História Sex to Love - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf, The Vampire Diaries
Personagens Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Derek Hale, Erica Reyes, Isaac Lahey, Katherine Pierce, Kira Yukimura, Lydia Martin, Malia Tate, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stefan Salvatore
Tags Damon, Sexo, Stamon, Sterek, Sterek Leve, Stiles, Yaoi
Visualizações 662
Palavras 2.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aos leitores antigos: Obrigado por ainda estarem aqui <3
Aos leitores novos: Sejam bem vindos a essa fic louca <3
À todos os leitores: Obrigado pelo apoio

Boa leitura! E espero que gostem <3

Capítulo 22 - Capítulo 22


- Damon é tão idiota! – Stiles grita irritado, mas para ao perceber que eles estavam reunidos na sala dos Salvatore ainda – Por que ainda estamos aqui?! Ele pode morrer sem a droga desse anel assim que o sol nascer!

- E o que você sugere? – Malia pergunta irônica – Corrermos toda Beacon Hills procurando um cara que pode estar em qualquer lugar do pais?

- Ele não saiu da cidade! – Stiles insiste desesperado – Ele... que droga... Temos que tentar alguma coisa, Scott, se ele morrer eu... – o garoto sentia sua voz ser atrapalhada pelo choro que parecia vir de maneira automática, não queria Damon morto, só a possibilidade já o assustava

- Vamos encontra-lo, Stiles – Scott fala firme puxando o amigo para um abraço que é correspondido e o Stilinski se acalma um pouco – Tente pensar um pouco, onde você acha que ele iria?

- Eu não sei! – Stiles fala se afastando um pouco do amigo – Ele não deve conhecer muita coisa por aqui, ele pode realmente estar em qualquer lugar!

- Não, não pode – quem fala é Stefan que parecia ter ficado um tempo pensativo, mas logo falou chamando a atenção de todos – Você gosta dele, certo?

- Sim – Stiles responde de maneira firme encarando o Salvatore mas ainda sem saber aonde aquilo iria levar

- Então onde você iria, Stiles? – Stefan pergunta se aproximando do amigo – A pessoa que você ama morreu, para onde você iria Stiles?

O menor parece pensar um pouco, mas logo passa as mãos pelos cabelos de maneira irritada

- Eu não sei! – o menor grita com raiva – Eu não consigo pensar em nada!

- Sim, você consegue, você é o mais inteligente, Stiles – Malia o encoraja, mas ele apenas nega, fazendo ela se irritar um pouco – Damon está morto, Stiles, você nunca mais verá ele...

- O quê...? Por que você...? – Stiles pergunta num tom meio triste para a coyote que continua ignorando o Stilinski

- Ele está morto, Stiles! Onde você iria?! – ela grita se aproximando do menor que sentia sua cabeça doer um pouco

- Eu não sei! Eu iria querer morrer também! – Stiles grita de volta – É doloroso só de pensar...

- Não foi isso que eu perguntei, Stiles – Malia insiste – Onde? Onde você gostaria de morrer?

Stiles parece confuso com a pergunta, sentia seus olhos arderem, não pelo jeito que a garota havia o tratado, mas toda a pressão da situação o fez transbordar, e ele estava chorando novamente

- Eu... – Stiles começa a falar – Que droga, pensa, pensa, pensa – o Stilinski repete com as mãos no rosto – Onde você iria, Stiles? Onde?

Se fosse a situação contraria, onde ele iria? Provavelmente a lugar nenhum, ele só iria querer ficar encolhido na cama chorando e desejando ter Damon de volta, ele só iria abraçar o travesseiro com força sentindo o cheiro do Salvatore nos lençóis, mas ele não estava na casa dele, então ele só poderia estar em mais um lugar.

- Lá em casa – Stiles fala olhando seus amigos, Malia sorri contente

- Isso, Stilinski! – a coyote fala feliz pelo amigo ter conseguido chegar à uma conclusão

- Vamos logo! – Stiles grita saindo pela porta da casa e logo todos seguiam em direção à casa do Stilinski na esperança de encontrar o vampiro, se ele não estivesse lá, Stiles não saberia mais onde procurar.

*_*_*_*_*_*_*

- Nostálgico, não acha? – Damon fala pra se só passando os dedos pelos gibis de super heróis do garoto que ficavam num estante no quarto – Batman, Stiles? Sério?

O vampiro ri ao imaginar o humano hiperativo e explosivo arrumando calmamente a enorme coleção de hq's do Batman que ele tinha, era uma cena engraçada só de imaginar. Ele continua caminhando pelo quarto do garoto tocando a mesa onde o garoto costumava estudar sempre em cima da hora para as provas.

O notebook que ele usava junto com a mochila esquecida num canto do cômodo, lembra dele correndo apresado pelo quarto o expulsando quando seu pai havia chegado no andar de baixo, lembra de ficar na poltrona apenas o observando dormir.

Ele parecia tão calmo dormindo, sereno como se nada pudesse o machucar

- Como se você não pudesse o machucar, Damon... – o Salvatore sussurra tocando os lençóis da cama que ainda tinham o cheiro do menor – Katherine estava certa afinal, você destrói tudo que toca...

Damon se senta na cama e sorri ao sentir que os primeiros raios de sol entrarem pela janela ainda fechada com a cortina e tocar o chão.

- É isso? – o Salvatore ri debochado – Você é um covarde, Damon Salvatore, não pode encarar a realidade? – e o maior sente vontade de chorar novamente, mas ele apenas sorri triste – Não, essa realidade não... Desculpa, eu não consegui... – o vampiro fala olhando para uma foto na comoda ao lado da cama onde o Sheriff abraçava o filho feliz, ambos sorrindo, não queria nem imagina-lo recebendo a notícia que o garoto estava morto.

Se Damon estava se sentindo um lixo, John provavelmente não iria aguentar, era seu único filho, a única companhia que tinha, eram parceiros de vida cuidavam um do outro depois que a mãe do garoto havia morrido, e agora ele estaria sozinho, por culpa de Damon.

Levanta da cama e se aproxima da janela devagar já sentindo seu corpo esquentar e as pontas dos dedos queimarem fracamente, a dor era um pouco incomoda, mas nada além do que ele não conseguisse suportar, nada além do que ele merecesse.

Engole em seco deixando toda sua mão passar e então ele abre a cortina totalmente, seu instinto é de se afastar da janela assim que sente o sol começar a queimar seu rosto, mas ele não o faz, apenas respira fundo e espera ali para tudo terminar.

Era o que ele mais queria naquele momento, era o que desejava, mas não foi o que aconteceu, ele percebe isso assim que uma mão segura seu ombro e o puxa para longe da janela jogando-o na parede contrária do quarto.

- O que está fazendo aqui?! – Damon pergunta irritado olhando o irmão a sua frente

- Impedindo você de fazer mais uma besteira! – Stefan grita encarando o irmão – É isso que você faz, Damon!? Sempre que um problema acontece na sua vida você quer se matar?!

- Você não o compare com os problemas da minha vida, Stefan – Damon grita com raiva se aproximando do irmão – Eu desliguei, Stefan, mas não adiantou nada, porque a mesma droga de vazio no peito ainda está aqui!

Damon instintivamente puxa o irmão pela gola da camisa e o soca irritado, Stefan tenta não atacar o irmão, apenas se defendendo, mas ele logo se ver ser jogado no chão com Damon em cima dele o batendo, mas o problema foi que eles haviam caído perto da janela o que fazia a pele de Damon queimar no processo.

Stefan rapidamente roda com o irmão o afastando da janela e o soca com raiva da atitude do mesmo, mas ele parece não reagir mais

- Damon? – Stefan chama preocupado com o irmão que sentia seu corpo tremer

- Por favor – o Salvatore pede erguendo os olhos para encarar Stefan que só então percebe  que o outro chorava – Não vai parar, Stefan... Essa dor não vai sumir nunca...

- Não posso – Stefan fala saindo de cima de Damon que se senta no chão afastado da janela encarando o outro – Você é meu irmão, Damon, eu sempre vou tomar conta de você

Damon nega com a cabeça, não queria cuidados, não queria simpatia, não queria pena, queria apenas Stiles de volta, coisa que provavelmente parecia estar longe do seu alcance, até que Stefan levanta esticando a mão para puxar o irmão que aceita a ajuda

- Ele está bem, Damon – Stefan fala sorrindo ao ver o irmão erguer os olhos confuso – Ele não morreu

Damon encara o irmão incrédulo soltando sua mão imediatamente com raiva no olhar

- Isso não é assunto pra você brincar, Stefan! – grita irritado

- Eu não estou brincando, Damon – Stefan tenta explicar calmamente – Ele acordou, ele está bem

- Você está mentindo! – Damon estava com raiva – Eu o vi, Stefan! Eu segurei o corpo dele! Ele não pode estar vivo... – a frase fez seu coração apertar

Mas toda a desconfiança do vampiro parece ser sanada quando ele olha para o lado de fora da janela e vê um carro estacionando em frente a casa junto com Scott que vinha em sua moto junto com Kira, vê parte do bando sair do veículo, mas ele se surpreende ao ver Stiles sair do banco do carona.

Quase que imediatamente o menor ergue os olhos para a janela do quarto encontrando os olhos de Damon que ainda o olhavam assustados, Stiles sorri e instintivamente vai correndo para dentro da casa.

- Ele...? – Damon se questiona olhando para o irmão que apenas sorri acenando

- Ele está vivo, Damon – como se essa confirmação fosse o que ele precisava, Damon sai do quarto apressado, descendo as escadas de maneira acelerada não acreditando quando bate com o menor no meio das escadas.

Damon segura o rosto do garoto com as duas mãos e o tocava como se não acreditasse que ele estava ali, Stiles sorri pondo suas mãos sobre a de Damon e tocando como se quisesse ter certeza que o vampiro estava bem.

- Você está aqui... É realmente você... – Damon sussurra vendo o garoto acenar para ele ainda sorrindo

- Você realmente achou que eu ia deixar você assim? – Stiles ironiza e Damon sorri com o comentário, como havia sentido falta do sarcasmo do menor

Quase que automaticamente Damon o puxa colando seus lábios num beijo calmo, sem língua, sem aprofundar, apenas um tocar de lábios para ter certeza que o menor continuaria ali.

Damon sorri após o selinho ao sentir o Stilinski o puxar pela nuca também e beija-lo novamente ainda entre sorrisos, o vampiro deixa sua testa encostada na de Stiles enquanto sentiam as respirações se misturarem, ambos haviam sentido falta daquilo.

- Eu amo você – Damon sussurra vendo o menor o olhar feliz e sorrindo enquanto respondia de volta

- Eu também amo você... – Stiles sussurra voltando a puxa-lo para se beijarem – Tanto Damon – ele fala baixo antes de voltar a juntar os lábios dessa vez num beijo profundo que foi imediatamente correspondido.

- Nunca mais... – Damon sussurra assim que eles separam enquanto ele acariciava sua bochecha com o polegar – Nada, nunca mais ninguém vai machucar você...

Preferia morrer antes de ter a sensação de ver o menor morto novamente

- Eu não vou deixar você, nunca... – Stiles sussurra apoiando a testa no ombro do vampiro e abraçando-o com força enquanto sentia uma carícia em sua nuca

- Como isso aconteceu? – Damon pergunta ainda segurando o menor contra o peito o abraçando enquanto olhava para Stefan que respirou fundo antes de responder

- Ele está em transição, Damon – o Salvatore fala e a reação de Damon não foi outra a não ser puxar o menor mais forte contra o peito e encostar os lábios no topo da cabeça do Stilinski sentindo, pela segunda vez, o chão ser tirado de seus pés.

Os dois não desgrudaram, nem mesmo quando Stiles se desfez do abraço e notou seus amigos os encarando, nem mesmo quando olhou Derek que parecia os olhar de um jeito mais normal, muito menos quando se sentaram no sofá para conversar sobre o acontecido.

Os dedos de Stiles estavam entrelaçados aos de Damon enquanto o Stilinski parecia brincar com os dedos do outro quando parece lembrar de algo e Damon sorri ao ver o menor colocar seu antigo anel no dedo dele, o vampiro sorri e puxa a mão do garoto beijando as costas da mesma.

- O que acontece agora? – Scott pergunta olhando para os irmãos Salvatore, e vê Stefan dar de ombros

- Ele escolhe se transforma ou não – o vampiro fala olhando para Stiles ainda se sentia desconfortável com a situação, não sabia se queria ser um vampiro, não havia decidido aquilo, mas deixar seus amigos e seu pai estava fora de cogitação.

- Ele não vai se transformar, Stefan – Damon fala ainda acariciando a mão do garoto que o encarava surpreso.


Notas Finais


Muito obrigado por todos com comentários do capítulo anterior, amo tanto quando você vêm conversar comigo <3 <3 <3

Espero que tenha alcançado a expectativa de vocês, e tenham gostado.

Agora, porque vocês acham que Damon não quer que Stiles vire vampiro? Queria saber o que vocês tem na cabeça....

Beijinhos e até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...