História Sex or Challenge? - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucy Hale, One Direction
Personagens Harry Styles, Lucy Hale
Visualizações 403
Palavras 1.191
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 25 - Sou sua, Inteiramente sua, Harry.


Atena

22 de dezembro de 2016, sexta - feira.

 Entro no salão de festas depois de recompor - me. Minha mãe chama - me e vou até ela. 

 -- Você e o Harry tem que ficar sentados juntos na mesa um junto com os noivos. -- Diz. 

 Murmurando um "ok", vou até a mesa um.


 Harry já está lá conversando alegremente com Alec.

 Aproximo - me e murmuro um "boa noite" e em seguida, sento - me ao lado do Harry.

 Ele sorrir e apóia o braço em meus ombros. Sorrio em resposta e esse pequeno gesto pode ter me afetado mais do que o esperado. 

 O jantar inicia, e depois de Alec e Emily discursarem, a comida é servida.

O garçom trás um prato fumegante com salmão e um pouco de salada. 

 Olho para o preto e minha cara de frustração é evidente... CADÊ A MASSA? LASANHA, STROGONOFF, MACARRÃO, TALVEZ. 

 -- Disfarça essa expressão de decepção, Atena. -- murmura Harry em meu ouvido. 

 Dou uma risada constrangida e começo a 'beliscar' um pouco do peixe. 

 -- O que há de errado? -- pergunta Harry. 

 -- Sinceramente, eu estava esperando algo mais gorduroso. Não comi o dia todo pensando que, uma lasanha ou strogonoff estariam a minha espera. -- murmuro.

 Harry rir.

 Encaro - o com um enorme bico nos lábios. 

Ele sorrir maliciosamente e sussurra em meu ouvido:

 -- Que vontade de morder esse bico, Atena. -- diz e morde o lóbulo da minha orelha.

 -- Então morde. -- murmuro e sorrio. 

 Ele encara - me por um tempo e sorrio. 

 -- Eu preciso ir no banheiro olhar se está tudo certo com minha roupa, já que estou sem calcinha. -- murmuro em seu ouvido e levanto - me dá mesa pedindo licença, vou até o banheiro feminino e olho - me no espelho. 

Está tudo certo com minha roupa e cabelo. Entro em uma das cabines e tranco - me na mesma.

 Será que o Harry vem? 

Espero que sim, pois estou afim de transar.

 Depois de uns dez minutos, abro a porta dá cabine e solto um gritinho quando vejo Harry sentando em cima da pia observando - me. 

 Ele não perde tempo e vem até mim, beijando - me intensamente. 

 - Tranca a porta. -- murmuro e quando desabotoou sua blusa.

 - Já tranquei. -- murmura e desce o zíper dá minha saia e a mesma cai no chão em seguida. 

 Harry dá um passo para trás e encara - me.

 -- Você está usando calcinha, Atena. -- murmura.

 -- Eu precisava de um pretexto para trazer - lo aqui, bebê. -- Murmuro e ele sorrir. 

 Harry pega - me pela cintura e coloca - me em cima da pia de granito. 

Ele beija a curva do meu pescoço e solto um gemido. 

 Meu corpo está pegando fogo, e não vejo a hora dele me comer.

 Solto um gemido alto quando ele começa a massagear meu clitóris.

 -- geme mais baixo, querida, ou vamos atrair uma platéia. -- murmura em meu ouvido e solto um gemido rouco.

 -- Agora, vou foder você. -- Murmura e enfia dois dedos em mim.

 Estou perdida no prazer que ele proporciona - me.

 Harry tira seus dedos de mim, e solto um gemido de frustração, ele rir e em seguida sinto seu pau grande e grosso preencher - me por inteiro. 

 Ele começa com movimentos lentos e precisos.

 Harry morde minha orelha e solto um gemido alto. Ele puxa - me mais para perto de si e abraço - o fortemente.  

Harry aumenta os movimentos e não consigo segurar - me e acabo soltando gemidos altos. 

 -- Foda - se, você é tão gostosa. -- murmura e meu ouvido e em seguida suga a pele do meu pescoço. 

 Respondo - o com um gemido e agarro seu lindo cabelo, puxando - o na medida que ele aumenta suas estocadas 

 -- E M.I.N.H.A -- murmura pausadamente. 

 Sou sua, Inteiramente sua Harry. 


Mordo seu ombro para evitar gritar quando um orgasmo delicioso atinge - me com força. Ele beija meu pescoço sucessivas vezes a medida que chega ao orgasmo. 

 Ele encara - me por um tempo e analiso sua expressão: prazer, cansaço... E Felicidade? Não sei. 

 -- Vamos, ou irão nos procurar. -- diz e beija minha testa. 

 Meu coração pesa apenas com esse simples ato de carinho, ele surpreende - me cada vez mais.

 Harry ajuda - me a vestir a saia, em seguida ele abotoa sua blusa e olho - me no espelho. 

 Minha expressão? Bem, ela diz " acabei de foder e estou pronta para o segundo round" . 

 Harry abre a porta do banheiro e nos deparamos com uma senhora que nos encara confusa.

 -- Com licença. -- murmura Harry e sai do banheiro envergonhado.

 Para tentar desfaçar, continuo olhando - me no espelho. Ela encara - me e sorrir maliciosamente, então entra em uma cabine. 

 Saio praticamente correndo do banheiro e quando estou prestes a chegar no salão, mãos fortes puxam - me para o corredor. 

 -- Oi. -- murmura Harry. 

 -- Oi. -- murmuro.

 Ficamos por um tempo em silêncio; e pela primeira vez em semanas, vejo Harry sem palavras.

 Ele encara - me e em seguida junta nossos lábios. 

Harry beija - me com fervor e algo mais, porém é impossível saber o que é.  

Agarro em seu cabelo e puxo - os com força.

 -- Vamos sair daqui, vamos para minha casa Atena. -- murmura em meu ouvido.

 Encaro - o e vejo um pequeno traço de emoção passar pelos seus olhos, porém é muito rápido e não consigo decifrar o que seja. 

 Ele beija meu pescoço e esse gesto de carinho já se transformou em sua marca. SUA MARCA EM MIM. 

 Em pensar que, posso ficar mais um tempo com ele, meu coração dá saltos e minha barriga enche - se de borboletas. 

 -- Vamos. -- murmuro e ele sorrir. 

Voltamos para o salão de festas e procuro minha mãe. 

Encontro - a conversando com minha tia. Anne. 

 Caminho em direção a elas e vejo Harry ir em direção a vagabunda que ele trouxe. 

 -- Tia Anne. -- murmuro e comprimento - a em seguida.

 -- Oi querida, como está? -- pergunta e sorrir. 

 -- Melhor do que mereço. -- Murmuro.

 -- Algum problema, querida? -- pergunta minha mãe.

 -- Só não estou me sentindo bem, acho melhor ir indo. -- murmuro e despeço - me das duas. 

 -- Quer que eu peça alguém para ir leva - lá? -- Pergunta. 

 -- Não precisa, Harry se ofereceu para ir levar - me. -- murmuro. 

 -- É bom saber que vocês estão se dando bem depois do ocorrido. -- murmura tia Anne. 

 -- Pois é. -- murmuro constrangida.

 Agradeço quando Harry aproxima - se de nós. 

 -- Vamos?o.

 -- Sim. Aqui sua bolsa. -- diz entregando - me a pequena bolsa carteira.

 Saímos do salão de festas e vamos em direção a seu carro. Entramos no mesmo e Harry começa a dirigir. 

 -- Vamos para sua casa? -- pergunto. 

 -- Não, querida. -- diz e sorrir. 

 -- Para onde vamos? -- pergunto confusa. 

 -- É surpresa.


Notas Finais


VOLTEI, BEBÊS!!
DESCULPEM TER DESAPARECIDO, SÉRIO MESMO. PROMETO QUE TODA QUARTA E SEXTA VAI TER CAPÍTULO NOVO, E SE EU NÃO POSTAR, PODEM ME COBRAR!!
ESPERO QUE GOSTEM DESSE CAPÍTULO. BJOCAS DA MADU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...