História Sex Club - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Sakura, Sasuke
Visualizações 146
Palavras 1.561
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Capitulo 6


Não me causara espanto ao notar o pequeno bilhete sobre a mesa da sala de jantar assim que me levantei.

 

Ino era previsível, assim como sua raiva.

 

“A vida traçou um caminho diferente, de novo. Nos vemos por ai testuda, te amo.”

 

Encarei por certo tempo aquela caligrafia enquanto tentava focar em uma solução para aquele problema. Bem, não havia solução, ela era uma alma livre e consequentemente não sabia lidar com decepções.

 

Ela não sabia lidar com Gaara.

 

-No que está pensando? - A voz grossa de Sasuke me tirou do transe momentâneo.

 

-Em nada demais...- Conclui enquanto me voltava a cozinha a passos lerdos.

 

-Você não me engana.- Ele disse serio enquanto se debruçava sobre o balcão, forçando os músculos do braço o deixando ainda mais charmoso.

- Ela se foi, e sinto estranhamente como se minha jornada não fosse mais a mesma. – Comentei distraída enquanto observava a chaleira apitar tornando o momento ainda mais melancólico.

 

- O que ela tinha de tão importante? – A pergunta dele não tencionara ser maldosa, mais estranhamente me senti incomodada com o questionamento.

 

- Ela é a pessoa mais sincera e amável que conheço, considero ela como uma irmã. – Eu não desejava prosseguir com aquela conversa, eu queria apenas deixar o silencio entre nós dois.

 

E foi isso que fiz.

 

Terminei nosso café em silencio, o servi em silencio, tomamos o desjejum em silencio.

 

Sasuke era o “X” da questão.

 

Eu não queria me apegar, não queria sofrer como Ino, não queria cogitar torná-lo insubstituível.

 

Quando terminamos de comer ficamos deitados no sofá.

 

Sua mão acariciava meus cabelos com a calma de quem quer aproveitar cada segundo.

 

Não sei por quanto tempo ficamos daquela maneira, só sei que quando me levantei já era tarde, e ele aparentemente havia se incomodado com o meu silencio.

 

-Eu vou indo, nós vemos na sexta?- Ele comentou mais calmo enquanto pegava a chave de seu carro e sua blusa.

 

Eu o encarei durante um demorado instante enquanto tentava tirar forças para dizer que ele deveria ficar, porém não consegui.

 

-Sim, na sexta você dorme aqui comigo?- Questionei e ele apenas acenou positivamente.

 

- Se cuida pequena.- Ele disse enquanto me depositava um leve beijo sobre os lábios.-

 

Eu o deixei partir.

 

Bem era uma terça feira amena, o expediente havia terminado a um certo tempo e Sasuke não havia aparecido para tomar o seu desjejum aquela manhã.

 

Aquele fato me alertou de que algo não ia bem. Ele era pontual, não gostava de se atrasar um minuto sequer.

 

Balançando negativamente a cabeça parti em direção ao único lugar que eu deveria o encontrar.

 

Sim, o maldito bar de Strippers.

 

Quando adentrei o ambiente mal iluminado e com o odor típico de álcool me recordei da primeira vez que estive ali. Não eram boas recordações, e para se falar a verdade eu estava ali por pura necessidade.

 

Me sentei no bar iluminado por luzes de Neon, o garçom me deu um de seus sorrisos confortantes enquanto se afastava despejando o Martini sobre o pequeno copo.

 

Não dei muito tempo para processar o que eu estava fazendo ali, bebi o liquido de uma única vez enquanto expressava minha careta ao sentir o ardor sobre a garganta.

 

-O Uchiha veio hoje? - Questionei ao Loiro simpático.

 

-Ah, sim. O show dele deve começar logo após este.- Ele comentou calmo enquanto maneava a cabeça para o palco.

 

Acenei positivamente com a cabeça enquanto lhe sorria.

 

-Obrigado...-

 

Fiquei encostada sobre o balcão enquanto via um ruivo se apresentar.

 

Danças sensuais, corpos sarados, sorrisos reconfortantes e perversos, o paraíso estava instalado a minha frente, porém eu não tinha a menor pretensão de usufruir daquilo tudo.

 

A eletrônica de Kygo cessou e logo se iniciou Robin Schulz.

 

Ele surgiu tão bonito quanto o dia em que eu o vi se apresentar.

 

Hipnotizando a todas as mulheres que estavam ali ele fez questão de escolher sua “vitima”, como um dia eu havia sido escolhida.

 

Ele sorria enquanto se movia ao ritmo da música, instigando para que a mulher a sua frente tocasse em seu corpo.

 

Apertei os olhos com aquela visão.

 

Não era algo bom de se ver. Eu não era apaixonada por Sasuke, tampouco o amava, mais ele era o meu atual ficante, não gostava de ve-ló ser tocado por outra mulher.

 

- Ele e o melhor da casa. – Murmurou novamente o loiro enquanto me encarava de forma curiosa.

 

- A quanto tempo ele está aqui? -Mordi os lábios, mais pela raiva do que por falta de educação.

 

- Quatro anos. Ele gosta do que faz, quem o vé acima do palco tem a falsa ilusão de que ele faz por necessidade. Sasuke tira proveito de sua beleza e faz algo que para ele e diversão, seduzir mulheres. – Ele disse com um riso calmo ao final da frase.-

 

-É... Quanto deu minha conta? – Questionei enquanto revirava minha bolsa. Eu queria gritar para o mundo o quanto eu odiava aquele Uchiha. 

 

-Fica por conta da casa se você me disser seu nome. –

 

Respirei fundo enquanto apertava a visão afim de ver seu nome sobre o crachá.

 

-Prazer Uzumaki, sou Haruno Sakura, e nos vemos por aí.- Eu disse enquanto mandava uma piscadela e me levantava.

 

 Fui para casa com a cabeça com o dobro de pensamentos.

 

 

Passava das onze da noite quanto meu celular vibrou ao meu lado.

 

Ainda que sonolenta encarei a tela iluminada.

 

Fiquei imóvel enquanto encarava a imagem publicada a poucos minutos.

 

Ino Yamanaka e o moreno da balada, juntos dentro de um conversível.

 

Puta que pariu!

 

O que diabos Ino estava fazendo?

 

Ainda que surpresa enviei uma mensagem em seu celular questionando o seu paradeiro. E para minha doce surpresa ela respondeu quase que imediatamente.

 

“Em Los Angeles, e estou me divertindo como nunca! Tire uma semana de folga e venha para cá. ”

 

Encarei aquela notícia com certa preocupação. Ino com certeza estava aprontando, aquilo era uma das suas principais características, ficar brava ou decepcionada com algo e se jogar no mundo.

 

“Ficou louca? Como foi parar aí? ”

 

Enviei quase que imediatamente e ela provavelmente riu com gosto.

 

“To comprando suas passagens agora. Vem pra cá amanhã. Te amo. ”

 

Ela só podia estar de brincadeira, não é?

 

Tentei enviar uma mensagem porem ela já não estava mais online.

 

Droga!

 

Eu não poderia me envolver nas confusões de Ino. Porém pensando por um outro lado eu não viajava a um bom tempo e estava realmente precisando de umas férias.

 

 

Sendo assim Los Angeles seria minha próxima parada.

 

 

 

Eu quase não acreditei no que vi.

 

Ino Yamanaka estava radiante.

 

Não era algo forçado, muito pelo contrário ela estava bem como eu não a vi em anos.

 

Me abraçando com força ela comemorava minha coragem de ir para aquela aventura.

 

-Você precisa conhecer esse local.- Ela disse animada enquanto me puxava aeroporto a fora.

 

A figura escorada no carro não me era estranha, e logo associei a figura masculina ao dia da boate.

 

-O que ele faz aqui? – Comentei baixo enquanto mantinhamos certa distacia do veículo.

 

-Estamos nos divertindo juntos...- Ela riu maliciosa e eu fiquei instantaneamente vermelha. Afinal Ino não fazia o tipo fácil e eu poderia contar com os dedos de uma única mão quais foram os homens com quem ela havia ido para a cama.

 

-Esta transando com ele!? – Perguntei quase que acusatoriamente e ela riu com gosto.

 

-Uhum, e estamos curtindo o melhor de Los Angeles juntos. Ele e hiper divertido Saky, vai entender isso com o tempo.- Ela disse com um tom calmo enquanto me mandava uma piscadela.

 

Adentramos o carro sobre o olhar calmo do moreno tão parecido com Sasuke..

 

Ah meu Deus!!

 

No dia da confusão Sasuke acabou não me respondendo sobre o fato de serem tão parecidos e...

 

-Itachi essa e Sakura..- Ino disse enquanto me dava um beijo sobre o rosto.

 

Ele riu sincero.

 

-Acha que não conheço minha futura cunhada? - Ele comentou divertido enquanto acelerava o Mustang conversível.

 

-Você é irmão do Sasuke? – Questionei cética e ele confirmou.

 

-Caralho...- Foi a única coisa que consegui proferir enquanto me encostava sobre o acento.

 

- Não se preocupe, a diversão que rola aqui fica aqui. – Ele disse serio enquanto me olhava através do retrovisor.-

 

Agradeci mensalmente por sua descrição.

 

Passei tanto tempo distraída enquanto sentia a brisa leve e apreciava a vista que mal notei que havíamos chegado a um dos pontos interessantes do local.

 

Uma balada as onze da manhã.

 

Algo atípico eu diria.

 

Quando adentramos o ambiente escuro e repleto de Luzes de Neon eu me senti mais calma e aliviada. Enfim estávamos em um ambiente em que eu tinha total conhecimento.

 

Procurei Ino com os olhos e a encontrei na pista dançando de forma sensual com o irmão de Sasuke.

 

Body Moves, a música parecia se encaixar completamente no ritmo deles.

 

Talvez houvesse uma possibilidade dela se apaixonar.

 

Levantei minha mão para o barman solicitando uma bebida e fui prontamente atendida.

 

Estava distraída com o bom som e as pessoas tão despreocupadas que a voz dele passou despercebida.

 

-Tomando uma Lagoa Azul antes das onze? Você realmente pega pesado.- A voz rouca se instalou tão próxima de meu lóbulo que eu me arrepiei por completo.

 

Me virei para encontrar o ser no mínimo intrometido e encontrei o par de olhos negros.

 

Não era possível que Uchiha Sasuke estava ali!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...