazia sua paz foi retirado de si, e a única solução encontrada por ela foram as bebidas, das quais ela tinha medo a um tempo Atrás, o vício a amedrontava muito.

Assim que pegou as garrafas foi em direção a uma sombra encontrada por ela, de lá ela tinha a visão completa do litoral de Miami e da bela cidade que apenas crescia.

Ela amava aquele lugar, a única coisa que o estragava era a atitude das pessoa que viviam nele.

Seu sonho era morar em Dubai, sempre gostou de cidades praianas e luxuosas...

Uma hora ela precisaria sair da casa de seus pais e ela queria que isso fosse um quanto antes.

Quando se deu conta a garrafa que antes se encontrava cheia em sua mão estava vazia.

Lauren observava a sena atenta, aos seus olhos Camila parecia alheia e distraída, literalmente perdida em pensamentos, se preocupou quando viu uma lágrima cair sobre o rosto angelical daquela linda latina. Não aguentou mais e se aproximou tocando o ombro de Camila, ato que fez a garota de assustar.

Camila ao notar que era Lauren, tratou de limpar rapidamente o rosto, ela queria evitar que Lauren a visse de tal forma.

Lauren: Camila, eu não sou um monstro._ disse se sentando ao lado da menor.

Lauren tomou em suas mãos uma garrafa de cerveja com o intuito de descontrair a conversa.

Camila: o que faz aqui?_ perguntou com a voz chorosa.

Lauren ficou feliz por ouvir finalmente a voz da garota.

Lauren: notei o quanto você estava alheia e acabei me preocupando, eu gostaria muito de saber o que te deixou assim Camila.

Camila: estou a pensar o quão inoportuna é essa sua pergunta, não teria por que você se meter em algo relacionado a Minha pessoa se nossa relação se resume em ódio.

Lauren: quando estranhamente você cria uma preocupação exagerada por uma pessoa que você odeia, essas perguntas inoportunas surgem.

Camila: então você se preocupa comigo?_ questionou ironicamente.

Lauren: responda minhas perguntas e depois eu respondo as suas. Por que está assim?

Camila: porque minha vida é uma merda Lauren, essa Camila que você conhece não é nada da verdadeira, meu pai tem razão, eu perdi minha essência com o tempo, por causa de uma porra de popularidade, eu sou a merda de um objeto na mão daquela escola. É terrível nunca ser a garota amada, eu sou aquela que proporciona o prazer e depois você manda embora. Eu sou a garota que agora adolescentes querem foder, mas que no futuro eles vão lembrar apenas como a garota que "da" pra geral na escola, e não a garota que eles querem pra ter uma família, eu sou segura de mim e não preciso de um homem, mas as vezes dói o fato de não ser amada.

Lauren analisou a situação de boca aberta, nunca fora capaz de imaginar que a garota se sentia de tal forma, se sentiu um lixo por ter a tratado como um objeto, e pela primeira vez se sentiu suja.

Camila: meu pai sempre me teve como a sua inocente princesa, que estava sempre de baixo do seu cuidado, mesmo sempre trabalhando cuidou para que eu ficasse segura, quando ele descobriu dos garotos sortidos que eu levava pra casa se decepcionou, jogou na minha cara que a moça da limpeza sempre limpava as camisinhas usadas do chão e disse que não queria que minha irmã caçula seguisse o exemplo e por isso mandou ela pra Nova Iorque, ela era minha paz, e conhecia a parte mais verdadeira de mim, sem ela eu sou vazia, eu apenas queria poder ser um exemplo...

Lauren não pensou duas vezes em retirar a garrafa vazia das mãos da latina e segurar a lateral de seu rosto.

Lauren: você apenas nunca foi amada, pq não escolheu quem realmente queria te fazer.

Olhou nos olhos de Camila por um curto tempo e não tardou em beijar seu lábios macios..


Notas Finais


Se pá, o próximo tem hot

Desculpa pela qualidade do capítulo.

Gostaria de saber o que estão achando da história.

Previsão de volta no máximo até Quarta-feira

Até o próximo 😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...