História Sex My Brain - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags Amor, Drama, Fanfic, Romance, Sexo, Tragedia
Visualizações 29
Palavras 1.104
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AAAAA ESTOU REPOSTANDO A INSANE COM ALGUMAS MUDANÇAS

Capítulo 1 - Maldito conhecido


Fanfic / Fanfiction Sex My Brain - Capítulo 1 - Maldito conhecido

"Você está livre" essas foram as últimas palavras que eu ouvi antes de deixar George Bush penitenciária.  Minha nova vida está apenas começando, sorrio vitoriosa, quando cheguei frente ao portão. Will um dos chefes da segurança, pediu para que liberassem a saída

Minha estadia na casa de Mary havia acabado, não havia mais nenhuma Mary Smith, estava tudo enterrado nas cinzas do meu passado
Caminhei até o parque mais próximo, minha vida seria difícil daqui pra frente, uma merda, pra falar a verdade. 

Katherine Collins nunca teve sorte na vida, talvez por isso eu tenha acabado desse jeito. Sem teto, sem amigos, sem dinheiro, sem nada. Completamente fodida. 

As pessoas estavam começando a olhar pra mim, como sempre fizeram,  respirei fundo antes de levantar e seguir caminhando
Já estava andando á um bom tempo quando comecei a ouvir um som muito alto e gritos, fui em direção ao local que parecia estar havendo uma corrida de carros, vários adolescentes chapados com cigarros na boca, ri sem humor. Idiotas. Com certeza vão jogar suas vidas fora por um pouco de cocaína e gramas de LSD

Apenas para ficarem um pouco mais populares na escola fodida onde estudam. Em 20 anos de vida nunca tive que me preocupar com status, ser popular nunca foi meu sonho de princesa 

"Vem aqui e me dá um beijo de sorte, delícia"  algum babaca gritou de dentro de um carro preto, ele parecia ferrado de bebida e drogas, um típico jovem problema

"Se eu te beijar. Você vai bater o carro !" grito de volta para ele, tudo que eu toco se destrói, mesmo não me importando com o idiota no carro, não gostaria de ver sua morte. 


"Maluca" ele fez uma careta, amargurado. Bebeu um pouco, antes de entrar no carro, depois eu que sou maluca

"O meu amigo é um ótario" o garoto ao meu lado falou. Ele tinha cabelos loiros bem escuros, olhos verdes e um sorriso amigável no rosto. Um bom garoto, do tipo que eu costumo fugir.  

""Sou Ashton" ele estendeu a mão esquerda em minha direção
"Katherine, mas você pode me chamar de Kate"  Ashton leva minha mão em direção sua boca, beijando. Que cavalheiro. 

"Então Kate o que te trás aqui" ele perguntou sem me olhar, sua atenção estava totalmente na estrada, deveria estar preocupado com o amigo corredor


"Além dos meus pés ?" Ele riu pouco sem graça "Estava andando quando ouvi gritos e som alto"

"Então você resolveu vir até aqui conferir" ele riu, fazendo careta. 

"Exatamente, e você ?  O que te trás aqui, além dos seus pés, é claro. Não parece ser o tipo que gosta de corridas”  disse sincera, até demais. Já que ele me olhou meio sem graça

"Você está certa, só estou aqui porquê não tenho outros amigos" ele deu de ombros, fazendo careta novamente, bem estranho eu diria

Eu melhor do que ninguém entendia como era não ter muitos amigos, é solitário às vezes. Para alguém que já se acostumou a ficar sozinha a vida inteira, amigos não me fazem tanta falta

Estava distraída com meus pensamentos melancólicos, quando dois caras chegaram, ambos traziam consigo garrafas vazias de cerveja

"Não vai apresentar sua nova amiga? Ash.” o mais alto falou. Ele tinha o cabelo pintado de vermelho sangue, e também possuía olhos verdes, um pouco mais fosco que o de Ashton. 

O outro cara era moreno, com traços orientais, muito bonito, mas um pouco anfipático. Nem ao menos sorriu, ou me cumprimentou. 

"Eu posso me apresentar, sou Katherine mas prefiro Kate"  digo. Não ligando muito se pareci rude. 

"Sou Michael, e esse é Calum" ele me cumprimentou e o outro apenas sorriu fraco

" Vocês viram aquilo ?. Jack fodido de merda me cortou da pista" o mesmo babaca que falou comigo antes. Agora estava ainda mais mau humorado, o que de certa forma, o deixava engraçado. 

"O que faz aqui. ?" me olhou de cima a baixo, com desdém, mesmo estando acostumada com aquele olhar, não iria deixá-lo me humilhar

"Você nem a conhece, Luke." Michael tentou aliviar o clima. “Deixe a garota em paz”

"Quer um beijo princesa ?" digo amarga. Homens. Os pedaços de lixo mais gostosos da terra, admirável. 

"Quero, beija meu pau ?" ele forçou um sorriso. Me olhando novamente com desdém. 

"Só se você beijar o meu” retribuo o sorriso. Maldita heterossexualidade que me fazia gostar de homens, maldito ele por ser um homem. Gostoso. 

"Vejo uma mulher burra com um corpo do caralho, que é ofuscado pela frigidez" como alguém que acabou de me conhecer, já pode afirmar que sou frígida ? Lógica nenhuma passa por sua cabeça, garoto. 

"Costuma chamar todas que não querem dar pra você assim ? Frígidas ?" quando a arrogância masculina teria fim ? Talvez quando o céu fosse lilás. 


"Deixa a garota em paz"  seu amigo voltou a dizer. "Esquece isso, pode passar um segundo sem ferir os sentimentos de alguém ?"  Ashton novamente faz careta, qual o problema com o rosto dele ?

“Pau no seu cu” o loiro disse ao amigo, fazendo-me questionar o que esses caras fazem perto desse babaca. O cara é o maior fodido. 

"Você tem cara de quem gosta" falo sem pensar, mas não me arrependendo. Quando uma mulher começa a dar chilique, sempre dizem que é falta de pau, no caso dele, o mesmo. 

"Lave sua maldita boca com tequila pura, antes de dizer algo sobre mim" ele se aproximou perigosamente de mim, seu olhar transmitia faíscas de ódio

"É assim que costuma escovar os dentes ? Eu pude perceber" era realmente possível notar tequila em seu hálito, apesar do cheiro forte, havia uma pequena fragrância de menta no final

"Não se faça de desentendida, linda, ambos sabemos que de escovação de prostituta, você entende !" me acusar de usar meu corpo como forma de sustento era um pouco demais, até para um idiota como ele

"Você não se cansa ? Michael revirou os olhos, solto o ar pesadamente pela boca

"Lembro de você ter me dito isso ontem Michael, quando estávamos fodendo, lembra ?" o que infernos há de errado com ele ? Puta que pariu.

"Lembro de estar cansado de comer seu maldito rabo"  QUE CARALHOS SE PASSA COM ELES ?

"Vocês querem jogar Beer-Pong?" Calum sugeriu, um pouco incomodado, todos estávamos, todos menos ele.

"Parece interessante" bem melhor que continuar com essa conversa, com toda certeza

O jogo havia começado, Luke e eu fizemos uma aposta, me parecia problema, mas não era possível alguém ter tanto azar assim, ou era ? Se tratando de mim, não seria surpresa


GOSTOU ? Então comenta


Notas Finais


GOSTOU ? Deixe sua opinião, me estimula a escrever pra caramba

Kisses


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...