História Sex Hot com One Direction - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harry Styles Hot, Hot Com One Direction, Hot Com Styles, Sex Hot, Sexo Com Harry, Sexo Com One Direction
Exibições 406
Palavras 1.584
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E esse é o pedido da ~louy, ultimo hot que posto aqui. Espero que tenham gostado de todos os meu trabalhos aqui e que eu tenha agradado aos gostos incriveis (loucos) de vocês.

Na Wattpad tenho outro livro de hot pra quem quiser. No capitulo anterior (nos comentarios) tem o link do meu perfil na Wattpad.

Tenho outra fanfic chamada Early Morning Memories, é com o Haroldo Styles, para quem gostar.

Mais pra frente postarei outras fanfics tambem, então estarei sempre por aqui.

Capítulo 34 - ~louy (J.B) (Special)


Fanfic / Fanfiction Sex Hot com One Direction - Capítulo 34 - ~louy (J.B) (Special)

"Eu não quero." Falei exaltada e meu irmão riu. Ele adora me encher o saco.

"Kayle, vamos logo, vai ser legal." Falou sorrindo e eu cruzei os braços e fiz cara feia.

"Não." Falei rispida e ele revirou os olhos.

"Por que não quer ir?" Perguntou e sorri ironica.

"Por que acha? Aquele babaca do Justin vai com você, e você sabe que ele me odeia." Falei séria e ele sorriu.

"Já você morre de amores por ele." Falou sorrindo e eu bufei e taquei uma almofada nele.

"Não amo ele. Nem nunca vou amar." Falei dando de ombros e meu irmão se aproximou de mim e começou a me fazer cocegas.

"Para Jon, que droga." Reclamei rindo e ele saiu de perto.

"Sem drama queen agora. Por favor, vamos." Pediu de novo.

"Não, vão vocês, não to afim de jogar paintball." Falei e me sentei no sofá.

"Eu queria que você fosse. Talvez eu não volte pra casa, queria passar esse tempo com você." Falou fazendo bico.

"Vai se mudar de casa?" Perguntei.

"Não, claro que não." Falou rapido.

"Então pronto, te vejo amanhã." Sorri e ele revirou os olhos.

"Tabom, não quer ir, não va. Até mais." Beijou minha testa e saiu pela porta.

Permaneci no sofá encarando o nada e suspirei. Eu adoro paintball, mas fiquei sabendo que o Bieber levaria uma garota com ele. Não sou obrigada a ver ele se agarrando com outra.

Não é como se tivessemos alguma coisa, ele vive pegando no meu pé, querendo mandar em mim, é pior que meu irmão.

Mas talvez pela convivencia, e o fato de ele ser um tremendo gato, acabei me apaixonando por ele.

Foi algo meio instantaneo, assim que o vi. Bum. Me apaixonei. O resto é consequencia.

Justin é muito lindo, com aquele cabelo loiro e os olhos cor de mel, que por vezes fica verde. Ele tem uma leve covinha e meu Deus, ele é muito gostoso.

O único defeito dele é ser insuportavel. Fora isso, casaria com ele.

Ouço a porta abrir e olho pra mesma, vendo Justin, vestindo uma roupa meio estranha, porem que combinou com ele, me encarando.

"O que está fazendo aqui?" Perguntei e ele sorriu fechando a porta e andando até mim.

"Não foi pro Paintball por que?" Perguntou e dei de ombros.

"Não estava a fim. Você não deveria estar la?" Perguntei e ele deitou as costas no sofá e colocou uma mão na minha perna.

"Eu fui, mas estava um saco, então voltei." Falou e começou mexer a mão sobre minha perna nua.

"Jon acabou de sair daqui praticamente, vocês não foram juntos?" Perguntei tirando a mão dele da minha coxa e ele sorriu colocando o braço atras do meu pescoço, escorrado no sofá.

"Sim, fomos juntos, e já faz quase uma hora se não percebeu." Justin falou rindo e franzi o cenho.

Olhei pro relógio e notei que realmente já havia passado uma hora. Fiquei brizando e nem percebi a hora passar.

"Nem tinha percebido." Falei e me levantei.

Justin agarrou minha cintura e me puxou pro sofá, me fazendo sentar sem seu colo.

Franzi o cenho.

"Onde vai?" Perguntou com sua boca proxima da minha. Que porra ele esta fazendo?

"Pro meu quarto." Respondi o encarando e sai de seu colo.

O ouvi me seguir enquanto subia as escadas e quando entrei no meu quarto, ele entrou em seguida.

"O que ta acontecendo com você?" Perguntei e ele deu de ombros.

"Como assim?" Perguntou e eu me sentei na cama.

"Desde quando você tenta ser legal comigo e tals?" Ele riu e se sentou do meu lado na cama.

"Quer que eu seja chato de novo?" Perguntou e eu neguei com a cabeça, rapido demais. Ele riu. "Então apenas aproveite." Ele piscou e se levantou, indo até minha comoda.

"Não gosto que mexam nas minhas coisas." Falei vendo ele mexendo nas minhas fotos e ele me olhou sorrindo e voltou a mexer na comoda.

Justin abriu uma gaveta e tirou dela uma calcinha bem sexy.

"Justin, para de.." ele me interrompeu.

"Fio dental?" Perguntou sorrindo e eu corei.

"Para de mexer nas minhas coisas." Falei chegando perto dele e tentando pegar a lingerie, coisa que ele não facilitou.

"Justin me da." Pedi, pulando pra pegar a calcinha e ele riu e cheirou a mesma.

"O que você ta fazendo?" Perguntei espantada e ele sorriu mordendo o lábio e agarrou minha cintura com a mão livre.

"Sentindo o cheiro da sua boceta. Algum problema?" Perguntou com toda a naturalidade do mundo e eu corei da cabeça aos pés.

"Tem, claro que tem. Que tipo de pessoa faz isso, você tem Dawn?" Perguntei e ele riu jogando a calcinha na gaveta e me agarrou com as duas mãos.

"Não eu não tenho Dawn. Desejo de comer você? Sim, isso eu tenho. Muito." Falou e eu fiquei boquiaberta.

"Você andou cheirando alguma coisa por ai ne?" Perguntei e ele sorriu negando com a cabeça.

"Só sua calcinha mesmo." Falou simples e tentei sair de seus braços. Não consegui.

"Pode me soltar?" Pedi e ele sorriu e se aproximou mais, esbarando nossos labios.

"Vai me dizer que não quer que eu te coma?" Perguntou e fiquei quieta.

"Fala pra mim Kayle. Fala que não quer que eu te pegue de jeito, que te prense nessa parede e te foda gostoso. Fala." Ele disse com a voz rouca e minha respiração ficou acelerada.

Se eu quero? Claro que quero. Mas desde quando ele quer isso?

"O que deu em você?" Perguntei e ele sorriu e mordeu meu labio.

"Tesão. Coragem. Vontade. Muitas coisas. Agora quero saber Kayle. Você quer ser fodida ou não?" Respirei fundo e o encarei.

Não respondi. Ao inves disse colei meus lábios no seu e deixei o leve frescor de menta invadir minha boca.

Justin apertou minha cintura em suas mãos e eu arfei sentindo meu corpo esquentar.

Eu não faço ideia do por que disso, mas estou pouco me fodendo. Eu quero ele, e se ele me quer, bem, vamos a isso.

"Sabe o quão boa você é?" Justin perguntou e eu não respondi. Ele agarrou minha bunda e cravou sua ereção em mim.

"Muito, muito boa." Respondeu pra si mesmo e eu sorri sem falar nada.

"Eu quero fazer isso a muito tempo." Ronronou e me prendeu na parede.

"Desde a primeira vez que te vi com aquele shortinho de dormir. Você usava ele pra me provocar não é mesmo?" Perguntou e começou a beijar meu pescoço. "Vocé gostava de saber que eu olhava pra você, que eu desejava você, não é mesmo?" Justin tirou minha blusa e amassou meus seios em seus dedos. Gemi e deixei ele explorar meu corpo.

"Eu não sabia que você olhava. Sempre achei que não reparava em mim." Gemi sentindo sua boca sobre meu mamilo.

"Eu sempre reparei." Ele falou depois de um tempo e eu assenti de olhos fechados. Meus lábios separados deixavam os meus gemidos cairem sem problemas.

"Esse corpo." Justin gemeu e eu so deixei que as sensações me dominassem.

Maõs nos meus seios, lingua, mordida na barriga, short no chão, calcinha rasgada, beijos, lingua, ah.

"Justin." Gemi com a pressão que sua lingua fazia em meu ponto sensivel.

Bieber continuou me chupando até eu gozar em sua boca. Meu corpo todo amoleceu e me senti relaxada.

"Delicia." Jus disse lambendo os lábios e eu sorri preguiçosa.

Justin me levantou do chão e eu enrolei minhas pernas em sua cintura. Nossas linguas se juntaram em um beijo quente e selvagem.

Justin bateu minhas costas na parede e de um momento pra outro, ele me invadiu. Porra. Quando foi que ele abaixou as calças?

Sua respiração batia no meu pescoço e eu apenas fechei os olhos. Justin permaneceu quieto por um tempo e então começou a se mover.

Dentro. Fora. Dentro. Fora. Bombando deliciosamente em mim. Ele não ia rápido, nem devagar, apenas me invadia com todo seu maravilhoso membro, indo fundo em cada investida.

"Nossa." Justin gemeu no meu ouvido e eu sorri, ouvir ele é excitante, gostoso e sempre me da um aperto no pé da barriga.

"Jus." Gemi sentindo ele aumentar sua velocidade.

Conforme ele se movia, meu corpo balançava contra a parede, fazendo minha bunda ser esmagada no local que antes estava frio.

Suas mãos agarravam minhas coxas enquanto ele mantinha a cabeça na curvatura do meu pescoço. A cada gemido novo eu sentia a vibração de sua voz em minha pele.

"Porra." Justin sibilou se forçando mais para dentro de mim, bombando com força, me fazendo gemer alto.

Me senti perto da borda. A cada movimento que ele fazia, seu membro atingia meu ponto G, e a conecção de nossos corpos, fazia seu corpo raspar sobre meu clitóris.

Um alivio bem vindo se fez quando explodi em meu orgasmo, gemendo alto o seu nome.

Justin me tirou da parede e me deitou na beirada da cama, sem sair de mim. Ele permaneceu em pé, agarrando minhas pernas e continuou me invadindo.

Deixei o extase me relaxar e ouvi seu gemido rouco, alto demais.

"Por favor, me diz que você toma pilula." Ele gemeu e eu sorri.

"Fica tranquilo." Falei sorrindo e ele sorriu entre um gemido e aumentou sua velocidade.

Justin gemeu alto e senti ele de esvaziar dentro de mim. Senti um vazio quando ele saiu de dentro de mim e logo vi seu corpo cair ao meu lado.

Eu não sei o que aconteceu aqui, mas espero que aconteça mais vezes.

...


Notas Finais


Eu agradeço de verdade, a todos os leitores (Menos a Samanta kkk Mentira, te adoro Putiane da my life) pelo apoio, os comentarios incriveis, os pedidos, por tudo. Sem vocês não existiria historia.

Adoro todos vocês...


Kisses...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...